Home » Internacional, Sociedade

Artigo destaca os 5 maiores mitos sobre a perseguição religiosa a cristãos

Profile photo of Dan Martins Por Dan Martins em 24 de junho de 2012

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Artigo destaca os 5 maiores mitos sobre a perseguição religiosa a cristãos

Instituto Humanitas Unisinos reproduziu um artigo que faz uma análise de um discurso do Papa Bento XVI em que o líder católico destacou a liberdade religiosa com ênfase nos cristãos perseguidos em todo o mundo. A análise foi feita por John L. Allen Jr., publicada no sítio National Catholic Reporter, 13-01-2012. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

O primeiro mito combatido pelo texto é o de que “os cristãos são vulneráveis apenas quando são minoria”. Para combater essa ideia, o artigo cita como exemplo que entre os católicos, dos “26 que perderam suas vidas em 2011, apenas um morreu em um país onde os cristãos são uma minoria: o padre salesiano Marek Rybinski, morto na Tunísia, em fevereiro”. E cita ainda que a Colômbia, sexto maior país cristão do mundo, foi lugar mais perigoso do mundo para ser um agente de pastoral católico em 2011.

“Em qualquer lugar em que os cristãos professam a sua fé abertamente, tomam posições contra a injustiça ou se colocam em perigo por causa do Evangelho, eles estão em risco – seja qual for a demografia religiosa do lugar”, conclui.

O mito de que toda perseguição a cristãos é relacionada ao islamismo foi outro ponto abordado. Apesar de uma grande parcela de perseguidores do cristianismo serem realmente muçulmanos, foram lembradas outras fontes de animosidade anticristã, entre as quais podemos destacar: o ultranacionalismo (como na Turquia, onde nacionalistas extremistas tendem a ser uma ameaça maior do que os islamistas), os Estados totalitários, especialmente do âmbito comunista (China, Coreia do Norte), o radicalismo hindu e budista, o crime organizado, interesses corporativos e até mesmo a perseguição de grupos cristãos que seguem linhas teológicas diferentes.

“Ninguém a viu chegar”. A chamada do terceiro tópico alerta para o fato de que os atos de violência decorrentes da perseguição religiosa não são imprevisíveis, e podem ser prevenidos.

Combatendo o mito de que “só é perseguição se os motivos forem religiosos”, o texto destaca que “muitos teólogos acreditam que o martírio deveria incluir não apenas as mortes por ódio à fé, mas também o ódio a virtudes essenciais para a fé”.

Por fim o texto cita o mito de que “a perseguição anticristã é uma questão da direita”, afirmando que a posição política não tem um peso tão grande nesses casos como já teve no passado em países como os Estados Unidos, e conclui dizendo que “defender os cristãos perseguidos dificilmente é um esforço que deve preocupar apenas a direita política e teológica. Delinear a perseguição anticristã como um jogo político não é apenas uma obscenidade, mas também factualmente impreciso”.



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

Seja o primeiro a comentar

  1. Ae Jairo Luiz tô contigo é não abro! até que fim to feliz de saber que ja tem gente acordando do pesadelo!

  2. Tem um detalhe muito importante e que muitos não comenta; existe muito cristão usando a biblia como escudo indo as filas de bancos e praças publicas sem nenhum preparo, e alí se põe julgando as pessoas em nome de Deus de forma absurda, sensurando que usa brincos, pircens, cabelo grande, tatuagens, roupa curta, e principalmente os homosexuais chamando de abonição e tudo que tem direito. A lei existe e serve para todos e problema de muito pregador é que ele se sente intocado pelo fato de achar que é um messageiro de Deus. O mundo é grande e tem espaço para todos, quem viveu errado acertará as contas com Deus e um bom pastor deve ser sutil em sua abordagem, se os critãos estão sendo perseguido atualmente, a maior parcela de culpa são dos pessímos pregadores.

  3. È uma piada;falar que perseguição a Cristão é mito;Não é verdade que foi formado um grande império religiozo a custa do sangue dos cristão?

  4. Jairo Luis Jairo disse:

    SE AQUI SE FAZ, AQUI SE PAGA >>>> O CRISTIANISMO TEM MAIS DE 1500 ANOS DE CASTIGOS PARA PAGAR. Pois a perguição às outras crenças começou no século 4 e ainda está em franca execução, com a evangelização global, que é a imposição desrespeitosa do lixo cristão a todo o planeta. O SOFRIMENTO DOS CRISTÃOS ESTÁ APENAS COMEÇANDO. Há muita água para rolar até que o cristianismo seja colocado do seu devido lugar, na prateleira dos livros de mitologia.

  5. Jairo Luis Jairo disse:

    A RELIGIÃO É O VERDADEIRO MAL QUE HÁ NO MUNDO.

  6. A perseguição motivada contra os cristãos ocorre em países de maioria ou minoria cristã e pode ser motivada pelo fanatismo religioso ou pela perseguição estatal. Em diversos lugares do mundo pastores estão sendo presos, igrejas estão sendo queimadadas, cristãos são censurados ou impedidos de confessa livremente a fé e tudo isso não passa desapercebido para ninguém. A perseguição em muitos casos pode ser previsível, mas em outros não há como se ter certeza absoluta sobre o que pode acontecer em qualquer lugar do mundo. Outrossim, os missionários cristãos são enviados para pregarem o evangelho, assim como qualquer uma outra pessoa pode dinfundir aquilo que acredita pelo mundo. Eles pregam o evangelho de Jesus Cristo, sem forçar ninguém a se converter a fé. Em diversos casos, algumas pessoas que se convertem, se tornam pastores ou líderes em suas comunidades. Esses homens também estão vulneráveis e podem sofrer hostilidades nas localidades que residem. Por último, aconselhos a todos por aqui visitarem o site da Missão Portas Abertas, que divulga informativos e notícias sobre os cristãos perseguidos ao redor do mundo. Visite o site da missão. http://www.portasabertas.org.br/noticias/

  7. Eu acredito que os supostos mitos da reportagem acima, só existem na cabeça dos idealizadores desse estudo que são suficientemente desinformados em não acompanhar as reportagens veiculadas com frequência pela mídia. É verdade que guerras e perseguições religiosas foram motivadas por vários credos, envolveram as mais variadas circunstância e contextos históricos e foram justificadas pelas mais varidas e abomináveis explicações produzidas pela mente humana. Todavia, o texto está abordando exclusivamente a perseguição motivada contra a fé cristã.

  8. Só esqueceram de um detalhe, não são só os cristãos perseguidos no mundo, sempre houve guerras religiosas.
    Budistas são perseguidos no tibeb(china), imagens de buda com 2 mil anos são destruidas no afeganistão, Sunitas e xiitas( mulçumanos se matam), hindus e mulçumanos se matam na india, mulçumanos e religiões priitivas africanas idem…
    a maior parte da perseguição a cristãoes realmente são em paises mulçumanos pobres, pouco ensino e de minoria cristã…e tb devido ao proselitismo religioso cristão, que mandam missionários, em áreas de conflito na africa e asia.
    áreas geralmente de grande fanatismo religioso….QUEM PROCURA ACHA !!!!
    Cristãos hoje em dia a maioria são nominais, não são mais ferrenhos em sua fé.. mas na europa cristãos perseguiram e matarm judeus e mulçumanos por séculos, milhões de judeus foram mortos, mesmo antes de hitler… no século XIX, no leste europeu devido a grande perseguição que sofriam, judeus começaram migra para israel, criando o movimento Sionista.
    tb tivemos por seculos lutas sangrentas de catolicos e protestantes, até recentemente tinha guerra religiosa na irlanda do norte.
    Tb esquecemos de milhões de africanos mortos, trazidos como escravos da africa, metade morriam de doenças nos porões dos navios… outros torturados e de tanto trabalhar… Diziam que os negros não tinham alma.

    até metade do século passado aqui no brasil, centros de umbanda e candonblé, eram fechados e queimados e pais de santo presos ou mortos/torturados.
    paz

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 454,490 comentários no Notícias Gospel.