Home » Brasil, Destaque, Sociedade

Associação de Bruxos faz petição para que Dilma revogue Dia Nacional da Proclamação do Evangelho

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Associação de Bruxos faz petição para que Dilma revogue Dia Nacional da Proclamação do Evangelho

A lei que criou o Dia Nacional da Proclamação do Evangelho, sancionada pela presidente Dilma Rousseff (PT) em janeiro, se tornou alvo de uma petição online que pede sua revogação imediata.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A iniciativa partiu de uma entidade que congrega bruxos e pagãos, chamada Associação Brasileira da Arte e Filosofia da Religião Wicca, que alega que a data escolhida é uma ofensa à sua crença, e que a lei em si é uma transgressão ao Estado laico.

“Está aberta no Avaaz uma petição que pede a revogação imediata da lei, sancionada em janeiro por Dilma Rousseff, que institui o dia 31 de outubro como o Dia Nacional da Proclamação do Evangelho. […] A petição, que apresenta como autora a Associação Brasileira da Arte e Filosofia da Religião Wicca — que representa os Wicca, bruxos, pagãos e neopagãos do Brasil — tem 8.600 assinaturas”, informou a jornalista Mariana Alvim, do jornal O Globo. “Para a associação, a lei é uma afronta ao Estado laico e às religiões pagãs, que têm no dia 31 uma data sagrada”, acrescentou.

O projeto de lei foi apresentado em 2003, quando foi proposto pelo ex-deputado federal Neucimar Fraga (PSD-ES). A data escolhida é a mesma em que se celebra a Reforma Protestante, e na justificativa o então parlamentar dizia que “na atual situação do mundo, vivenciamos uma violência generalizada contra a sociedade e uma diversificação de costumes que destroem a instituição mais sagrada que é a família”.

Na ocasião da sanção, Dilma afirmou que doravante, no dia 31 de outubro “dar-se-á ampla divulgação à proclamação do Evangelho, sem qualquer discriminação de credo dentre igrejas cristãs”. Antes da assinatura da presidente, o projeto aprovado pelo Congresso Nacional ficou dois anos engavetado no Palácio do Planalto.

31 de outubro

Para o mundo cristão moderno, o dia 31 de outubro tem extrema importância histórica, já que marca o início da Reforma Protestante em 1517, quando o então padre Martinho Lutero, incomodado com a venda de indulgências pela Igreja Católica, colou suas 95 teses na porta da Igreja de Wittenberg, opondo-se a muitas doutrinas da denominação romana e opondo-se ao poder do papa, que à época era absoluto sobre a igreja e muito amplo na sociedade.

Por conta da Reforma Protestante, muitas igrejas hoje históricas foram fundadas, e a própria Igreja Católica reviu boa parte de seus conceitos da época. Das igrejas dissidentes surgiu o movimento cristão chamado evangélico, que orienta inúmeras denominações no Brasil e ao redor do mundo.

Mais Lidas da Internet

Recomendado para Você - Gospel+

Comentários via Facebook

76 comentaram, comente você também!

  1. Levi filhote de lutero ., já dizia o tal de Lopes kkk

  2. Sua anta!Ele era devoto mesmo saindo da Igreja Católica. Não conhece as datas não?

  3. Manuelle ,louca ,larga de ser ridicula,sem querer defender religião ,que aliás por mim acabaria com todas,é a causa de tanta guerra p,pura sujeira,mas vc escreve tanto de lutero,Lutero ,o “çanto” papa são homens igual todos nós sujeitos ap erros,ninguem esta interessado no que ele escreveu,mas na bíblia,em Jesus.Vc ta disgraçando esse site com esses textos longos que 99,9 % não le,segue seu papa,padre,da de come a suas imagens,faz o que quiser mas para com essa loucura dessas merd@ desses textos longos babaca.

  4. Emanuelle posso sentir a força do Espírito Santo em seus textos .,.

    Muito obrigado., muito obrigado ., o senhor é contigo serva fiel .,

    Seus textos são claros como O sol do meio dia ., afugenta os hergeres filhos de herodes

  5. A presidenta dessa associação é Emanuelle, Prova do que falo é só analisar as falas dela contra os evangélicos.

    Boa noite, presidenta Emanuelle peçamos a Deus que tire todas essa mágoas contra quem nunca fez mal contra você, só o bem, pois somente fala em face de que os evangélicos popularizam a bíblia, consequentemente a igreja católica teve que abrir espaço pra a verdade e a democracia;

  6. O único intermediador entre DEUS e o homem é JESUS , o resto é conversa fiada.

    quem achar que santos feito pelo homem pode interceder por alguém, esta enganado, se não deixarem essa idolatria, vão pros quinto dos inferno de cabeça pra baixo.

  7. Princesa A.
    “Se somente Cristo é o salvador, somente no cristianismo há salvação”
    Literalmente! Só Jesus é o Salvador. Desde o primeiro homem Adão, até o último, no futuro, a nascer, só entrará no Céu, pela porta que Jesus, abriu. João 10:9.
    Não querendo dizer com isso que muitos que não tiveram à oportunidade de conhecer a Jesus, e que por isso não irão ser salvos, a exemplo disso são os inocentes. Agora, os que tiveram a chance e rejeitaram, perecerão! Os demais não cabe a mim julgar, aí é com Deus. Ninguém se atreva buscar salvação fora de Jesus, porque não há outro caminho. “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; NINGUÉM vem ao Pai, senão por mim” João 14:6

  8. Tem que ser votada uma lei, proclamando que o Brasil é do Senhor JESUS, feliz a nação cujo DEUS é o SENHOR.

    Tem que banir esse demônio chamado aparecida dizendo padroeira do Brasil, é por isso que o País é um País de terceiro mundo cheio de podridão, ao invés de proclamar que o Brasil é de JESUS, ficam dizendo que é de um santo feito pela mão de homem
    ta amarrado em nome de JESUS isso.

    O Brasil é do Senhor JESUS.

  9. Jornalista Faixa Preta disse:

    O estado brasileiro é LAICO. Portanto, NEM DEVERIAM HAVER FERIADOS CATÓLICOS.
    Se há essa brecha (um furo de flechada na constituição) em favor dos católicos, seria correto haver esse dia de proclamação do Evangelho, mas SEM HAVER FERIADO (ainda mais nesse tempo de crise).

  10. kkkkkkk, e acham que vão conseguir alguma coisa, o choro é livre…
    O país tem muitos católicos, evangélicos, espíritas, umbandistas budistas(religiões orientais diversas), testemunhas de jeová, mórmons, entre outras filosofias que quase não encontramos aqui no interior, agora bruxos eu nunca vi, deve ter meia dúzia por aí…

  11. Até hoje não consigo entender porque os católicos julgam a masculinidade de José, esposo de Maria, dizem: “Maria para sempre virgem” onde que um casal jovem, entre quatro paredes sob o mesmo teto deixaria passar em branco aquilo que é demais desejável?

    • kkk ate hoje eu nao consigo entender….. e porque vc le,sem a assistencia da igreja..veja o que paulo fala 1 timoteo 3-15 entendeu so a igreja guarda as verdades de deus… so quem compos os livros da biblia e que pode traduzir corretamente..ou vc acha que deus ia inspirar homens santos para escrever os livros da biblia e depois entregaria a uma igreja que nao soubesse fazer as interpretacoes…a sabedoria de deus e infinita….vc fala que seria impossivel jjose nao ter relacao com maria….maria ja tinha essa intencao..veja o anjo fala para ela lucas 1-31 o anjo fala que ela ficaria gravida e teria um filho..um detalhe o anjo falou um filho nao e 2 nem 3..continuando olhe a resposta dela.. lucas 1- 34 como podera se dar isso se nao vivo ou tenho relacao com nenhum homem… como uma mulher que esta desposada com um homem fala isso…seria mais ou menos assim um exemplo vc entra num consorcio de carro e depois chega uma pessoa e fala vc vai ganhar um carro…vc ia falar mais como eu vou conseguir isso seria muita estupides sua se vc esta no consorcio e logico que vc vai ganhar o carro….entao maria ja tinha conviccao do celibato. mais e os irmao de jesus..sim jesus tinho muitos irmaos mais nao de sangue…por isso so jesus e chamado filho de maria os demais sempre aparecem como irmaos de jesus. e na cruz jesus entrega sua mae a joao,se jesus tivesse irmaos,seria uma ofensa a lei dos judeus os filhos nao assistirem a sua mae.

    • princesa de Arendelle disse:

      MANOEL

      A verdade: católicos confundem virgindade com santidade.
      Prova é que padre não pode ter mulher, nem bispo, cardeal ou papa.
      Mas isso começou apenas uns 500 anos da era cristã.
      E mesmo com a proibição, MUITOS destes citados acima fizeram sexo e tiveram filhos.

      Jesus escolheu 12 apóstolos e vários eram casados, inclusive Pedro.
      Maria, portanto, tinha de ser declarada eternamente virgem.
      Mas quem falou que o sexo é pecado?

      Um dos títulos de Maria é “imaculada conceição”, sendo que “imaculada” é o que não tem mácula, palavra do latim MACULA, “mancha” e que “conceição” é uma modificação da palavra “concepção”, que significa “o ato de conceber” e “conceber” é engravidar, através de relação sexual entre homem e mulher.

      Pelo exposto, vê-se que a relação sexual é pecado!
      Fazer sexo é uma “mancha” pecaminosa, pelo que a igreja prega.
      E como os membros (entendeu? membros…) do clero católico não podem ter mulher, eles se vingam difamando-a.

      E o ato da “concepção” sem o contato sexual é contrário às leis da natureza, eternas, perfeitas e imutáveis como Aquele que as fez.
      Ora, é claro que Deus pode tudo, mas Ele jamais fez coisa alguma que contrariasse as Leis eternas, perfeitas e imutáveis que Ele mesmo estabeleceu desde o principio do universo.
      Portanto, conclui-se que a virgindade de Maria é um mito criado pela ICAR.

      Alguém já viu uma laranjeira dar maçãs ou uma macieira dar limões?
      Ou de um cachorro nascerem gatos?
      Ou o sol esquecer de reaparecer no outro dia de manhã?

      Ou a terra esquecer dentro de si a semente ali colocada?
      Ou algum planeta sair de sua órbita?
      Nunca, jamais, pois estão em curso leis naturais do próprio Deus.
      E as leis de Deus não têm exceções.

      Se a órbita da Terra se deslocar para perto do sol, ela fica quente demais para haver vida.
      Se se deslocar para longe, a Terra fica fria demais.
      E existe “alguém” por trás de tudo isso…
      Alguém que chamamos “Deus”.

  12. Zeze
    Essa tal de EMANUELLE, que esperar de uma pessoa que sofre de esquizofrenia, ele não pertence a igreja das heresias idólatras?
    Rezam o terço e dizem: “santa maria mãe de Deus” por acaso Deus tem mãe, só mesmo na cabeça dos católicos para conclamar tamanha heresia.

    • princesa de Arendelle disse:

      MANOEL

      Jesus é filho de Deus.
      Jesus é Deus.
      Maria é mãe de Jesus.
      Maria é filha de Deus.
      Maria é mãe de Deus.

      Conclusão: Jesus é filho e pai de si mesmo.

      • Princesa A.
        “Conclusão: Jesus é filho e pai de si mesmo” Não discordo. “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós” João 1:14.
        Mas saiba: Jesus, tem duas naturezas, ou seja, Divina (100% Deus); humana (100% homem), por ter sido Ele homem nascido de mulher, sem a participação masculina e nem pelo poder algum de Maria, mas pelo poder de Deus, foi gerado pelo Espírito Santo, Mateus 1:18. Algo que para o homem, segundo a ciência, é totalmente impossível, menos pára Deus, Lucas 1:37.
        Então, Maria, é mãe de Jesus homem, Mas não é mãe de Jesus Divino (Deus). Deus, foi que criou todas as mães, inclusive a mãe de Jesus. Portanto, o terço rezado pelos católicos, que dizem: “santa Maria mãe de Deus” não é fundamentado na bíblia, mas doutrina de homens, sendo assim, é teologicamente incorretamente, porque na verdade, Deus o Criador, não tem mãe!

        • O contrariando, escreveu Lutero,: “A delicada mãe de Cristo sabe ensinar melhor do que ninguém – pelo exemplo de sua prática – como devemos conhecer, louvar e amar a Deus”… (introdução ao Magnificat, ano 1522).

          • Emanielle
            Já li a bíblia toda e nunca aprendi absolutamente nada de Maria, mas só e unicamente de Jesus. Isso que digo não é coisa de protestante, são ensinamentos bíblicos. Pode perguntar ao Padre de sua igreja paroquial, se há salvação em Maria, com certeza ele que sabe, irá dizer que não, apenas vai deslizar por causa da mariolatria.

          • Emanuela,

            Então se Maria é a mãe, indaga-se: como foi que nasceram os humanos que antecederam-na? A bíblia errou em omitir que Maria estava com Deus na criação?

            Claro que vocês estão falando de Cristo, por Ele ser Deus, mas daí em diante é forçação de barra, talvez pelo fato de vocês terem dificuldade de compreender a ausência da figura feminina na procriação ou então que é verdade que vocês católicos contextualizaram isso em face da deusa regina que permeava o império de ponto a ponto.

        • Calvino, os contrariando, aceita o título “Mãe de Deus”:

          Sustenta a perpétua virgindade de Maria, afirmando que “os irmãos de Jesus” citados em Mt 13,55 não são filhos de Maria, mas parentes do Senhor; professar o contrário, segundo Calvino, significa “ignorância”, “louca sutileza” e “abuso da S. Escritura”. – É confirmado que a palavra “irmãos de Jesus” no pobre dialeto hebraico, significava “PRIMOS de Jesus”.

          A tradução para o grego apenas manteve a forma como os hebreus falavam, causando tremenda confusão entre os indoutos e recentes “evangélicos”, que nunca encontrarão na bíblia, outro que não seja Jesus, sendo chamado de “filho de Maria”.

          Martinho Lutero, também os contrariando, escreveu a respeito de Maria em 1522, sendo já protestante:

          “O que são as servas, os servos, os senhores, as mulheres, os príncipes, os reis, os monarcas da terra, em comparação com a Virgem Maria, que, além de ter nascido de uma estirpe real, é também Mãe de Deus, a mulher mais importante da terra? No meio de toda a cristandade ela é a jóia mais preciosa depois de Cristo, a qual nunca pode ser suficientemente exaltada; a imperatriz e rainha mais digna, elevada acima de toda nobreza, sabedoria e santidade”.

          “Por justiça teria sido necessário encomendar-lhe um carro de ouro e conduzi-la com 4.000 cavalos, tocando a trombeta diante da carruagem, anunciando: ‘Aqui viaja a mulher bendita entre todas as mulheres, a soberana de todo o gênero humano’. Mas tudo isso foi silenciado; a pobre jovenzinha segue a pé, por um caminho tão longo e, apesar disso, é de fato a Mãe de Deus. Por isso não nos deveríamos admirar se todos os montes tivessem pulado e dançado de alegria.Esta única palavra ‘mãe de Deus’ contém toda a sua honra. Ninguém pode dizer algo de maior dela ou exaltá-la, dirigindo-se a ela, mesmo que tivesse tantas línguas quantas folhas crescem nas folhagens, quantas graminhas há na terra, quantas estrelas brilham no céu e quantos grãozinhos de areia existem no mar. Para entender o significado do que é ser mãe de Deus, é preciso avaliar e pesar esta palavra no coração”. (explicação de Lutero para o Magnificat). [Fonte: livro “Maria – Der Weg der Mutter des Herrn”, traduzido para o português por Irmã Arturis e publicado em Curitiba no ano de 1982]. (Está sepultado o ódio, a calúnia e a difamação contra Maria).

          Ao ler estas palavras de Martinho Lutero, que até o fim de sua vida honrava a mãe de Jesus, que santificava as festas de Maria e diariamente cantava o Magnificat, se percebe quão longe os “evangélicos” brasileiros iludidos, estão da correta atitude para com ela, como mesmo o blasfemo Lutero os ensina, baseando-se na Sagrada Escritura.

          Vemos profundamente, como os “evangélicos”, se deixaram envolver por uma mentalidade racionalista desses modernos enganadores, que denominam de seus “pastores”, apesar de que em seus escritos confessionais, se lêem sentenças como esta: “Maria é digna de ser honrada e exaltada no mais alto grau” (Art. 21,27) da Apologia da Confissão de Augsburgo)! Não entraram na fila das gerações profetizadas em Lucas 1,48

        • Lutero era devoto de Maria
          “Quem são todas as mulheres, servos, senhores, príncipes, reis, monarcas da Terra comparados com a Virgem Maria que, nascida de descendência real (descendente do rei Davi) é, além disso, Mãe de Deus, a mulher mais sublime da Terra? Ela é, na cristandade inteira, o mais nobre tesouro depois de Cristo, a quem nunca poderemos exaltar bastante (nunca poderemos exaltar o suficiente), a mais nobre imperatriz e rainha, exaltada e bendita acima de toda a nobreza, com sabedoria e santidade.”
          (Martinho Lutero PAI DO PROTESTANTISMO, ”Comentário do Magnificat”, cf. escritora evangélica M. Basilea Schlink, revista ”Jesus vive e é o Senhor”).

          Isabel, que ficou cheia do Espírito Santo com a visita de Maria, chamou-a de “mãe do meu Senhor”. O crente a chama de “mulher como outra qualquer”…
          Isabel, recebeu o Espírito Santo com a chegada de Maria, grávida de Jesus Cristo, Deus Todo-Poderoso. O “evangélico” fica cheio de ira quando se menciona o nome de Maria…
          João Batista estremece no ventre de Isabel ao ouvir a voz de Maria. O crente se enfurece quando ouve o nome Maria…
          A Bíblia diz que Maria será chamada de bem aventurada por toda as gerações. O crente a chama de mulher pecadora como qualquer outra.
          O protestante rasga os Textos Sagrados. E jura defender a Bíblia. Seguem o que querem e desprezam o que não lhes interessa!

        • Lutero era devoto da Bem Aventurada Virgem Maria
          Apesar do atual preconceito protestante no que diz respeito aos tradicionais artigos de fé católicos, como a Comunhão dos Santos, confissão auricular, Purgatório, Papado, sacerdócio, matrimônio sacramental etc, pode surpreender a muitos descobrir que Martinho Lutero era um profundo conservador em algumas de suas posições doutrinais, como na regeneração batismal, na eucaristia e, particularmente, em relação à Bem-Aventurada Virgem Maria.

          Lutero era completamente devotado a Nossa Senhora, e crente em todas as doutrinas tradicionais marianas. É certo que esta constatação não é muito freqüente nas biografias protestantes sobre o reformador, contudo, é um fato irrefutavelmente verdadeiro. Parece ser uma tendência natural que os discípulos atuais do Protestantismo procurem se projetar no perfil do fundador do movimento que seguem. Saber que o Luteranismo de hoje não tem uma Mariologia muito consistente, leva-nos a supor que também Lutero tivesse – ele mesmo – opiniões similares com relação a este ponto.
          Todavia, nós veremos, por meio de fontes escritas pelo próprio Lutero, que os fatos históricos são bem diferentes. Para tal, nós consideraremos citações do ex-monge nos vários aspectos da doutrina Mariana.

          Lutero (bem como os principais reformadores, por exemplo, Calvino, Zwingli, Cranmer) aceitava a opinião de que Jesus não possuía nenhum irmão de sangue, crendo também na doutrina tradicional da Perpétua Virgindade de Maria, e reconhecendo seu status como Teotokos (Mãe de Deus):

          “Cristo era o único filho de Maria. Das entranhas de Maria, nenhuma criança além dEle. Os ‘irmãos’ significam realmente ‘primos’ aqui: a Sagrada Escritura e os judeus sempre chamaram os primos de ‘irmãos’.” (Martinho Lutero, Sermões sobre João 1-4, 1534-39)

          “Cristo, nosso Salvador, foi o fruto real e natural do ventre virginal de Maria. Isto se deu sem a cooperação de um homem, permanecendo virgem depois do parto.” (Martinho Lutero, idem.)
          “Deus diz: ‘o filho de Maria é meu Filho somente.’ Desta forma, Maria é a Mãe de Deus.” (Martinho Lutero, Ibidem)

          “Deus não recebeu sua divindade de Maria; todavia, não segue que seja conseqüentemente errado afirmar que Deus foi carregado por Maria, que Deus é filho de Maria, e que Maria é a Mãe de Deus. Ela é a Mãe verdadeira de Deus, a portadora de Deus. Maria amamentou o próprio Deus; ele foi embalado para dormir por ela, foi alimentado por ela, etc. Para o Deus e para o Homem, uma só pessoa, um só filho, um só Jesus, e não dois Cristos. Assim como o seu filho não são dois filhos… Mesmo que tenha duas naturezas.” (Martinho Lutero, “Nos Conselhos e na Igreja”, em 1539)

          Provavelmente, a opinião mariana mais antagonista de Lutero, seja a aceitação da Imaculada Conceição de Maria que, na época, ainda não era artigo de fé, que só aconteceu em 1854 na Igreja Católica. A respeito deste fato há um questionamento: sobre os aspectos técnicos das teorias medievais sobre a concepção e sobre a alma teriam se alterado mais tarde em Lutero? Para alguns teólogos eminentes do Luteranismo, como Arthur Carl Piepkorn (1907-1973) do Seminário Concórdia em São Luis, nos Estados Unidos, mantêm a aceitação da doutrina:

          “É uma opinião doce e piedosa que a infusão da alma de Maria ocorreu sem o pecado original; de modo que, ao infundir a sua alma imune ao pecado original, foi adornada com presentes de Deus, recebendo uma alma pura, infusa por Deus; assim, desde o primeiro momento em que começou a viver ela esteve livre de todo o pecado.” (Sermão: “No dia da concepção da Mãe de Deus,” Dezembro [?] 1527, de Hartmann Grisar, S.J. Luther, da tradução da versão do alemão para o inglês por E.M. Lamond, editado por Luiggi Coppadelta, Londres: Kegan Paul, trincheira, Trubner, primeira edição, 1915, Vol. IV [ de 6 ], p. 238; revisado por Werke alemão, Erlangen, 1826-1868, editado por J.G. Plochmann e J.A. Irmischer, editado por L. Enders, Francoforte, 1862 ff., 67 volumes; citação 15 2 , p. 58)

          “É cheia de graça, proclamada para ser inteiramente sem pecado, algo tremendamente grande. Para que fosse cheia pela graça de Deus com tudo de bom e para fazê-la vitoriosa sobre o diabo.” (Martinho Lutero, Livro Pessoal de Oração, 1522)

          Uma das referências mais antigas à Imaculada Conceição aparecem no seu Sermão de Casa no Natal (1533) e em De Encontro ao Papado de Roma (1545). Lutero não acreditava que esta doutrina deveria ser imposta a todos os crentes, por achar que a Bíblia não ensina explicita e formalmente sobre o assunto. Isso se justifica pela sua teoria da “Sola Scriptura”. Mas, ele mesmo acreditava na Assunção corpórea de Maria ao céu – crença que nunca renegou, embora criticasse excessos na celebração desta festa. No seu sermão em 15 de agosto de 1522, quando pregava pela última vez na festa da Assunção, afirmou:

          “Não se pode haver nenhuma dúvida que a Virgem Maria está no céu. Como isso aconteceu, nós não sabemos. E já que o Espírito Santo não nos revelou nada sobre isso, não podemos fazer disso um artigo de fé. É suficiente sabermos que ela vive em Cristo.”

          Lutero era favorável à pratica devocional da veneração a Maria e expressou isso em inúmeras ocasiões com veemência:

          “A veneração de Maria está inscrita no mais profundo do coração humano.” (Martinho Lutero, Sermão em 1º de setembro de 1522.)

          “Maria é a mulher mais elevada e a pedra preciosa mais nobre no Cristianismo depois de Cristo… Ela é a nobreza, a sabedoria e a santidade personificadas. Nós não poderemos jamais honrá-la o bastante. Contudo, a honra e os louvores devem ser dados de tal forma que não ferem a Cristo nem às Escrituras.” (Martinho Lutero, Sermão na Festa da Visitação em 1537.)

          “Nenhuma mulher é como tu! És mais que Eva ou Sara, sobretudo, pela nobreza, bem-aventurança, sabedoria e santidade!” (Martinho Lutero, Sermão na Festa da Visitação em 1537.)

          “Devemos honrar Maria como ela mesma desejou e expressou no Magnificat. Louvou a Deus por suas obras. Como, então, podemos nós a exaltá-la? A honra verdadeira de Maria é a honra a Deus, louvor à graça de Deus. Maria não é nada para si mesma, mas para a causa de Cristo. Maria não deseja com isso que nós a contemplemos, mas, através dela, Deus.” (Martinho Lutero, Explicação do Magnificat, em 1521.)

          Lutero vai além: dá à Bem-Aventurada Virgem Exaltada a posição de “Mãe Espiritual” para os cristãos.
          “É a consolação e a bondade superabundante de Deus, o homem pode exultar por tal tesouro: Maria é sua verdadeira mãe, Jesus é seu irmão, Deus é seu Pai.” (Martinho Lutero, Sermão de Natal de 1522.)
          “Maria é a Mãe de Jesus e a Mãe de todos nós, embora fosse só Cristo quem repousou no colo dela… Se ele é nosso, deveríamos estar na situação dele; lá onde ele está, nós também devemos estar e tudo aquilo que ele tem deveria ser nosso. Portanto, a mãe dele também é nossa mãe..” (Martinho Lutero, Sermão de Natal de 1529.)

          Uma coisa é certa: a rejeição dos protestantes atuais à Mãe de Deus é novidade, coisa recente…
          Fonte:
          SEXUGI, Fábio Alexandro. A devoção de Martinho Lutero a Maria.
          Site Amigos de Nossa Senhora.

        • “No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um varão chamado José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. Entrando onde ela estava, disse-lhe: Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo! Ela ficou intrigada com estas palavras, e pôs-se a pensar qual o significado daquela saudação. O anjo acrescentou: Não temas, Maria. Encontras-te graça junto de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e o chamarás com o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; ele reinará na casa de Jacó para sempre, e o deu reino não terá fim. Maria, porém, disse ao anjo: Como pode acontecer isso, se eu não conheço homem algum? O anjo lhe respondeu: O Espírito Santo virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra; por isso o Santo que nascer será chamado Filho do Altíssimo. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice, e este é o sexto mês [de gestação] para aquela que chamavam de estéril. Para Deus, com efeito, nada é impossível. Disse então Maria: Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo retirou-se”. (Lc 1, 26-38)
          “Com grande grito exclamou [Isabel] : Bendita és tu entre as mulheres, bendito é o fruto do teu ventre! Donde me vem que a mãe do meu Senhor me visite?”. (Lc 1,1-41).

        • Quem lança ódio sobre Maria e disfarça com a palavra “polêmica” são os protestantes modernos. Todos os cristãos primitivos desde os apóstolos até os reformadores fundadores do protestantismo veneravam e tinham Maria como “a virgem mãe de Deus”. A teóloga luterana Elizabeth Parmentier, catedrática da universidade de Estrasburgo, diz que: “muitos protestantes reconhecem que a ocultação total da mãe de Cristo não está conforme a Sagrada Escritura, nem com as confissões da antiga igreja, nem com a opinião dos reformadores”. (Comentário ao Magnificat, conforme escritora evangélica M. Basilea Schlink, revista “Jesus vive e é o Senhor”).
          Ninguém agride mais Maria que os protestantes modernos. Fazem isso contraditoriamente, pois a Confissão protestante de Augsburgo reconheçe em Maria um papel especial dizendo: “Maria é digna de ser honrada e exaltada no mais alto grau” (Art. 21,27).

          Exatamente! A Bíblia não diz que devemos denegrir Maria, rejeitar Maria nas cerimônias e muito menos levantar falso testemunho contra Maria. Antes ensina que devemos dar glória e honra aos que praticam o bem, como Maria praticou sem igual: “Glória, honra e paz para todo aquele que pratica o bem” (Rm 2,10)!
          Maria é sim mãe de Deus, assim como a mãe deste pastor é mãe dele. A mãe do pastor não gerou seu espírito (Ecl 12,7), foi Deus, e nem por isso ela deixou de ser sua mãe. Todos temos um espírito criado por Deus e que retorna a Deus, assim como Jesus retornou, e nem por isso Jesus Deus, nós ou os protestantes, deixamos de ter mães que nos tornaram visíveis.
          A prova cabal de que Maria é imaculada, é seu Filho, que se afirmava “filho do homem”, ou seja, humano. Mas humano sem pecado, uma exceção a Romanos 3,23, “com efeito, todos pecaram e todos estão privados da glória de Deus”. Ora, Jesus não está incluído nesse “todos”, mesmo sendo filho de uma mulher. ”Quem fará sair o puro do impuro? Ninguém!” (Jó, 14,4). Atribuir pecado a Maria é atribuí-lo também a Jesus, e contradizer-se quando diz como o pastor: “ Todos herdamos o pecado de nossos pais.” . Um melhor conhecimento das Escrituras iria poupar este pastor de tanto mico.
          É um absurdo dizer que Maria se tornou pecadora por ter trazido o Salvador ao mundo. Maria ofereceu um sacrifício para submeter-se à Lei de Moisés, como Cristo o fez (Gl 4,4), apesar de não precisar (Mt 17,23-26): para não ser causa de escândalo (Mt 17,26) e dar exemplo de obediência, para que saibamos que devemos obedecer à Lei de Cristo como eles, Maria e Jesus, obedeceram à lei de Moisés.
          Maria é sim Intercessora, e provaremos pelas Escrituras: No evangelho de Mateus (22, 30), Jesus Cristo ensina que os ressuscitados “são como os anjos de Deus no céu”. Zacarias diz: que “o anjo intercedeu por Jerusalém ao Senhor dos exércitos” (1, 12 -13).
          As Escrituras mostram que um santo “homem de Deus” (2 Reis 4,8-9), como era Eliseu em vida, mesmo depois de morto, suas relíquias, ou seja, seus ossos, pôde mediar os poderes de Deus, a ponto de ressuscitar um homem, que saiu caminhando sobre seus pés. (2 reis 13-20,21). Nas Bodas de Caná, onde Nosso Senhor não queria fazer o milagre (pela a falta de vinho), pois “ainda não havia chegado Sua hora”, bastou Nossa Senhora pedir para que seu Filho fizesse o milagre, que Ele adiantou sua hora para atender à intercessão de sua Mãe Santíssima.
          Maria foi serva, assim como é Jesus servo de Deus. (Mt 12,18-21) – Ela está pronta a obedecer e oferecer sua vida, seu ventre, sua alma, seus sonhos ao Senhor. Ela é de Deus. Ela está disponível para Deus.
          É verdade, Maria não foi apedrejada naquele tempo. O verdadeiro apedrejamento de Maria começou após a morte dos reformadores protestantes. Seitas pipocaram e diariamente os modernos arautos destas põe-se a apedrejar Maria, seja por insultos verbais ou por artigos sutis como este que ora refuto. Tudo isso por observarem a devida glória e honra que os católicos lhe prestam. Protestante moderno por o nome de “Maria” numa filha? Nem pensar. Antes o do ladrão Zaqueu, ou qualquer outro errático num filho.
          Todos já sabemos que Maria é uma criatura de Deus, seu Salvador. O que o pastor omite e repetiremos á exaustão é que aproximadamente 750 anos antes de Maria nascer, ela já era projeto de Deus para a salvação do mundo. “uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamará Deus conosco!” (Is 7,14); e teve sua assunção prefigurada no sinal do céu, no último livro da bíblia: “Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma Mulher revestida de sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas. Ela deu à luz um Filho, um varão, que há de reger todas as nações com vara de ferro” (Ap 12,1,5).
          A mãe de Jesus nos ensina com um lindo mandamento: “Fazei tudo o que Ele vos disser.” (João 2,5); … e Jesus disse ao discípulo amado: “Eis aí tua Mãe!” E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.” (Jo 19,26-27). Nós a levamos para casa, pastor. Quando vocês protestantes modernos a levarão??? Repito sua última frase acima: “Seguir a orientação de Maria é de fato obedecer a Jesus.” – Quando o senhor vai seguir a Jesus???
          “Aquele que não conhece a verdade é simplesmente um ignorante, mas aquele que a conhece e diz que é mentira, este é um criminoso”.

          • Mente qualquer um que diga, protestante lança ódio a Maria mãe de Jesus, ela é uma mulher santa que foi escolhida entre muitas para ser a mãe de nosso único Salvador, que cumpriu bem o seu papel de esposa de José, e mãe de Jesus. O mais é só examinar a bíblia.

        • “AMADOS PROTESTANTES : QUEM É O HOMEM (VARÃO) NASCIDO DESTA MULHER DE APOC. 12 E QUE VIRÁ A GOVERNAR O MUNDO NUM REINO QUE NÃO TERÁ FIM ?”

          “Pode o puro[Jesus] Vir dum ser impuro? Jamais!”( Livro de Jó 14:4)

          E não me venham com o velho papo de que apenas não a adoram. Todo católico sabe que Maria não é deusa para ser adorada, mas ela merece ser honrada, pois foi a escolhida para ser a MÃE DO NOSSO SALVADOR.

          Suas atitudes e indidefenças para com ela, demonstram todo desprezo por aquela que deve ser proclamada bem aventurada por TODAS GERAÇÕES (Lucas 1).

          Apocalise 12,1-17 :“Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma Mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas. Estava grávida e gritava de dores, sentindo as angústias de dar à luz. Depois apareceu outro sinal no céu: um grande Dragão vermelho, com sete cabeças e dez chifres, e nas cabeças sete coroas. Varria com sua cauda uma terça parte das estrelas do céu, e as atirou à terra. Esse Dragão deteve-se diante da Mulher que estava para dar à luz, a fim de que, quando ela desse à luz, lhe devorasse o filho. Ela deu à luz um Filho, um menino, aquele que deve reger todas as nações pagãs com cetro de ferro. Mas seu Filho foi arrebatado para junto de Deus e do seu trono. A Mulher fugiu então para o deserto, onde Deus lhe tinha preparado um retiro para aí ser sustentada por mil duzentos e sessenta dias… Este, então, se irritou contra a Mulher e foi fazer guerra ao resto de sua descendência, aos que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus.”

          PERGUNTAS QUE NÃO CALAM E OS PROTESTANTES NÃO CONSEGUEM RESPONDER – POR QUE ?

          1ª)-Quem é este homem ? NASCIDO DESTA MULHER ? E que virá a governar UM REINO QUE NÃO TERÁ FIM ?

          2ª)-O Dragão com VÁRIAS CABEÇAS ? ( As lideranças protestantes brigando entre si).

          3ª)-A mulher foi arrebatada ? Que mulher é esta que foi arrebatada se não Maria a mesma que deu à Luz ao varão (homem) , virá a governar UM REINO QUE NÃO TERÁ FIM ?

          4ª)- Pergunta que Não Cala: A IGREJA GEROU CRISTO ?, OU CRISTO GEROU A IGREJA ? ( Conf.: Mateus 16,18) ?

          5ª)-Quem persegue nos dias de hoje e odeia Maria, e a única e verdadeira Igreja fundada por Cristo conforme: Mateus 16,18 ?
          Para um bom entendedor, meia palavra basta concordam ? – Tudo isto se confirma: O pior cego é o que não quer ver, concordam ? Pois a dedução é SIMPLES, não compliquem por puro egoísmo e revanxismo cego: Se o homem é Jesus é evidente que a MULHER É MARIA e ponto final.

          • Aí vc falou sério, “Pode o puro[Jesus] Vir dum ser impuro?” De maneira alguma! Tanto é que Deus, procurou uma virgem e não uma fornicadora ou prostituta qualquer, não querendo dizer com isso, que uma mulher que tenha tido relações sexuais antes de se casar, não possa entrar no Céu, mas para isso terá que se arrepender e pedir perdão a Deus em nome de Jesus, já as mulheres que guardam a sua virgindade para o casamento, não necessitam de arrependimentos por isso, porque o sexo entre casados não há pecado.
            Maria, sem sombras de dúvidas é uma mulher santa, foi esposa de um homem por nome José, e que, só tiveram relações sexuais depois do nascimento de Jesus, Mateus 1:25, geraram filhos, nem por isso pecaram. sexo no casamento é autorizado por Deus.
            Se quiserem saber sem examinar a bíblia, não xingue, me pergunte, tenho prazer em responder.

        • 1.Maria não é Mãe de Deus – Ela é mãe de Jesus e Jesus é Deus, mas ela não é mãe de Deus. Jesus tinha duas naturezas distintas: divino e humana. Como Deus ele não teve mãe e como homem não teve pai. Como Deus ele sempre existiu, é o Pai da eternidade, o criador de todas as coisas. Como Deus ele pré-existe a todas as coisas é a origem de todas as coisas.
          Pura manobra de hereges! Maria é sim mãe de Deus, assim como a mãe destes pastore hereges que ensinam errado. A mãe do pastor não gerou seu espírito (Ecl 12,7), foi Deus, e nem por isso ela deixou de ser sua mãe. Todos temos um espírito criado por Deus e que retorna a Deus, assim como Jesus retornou, e nem por isso Jesus Deus, nós ou os protestantes, deixamos de ter mães que nos tornaram visíveis.
          Jesus é eterno (Jo 1:1). Antes que Abraão existisse, ele já existia (Jo 8:58). O filho não pode vir primeiro que a mãe. Se Maria é mãe de Deus, José é padrasto de Deus e Ana tia de Deus, e João Batista primo de Deus, e Eli avô de Deus.
          No princípio Jesus era um espírito e ganhou nome de “Jesus” e “mãe” pela intervenção de Maria. Aproveito para corrigir o pastor quanto aos “parentes de Deus”: Ana jamais foi “tia” de Deus, como ele afirma. Deveria soltar menos chistes e conhecer melhor as Escrituras.
          2.Maria não é Imaculada – A tese de que Maria não herdou o pecado original nem tão pouco não cometeu nenhum pecado em toda a sua vida não tem nenhum amparo nas Escrituras. Esse dogma da imaculada conceição foi promulgado pelo papa Pio IX em 8/12/1854.
          Puro engodo! A festa da Imaculada Conceição, que já se festejava muito antes, comemorada em 8 de dezembro, foi definida como uma festa universal em 1476 pelo Papa Sisto IV.
          O Papa Pio IX , em 1854 apenas CONFIRMOU, sancionou a Imaculada Conceição naquele ano, quando isto já era fato professado já desde os cristãos primitivos. Quer uma prova?
          – O apóstolo S. Tiago Menor, o qual realizou o esquema da liturgia da Santa Missa, prescreve a seguinte leitura, após ler uns passos do antigo e do novo testamento, e de umas orações: “Fazemos memória de nossa Santíssima, Imaculada, e gloriosíssima Senhora Maria, Mãe de Deus e sempre Virgem”. (S. jacob in Liturgia sua, anos 42 a 62 d.C).
          – O apóstolo Santo André escreveu: “Tendo sido o primeiro homem formado de uma terra imaculada, era necessário que o homem perfeito nascesse de uma Virgem igualmente imaculada, para que o Filho de Deus, que antes formara o homem, reparasse a vida eterna que os homens tinham perdido.” (Cartas dos Padres de Acaia, exposição ao procônsul Egeu, atas do martírio de Santo André)
          Em (Lc 1,28), O Anjo Gabriel chega à Nossa Senhora e a saúda com as palavras “Ave, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres”. Como alguém que fosse um escravo do demônio, alguém que peca e tornará a pecar, poderia ser chamada de “cheia de graça”? Obs: na saudação do anjo à Maria, nos originais consta “kecaritwmenh”, que significa “cheia de graça”, e não agraciada como iludem os protestantes em suas más traduções.
          A Bíblia, porém, ensina que todos pecaram. Todos herdamos o pecado de nossos pais. Não foi dirente (sic) com Maria. Então, por que Jesus nasceu de Maria e nasceu sem o pecado original? Porque Jesus não nasceu de um intercurso entre Maria e José, mas o ente que nela foi gerado, o foi pelo Espírito Santo. Jesus é semente da mulher.
          A prova cabal de que Maria é imaculada, é seu Filho, que se afirmava “filho do homem”, ou seja, humano. Mas humano sem pecado, uma exceção a Romanos 3,23, “com efeito, todos pecaram e todos estão privados da glória de Deus”. Ora, Jesus não está incluído nesse “todos”, mesmo sendo filho de uma mulher. ”Quem fará sair o puro do impuro? Ninguém!” (Jó, 14,4). Atribuir pecado a Maria é atribuí-lo também a Jesus, e contradizer-se quando diz como o pastor: “ Todos herdamos o pecado de nossos pais.” . Um melhor conhecimento das Escrituras iria poupar tanto mico.
          Maria se reconhecia pecadora e chamou Deus de seu salvador (Lc 1:46-47). Ela ofereceu um sacrifício pelo pecado quando foi levar Jesus ao templo aos oito dias de vida (Lc 2:22-24 cf. Lv 12:6-8).
          É um absurdo dizer que Maria se tornou pecadora por ter trazido o Salvador ao mundo. Maria ofereceu um sacrifício para submeter-se à Lei de Moisés, como Cristo o fez (Gl 4,4), apesar de não precisar (Mt 17,23-26): para não ser causa de escândalo (Mt 17,26) e dar exemplo de obediência, para que saibamos que devemos obedecer à Lei de Cristo como eles, Maria e Jesus, obedeceram à lei de Moisés.
          3.Maria não é Mediadora ou Intercessora – Somente Deus pode ouvir e atender as nossas orações. Somente ele é digno de receber culto. O culto a Maria e as orações que são feitas a ela estão em desacordo com o ensino da Bíblia. Ela precisaria ter os atributos exclusivos da Divindade, como onisciência, onipotência e onipresença para poder ouvir todas as orações e interceder. Somente Deus é digno de ser adorado. A veneração a Maria como Mãe de Deus, Rainha do céu, mãe da igreja está em total desacordo com o ensino da Palavra de Deus.
          Infelizmente, muito protestante entende pouco de teologia e muito de ódio. Confundem o culto que os católicos tributam aos santos com o culto que se deve a Deus. Para introduzir o assunto da intercessão dos santos é necessário esclarecer a diferença que existe entre os cultos de “dulia”, “hiperdulia” e “latria”.
          1. culto de latria (grego: “latreuo” ) quer dizer adorar – É o culto reservado a Deus.
          2. culto de dulia (grego: “douleuo” ) quer dizer honrar. É o culto reservado aos santos. “Glória, honra e paz para todo aquele que pratica o bem.” (Rm 2,10)
          3. culto de hiperdulia (grego: hyper, acima de; douleuo, honra) ou acima do culto de honra, sem atingir o culto de adoração. É o dedicado a Maria Santíssima. “Uma mulher revestida de sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas. Ela deu à luz um Filho, um varão, que há de reger todas as nações com vara de ferro” (Ap 12,1,5).
          Maria é sim Intercessora, e provaremos pelas Escrituras: No evangelho de Mateus (22, 30), Jesus Cristo ensina que os ressuscitados “são como os anjos de Deus no céu”. Zacarias diz: que “o anjo intercedeu por Jerusalém ao Senhor dos exércitos” (1, 12 -13).
          As Escrituras mostram que um santo “homem de Deus” (2 Reis 4,8-9), como era Eliseu em vida, mesmo depois de morto, suas relíquias, ou seja, seus ossos, pôde mediar os poderes de Deus, a ponto de ressuscitar um homem, que saiu caminhando sobre seus pés. (2 reis 13-20,21). Nas Bodas de Caná, onde Nosso Senhor não queria fazer o milagre (pela a falta de vinho), pois “ainda não havia chegado Sua hora”, bastou Nossa Senhora pedir para que seu Filho fizesse o milagre, que Ele adiantou sua hora para atender à intercessão de sua Mãe Santíssima.
          Os pastores, desonestamente pegam as palavras “Onipresença” e “Onisciência”, atributos de Deus, e maliciosamente aplicam aos santos, quando os santos, não fazem uso disto, eles tem visão beatífica “face a face”(1Cor 13,12), e são “participantes da natureza divina” (2 Pd 1,4) “… tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos.” (Ap 5,8-9). “E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus ” (Ap 8,4) . Cai mais um sofisma.
          A doutrina proclamada “Tudo por Jesus, nada sem Maria” está em desacordo com o ensino das Escrituras.
          Por favor, capítulo e versículo onde se diz “nada por Jesus e tudo sem Maria”, contrariando o que os católicos dizem.
          A Bíblia diz claramente que Jesus é o único Mediador (1 Tm 2:5; Jo 14:6; 1 Jo 2:1; Rm 8:34; Hb 7:25). (confira os textos mais não torsa (sic) a verdade)
          Vejamos o que diz de fato estes versículos distorcidos pelo pastor:
          (1 Tm 2:5) – “Só há um mediador entre Deus e os homens, Jesus cristo”
          – Aqui mostramos como a interpretação do pastor é falsa, pois o original texto de São Paulo – inteiro, sem a tesoura do pastor – mostra em que sentido Cristo é único mediador – como Salvador de todos os homens. Veja: “Porque há um só Deus e só há um mediador entre Deus e os homens, que é Jesus Cristo homem, QUE SE DEU A SI MESMO PARA REDENÇÃO DE TODOS” (1Tim 2, 5-6). – São Paulo, nesta mesma carta, indica também intercessores secundários: “…Antes de tudo, que façam deprecações, orações, INTERCESSÕES e ações de graças por todos os homens (…) POR QUE ISTO É BOM E AGRADÁVEL DIANTE DE DEUS, NOSSO SALVADOR.” (1Tm 2, 1-3). (conforme bíblia protestante)
          Jo 14:6 – “Jesus lhe respondeu: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”.
          Só um protestante mesmo para pensar que os santos vão ao Pai sem Jesus. O próprio Jesu o calará: “Cuidado! Não desprezeis um só destes pequenos! Eu vos digo que os seus anjos, no céu, contemplam sem cessar a face do meu Pai que está nos céus.”(MT 18,10). Certamente também o pastor desconhece que Deus vive com os santos mortos no céu (Ap. 6, 9-11). E ignora que Maria foi a Jesus e propiciou Seu primeiro milagre na terra, transformando água em vinho.
          1 Jo 2:1 – “Filhinhos meus, isto vos escrevo para que não pequeis. Mas, se alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo”.
          – Aqui apenas diz que Jesus é UM intercessor que perdoa junto ao Pai, mas não nega outros intercessores, como já provado em (1Tm 2, 1-3), (Zc 1, 12 -13), (2 reis 13-20,21)
          Rm 8:34 – “Quem os condenará? Cristo Jesus, que morreu, ou melhor, que ressuscitou, que está à mão direita de Deus, é quem intercede por nós!”.
          – Este versículo isolado e fora do contexto não abrange o contexto ensinado por Jesus. Mesmo no tema salvação/condenação, os ensinamentos de Jesus pedem a intercessão dos mortais: “Se alguém vir seu irmão cometer pecado que não é para a morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecaram para a morte. Há pecado para a morte, e por esse não digo que ore. Toda iniqüidade é pecado, e há pecado que não é para a morte”. (1 João 5, 16-17).
          Hb 7:25 – “É por isso que lhe é possível levar a termo a salvação daqueles que por ele vão a Deus, porque vive sempre para interceder em seu favor. “
          – E quem disse que Maria foi salva por Deus sem ser através de Jesus Cristo??? Maria vai a seu Filho, como seu Filho veio por ela para a salvação do mundo. Como é gratificante ter uma mãe no céu que pode rogar por nós a Deus e seu Filho. Repetimos a omissão protestante: “…Antes de tudo, que façam deprecações, orações, INTERCESSÕES e ações de graças por todos os homens (…) POR QUE ISTO É BOM E AGRADÁVEL DIANTE DE DEUS, NOSSO SALVADOR.” (1Tm 2, 1-3) (conforme as bíblias protestantes de João Ferreira).
          4.Maria não é Co-Redentora – A salvação é obra exclusiva de Deus. Ninguém pode acrescentar nada ao que Deus já fez através do seu Filho. O sacrifício de Cristo foi completo, total, cabal e suficiente.
          Claro que a Salvação é obra exclusiva de Deus e o sacrifício de Cristo é suficiente. Mas, suficiente para salvar só os que cumprem os Mandamentos e se esmeram para isso. O absurdo que acabamos de ler acima, baseia na quimera protestante do pensar que já estão salvos. . Dizia São Paulo: “… O que falta às tribulações de Cristo, completo na minha carne, por seu corpo que é a Igreja” (Colossenses 1,24), e “Ao contrário, castigo o meu corpo e o mantenho em servidão, de medo de vir eu mesmo a ser excluído depois de eu ter pregado aos outros”(1 Cor 9,27), – “Portanto, quem pensa estar de pé veja que não caia” (1 Cor 10,12). – Está provado, pastor, que a sua farsa protestante da “salvação certa” não harmoniza com o Novo Testamento.
          Dizia ainda o despretensioso São Paulo: ” Porque de nada me sinto culpado; mas nem por isso me dou por justificado; o Senhor é quem me julga. Pelo que não julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não só porá às claras o que se acha escondido nas trevas, mas ainda descobrirá os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor” (1 Cor 4, 4-5). Não diga quem sobe ao céu, e nem quem desce ao inferno, “pastor” (Rm 10,6-7). Não sabe para onde vai o protestante que se diz “salvo”. Isto é estelionato teológico e pecado grave contra o Espírito Santo.
          Vejamos o que diz ainda a palavra de Deus: “Se alguém vir seu irmão cometer pecado que não é para a morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecaram para a morte. Há pecado para a morte, e por esse não digo que ore. Toda iniqüidade é pecado, e há pecado que não é para a morte”. (1 João 5, 16-17)
          Qualquer um que cumpre este ensinamento da palavra de Deus é um co-redentor. Por que Maria não é??? Será que protestante sabe o que é um Redentor? Vejamos: “Redentor” – O que livra da escravidão ou das aflições. Já o “co-redentor” apenas ajuda o Redentor a absolver, como no caso do versículo citado acima, com as orações solicitadas pelo apóstolo João.
          A Bíblia é clara em afirmar – At 4:12.
          Este versículo diz: “Em nenhum outro há salvação, porque debaixo do céu nenhum outro nome foi dado aos homens, pelo qual devamos ser salvos.” – Estamos tratando de intercessão e não de salvação. Nunca conheci alguém que estivesse querendo ser salvo por um santo. Pura manobra desonesta, sistematicamente usada nos sofismas protestantes. Por favor, respeite as Escrituras e abdique da desonestidade.
          5.Maria teve outros filhos – A Bíblia não ensina a virgindade perpétua de Maria. 1) Mt 1:25 – Contudo, não a conheceu enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus. O relacionamento com José não era desonra para ela (Hb 13:4). Se ela tivesse casada com José sem ter relação com ele, isso sim, seria motivo de transgressão. (1 Co 7:5)
          Pura manobra e uso desonestos destes versículos! O pastor acrescentou a palavra “ENQUANTO” em (Mt 1, 25), para vender sua farsa. Seu blefe se baseia na sua acrescentada palavra “enquanto”, QUE NÃO CONSTA no texto de Mateus, e que até a bíblia protestante de João Almeida traduz por “ATÉ QUE”. Lá, quer dizer apenas, que José não conheceu Maria “ATÉ QUE” nasceu Jesus, e não fala que José a conheceu depois. – Confirmava Lutero pai dos protestantes: “Destas palavras não se pode concluir que, após o parto, Maria tenha tido consórcio conjugal. Não se deve crer nem dizer isto.” (Obras de Lutero, edição Weimar, tomo 11, pg. 323)
          A Bíblia registra que Maria deu à luz o seu filho primogênito (Lc 2:7). Jesus não era o filho unigênito, mas primogênito, o primeiro de outros.
          Puro engano! O pastor desconhece completamente a semântica bíblica. O termo “primogênito” em hebraico, não significa o mesmo que em português. Jesus foi apresentado como “primogênito” no templo, sem que viessem outros depois (Lc 2,22-23).
          – Deus ordena: contar todo o primogênito varão dos filhos de Israel, da idade de um mês para cima (Num 3, 40). Ora, se há primogênito de um mês de idade, como é que se pode exigir que, para haver primeiro, haja um segundo? Logo, há primogênito sem que haja, necessariamente, um segundo filho. Era “primogênito” quem nascesse menino ou animal macho, e não se nascesse outro depois daquele (Ex 13, 2). Curiosamente a tradução protestante confirma que primogênito é aquele que abrir toda madre (Ex 13, 2), sem precisar de outro. – A “teologia” protestante é um poço de ignorância.
          A Bíblia é clara em informar que ela teve outros filhos: Mt 13:54-56; Mc 6:3; Sl 69:8; Lc 2:7; Mt 1:24,25; At 1:14
          Puro embuste! Em nenhum dos versículos acima se diz que Maria “teve outros filhos”. E dou um doce para o protestante que mostrar um versículo que diga isso.
          O termo “irmãos de Jesus” destes versículos, refere-se a primos ou discípulos, já que no hebraico qualquer parente ou discípulo era chamado de “irmão”. Confira nas escrituras:
          (Lv 10,4) Misael e Elizafã são primos dos filhos de Arão. (diz-se irmãos).
          (Gn 13,8) Abrão é tio de Ló. (diz-se irmão).
          (Gn 29,10-12) Jacó é sobrinho do pai de Raquel. (diz-se irmão).
          (Gn 29,15) Labão é tio de Jacó. (diz-se irmão).
          (Mc 6,3) Tiago, José, Judas e Simão, são primos de Jesus. (diz-se irmãos).
          (Jo 20,17-18). Os apóstolos eram discípulos de Jesus. (diz-se irmãos).
          6.Maria não foi assunta ao céu – No dia 1/11/1950 o papa Pio XII promulgou o dogma de que o corpo de Maria ressuscitou da sepultura logo depois que morreu, que o corpo e alma se reuniram e que ela foi elavada (sic) e entronizada como Rainha do Céu, recebendo um trono à direita de Seu Filho.
          A Coroa foi Deus que deu (Ap 12,1,5), já o “trono à direita de Jesus”, é presente do pastor.
          A Assunção de Maria apenas foi confirmada em 1950. A cristandade sempre celebrou a Assunção de Maria. Vários livros históricos dos cristãos dos primeiros séculos documentam a Assunção de Maria, são eles: Acts of St. John by Prochurus, no século II; Joannis liber de Dormitione Mariae, e De transitu B.M. Virginis, ambos do século IV.
          – São João Damasceno que morreu no ano 749 (MUITO ANTES DE 1950) já festejava a ASSUNÇÃO DE MARIA, escreveu: “… Não é Maria que precisa de elogios, nós é que precisamos de sua glória. Um ser glorificado, que glória pode receber ainda? a fonte da luz, como será iluminada ainda? Ela [Maria] cativou o meu espírito, ela reina sobre a minha palavra, dia e noite sua imagem me é presente. Mãe do Verbo, dá-me de que falar!… Eis aquela cuja festa celebramos hoje em sua santa e divina Assunção”. (São João Damasceno (675-749) – da homilia sobre a dormição da Mãe Santíssima de Deus na festa da Assunção – pág. 96, 753-761).

          • Manoel, H E R E G E !

          • Emanuelle
            Pode me chamar de qualquer nome, se me chamas de herege, é poque me odeias. Jesus, te ama do mesmo jeito que me amas.
            A bem da verdade, sem medo de errar, continuarei recitando: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” Atos 4:12

        • LUTERO E MARIA
          Quantos protestantes usam o nome de Lutero para justificar as suas heresias, mentiras e falsos testemunhos, contra a única Igreja de Jesus Cristo? Perseguem os Santos, Virgem Maria, Imagens, o Santos Padre etc. Como se não bastasse, criam doutrinas satânicas, adulteram a Bíblia Sagrada e se dividem como se a Igreja de Jesus Cristo fosse um corpo místico mutilado e desunido.
          Mas será que eles seguem mesmo Lutero? Ou será que Lutero é apenas um bode expiatório para suas heresias? Lutero jamais acusou o Santo Padre de ter dado ordens para que se vendessem indulgências (Absolvições), muito pelo contrario, Lutero isenta o Santo Padre de qualquer culpa a respeito disso, mas o protestantismo fez o seu papel maligno de criar as fábulas sobre indulgências, o mesmo se fez com a inquisição.
          Lutero era devoto de Maria, jamais pregou qualquer coisa contra a Bem Aventurada, nunca negou a sua intercessão; ai fica a pergunta: por que os protestantes não seguem o criador do protestantismo? Já que usam o seu nome para se justificar, então use toda a sua ideologia; seria o mais coerente.
          O protestantismo de hoje em dia não tem nada a ver com Lutero; ele era alcoólatra, fornicador, adúltero e esquizofrênico, mas não cometeria o erro de perseguir a Mãe de Deus como fazem hoje os filhos da serpente. Eu mesmo sendo um critico de Lutero, tenho que reconhecer que se ele estivesse vivo hoje, estaria chorando vendo no que se transformou aquilo que ele mesmo começou, não tenho dúvidas, Lutero cuspiria na cara dos protestantes de hoje em dia.
          A virgindade perpétua de Maria:
          Segundo Lutero, Jesus Cristo era filho único de Maria e seus irmãos eram primos, ele também não deixa de mencionar que na cultura Hebraica primos eram tratados como irmãos.
          “Cristo era o único filho de Maria. Das entranhas de Maria, nenhuma criança além dEle. Os ‘irmãos’ significam realmente ‘primos’ aqui: a Sagrada Escritura e os judeus sempre chamaram os primos de ‘irmãos’.” (Martinho Lutero, Sermões sobre João 1-4, 1534-39)
          “Cristo, nosso Salvador, foi o fruto real e natural do ventre virginal de Maria. Isto se deu sem a cooperação de um homem, permanecendo virgem depois do parto.” (Martinho Lutero, idem)
          “Virgem antes, no, e depois do parto, que está grávida e dá à luz. Este artigo (da fé) é milagre divino” (Lutero, já no fim de sua vida: [FiM95], pg.1122 Sermão Natal 1540: WA 49,182)
          “Ele, Cristo, nosso Salvador, era o fruto real e natural do ventre virginal de Maria … Isto aconteceu sem a participação de qualquer homem e ela permaneceu virgem mesmo depois disso” (Lutero, “Sermões sobre João”, cap. 1 a 4, 1537-39 dC)
          “Creio firmemente que Maria, conforme as palavras do Evangelho que afirmam que de uma Virgem nos nasceria o Filho de Deus, permaneceu sempre pura e intacta Virgem durante e depois do nascimento de seu Filho” (Ulrich Zwinglio, citado em “Corpus Reformatorum” v.1, p.424)
          Maternidade divina de Maria:
          Como todo o devoto de Maria, Lutero afirma com todas as letras que a Bem Aventurada era Mãe de Deus. Lutero também não deixa de alfinetar Nestório e seus Nestorianos ao afirmar que não existe dois Cristos (Cristo Homem e Cristo Deus).
          “Deus diz: ‘o filho de Maria é meu Filho somente.’ Desta forma, Maria é a Mãe de Deus.” (Martinho Lutero, Ibidem)
          “Deus não recebeu sua divindade de Maria; todavia, não segue que seja conseqüentemente errado afirmar que Deus foi carregado por Maria, que Deus é filho de Maria, e que Maria é a Mãe de Deus. Ela é a Mãe verdadeira de Deus, a portadora de Deus. Maria amamentou o próprio Deus; ele foi embalado para dormir por ela, foi alimentado por ela, etc. Para o Deus e para o Homem, uma só pessoa, um só filho, um só Jesus, e não dois Cristos. Assim como o seu filho não são dois filhos… Mesmo que tenha duas naturezas.” (Martinho Lutero, “Nos Conselhos e na Igreja”, em 1539)
          “Esta é a consolação e a transbordante bondade de Deus, que Maria seja sua verdadeira mãe, Cristo seu irmão, Deus seu Pai… Se acreditares assim, então estás de verdade no seio da Virgem Maria e és seu querido filho.” (Lutero, Kirchenpostille, ed. Weimar, 10.1, p. 546.)
          “Por isso em uma palavra compendia-se toda a sua honra: quando se a chama mãe de Deus, ninguém pode dizer dela maior louvor. E é preciso meditar em nosso coração o que significa ser mãe de Deus.” (Lutero, Comentário ao Magnificat, de 1521, [FiM95], pg.1121. Sermão, 1522:WA 7,572)
          Imaculada Conceição:
          Algo que deixa as pessoas totalmente confusas com a divisão protestante, são as suas contradições, pois os protestantes dizem que a doutrina da Imaculada Conceição só foi inventada a partir de seu dogma em (1854), segundo os teólogos protestantes, antes de (1854) ninguém acreditava na doutrina da Imaculada Conceição, sendo assim, a crença protestante é de que uma doutrina só passa a existir depois que é proclamado seu dogma; porém Lutero em 1527 já pregava a doutrina da Imaculada Conceição séculos antes do seu dogma ser proclamado, alguns teólogos protestantes como Arthur Carl Piepkorn (1907-1973) mantêm a aceitação do dogma da Imaculada Conceição a partir dos escritos de Lutero.
          ”É uma doce e piedosa crença esta que diz que a alma de Maria não possuía pecado original; esta de que, quando ela recebeu sua alma, ela também foi purificada do pecado original e adornada com os dons de Deus, recebendo de Deus uma alma pura. Assim, desde o primeiro momento de sua vida, ela estava livre de todo pecado” (Lutero, Sermão sobre o Dia da Conceição da Mãe de Deus de 1527)
          “É uma opinião doce e piedosa que a infusão da alma de Maria ocorreu sem o pecado original; de modo que, ao infundir a sua alma imune ao pecado original, foi adornada com presentes de Deus, recebendo uma alma pura, infusa por Deus; assim, desde o primeiro momento em que começou a viver ela esteve livre de todo o pecado.” (Sermão: “No dia da concepção da Mãe de Deus,” Dezembro [?] 1527, de Hartmann Grisar, S.J. Luther, da tradução da versão do alemão para o inglês por E.M. Lamond, editado por Luiggi Coppadelta, Londres: Kegan Paul, trincheira, Trubner, primeira edição, 1915, Vol. IV [ de 6 ], p. 238; revisado por Werke alemão, Erlangen, 1826-1868, editado por J.G. Plochmann e J.A. Irmischer, editado por L. Enders, Francoforte, 1862 ff., 67 volumes; citação 15 2 , p. 58)
          “É cheia de graça, proclamada para ser inteiramente sem pecado, algo tremendamente grande. Para que fosse cheia pela graça de Deus com tudo de bom e para fazê-la vitoriosa sobre o diabo.” (Martinho Lutero, Livro Pessoal de Oração, 1522)
          Parece-me que Lutero tinha visões do futuro, só pode, pois ele acreditava em uma doutrina que segundo os protestantes, só foi criada três séculos depois da rebelião. Incrível isso!
          Veneração à Maria:
          Bem, sendo ele devoto de Maria, Lutero venerava a Mãe de Deus, doutrina totalmente repudiada pelos filhos da serpente.
          “A veneração de Maria está inscrita no mais profundo do coração humano.” (Martinho Lutero, Sermão em 1º de setembro de 1522.)
          “Maria é a mulher mais elevada e a pedra preciosa mais nobre no Cristianismo depois de Cristo… Ela é a nobreza, a sabedoria e a santidade personificadas. Nós não poderemos jamais honrá-la o bastante. Contudo, a honra e os louvores devem ser dados de tal forma que não ferem a Cristo nem às Escrituras.” (Martinho Lutero, Sermão na Festa da Visitação em 1537.)
          “Nenhuma mulher é como tu! És mais que Eva ou Sara, sobretudo, pela nobreza, bem-aventurança, sabedoria e santidade!” (Martinho Lutero, Sermão na Festa da Visitação em 1537.)
          “Devemos honrar Maria como ela mesma desejou e expressou no Magnificat. Louvou a Deus por suas obras. Como, então, podemos nós a exaltá-la? A honra verdadeira de Maria é a honra a Deus, louvor à graça de Deus. Maria não é nada para si mesma, mas para a causa de Cristo. Maria não deseja com isso que nós a contemplemos, mas, através dela, Deus.” (Martinho Lutero, Explicação do Magnificat, em 1521.)
          “Quem são todas as mulheres, servos, senhores, príncipes, reis, monarcas da Terra comparados com a Virgem Maria que, nascida de descendência real (descendente do rei Davi) é, além disso, Mãe de Deus, a mulher mais sublime da Terra? Ela é, na cristandade inteira, o mais nobre tesouro depois de Cristo, a quem nunca poderemos exaltar bastante (nunca poderemos exaltar o suficiente), a mais nobre imperatriz e rainha, exaltada e bendita acima de toda a nobreza, com sabedoria e santidade” (Lutero, Comentário ao Magnificat)
          “Não há honra, nem beatitude, que se aproxime sequer, por sua elevação, da incomparável prerrogativa, superior a todas as outras, de ser a única pessoa humana que teve um Filho em comum com o Pai Celeste.” (Lutero, Deutsche Schriften, 14, 250)

          “Maria é a maior e a mais nobre jóia da Cristandade logo após Cristo… Ela é nobre, sábia e santamente personificada. Jamais conseguiremos honrá-la suficientemente.” (Lutero, Sermão do Natal de 1531)
          Intercessão de Maria e de todos os Santos:
          E como não poderia faltar, um verdadeiro devoto de Maria, pede a intercessão da Bem Aventurada e de todos os Santos.
          “Ninguém nunca se esqueça de invocar a Virgem e os santos pois eles podem interceder por nós.” (Lutero, Prep. ad mortem)

          A Igreja Luterana no (Manifesto de Dresden), se propõe a voltar à suas origens e propagar todo o seu amor e devoção a Bem Aventurada, assim como Lutero o fazia, sabendo que tal devoção foi retirada do quadro doutrinal da Igreja Luterana por causa da propagação dessas seitas protestantes ditas pentecostais, tais seitas usavam o nome de Lutero sem ao menos saber quem foi Lutero. Nesse manifesto os Luteranos se propõe a examinar corretamente as Aparições Marianas e aceitá-las.
          Pequeno trecho do “Manifesto de Dresden” (05/1982)
          “Somente Deus pode permitir que Maria se dirija ao mundo, através de aparições. Cristãos Evangélicos da Alemanha, deveremos talvez continuar a opor-lhes recusa e indiferença? Temos o direito de examinar tais fatos. Seria o cúmulo da tolice ignorarmos a voz de Deus que fala ao mundo, pela mediação de Maria, e dar-lhe as costas, unicamente, porque Ele faz ouvir sua voz através da Igreja Católica”
          No mesmo manifesto, Teólogos Protestantes Alemães afirmam que a Igreja Católica é a única que cumpre perfeitamente a profecia Bíblica onde diz: (Todas as gerações proclamarão Maria Bem Aventurada até o fim dos tempos).
          Pequeno trecho do “Manifesto de Dresden” (05/1982)
          ”No seu Magnificat, Maria declara que todas as gerações a proclamarão bem-aventurada até o fim dos tempos. Todos nós verificamos que esta profecia se cumpre na Igreja Católica e, nestes tempos dolorosos, com intensidade sem precedentes. Na Igreja Evangélica, tal profecia caiu em tão grande esquecimento que dificilmente se encontra algum vestígio da mesma.”
          Quando vemos a Igreja Luterana se propondo voltar à suas origens, é porque a coisa está feia mesmo no protestantismo.
          Lutero acreditava na:
          Maternidade Divina de Maria.
          Virgindade Perpétua de Maria.
          Imaculada Conceição.
          Para Lutero Maria era:
          A maior jóia depois de Jesus Cristo.
          Mulher totalmente venerável.
          Nossa intercessora ao lado dos Santos e Santas.
          Então fica a pergunta:
          De onde vieram as serpentes protestantes que tentam dar uma abocanhada certeira no calcanhar da Bem Aventurada?
          Voltem para casa luteranos, a Igreja única de Jesus Cristo estará de braços abertos para recebê-los novamente. Desde que a conversão seja de coração.
          Autor: Cris Macabeus.
          Referencias bibliográficas:
          Martinho Lutero, Sermões sobre João (1534-39).
          Sermão Natal (1540).
          Ulrich Zwinglio, citado em Corpus Reformatorum.
          Martinho Lutero, Nos Conselhos e na Igreja (1539).
          Lutero, Kirchenpostille, ed. Weimar.
          Lutero, Comentário ao Magnificat (1522).
          Lutero, Sermão sobre o Dia da Conceição da Mãe de Deus de (1527)
          Martinho Lutero, Livro Pessoal de Oração, (1522).
          Martinho Lutero, Sermão em 1º de setembro de (1522).
          Martinho Lutero, Sermão na Festa da Visitação em (1537).
          Lutero, Deutsche Schriften.
          Lutero, Sermão do Natal de (1531).
          Manifesto de Dresden (05/1982).

          • Procure falar a verdade, mentir é coisa de perdedor e não de cristão. Todo e qualquer derrotado sai do foco com objetivo de justificar os seus erros.
            Tudo que comento, primeiro examino a palavra de Deus, pois se desse parecer pessoal, depois teria que dizer, dou minha opinião. Aliás, fazer conjectura teológica fora da bíblia, tem nome: Heresia!
            Observemos a Paulo, que diz: ” Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema” Gálatas 1:8
            Paulo, em suas 14 epístolas pregou só e unicamente em nome de Jesus…Por que então, o cristão ensinar em outro nome?

          • ERROS DA APOLOGETICA CATOLICA(ALGUNS) 1-Creer que o protestantismo tem o anti-catolicismo como principal e distintiva premissa. 2-rotular todos os que discordam deles como ‘anti-catolicos’ 3-mencionar Lutero como se fosse uma fonte religiosa enquanto nossa fonte é soamente a biblia. 4-discurso soberbo presunsuoso despreciativo com o interlocutor. 5-pertubadora falta de um argumento logico e convincente.6-motivação preconceituosa puro ranço sectario.ETC…

    • Manoel

      É isso mesmo, essa tal de Emanuelle, caminha rumo ao inferno , a Bíblia ensina que a língua é um orgão do corpo que sendo mal usada leva a pessoa para a perdição, esse criatura Emanuelle , usa a língua para ficar xingando os pastores , e falando mal dos evangélicos, sem dúvida essa criatura Emanuelle, é filha de satanás.

    • manoel leia bbiblia….mais antes tira os oculos protestantes que so vem o que quer…e joga fora a tesoura protestante que corta o que nao interessa….. maria e a mae deus. e maria e rainha…. a nao ser que vc seja testemunha de jeova,que acha que jesus nao e deus…a biblia e bem clara e nao deixa duvida lucas 1-41-43 segundo as escrituras…isabel cheia do ESPIRITO SANTO proclama como posso merecer que a mae do meu senhor venha me visitar…para os judeus nao existia outro senhor a nao ser deus..maria e mae do verbo encarnado que se fez carne..ela nao e a criadora de deus…..pilatos perguntou para jesus tu es rei..jesus disse sim…e se jesus e rei automaticamente maria e rainha,sendo ela mae de um rei.

      • Parabéns! Critique mais esses hereges.

      • Maria foi mãe de JESUS, sem duvida que foi, mais ela não pode ser idolatrada , Maria, não pode interceder por ninguém, o único intermediador entre DEUS e o homem é JESUS.
        Aparecida, não existe este nome na Bíblia, quem inventou esse nome foi os idolatras, Aparecida não é padroeira de nada, eu repreendo esse demônio, a Bíblia diz, feliz a nação cujo DEUS é o SENHOR.

        O Brasil é do Senhor JESUS, todos os evangélicos postem aqui no site, o Brasil é do Senhor JESUS.

        Vamos lá digam isso, o Brasil é do Senhor JESUS, vamos expulsar esse demônio chamado Aparecida, por trás dessa imagem tem um demônio escondido.

      • Verdade Roberto paz e bem o senhor é contigo servo de Deus .avante no combate dos hereges deste site herético

  13. Emanuelle, quem vai ler tantos comentários? E além do mais: Muito longo com tantas heresias.

  14. Desde de q seja feriado ótimo., aliais deveria ser feriado o dia da Bíblia ., já que temos no Brasil inúmeros feriados catolicos., inclusive o dia de São Pedro deveria ser feriado tbm igual e no Nordeste .,.

    O dia de São João tbm , o importante é festejar estas figuras tão ilustre e querida por todo o povo brasileiro.,

  15. Emanuelle ,não falo nadacontra nem a favor da sua religião,mas procura ajuda psicologica com urgencia,vc ta doida .

    • OI.

      Essa tal de Emanuelle, tem problemas esquizofrênico , sem duvida que tem.

      Essa criatura, fica o dia inteiro aqui no site, digitando, olha o tamanho dos textos dela, um caderno inteiro.

      Só mesmo, uma pessoa com transtornos mentais esquizofrênico como ela , para ficar, escrevendo um monte de besteira desse jeito.

      Me pergunto, será que essa criatura que se identifica como nome de Emanuelle, tem emprego em algum lugar, em alguma empresa?

      Se tiver alguém que deu emprego para ela, coitado de quem deu esse emprego para essa criatura, uma pessoa, com um padrão de pensamento como essa italiana Emanuelle, não produz nada em trabalho algum, porque ela fica 24 horas no site, xingando as igrejas evangélicas, e defendendo a grande meretriz, igreja catolica dela.

      • Meretriz é a sua mãe!

        • Emanuelle

          filha de satanás, que o Senhor de repreenda
          vc tem uma legião de demônio, e tua igreja meretriz , não consegue expulsa-los porque os padrecos tb não são libertos, tão todos endemoniados .

          O teu padre marcelo rossi, tem demônio, a depressão dele, é demônio escondido na mente dele.

          ou todos vcs católicos aceitem JESUS , e deixam os santos feitos por mãos de homens , ou vão para os quintos dos infernos de cabeça para baixo.

          essa é a verdade.

        • Emanuelle filha de satanás

          Eu não vou xingar tua mãe, porque tua mãe, com certeza é uma mulher sensata , ela não tem culpa de ter trazido ao mundo um demônio igual a vc, pessoa a tua estirpe , da espécie, se tivesse sido feito um aborto seria mais viável, do que ter deixado nascer..

    • Porque a Emanuelle e a pessoa mais sóbria deste site .
      Já sei a verdade dói ,né hereges

  16. Emanuelle

    filha de satanás, que o Senhor de repreenda ..

  17. Emanuelle, como cristã você acha que ta fazendo certo entrando nessas brigas?
    o verdadeiro cristão não olha pra essas confusões bestas criadas pelo proprio satanas, onde protestantes briga e insulta catolicos e vice-versa. Simplesmente ele olha para as almas, em crescer o máximo o numero de salvos em Cristo.
    Não entra nessas discussões não, isso só vai te perturbar

  18. POR QUE OS PROTESTANTES SÃO TÃO DIVIDIDOS E CONFUSOS ?

    1)- Não existe um só rebanho ,cada um segue o pastor quer e interpretam a bíblia conforme seus interesses – QUEM ESTÁ CERTO ?

    2)- Existem seitas protestantes que dizem que Jesus não é Deus,outras dizem que é … – QUEM ESTÁ CERTO ?

    3)- Para a maioria dos protestantes o casamento não é um sacramento e por isso mesmo não é indissolúvel – QUEM ESTÁ CERTO ?

    4)- Uns protestantes santificam o sábado, outros o domingo e outros ainda não santificam dia nenhum– QUEM ESTÁ CERTO ?

    5)- Alguns protestantes são a favor do aborto, outros contra– QUEM ESTÁ CERTO ?

    6)- Um grupo protestante afirma que as almas estão inconscientes, outros que estão conscientes– QUEM ESTÁ CERTO ?

    7)- Alguns dizem que o inferno foi extinto, outros dizem que ele é eterno– QUEM ESTÁ CERTO ?

    8)- Para alguns protestantes Maria é Mãe de Deus, outros negam. – QUEM ESTÁ CERTO ?

    9)- Alguns protestantes tratam a ceia ou eucaristia como um sacramento para outros é só um símbolo– QUEM ESTÁ CERTO ?

    10)- Os mórmons aprovam a poligamia, outros condenam– QUEM ESTÁ CERTO?
    11)- Uns batizam apenas em nome de Jesus outros em nome da Santíssima Trindade. No protestantismo existem pelo menos cinco entendimentos na questão do batismo. – QUEM ESTÁ CERTO ?

    12)- A grande maioria das igrejas protestantes proclama que a salvação é obtida somente pela fé sem obras, em oposição ao que diz Tiago 2,26. – QUEM ESTÁ CERTO ?

    13)- Alguns protestantes acreditam que estão salvos e não podem perder a salvação, contrariamente ao que nos diz a Bíblia: (1Cor9,27), (Gal 4,9), (I Tim 1,19-20; 4,12; 5,15) – QUEM ESTÁ CERTO ?

    14)- uns acreditam em Anjos da Guarda outros não– QUEM ESTÁ CERTO ?

    15)- Umas Igrejas as Pentecostais pregam O MILENARISMO, já as Protestantes mais antigas não – QUEM ESTÁ CERTO ?

    Destaquei apenas algumas contradições, pois a lista é grande!!!

    “Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica… (Fulton J. Sheen)”
    POR QUE O PROTESTANTISMO É TÃO CONFUSO?
    Temos a verdade nas palavras de Jesus Cristo e o poder de refletir com a lógica básica para discernir essas palavras apropriadamente.

    Simplesmente observemos a abundência de versiculos enfatizando a Unidade e a Verdade:

    1. Há um só Deus (Efésios 4,6).
    2. Há uma só verdade (João 14,6; 17,17).
    3. Há um só Espirito Santo (Efésios 4,4).
    4. Há um só rebanho (João 10,16).
    5. Há um só Pastor para este rebanho (João 10,16).
    6. Há uma só Igreja (Salmo 127,1; Mateus 16,18; 1Coríntios 3,11; Efésios 1,22; 4,5).
    7. Há uma só autoridade (Mateus 18,15-18; João 20:21-23).
    8. Há uma só Bíblia (Gálatas 1,8-9).
    9. Há uma só interpretação da Bíblia (Atos 8,30-34; 2Pedro 3,14-17).
    10. Há um só batismo (Efésios 4,5).
    11. Há um só sacerdócio (Hebreus 7,11-17).
    12. Todos nós devemos ser um (João 17,20-23).
    13. Estamos obrigados a buscar a verdade (2Tessalonicenses 2,13; Tiago 3,14; 2João 1,1-4).
    14. Graves conseqüências esperam aqueles que não revelam a verdade (Romanos 1,18).
    15. Graves conseqüências esperam aqueles que não aceitam a verdade (Romanos 2,8).
    16. Graves conseqüências esperam aqueles que não dizem a verdade (Apocalipse 21,8.27).
    17. Temos só uma vida e temos de vivê-la corretamente nesta única oportunidade (Hebreus 9,27).

    Qualquer coisa que contradiga, ainda que seja um só destes versiculos listados, não vem de Deus e sim do autor da divisão e da confusão.

    Com todos estes “UM” acima mencionado, o que motiva os protestantes a não mostrar seu poder de reflexão e análise, e ver que não cumprem com o que a Sagrada Escritura manda?

    Mais de 35.000 divisões protestantes violando cada um ou vários versículos mencionados na lista acima, como os de número 4, 5 e 6.

    Todas as seitas ensinando diferentes doutrinas, infringindo o versículo do número 2 acima.

    Nenhuma delas tem autoridade; veja o número 7.

    Certamente todas elas quebram o número 9, com seus costumes de “interpretar individualmente” a Sagrada Escritura.

    Por que é tão trabalhoso para eles refletirem que, para se ter Uma Só Verdade, deves haver Uma Só Autoridade?

    É assim tão simples, mas os protestantes não podem compreendê-lo; e suas milhares de dezenas de seitas comprovam isso.
    I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.

    • Emanuelle
      Já que vc citou Gálatas 1:8-9, diz: “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema” Gálatas 1:8.
      Por que vcs católicos pregam diferente do manda o versículo?
      No mês de novembro passado, assisti o ex-Padre Lourival Luiz de Sousa, e hoje Pastor, ele pregou exatamente com base nesse versículo, ou seja, o único Salvador ou mediador da salvação do homem para com Deus, é só e unicamente o nosso Jesus.

      • princesa de Arendelle disse:

        MANOEL

        Se somente Cristo é o salvador, somente no cristianismo há salvação.
        O que é um absurdo, ainda mais considerando, como disse a Emanuelle, as brigas, desavenças, discórdias e diferenças de doutrinas e crenças dos evangélicos.
        E há muitos lugares no mundo onde nunca se ouviu falar de Cristo, então como ficam eles, vão pro inferno sem merecimento?
        Quando os espanhóis e os portugueses (católicos) chegaram à América no século XV, impuseram aos nativos à adoração da cruz e de Cristo, cujo nome jamais fora pronunciado naquelas terras.
        Achavam que “Deus” lhes dera a missão de levar a verdadeira fé aos pagãos.
        E isso fizeram de espada em punho, como os muçulmanos.
        Os ensinamentos do príncipe da paz foram transmitidos com armas de guerra.

        • Como tirar os “óculos protestante” se Moisés, o primeiro protestante foi tb o primeiro escritor da bíblia? Ele mesmo disse: “Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra” Êxodo 20:4. A elas se tornem semelhantes os que os fazem, assim como todos os que nelas confiam” Salmos 115:8.
          Aliás, faça o que Jesus nos manda. “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam” João 5:39.

    • confusa é voce querida!como a maior parte dos apologetas catolicos voce não faz a mais minima ideia do que é do que se compoe e qual é o significado de ser protestante.

    • voçe não deixa eu massagear tua bunda não?

    • Emanuelle.
      Respondendo sua pergunta nº 1. Q

    • Emanuelle.

      Respondendo sua pergunta nº 1 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 2 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 3 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 4- QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 5 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 6 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 7 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 8 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 9 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 10 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 11 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 12 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA. (É uma pessoa salva somente pela fé? Sim, a fé em Jesus Cristo vai te salvar. Você é salvo pela fé e recebe a salvação e um lugar no céu quando você aceita Jesus como teu Senhor e Salvador. E quando você tem essa fé, você é uma pessoa transformada e se torna em uma nova criação; portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas! (2 Coríntios 5:17). Então, uma fé salvadora que vem de Deus dará frutos e será evidenciada em obras. Obras seguem a fé, mas a fé sempre produz obras. Se somos verdadeiros crentes nascidos de novo a nossa fé será posta em ação).
      Respondendo sua pergunta nº 13 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA. (O ALVO GUIA-RÁ O VENCEDOR. v.27

      Conhecendo as regras, o apostolo declara: “Sendo assim, não corro como quem corre sem alvo”. Ele não queria perder tempo e nem se passar por um amador, ele estava ali para competir e mais para ganhar o prêmio, sendo assim ele não perdia de vista o alvo.

      “prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus” – (Fp. 3:14)

      Quanto tempo será desperdiçado se não traçar seus objetivos pessoais, suas metas de curto e longo prazo. Será como correr em circulo, não chegará nunca ao prêmio. Quanto tempo um cristão perde, quando não busca seu lugar no Reino, quando não desenvolve seus dons e pior nem os descobre. È como correr sem alvo. Pois quando existem alvos bem definidos, eles os ajuda até mesmo a suportar as dificuldades encontradas ao longo do caminho, Paulo mesmo disse: “Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno.” – (2Co. 4:16-18)

      Quando você estiver se sentindo cansado, não pare, apenas olhe para o seu alvo e encontrar forças para continuar).
      Respondendo sua pergunta nº 14 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      Respondendo sua pergunta nº 15 – QUEM ESTÁ CERTO? R: A BÍBLIA.
      100PRE A BÍBLIA, NUNCA OS DOGMAS, PARECERES, ENTENDIMENTOS, DIVERGENCIAS.
      QUALQUER DÚVIDA EM ALGUM PONTO VC ESCLARECE NA PRÓPRIA BÍBLIA.
      SE ALGUM TEXTO TE DEIXA CONFUSO PROCURE NAS REFERENCIAS DO TEXTO E NÚMEROS MIUDOS DENTRO DO CONTEXTO.
      Nunca faça de um texto isolado um ponto de vista particular para contenter-se.
      As pessoas que não têm o Espírito não aceitam as verdades que vêm do Espírito de Deus, pois lhes parecem absurdas; e não são capazes de compreendê-las, porquanto elas são discernidas espiritualmente.

  19. O que é protestantismo

    O protestantismo é filho do Pai da mentira, e tem como sua maior arma não a verdade, mas a mentira.

    E sempre fez vasto uso dela,para denegrir a Igreja Católica vejam o que dizia Lutero o fundador do protestantismo:

    Em carta a Jerônimo Weller, Lutero escreveu:

    “Se o demônio te tentar com bebedeira, bebe, e bebe em nome de Cristo”.

    Lutero defendia a tese da santidade do pecado: quanto mais pecado se cometesse mais santo se seria. Ele insultava Cristo dizendo que Jesus era adúltero e bêbado.

    Que Lutero disse que Cristo era adúltero, está no livro de Lutero, Tischeredden: Conversas à Mesa, n* 1472, edição de Weimar, volume II, p. 107, apud Franz Funck Brentano, Martim Lutero, editora Vecchi, Rio de Janeiro, 1956, p.151.

    Quando discuto com algum protestante, recomendo que leiam os livros e discursos de Lutero, especialmente suas conversas à mesa que são escandalosíssimas.

    De fato, Roma, no tempo do Renascimento, era bem corrupta. Por isso Lutero gostou muito de lá.Lutero jamais quis reformar os vícios do clero corrupto, do qual ele era um exemplar bem típico.

    O que Lutero queria reformar era a lei de Deus, para permitir os pecados, como ele o permitiu com a sua doutrina da santidade do pecado, com o seu axioma:

    “Crê firmemente e peca muitas vezes,pois o perdão e eleição de Deus é irrevogável, portanto, crer firmemente no Senhor Jesus e podes pecar a vontade, pois uma vez salvo, salvo para sempre…”

    E PARA DEFENDER O USO DA MENTIRA DIZIA:

    “Que mal pode causar se um homem diz uma boa e grossa mentira por uma causa meritória e para o bem da Igreja (luterana) ?…” (Grisar, Hartmann, S.J., Martin Luther, His life & work, The Newman Press, 1960- pág 522).

    Sábio conselho é o de Jesus, aos difusores dessa mentira diabólica:

    “Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira”. (Jo 8,44).

    Lutero resumiu bem o pensamento protestante:

    “Quem não crê como eu está destinado ao inferno. O meu juízo e o juízo de DEUS são a mesma coisa.”

    Os protestantes, não raro, seguem o conselho de Voltaire: “Menti, menti, porque sempre fica alguma coisa!”

    “Existem pouquíssimas pessoas neste mundo que realmente odeiam CEGAMENTE a Igreja Católica, mas infelizmente há milhões que odeiam o que eles PENSAM ser a Igreja Católica… (Fulton J. Sheen)”
    “Para fundar Igrejas duas coisas são necessárias. A primeira é morrer na cruz e isto eu não quero. E a segunda é retornar do mundo dos mortos. E isto eu não posso.” (Napoleão Bonaparte)

  20. Origem do Protestantismo

    Como é de conhecimento de todos o protestantismo surgiu no século XVI com o ex monge Martinho Lutero,mas ainda hoje alguns protestantes insistem em traçar uma linha desde as primeiras heresias surgidas até a heresia protestante.Vamos ver um pouco sobre essas heresias, e ver o que elas acreditavam.Depois de conhecer essas heresias vamos ver se alguém ainda vai reclamar ser descendentes desses grupos

    Algumas igrejas batistas dizem que elas são descendentes diretas de certos grupos heréticos do passado. Por isso seriam as “verdadeiras igrejas de Cristo”. Pretendem, inclusive, traçar sua origem até João, o batista. Seu principal fundamento é um livreto de 56 páginas chamado “O Rastro de Sangue”, de autoria de J.M. Carrol, de 1931. O autor tenta provar que grupos heréticos do passado, como os Montanistas, Novacionistas, Donatistas, Paulicianos, Albigenses, Cátaros, Valdenses e Anabatistas eram os batistas do passado, e que foram perseguidos pelos católicos e desapareceram. Pelo fato de não existirem qualquer evidências destas alegações, alegam que a Igreja Católica tratou de apagar do mapa as evidências. O curioso é que os teólogos batistas rejeitam esta idéia como absurda e infundada. Apesar disso alguns batistas continuam a difundir tal idéia (são chamados de “batistas lendários”), para o embaraço da maioria dos protestantes batistas.

    Mas vamos rapidamente examinar cada um destes grupos:

    Montanistas: rejeitavam os segundos casamentos, mesmo após a morte do primeiro cônjuge. Negavam o perdão dos pecados, tornando-se um movimento sem esperança.

    Novacianistas: diziam que nenhum pecado deveria ser perdoado após o batismo. Também proibiam os segundos casamentos. Novaciano proclamou a si mesmo bispo e foi excomungado.

    Donatistas: a verdadeira igreja deveria ser composta apenas por eleitos e que os batismos somente eram válidos se feitos por um donatista.

    Paulicianos: criam na pluralidade de deuses, dizendo que toda matéria era má, rejeitavam o Antigo Testamento e a encarnação, e ainda diziam que Jesus era um anjo. Não honravam a cruz por acharem que Jesus não foi crucificado.

    Albigenses: criam em dois deuses, um bom e um mal. Rejeitavam todos os sacramentos, declaravam ser pecado casar. Eram sexualmente permissivos. A gravidez deveria ser evitada e o aborto era encorajado.

    Cátaros: seguiam todas as heresias dos albigenses.

    Valdenses: diziam que a Igreja não deveria possuir bem algum e proibiam o dízimo. Curiosamente, acreditavam na Sagrada Eucaristia e no Corpo de Cristo.

    Anabatistas: praticavam a poligamia e o comunismo. Condenavam as promessas como pecaminosas. Foram fundados por Thomas Munser em 1521. Somente este fato desbanca a alegação batista de antiguidade.

    Observando as “peculiaridades” destes grupos, porque será que alguém ainda vai querer reclamar ser um ancestral de qualquer um deles?

    Jesus prometeu que sua Igreja iria permanecer para sempre (Mt 16,18). O que você acha, então, que Ele esteve fazendo com Sua Igreja ao longo de todos esses séculos? Por acaso Ele estaria brincando com Sua criação, levando-a de heresia em heresia, ora para os montanistas, ora para os valdenses, e assim por diante? Tal pensamento é ridículo, não é mesmo? Pois bem, Ele fez exatamente o que prometeu. Edificou sua Igreja e a sustentará até o final dos tempos, e esta é a Santa Igreja Católica.

    Onde estão as evidências dos protestantes? Se existissem desde o tempo de João Batista, os livros de história especializados estariam cheios de referências, ou pelo menos algo afim. Os escritores da época dos pais da Igreja, os historiadores de sua época, não fazem referência alguma, mínima, sobre esse assunto. O mais interessante, e repudiante para os protestantes, é que estes mesmos escritos falam o nome da Igreja Católica amplamente, dezenas, centenas de vezes. Nos escritos de Santo Agostinho, por exemplo, em quem muitos protestantes acham que extraem suas doutrinas, a Igreja Católica é citada pelo nome cerca de 300 vezes.
    Talvez a mais famosa referência seja a da carta de Santo Inácio de Antioquia ao povo de Esmirna, no longínquo ano de 106 d.C. Vale lembrar que Inácio era um padre apostólico, o que significa dizer que em sua vida ele conheceu alguns apóstolos de Cristo.

    Deves seguir a palavra do bispo, assim como Jesus Cristo seguiu a palavra do Pai; siga o presbítero como a um apóstolo, respeite os diáconos como aos mandamentos de Deus. Que nada façam à Igreja sem o conhecimento do bispo. Que a celebração da Eucaristia seja válida quando celebrada pelo bispo ou por quem este designar. Onde estiver o bispo, esteja o povo, assim como onde está Jesus Cristo, está a Igreja Católica. Não é permitido casar-se ou batizar sem a autorização do bispo; mas tudo o que ele aprovar agrada a Deus. Com isso tudo que fizeres será valioso e uma prova contra o mal.
    Inácio de Antioquia, Carta aos Esmirnenses, 8, 106 d.C.

    Para finalizar, somente a título de curiosidade, citaremos alguns escritos clássicos onde a Igreja Católica é citada nominalmente, notando que todas as datas são anteriores ao século 7.

    Inácio, Carta aos Esmirnenses 8:1-2. J65 106 DC
    O Martírio de São Policarpo 16:2. J77, 79, 80a, 81a, 155 DC
    Clemente de Alexandria, Stromateis 7:17:107:3. J435 202 DC
    Cipriano, A Unidade da Igreja Católica 4-6. J555-557 251 DC
    Cipriano, Carta a Florêncio 66:69:8. J587 254 DC
    Lactâncio, Instituições Divinas 4:30:1. *J637 304 DC
    Alexandre de Alexandria, Cartas 12. J680 324 DC
    Atanásio, Carta sobre o Concílio de Nicéia 27. J757 350 DC
    Atanásio, Carta a Serapião 1:28. J782 359 DC
    Atanásio, Carta ao Concílio de Rimini 5. J785 361 DC
    Cirilo de Jerusalém, Leituras Catequéticas 18:1. J836-*839
    Dâmaso, Decreto de Dâmaso 3. J910u 382 DC
    Agostinho, Carta a Vincente o Rogatista 93:7:23. J1422
    Agostinho, Carta a Vitalis 217:5:16. J1456 427AD
    Agostinho, Com. Salmos 88:2:14, 90:2:1. J1478-1479 418 DC
    Agostinho, Sermões 2, 267:4. *J1492, *J1523 430 DC
    Agostinho, Sermão aos Catecúmenos sobre o Credo 6:14. J1535
    Agostinho, A Verdadeira Religião 7:12+. *J1548, *J1562, J1564
    Agostinho, Contra a carta de Mani 4:5. *J1580-1581
    Agostinho, Instrução Cristã 2:8:12+. *J1584, J1617
    Agostinho, Batismo 4:21:28+. J1629, J1714, J1860a, J1882
    Agostinho, Contra os Pelagianos 2:3:5+. *J1892, *J1898
    Como bem ensinou John Henry Newman, “aprofundar-se na história é renunciar ao protestantismo”.
    Traduzido para o Veritatis Splendor por Rondinelly Ribeiro Rosa.
    Será que alguém ainda se aventura?São Miguel Arcanjo,defendei nos das mentiras do demônio.
    O que é protestantismo

  21. AS HERESIAS PROTESTANTES FRUTOS DA LIVRE INTERPRETAÇÃO:
    1)- Os protestantes afirmam: basta ter fé. O apóstolo Tiago, afirma: a fé sem obras é morta. (Cf. Tg 2,19). – Negar o valor das obras como expressão de fé, é uma heresia protestante.
    2)- Não está escrito na Bíblia que, só alcançam a salvação, as pessoas que fazem parte de uma igreja protestante. – Isso, é uma heresia protestante.
    3)- Não está escrito na Bíblia, que a salvação acontece a partir do momento em que alguém se entrega a Jesus numa igreja protestante. –Isso, é uma heresia protestante.
    4)- Na Bíblia não está escrito que SÓ A BÍBLIA É FONTE DA PALAVRA DE DEUS. – A afirmação: “Só a Bíblia!” É uma heresia protestante. Na Bíblia Deus nos fala. Mas nos fala também até através de uma pequena flor que nasce à beira da estrada e por meio do espaço sideral, etc. Paulo, afirma: “As perfeições invisíveis de Deus – não somente seu poder eterno, mas também sua eterna divindade – são claramente conhecidas, através de suas obras, desde a criação do mundo”. (Rm 1,19-20).
    5)- Na Bíblia não está escrito que ela (Bíblia) pode ser objeto de uma interpretação pessoal = LIVRE ARBÍTRIO. – Isso é uma heresia protestante combatida pelo apóstolo Pedro. (cf. 2Pd 1,20). Porque as pessoas lêem a Bíblia e a interpretam de acordo com a própria cabeça, vemos surgir de uma hora para outra, mais uma igreja protestante.
    6)- Na Bíblia não existe a menor referência ao surgimento da Igreja Luterana e sua doutrina, fundada por Lutero em 1517. Observe a seguir o que está escrito sobre os credos e as confissões da Igreja Luterana: “Os credos ecumênicos e as confissões luteranas ( com especial referência à Confissão de Augsburgo, 1530, e o Catecismo Menor de Lutero, 1529) não estão em pé de igualdade com a palavra de Deus, mas são palavras humanas em resposta à Palavra de Deus, devendo sempre ser testadas à luz das Escrituras. No entanto, não devem ser desprezados como orientação para a fé. Embora em muito menor grau, essa distinção vale, obviamente, também para hinos e liturgias, testemunhos cantados e celebrados no culto – a matriz da vida cristã e comunitária”.
    7)- O surgimento de uma nova igreja, os credos, as confissões de Augsburgo e o catecismo menor, formam o início das heresias protestantes. Nada disso está na Bíblia.

    A DOUTRINA CATÓLICA NÃO MUDA , MAS A PROTESTANTE MODIFICAM A TODO INSTANTE E É MUITO DIVIDIDA:
    A doutrina da Igreja Católica é imutável, NÃO É À TOA QUE O MUNDO NOS ODEIA nos Chamando e ATRASADOS E RETRÓGRADOS, alguem diria isto se tivéssemos mudado alguma coias ?
    Provem-nos com fatos e dados o que mudamos e se o que pregamos que não esteja na bíblia ?

    Agora os desafio a provar se isto tá na bíblia:
    1)- Ódio e desrespeito a Maria ?

    2)- Teologia da Prosperidade ?

    3)- Fogueira santa De Israel para ganhar casa e carros ?

    4)- Pagamento em dinheiro de votos e capanhas ?

    5)- LIVRE INTERPRETAÇÃO ?

    6)- Salvação somente pela fé e ficando de braços cruzados ?

    7)- Cristo e apóstolos obrigando seus seguidores a pagar o dízimo e ameaçando-os com o inferno e expulsão da Igreja a quem não pagar ???.

    “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

    O Jesus dos Evangelhos, realmente não é o Jesus dos “evangélicos”

    CUMPRE-SE A PROFECIA : 1Jo 2,19 – “Eles Saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos; pois, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas, [saíram] para que se mostrasse que nem todos são dos nossos, nem do número dos eleitos.
    “Recomendo-vos, irmãos, que tomeis cuidado com os que produzem divisões contra a doutrina que aprendestes. Afastai-vos deles” (Rm 16, 17)Lucas 21,8 “Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virao em MEU NOME” (JESUS)
    Mateus 24,4-5 “Respondeu-lhes Jesus: Cuidai que ninguém vos seduza. Muitos virão em MEU NOME.”
    Mateus 24, 11-12 “Levantar-se-ão muitos falsos profetas e seduzirão a muitos. E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos esfriará“
    Col 2,23 “Elas podem, sem dúvida, dar a impressão de sabedoria, enquanto exibem culto voluntário, de humildade e austeridade corporal. Mas não têm nenhum valor real, e só servem para satisfazer a carne.”
    II Tim 3,5 “Ostentarão a aparência de piedade, mas desdenharão a realidade. Dessa gente, afasta-te!“
    II Cor 11,13-15 “Esses tais são falsos apóstolos, operários desonestos, que se disfarçam em apóstolos de Cristo, o que não é de espantar. Pois, se o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz, parece bem normal que seus ministros se disfarcem em ministros de justiça, cujo fim, no entanto, será segundo as suas obras”.
    Mateus 7,15-16 “Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores, pelos seus frutos os conhecereis”
    “Caríssimos, não deis fé a qualquer espírito, mas examinai se os espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas se levantaram no mundo” (1 João 4,1).
    “Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão disfarçadamente seitas perniciosas. Eles, renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina. Muitos os seguirão nas suas desordens e serão deste modo a causa de o caminho da verdade ser caluniado. Movidos por cobiça, eles vos hão de explorar por palavras cheias de astúcia. Há muito tempo a condenação os ameaça, e a sua ruína não dorme”
    (2Pe 2,1-3).
    “Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Tendo nos ouvidos o desejo de ouvir novidades, escolherão para si, ao capricho de suas paixões, uma multidão de mestres. Afastarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas.”
    (2 Tim 4,2-4).

  22. O erro da opinião pessoal protestante
    Porque existem atualmente milhares de denominações (seitas) protestantes no mundo?
    A resposta está na Sagrada Escritura:
    “Não fareis nesse lugar o que nós fazemos hoje aqui, onde cada um faz o que bem lhe parece” (Deuteronomio 12,8).
    Um versículo ignorado pelos protestantes, visto que fazem estas coisas.
    “Naquele tempo não havia rei em Israel, e cada um fazia o que lhe parecia melhor” (Juízes 17,6; 21,25).
    Este versículo é uma fotografia dos protestantes.
    “Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal. Porque jamais uma profecia foi proferida por efeito de uma vontade humana. Homens inspirados pelo Espírito Santo falaram da parte de Deus” (2Pedro 1,20-21).
    Ignorado pelos protestantes.
    “Enviaram seus discípulos com os herodianos, que lhe disseram: Mestre, sabemos que és verdadeiro e ensinas o caminho de Deus EM TODA A VERDADE, sem te preocupares com ninguém, porque não olhas para a aparência dos homens” (Mateus 22,16; Marcos 12,14).
    Ignorado pelos protestantes.
    “Chegando ao território de Cesárea de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: No dizer do povo, QUEM É O FILHO DO HOMEM? Responderam: Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas. Disse-lhes Jesus: E VÓS QUEM DIZEIS QUE EU SOU? Simão Pedro respondeu: Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo! Jesus então lhe disse: FELIZ ÉS, SIMÃO, FILHO DE JONAS, PORQUE NÃO FOI A CARNE NEM O SANGUE QUE TE REVELOU ISTO, MAS MEU PAI QUE ESTÁS NOS CÉUS. E EU TE DECLARO: TU ÉS PEDRO, E SOBRE ESTA PEDRA EDIFICAREI A MINHA IGREJA; AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERÃO CONTRA ELA. EU TE DAREI AS CHAVES DO REINO DOS CÉUS: TUDO O QUE LIGARDES NA TERRA SERÁ LIGADO NOS CÉUS, E TUDO O QUE DESLIGARDES NA TERRA SERÁ DESLIGADO NOS CÉUS” (Mateus 16,13-19).
    Os versículos anteriores são um exemplo primordial das opiniões pessoais em contraste com a verdade doutrinal.
    Nos versículos acima, de 14 a 17, nenhum discípulo, exceto um, teve algo a dizer fora de suas opiniões pessoais (como vimos no vers. 14: “uns”, “outros” e no versículo 17 “carne e sangue”); TODOS ELES ESTAVAM EQUIVOCADOS exceto um: Simão Pedro.
    Simão Pedro foi o único que recebeu esta revelação de Deus e, ao fazê-lo, foi o único que expressou a verdade, outorgada pela autoridade de Deus. Posto que Deus nunca muda, quem teria a ousadia de ser tão audaz e negar que Deus faz o mesmo hoje como fez antes, legando a Seu representante autorizado na terra, a totalidade da verdade doutrinal?
    “Porque Deus há de ser reconhecido como veraz, e todo homem como mentiroso (…)” (Romanos 3,4).
    Agora que sabemos o que diz a Sagrada Escritura, o que fazem os protestantes a respeito?
    Dizem seguir a Escritura ao pé da letra e todo o Protestantismo está baseado somente em opiniões pessoais, não na verdade doutrinal. “Que se sinta bem é o que importa”, dizem eles. E aonde leva uma atitude como esta, senão a opiniões diferentes, disputas e, finalmente, a uma separação sem fim do Corpo de Cristo? Voltemos e revisemos os versículos anteriores.
    Deus não se interessa por opiniões pessoais de ninguém, senão daqueles que falam a verdade de Sua Doutrina.
    Os protestantes atacam a Igreja católica dizendo que NÃO SE NECESSITA DE UM PAPA. Pois bem, deveríamos primeiro observar seu próprio jardim, já que cada protestante atua como se fosse o próprio papa. Existem milhões de papas em todo o Protestantismo, e todos correm de um lugar para o outro, proclamando como verdadeira a sua opinião pessoal a respeito de sua interpretação da Sagrada Escritura. Realmente será correto que exista milhões de verdades? Tenho entendido que a Sagrada Escritura diz ter somente uma verdade.
    Martinho Lutero, o fundador do Protestantismo, depois de haver observado o dano causado pela interpretação individual da Escritura em seu movimento, se lamentou dizendo o seguinte:
    “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final, quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças” (Luthers M. In. Weimar, XVIII, 547 ; De Wett III, 61).
    “Nenhum camponês é tão rude como quando sonha e fantasia que foi inspirado pelo Espírito Santo e deve ser profeta” (De Wette III, 61. dicho en O’Hare, Los hechos de Lutero, 208)
    “Homens, cidadãos, camponeses, todos as classes entendem o Evangelho melhor que eu ou São Paulo; agora são sábios e se pensam mais inspirados que todos os ministros” (Walch XIV, 1360. dicho en O’Hare, Ibid, 209).
    Então, o que fazer?
    As Escrituras anunciam com vento em popa e instrui explicitamente sobre o que fazer e o que não fazer:
    – DETENHA-SE “antes de tirar suas próprias conclusões”;
    – DETENHA-SE antes de aceitar a mentalidade de que “se me sinto bem, então há de ser a verdade.”
    – CUIDADO com a incessante e destrutiva interpretação individual da Sagrada Escritura, pois a mesma o proíbe.
    – OBEDEÇA ao que a Sagrada Escritura te admoesta fazer.
    Então como podem voltar a verdade doutrinal, como Deus ordena a todos?
    A verdade é uma e é uma pessoa; só existe uma verdade. Para ter uma verdade, é necessário somente uma autoridade. A mesma e ÚNICA autoridade dada somente a Simão Pedro.
    Por acaso, o Espírito Santo está sugerindo a milhões de protestantes, que interpretem a Escritura individualmente e com tantos pontos de vistas opostos?
    Esta pergunta nos conduz ao seguinte tema: O ERRO DE QUE O “ESPÍRITO SANTO ME DISSE”.

  23. Um dos erros dos protestantismo:
    O erro do “buraco negro” em sua história
    Em certa ocasião, perguntaram ao sr. Isaac Newton como ele poderia juntar tanto conhecimento sobre a sua matéria no transcurso de sua vida. E prontamente respondeu: “Porque estive apoiado nos ombros dos gigantes”.
    Adquirir conhecimento sobre qualquer campo, inclusive da Teologia, é um processo contínuo (João 16,33), onde um funda a base e a partir daí outros constroem sobre ela (1Coríntios 3,10).
    Cometem-se erros pelo caminho, mas os seguidores conscientes se beneficiam desses equívocos e o conhecimento se incrementa. O Protestantismo de qualquer forma, estando em severa desvantagem com a bola e a corrente da Sola Scriptura, não utiliza destes “gigantes” que caminharam muito antes deles, durante os primeiros mil e quinhentos anos do Cristianismo. O progresso teológico, os erros e equívocos do passado são ignorados como se não houvessem existido jamais.
    Os protestantes estão exilados em um Buraco Negro de mil e quinhentos anos.
    Para ser vitorioso em qualquer projeto, não se deve ignorar os triunfos e fracassos na História, pois é assim que cresce o conhecimento.
    Aqueles que não se beneficiam dos erros dos outros no passado estão condenados a repetir os mesmos erros novamente e, ao fazê-lo, tomam passos que os atrasam ao invés de progredir no conhecimento.
    Aqueles que fracassam em beneficiar-se dos triunfos históricos estão sentenciados a reinventar a roda uma e outra vez.
    “Todas as coisas se afadigam mais do que se pode dizer. A vista não se farta de ver, o ouvido nunca se sacia de ouvir. O que foi é o que será: o que acontece é o que há de acontecer. Não há nada de novo debaixo do sol. Se é encontrada alguma coisa da qual se diz: ‘Veja, isto é novo’, ela já existia nos tempos passados. Não há memória do que é antigo, e nossos descendentes não deixarão memória junto daqueles que virão depois deles” (Eclesiastes 1,8-11).
    Os protestantes têm medo de ler documentos históricos escritos antes da Reforma do século XVI, em razão do que podem encontrar neles.
    Uma das conversões mais famosas do Protestantismo ao Catolicismo é a do Cardeal John Henry Newman, que escreveu em sua introdução ao tratado “Do Desenvolvimento da Doutrina”:
    “Adentrar na historia é deixar de ser protestante”. Newman desejava “provar” por meio de documentos históricos, que o Anglicanismo era a Igreja “verdadeira”, a fundada por Jesus Cristo. Depois de uma dedicada investigação extensiva de documentos históricos genuínos, descobriu que a igreja Anglicana não era a Igreja fundada por Jesus Cristo, mas sim a Igreja Católica. Ante a tanta evidência irresistível, imediatamente se converteu à Igreja verdadeira: a Igreja Católica.
    O que aconteceu com a Igreja Cristã depois de Atos 28,30? Não interessa saber nem um pouquinho? Por acaso o progresso histórico da Igreja acabou por ai mesmo? Absolutamente não.
    Mostre-me algum período da História da Igreja em que os eventos não foram registrados por historiadores e escritores!
    Convido a todos os protestantes a ler os registros da História do Cristianismo, iniciando com os escritos históricos do primeiro e segundo séculos que se tem disponíveis na Internet e em alguns artigos deste site.
    Por acaso não está um pouco interessado em sua herança cristã, nas dificuldades e martírios de nossos ancestrais cristãos que nos levaram onde estamos atualmente?
    Se você se diz chamar “Cristão”, certamente deveria sê-lo. Pegue João 16,12-13 e observe o tempo futuro usado nos versículos, revelando verdades vindouras reveladas pelo Espírito Santo. É o desenvolvimento da doutrina nas Escrituras através dos séculos. Estes passos que aumentam o conhecimento século após século, foram registrados por muitos documentos históricos autênticos e estão disponíveis para a sua leitura. Neles você verá o progresso do conhecimento da Igreja Cristã Primitiva através dos séculos.
    Devo acrescentar que: se você resiste a ler a História do Cristianismo, mantendo uma mentalidade fechada, deve temer o que tratarei no decorrer deste artigo.
    12. O erro de buscar tirar as duvidas na própria fonte do erro
    Ao debater os ensinamentos da Igreja Católica, os protestantes invariavelmente se casam com o que escutaram dizer de outros protestantes, fracassando assim, ao mesmo tempo, em ir à fonte dos ensinamentos católicos (na própria Igreja Católica) com o fim de encontrar a verdade sobre o que ela realmente ensina.
    Se fosse comprar um Ford, buscaria assessoria sobre o Ford junto a um vendedor da Chevrolet? O que me diria? Não, uma pessoa inteligente iria à fonte, à concessionária Ford.
    Então, por que os protestantes não procuram a Igreja Católica para encontrar a verdade sobre os ensinamentos católicos?
    Ignorar a Igreja Católica é ignorar a Cristo, pois a Igreja Católica é Seu corpo.
    O erro de ingressar em uma igreja baseando-se em sentimentos
    – Sentimentos: opiniões baseadas mais em emoções do que na razão.
    Deus deseja exatamente o oposto: a verdade baseada na razão em lugar da emoção.
    Através da “razão” podemos encontrar a verdade. Através da “emoção” podemos cair no erro.
    Quantas vezes não escutamos alguém dizer que “não sente nada” na outra igreja que freqüenta, mas que tem um “nível emocional muito alto”?
    Por que esta deveria ser a correta ? Onde na Sagrada Escritura diz que a Igreja fundada por Jesus Cristo está baseada em sentimentos e emoções [pessoais]? Sua verdade está baseada na verdade e na fé ou em hiper-emoções?
    Muitas seitas deliberadamente esboçam seus cultos para obter isto: despertar os sentimentos, para poder ganhar terreno emocional. Até porque sentem que devem fazer algo diferente para poderem se sobressair do amontado de milhares de seitas e ganhar, assim, uma maior audiência. Pois é, e uma maior audiência significa um maior aporte monetário em seus caixas.
    O atual estado mental de muitas pessoas, independentemente da verdade é:
    “Naquele tempo não havia rei em Israel, e cada um fazia o que lhe parecia melhor” (Juízes 21,25).
    Assim não é Deus, pois a Deus não lhe interessa as opiniões dos homens (Marcos 12,14).

  24. O erros anti-bíblicos a que se seguram os protestantes
    Como os protestantes explicam o seguinte?
    1. O conceito humano da “Sola Scriptura” é antibíblico. Onde está a palavra “Sola Scriptura” e os versículos que a descreve? Venho investigando há anos e nenhum protestante pêde me mostrar (Hebreus 13,9).
    2. A Interpretação pessoal da Sagrada Escritura é antibíblica (2Pedro 1,20).
    3. Apoiar o aborto é antibíblico (Êxodo 20,13).
    4. Apoiar a contracepção é antibíblico (Genesis 38,9-10).
    5. A divisão do Corpo de Cristo é antibíblico (João 10,16).
    6. A regra da opinião pessoal é antibíblica (Marcos 12,14).
    7. Caluniar outro ser humano é antibíblico (João 15,12).
    8. Caluniar a Igreja fundada por Jesus Cristo é antibíblico (1Coríntios 15,9).
    9. Insultar e degradar a Mãe de Deus é antibíblico (Lucas 1,48).
    10. Julgar outra pessoa é antibíblico (Lucas 6,37).
    11. Faltar em obedecer o significado do “UM” (a unidade) é antibíblico (Efésios 4,1-6).
    12. Ter sacerdotisas é antibíblico (João 15,16).
    13. Reger-se por opiniões de homens em lugar da vontade de Deus é antibíblico (Atos 5,29).
    14. Negar aceitar a verdade quando se é apresentado a ela é antibíblico (Romanos 1,18; 2,8).
    15. Não buscar a verdade é antibíblico (Romanos 2,8).
    16. Mentir nos ataques contra a Igreja Católica é antibíblico (Êxodo 20,16; Apocalipse 21,27).
    17. Aderir ao sábado, como algumas seitas protestantes o fazem, é antibíblico (Colossenses 2,16).
    18. A falta de consistência nos ensinamentos protestantes é antibíblico. A verdade não muda (João 14,6).
    19. Recusar parte da Sagrada Escritura é antibíblico (Tiago 2,10).
    20. Uma vez salvo, sempre salvo é antibíblico (Filipenses 2,12).
    21. Salvação somente pela fé é antibíblico (Tiago 2,24).
    22. Salvação somente pela graça é antibíblico (Tiago 2,24).
    23. Manter a mente fechada é antibíblico (Romanos 2,28).
    24. Recusar a autoridade é antibíblico (Hebreus 13,17).
    25. Atuar sem autoridade é antibíblico (Mateus 18,15-18; Hebreus 13,17).
    26. Deturpar a Bíblia para amoldá-la a um falso ensinamento é antibíblico (2Pedro 3,16).
    27. Adicionar ou subtrair na Escritura, como alguns fazem, é antibíblico (Deuteronômio 4,2; Apocalipse 22,18-19).
    28. Seguir falsos profetas, como várias seitas fazem, é antibíblico (Mateus 7,15).
    29. A Revolta Protestante foi antibíblica (Hebreus 13,17)
    30. Ceder às pressões dos movimentos seculares é antibíblico. A verdade nunca pode ser comprometida (Atos 5,23).

    • Criar santos de barros, muitos sequer reconhecidos por esta própria denominação, como o Padim Padi Cícero, que morreu afastado de sua própria igreja, mas que convenientemente, se beneficiam daquela adoração, é anti o que? Todos sabemos da contaminação dos meios romanos, deus disso, deus daquilo, deusa disso, com santo disso, santo daquilo, santa disso, um verdadeiro plágio! Livros apócrifos subtraídos, por interesses de Roma e muitas outras denominações, a começar pelo livro de Enoque, que andou com Deus. Muita coisa enumerada por aí, jamais foram ditas e impostas como caminho de salvação por denominações protestantes, embora charlatanismo exista em alguns casos, como extorquir dinheiro seja por pastorecos, ou padrecos, de doutrinas. Uma igreja que já havia divisão ha tempos, pelo que me diz da a ortodoxa grega? Dogmas que não são de origem bíblicas, e sim doutrinas de homens, das muitas diversas congregações, disso, daquilo, santos politicamente escolhidos para influenciar e angariar membros, não para Deus mas para a própria ideologia. Pedição de bens não é uma exclusividade de falsos pastores mas de ordens como “Opus Dei”, os cavaleiros “Iluminatis”, da época das cruzadas, verdadeiras lavanderias cerebrais. Assassinatos e derramamento de sangue inocente, como os islâmicos estão fazendo hoje em dia em nome de Alá. Genocídios indígenas então, nem se fala. E vem falar o que mesmo?…..

  25. Com a invenção do protestantismo, nasce também a invenção da interpretação pessoal da Bíblia.
    VEJA AS CONSEQUÊNCIAS DA INTERPRETAÇÃO PESSOAL DA BÍBLIA:
    Se o Espírito Santo, dar o poder para cada um interpretar a Bíblia, qual interpretação é a correta, a sua? a de Lutero? Calvino? Ellen White? Henrique VIII? John Smith? A de mais de 40 mil denominações? Ou o Sr. acha que batistas, metodistas, presbiterianos, Luteranos, mórmons, testemunhas, adventistas, Congregacionistas, pentecostais, neopentecostais… todos pregam e interpretam a mesma coisa? Não existe UMA “igreja evangélica”. Isso é mais uma mentira protestante. Há centenas e centenas de igrejolas protestantes, desde as históricas até as neopentecostais adeptas da teologia da prosperidade, uma verdadeira barbaridade anticristã. Ou o Sr. protestante acha que Macedo, Malafia e Valdomiro são amiguinhos?? Eles brigam entre si, acusam-se uns aos outros, INTERPRETAM as escrituras como querem… e iludem os burraldos que acreditam NELES, homens falíveis, fazendo-os crer que seguem a Bíblia! Seria piada se não fosse trágico.
    Só são unos numa coisa: são anticatólicos ferrenhos, pois se não acusarem a Igreja de corrompida, por que suas igrejolas existiriam? Como justificar as barbaridades que fazem e ensinam? Isso é conveniência iníqua da pior espécie.
    Sim, o Espírito Santo age. Por isso a Igreja Católica Apostólica existe há 2015 anos, é mãe da Bíblia e sempre foi combatida pelos inimigos de Cristo (anticristos), exatamente como o Sr. está fazendo. Isto não é nenhuma novidade para a Igreja de Cristo.
    E, se o Espírito Santo estivesse presente nas igrejolas evangélicas, então o Sr. teria que explicar o paradoxo de haver tantas igrejolas, todas com interpretações e doutrinas DIFERENTES meu caro. Isto o Sr. não pode negar, porque não é opinião nem achismo, é fato. Quantos “espíritos santos” há afinal??
    Ah sim… o SEU, claro, cada protestante tem o seu espírito… sua fé, seu Senhor e seu batismo, contrariando frontalmente S. Paulo que exige uma só fé, um só Senhor e um só batismo.
    Se o Sr. protestante quer negar a fé católica, esteja a vontade. Problema seu. Mas querer negar fatos, história e a doutrina da Igreja que se o Sr. tivesse um pingo de honestidade, antes de acusar a Igreja de Cristo, procuraria conhecer e estudar corretamente, isso é pecar contra Deus e contra a verdade, contra o Espírito Santo, pecado sem perdão.
    “Então o Diabo lhe disse: ‘Se és o filho de Deus, atira-te para baixo, porque está escrito…” (Mateus 4,5). A Sagrada Escritura é uma lâmpada que ilumina o nosso caminho para a Casa do Pai (Salmo 119,105), porém, quando mal utilizada, pode nos levar a danos físicos e morais e até mesmo à perdição eterna. O próprio Diabo se valeu desta técnica para inutilmente tentar derrubar Jesus. O profeta Amós anunciou (8,11): “Chegará o dia em que Deus mandará fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir a Palavra de YHWH” . Como esta fome de ouvir a Palavra de Deus é inerente à natureza humana, que deseja conhecer o seu Criador, devemos, nesta busca, estar atentos às infinidades de doutrinas errôneas inventadas pelo homem, que tenta baseá-las na Bíblia mal-interpretada. Já o apóstolo Pedro advertia em 2Pedro 3,16, que haveria quem viesse a torcer o seu ensino para sua própria perdição.
    Alguém disse: “Da Bíblia mal-intepretada pode se extrair até petróleo”…
    Joseph Smith, fundador dos mórmons, baseando-se na ordem divina de Gênese 1,22 e 35,11 (“crescei e multiplicai-vos”), aprovou a poligamia. Joseph F. Rutherford, 2º líder mundial dos Testemunhas de Jeová, apoiou a já conhecida recusa às transfusões de sangue, que tantas mortes causou entre eles, a partir do texto de Atos 15,20, quando a Igreja proclamou uma ordem transitória e circunstancial de vir a abster-se do sangue.
    Os líderes dos Adventistas do 7º Dia, utilizando Êxodo-20,8 (“recorda-te do dia de sábado para santificá-lo”), obrigam os seus adeptos a observá-lo como faziam os judeus do Antigo Testamento e rejeitam o domingo, o “Dia do Senhor”, próprio dos cristãos.
    Os cristãos fundamentalistas (Igreja da Fé em Cristo Jesus e outras da mesma linha doutrinária), lendo Atos 8,16 (“unicamente tendo sido batizados em nome do Senhor Jesus”), dizem que os cristãos devem ser batizados apenas em nome de Jesus e não no nome das Três Pessoas da Santíssima Trindade, muito embora esta seja a ordem expressa de Cristo em Mateus 28,19.
    A grande maioria das Igrejas Cristãs Evangélicas, citando Romanos 3,28 (“concluímos que o homem é justificado pela fé, sem as obras da Lei”), proclama que a justificação (salvação) é obtida somente pela fé sem obras, em oposição ao que diz Tiago 2,26.
    Entre os pentecostais, têm surgido casos de pessoas virem à falecer – principalmente crianças – em razão de seus pais não recorrerem ao médico para tratar das suas doenças, já que crêem que, segundo Lucas 8,48, tudo pode ser curado apenas pela fé e as orações. No entanto, os judeus – o povo da Bíblia – recorriam aos médicos (Eclesiástico 39); e entre os apóstolos, havia um médico eminente: São Lucas (Colossenses 4,14).
    Em San Luis Potosi, numa comunidade de pessoas que seguia esta linha doutrinária, algumas morreram ao inalar gás butano. O pastor lhes dizia que se tratava da ação do Espírito Santo (Heraldo de Chih, 1° de janeiro de 1992).
    Os seguidores da urinoterapia (=beber da própria urina), justificam esta prática no texto de Provérbios 5,15 (“toma a água da tua própria fonte”)! As práticas mais absurdas podem ter apoio na Bíblia mal-interpretada; citar todas seria interminável. Para evitarmos ser vítimas destes e de outros danos tão terríveis, leiamos a Sagrada Escritura sempre seguindo a interpretação do Magistério da Igreja Católica, a quem Jesus conferiu esse ministério (Lucas 10,16) e não o que é proclamado à margem deste.

    Lutero: “todos devem examinar e interpretar livremente as escrituras”
    São Pedro II pedro 1,2

  26. kkkkkkkkkkkk. Só me faltava essa. Os mesmos que se beneficiam do Estado Laico, agora pedem perseguição ao que se diz maior escolha de fé deste país. O Cristianismo. Se são minoria, não venham perseguir a maioria, 85%, segundo o IBGE. Bruxos! Voltem para onde vieram….Atitudes como estas, só confirmam o que o pensamento popular, o senso comum, diz a respeito de voces. São do mal!!!!! Vivemos numa democraciaaaaaa! Tirania! Escravidão espiritual, só vem de um lugar. Das trevas! O sangue do cordeiro que retirou a morte eterna, esteja sobre todos os homens de bem e de fé deste país, até mesmo porque os pacificadores, serão chamados filhos de Deus!

  27. Não vejo importância nenhuma para esse mundo dividido chamado protestantismo.
    Há uma explicação na Bíblia para todo esse questionamento e o protestantismo se encaixa nela:
    “Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si. Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas.” (2Tm 4, 3-4)
    Eles tentarão de todas as formas, arrebatando ovelhas queridas por Jesus à ilusão das falsas religiões e falsos profetas que continuam a seduzir os “ignorantes na fé” sendo que todos os meios para nossa salvação esta contidos na Igreja Católica em seus sacramentos.
    Lembre se: “Católico ignorante é o primeiro protestante!”
    Uma outra explicação:
    “No passado surgiram falsos profetas no meio do povo, como também surgirão entre vocês falsos mestres. Estes introduzirão secretamente heresias destruidoras, chegando a negar o Soberano que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. 2 Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade. 3 Em sua cobiça, tais mestres os explorarão com histórias que inventaram. Há muito tempo a sua condenação paira sobre eles, e a sua destruição não tarda.” 2 Pedro 2,1-3

    • Divergencias de doutrinas. Mas se é por Cristo, então está com Ele. Se não é? Então está contra Ele. Não confundam divergencias doutrinárias, com falsidades. A palavra de Deus, a fé a paz e o amor são o que importam. Como é praticado? Isso em geral é doutrina de homens. Mas jamais nos esqueçamos, sem fé não se pode agradar a Deus. E sem amor, nada seríamos. E não só de pão viverá o homem, mas sim de toda a palavra.

  28. O capeta, faz uso dos seus adeptos com a finalidade de extinguir a palavra de Deus. Quem poderá resistir contra a potente mão de Deus?

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 555,563 comentários no Notícias Gospel.