Home » Brasil, Destaque

Criticando “crentes modernos”, teologia da prosperidade e doutrinas de igrejas, escritor afirma: “Eu sou crente à moda antiga”. Leia na íntegra

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Criticando “crentes modernos”, teologia da prosperidade e doutrinas de igrejas, escritor afirma: “Eu sou crente à moda antiga”. Leia na íntegra

O estabelecimento de doutrinas peculiares à determinadas denominações, encaradas por muitos como “usos e costumes” foi tema de um texto publicado pelo site Genizah.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

As doutrinas que fogem ao conceito bíblico foram tratadas por David Andrade, autor do texto, como “modismos”, numa comparação com os usos e costumes dos “crentes modernos” e os “crentes à moda antiga”.

Segundo Andrade, “c rente moderno entende que não pode cortar cabelo, que mulher não pode usar calça, que homem não pode usar bermuda, que pastor é soberano e deve ser servido”.

Usando humor para descrever o comportamento de muitos evangélicos, Andrade ironiza: “Crente moderno entende que palavreado correto é o seu, tipo: misericórdia (ao invés de ô loco meu…, creeeeeedo que doidera…) ou então: sangue de Jesus tem poder (ao invés de isso não vai acontecer nem que a vaca tussa)”.

O conceito de “crente à moda antiga” usado pelo autor do texto, remete às discussões atuais em voga no meio evangélico, como teologia da prosperidade, relacionamento da igreja e fiéis com a sociedade, e doutrinas a cerca de bebidas.

-Crente à moda antiga não ouvia “canção gospel”, alegando que as outras canções são canções do mundo, simplesmente ouvia canção boa, crente à moda antiga bebia vinho (outra heresia). Aí alguém vai dizer que não era vinho, era suco de uva, mas embriagava – ou Paulo não diria em 1 Co 11 que havia crentes se embriagando – e Jesus não estava muito preocupado com o vinho pois transformou água em vinho e não em refrigerante. Crente à moda antiga ia em festa de parente que não professa a mesma “religião” (é só ler atento João 2), crente à moda antiga andava por fé e não por vidência, crente à moda antiga sabia que Deus é Deus na riqueza e na pobreza e que nenhuma das situações deve ser buscada para se dizer mais ou menos filhos de Deus, muito menos para que isso sirva de status gospel – descreve David Andrade.

Desfazendo-se do tom sarcástico, o autor pontua os erros que, sob seu ponto de vista, são cometidos pelos evangélicos: “O problema é que o que não se percebe é que crente moderno são os do modismo, das cartilhas de comportamento doutrinário e não os que tentam andar na simplicidade da vida como Jesus fez, e ao contrario do que possa se dizer ou do que se pregue em muitas (pra não dizer a maioria ou todas) igrejas, Jesus deixou regras praticas de vida mas nenhuma cartilha de comportamento esquisito que demonstre ser “crente”, então meu amigo cuidado para que não se encaixe naquilo que Jesus disse em Mateus capitulo 23… ah você não lembra o que diz? Então leia…”, convida Andrade.

Confira abaixo a íntegra do artigo “Crente à moda antiga”, de David Andrade, publicado no Genizah:

Eu quero gritar pra todo mundo ouvir (qualquer semelhança com musica do Roupa Nova é mera coincidência): EU SOU CRENTE A MODA ANTIGA!

Essa conversa que ronda ultimamente à boca pequena das igrejas e até mesmo na boca pequena das pessoas fora da igreja, de que temos muitos crentes modernos, não me atinge, pois eu declaro: sou crente a moda antiga. Crente moderno existe!

Crente moderno entende que não pode cortar cabelo, que mulher não pode usar calça, que homem não pode usar bermuda, que pastor é soberano e deve ser servido, que ser for bispo ou apostolo então? Coloque-o em altar!

Crente moderno entende que palavreado correto é o seu, tipo: misericórdia (ao invés de o loco meu…rs, creeeeeedo que doidera…rs) ou então: sangue de Jesus tem poder (ao invés de isso não vai acontecer nem que a vaca tussa), ou até quem sabe: pois Jesus disse que obedecer (o pastor) é melhor que sacrificar. Crente moderno não pode jogar (ou assistir, quem dirá comentar) futebol, crente moderno não pode assistir televisão, crente moderno deve estar na igreja (e somente na igreja) todos os dias da semana e “queimar” todo aquele que não esteja do lado de dentro.

Eu não gosto de ser chamado de crente moderno!!! Apesar que geralmente são os “mundanos” que sempre me vem com esse termo, os crentes usam uns mais bonitinhos, do tipo: rebelde, ovelha desgarrada, desviado, herege, filho do cão (meu pai não fazia pipi na roda do carro de ninguém…rsrs) e outros mais…

Eu sou crente a moda antiga! Do tipo que ainda manda flores, apesar do velho tênis e da calça desbotada ainda chamo de querida a minha namorada….rsrs… Eu sou crente a moda antiga, eu ainda acredito que a direção do Espírito Santo (de Deus e não do apostolo) é que pode direcionar corretamente minha vida, eu ainda acredito em unanimidade na Igreja (com i maiúsculo mesmo, do tipo de verdade, de Deus), unanimidade não significa “roboticidade”, significa todos diferentes, porem, todos iguais! Eu acredito numa igreja que ora e Deus responde (do jeito Dele e não conforme minha determinação), eu acredito numa igreja que anda com tudo em comum (em comum não em igualdade, tem diferença), eu acredito numa igreja que misturada ao mundo é diferente, e não pelo linguajar, vestimenta padrão ou pelo fato de serem tão insuportáveis que não da pra conviver, eu acredito que a igreja que misturada ao mundo é diferente se trata daquela que é de Cristo, a noiva do cordeiro, a igreja amada, santa, imaculada (que heresia, não?), a igreja que vive no meio da bagunça, mas não é bagunçada, que vive no meio da corrupção, mas não é corrupta, a igreja que está no mundo mas não faz parte do mundo.

Acontece que alguns conceitos pré- concebidos instalados na mente dos crentes modernos distorceu o sentido das coisas, e hoje tornou-se difícil ser crente a moda antiga.

Crente a moda antiga não ouvia “canção gospel”, alegando que as outras canções são canções do mundo, simplesmente ouvia canção boa, crente a moda antiga bebia vinho (outra heresia) ai alguém vai dizer que não era vinho, era suco de uva, mas embriagava, ou Paulo não diria em 1 Co 11 que havia crentes se embriagando, e Jesus não estava muito preocupado com o vinho pois transformou água em vinho e não em refrigerante, crente a moda antiga ia em festa de parente que não professa a mesma “religião” (é só ler atento João 2), crente a moda antiga andava por fé e não por vidência, crente a moda antiga sabia que Deus é Deus na riqueza e na pobreza e que nenhuma das situações deve ser buscada para se dizer mais ou menos filhos de Deus, muito menos para que isso sirva de status gospel.

O problema é que o que não se percebe é que crente moderno são os do modismo, das cartilhas de comportamento doutrinário e não os que tentam andar na simplicidade da vida como Jesus fez, e ao contrario do que possa se dizer ou do que se pregue em muitas (pra não dizer a maioria ou todas) igrejas, Jesus deixou regras praticas de vida mas nenhuma cartilha de comportamento esquisito que demonstre ser “crente”, então meu amigo cuidado para que não se encaixe naquilo que Jesus disse em Mateus capitulo 23… ah você não lembra o que diz? Então leia…

Isso é só o começo de mais um “louco no bando de louco”…. (1 Co 2: 14,15,16)

Obs: não sou “curintiano”…. rsrs

Redação Gospel+



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

8 comentaram, comente você também!

  1. Igor Henrique disse:

    É ” Concordo com O Texto em partes mais na verdade , Acho que ser cristão o que faz a diferença seu testemunho e conduta

  2. Tem algumas postagens no texto que não tem fundamento bíblico '-'.

  3. não entendi qual a bronca do escritor,ele fez tantos comentarios confusos e até infelizes.Poxa! porque não vivemos o evangelho e,só o evangelho.Deus não esta preocupado com nossos achismos ou nossa visão coloquial das coisas,Ele quer mesmo é que creçamos na graça e no conhecimento.
    Estou fartos de “pastores” que pedem tempo em se pecupar com a igreja visinha,o apostolo Paulo falava de jesus e defendia os seus ensinamentos por terem base biblica.Vamos evagelisar pois há muitos sedentos de ouvir a Palavra que liberta, deixemos que o Senhor da seara faça a ceifa em tempo oportuno.

  4. AVIVAMENTO , pra que serve? Se fosse para não progredir não leriamos de continuo a palavra e quem sabe na tradição matariamos jesus de novo e continuariamos a pecar , alias eu acredito que não leem a palavra pois jesus bebia vinho e a regra é com sabedoria seguir o mestre, sim fazer como ele, amar se doar pregar etc, juizo gente para que não sejam julgados.

  5. nao gostei desse texto, é muito confuso!

  6. Sou crente ao meu modo.
    Só Deus há de me julgar..
    O que os comedores de feijão, cagões, mijões e peidões pensam… que se explodam!

    :)

  7. O cara ta pinel ! é se meter a intelectual do evangelho ! pousa de humilde mas esta escrevendo no site do genizah, metidos a teólogos críticos de tudo e de todos.

  8. Renato M Veras disse:

    Ao invés de "bater com o cajado" nos evangélicos em geral, por quê não começa com o dono do Genizah?

    Falou bonito, mas quero ver ser um "crente à moda antiga", que segue a direção Divina, e denuncia os erros de compartamento dos colunistas do site em questão, porque, ao meu ver, é fácil peitar quem está de fora, mas homem de verdade que serve ao Senhor tem coragem de peitar e bater de frente com qualquer um que desvia-se da Verdade do Evangelho, mesmo se for da própria congregação.

    Genizah é um site "evangélico" especializado em caluniar evangélicos em geral, sem nenhum tipo de temor em sua "apologética com humor".

    Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou MALDIZENTE, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais.
    1 Coríntios 5:11

    E por que atentas tu no argueiro que está no olho de teu irmão, e não reparas na trave que está no teu próprio olho?

    Ou como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o argueiro que está no teu olho, não atentando tu mesmo na trave que está no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão.
    Lucas 6:41-42

  9. Ess é crente moderno à moda antiga. Acho que ele se perdeu. Contudo, a ideia é boa.

  10. Cada igreja em si adiciona regras e costumes em sua denominação. Quem não segue essas regras é digno do fogo do inferno segundo eles.
    Interessante o que Paulo comenta sobre isso:

    Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.

    Gálatas 1:8-9

  11. Deus seja louvado pelas sete mil que não prostraram….

  12. Grandes verdades que precisam ser ensinadas e vividas por aqueles que as ensinam e um belíssimo texto, parabéns David Andrade!!!

  13. Muito boa análise dos tempos modernos!
    A modernidade dos “crentes modernos” está na hipocrisia e na falsa santidade exalada por aí.
    Principalmente de algumas lideranças, que te ensinam: tudo é pecado para você, quando é para ele ou os seus “dá-se um jeitinho”!
    E onde está a parte em que somos iguais perante Deus?

  14. Cleonice Pereira Amaral disse:

    Nossa não poderia ser mais claro? simplifica pra ser mais objetivo.

  15. Cleonice Pereira Amaral disse:

    Nossa não daria pra ser mais claro?

  16. me deixou um pouco confusa em algumas partes

  17. Geziel Freitas, André Moraes, Rafael Cardoso, Jaci Donizete Velho, Jotta Jose Souza … aguardo comentários …

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 431,130 comentários no Notícias Gospel.