Home » Mundo Cristão

Escritor Maurício Zágari lamenta igrejas evangélicas envolvidas em escândalos: “um dia os falsos líderes serão desmascarados”. Leia na íntegra

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Escritor Maurício Zágari lamenta igrejas evangélicas envolvidas em escândalos: “um dia os falsos líderes serão desmascarados”. Leia na íntegra

O escritor Maurício Zágari publicou um artigo em crítica aos líderes evangélicos “que enganam o povo usando o nome de Jesus”.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Jornalista de formação, em seu artigo Zágari faz um relato sobre sua fase profissional como repórter de grandes veículos de imprensa do Brasil, e usa como ilustração para dizer que existem bons e maus em todos os setores da sociedade, assim como nas igrejas.

Tratando do tema “bispos”, Maurício Zágari faz um resumo histórico da origem do termo e do cargo, analisando as diferentes atribuições que um bispo pode ter, dependendo da denominação em que congrega, e separa o cargo historicamente existente nas igrejas, dos casos de escândalos contemporâneos: “É um título biblicamente e historicamente correto. Em cada denominação, ao longo dos séculos, o título ‘bispo’ designou alguém que tinha certas atribuições, que variam de denominação a denominação. Mas que qualquer um tem o direito de usar… isso tem”.

Entre as críticas feitas às lideranças de denominações que frequentam as páginas dos veículos de comunicação por escândalos, Zágari afirma que o título usado por eles pouco importa frente a seus atos: “O líder desses grupos poderia se chamar ‘bispo’, ‘padre’, ‘epaminondas’ ou ‘bilu-bilu’, a questão não é a legitimidade do nome. É o fruto que os tais geram – que qualquer um com discernimento espiritual ou pelo menos bom senso consegue ver que está podre. Se você é flagrado contrabandeando dinheiro na Bíblia (meu Deus…) ou ensinando a pedir oferta na base do ‘ou dá ou desce’ isso em nada tem a ver com o nome que você ostenta. Poderia ser ‘Irmão Mais Velho na Fé Fulano’ ou simplesmente ‘Missionário Beltrano’. Daria na mesma”.

O escritor revela o desejo de ver os escândalos cessarem no meio evangélico: “eu quero um dia voltar a ter confiança de que todo bispo é um homem de Deus, irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso de torpe ganância. Como Deus zela pela sua Igreja, creio que um dia os falsos líderes serão desmascarados e o rebanho se voltará para os realmente vocacionados e que esperam sua recompensa no Céu e não nas Ilhas Caymã”.

Confira a íntegra do artigo “Chega de bispos”, de Maurício Zágari

Sou jornalista e passei ao longo de minha carreira por três dos principais veículos de comunicação do país, sendo dois jornais e um a maior emissora de televisão brasileira. Há alguns anos decidi não ler mais jornal, cancelar minha assinatura da revista jornalística que eu consumia semanalmente e parar de assistir a TV, pois a quantidade de mentiras, notícias manipuladas e até inventadas de acordo com os interesses de alguns me fizeram um cético com relação à imprensa. Se eu fosse contar aqui tudo o que vi e vivi nos 13 anos em que trabalhei na grande imprensa você provavelmente também pararia de assistir a telejornais, por exemplo. Há mais verdade nos filmes B de zumbis, por exemplo, do que em muitas reportagens de programas aparentemente “jornalísticos”.

Lembro de um colega que, em sua primeira semana trabalhando como crítico de cinema num dos maiores jornais do país (e que ainda não conhecia as “regras do jogo”), escreveu uma critica ruim de um filme horrível estrelado por uma famosa apresentadora de programas infantis. Foi honesto. Só que ela é uma das estrelas das organizações das quais faz parte o jornal. Tadinho. Aos berros, foi obrigado pelo diretor de redação, na frente de todos, a mudar o texto e… elogiar o filme! Eu mesmo vivi situações assim. Lembro que saí muitas vezes para fazer reportagens com um fotógrafo veterano que é considerado um dos maiores do país (com livros publicados, que faz exposições etc) e o vi com meus próprios olhos simular fotos falsas para elas darem ibope e serem publicadas na primeira página (e foram), em situações completamente mentirosas. Ele arrumava o “cenário” e clicava. Sua cara-de-pau me deixava de queixo caído. Também vi repórteres consagrados inventarem depoimentos fictícios de pessoas que não existem para compor suas reportagens porque estava chegando a hora de fechar o jornal e eles ainda não tinham conseguido quem desse uma entrevista. Tenho amigos que pediram demissão da que é considerada a mais importante revista do país porque não aguentaram mais o tanto que seus textos originais foram distorcidos pela chefia por interesses políticos e econômicos: falas de entrevistados eram reinventadas e publicava-se o que pessoas não tinham dito. Isso entre milhões de episódios. Mas há um que eu mesmo vivenciei e considero emblemático sobre o jornalismo brasileiro.

Eu era um jovem e idealista estagiário que achava que o jornalismo era o grande fiscalizador da sociedade, a grande ferramenta para mudar o mundo. Trabalhava na editoria Internacional de um desses grandes jornais. Num plantão de fim de semana me escalaram para fazer uma matéria de esportes: jogo do Flamengo contra Corinthians no Maracanã. Minha pauta: o vestiário do Corinthians após a partida e uma coluna onde pegava o depoimento de alguém e transcrevia ao pé da letra (entre aspas) o que ele achou do jogo. Entrevistei Branco, o jogador que foi campeão do mundo na Copa de 1994 (na foto, à esq.). Gravei seu depoimento, fiz o que tinha de fazer e voltei à redação. Escrevi o texto do vestiário e transcrevi tudo (TUDO!) o que Branco dissera, para a tal coluna. Pronto. Dever cumprido. Estava só esperando minha hora de ir embora quando um redator (que hoje é bem conhecido e respeitado por participar dessas mesas redondas de domingo na TV) me chamou e disse que precisava crescer o depoimento de Branco porque um anúncio tinha sido cancelado na página e o espaço estava sobrando. Eu lhe disse que tudo o que o jogador dissera eu já tinha transcrito, que não havia mais nada a acrescentar. Ele sorriu e respondeu: “Ah, é?” e… começou a tirar de sua própria cabeça um monte de coisas, escrevendo como se Branco tivesse dito o que não disse! Cresceu umas oito linhas de texto. E deu enter no teclado, liberando a página para a gráfica. Lembro que eu olhava aquilo estarrecido. O redator, veterano, olhou para mim, viu meu espanto e disse rindo a frase de que nunca me esquecerei:

- Zágari, se o leitor soubesse como nós fazemos o jornal ele não leria.

Aquilo foi o embrião da minha grande decepção com o jornalismo. Mas também penso uma coisa. Vi muitos bons profissionais em ação. Repórteres competentes correndo atrás da verdade de fato (mesmo que depois de terem escrito suas matérias a chefia do jornal tenha mudado tudo conforme seus interesses). Gente do bem, que preferia dizer ao chefe “não tem matéria, o assunto morreu” do que inventar algo pela vaidade de ter seu nome assinado nas páginas no dia seguinte. Ou seja: não é porque vi péssimos profissionais fazendo o que há de pior dentro de seu péssimo jornalismo que vou achar que todo e qualquer jornalista é mentiroso, manipulador e canalha. Muitos são. Alguns não.

E por que estou falando tudo isso num blog que tem como meta refletir sobre as coisas de Deus? Porque há uma analogia bastante pertinente em nossos dias com um título eclesiástico: “bispo”. Muitos são os homens que assumiram para si o título de “bispo” dentro da Igreja evangélica porque… bem, simplesmente porque quiseram. Em grande parte, são homens (e mulheres) envolvidos com escândalos, com arrecadação indevida de dinheiro, com tudo o que há de mais réprobo na História atual do protestantismo no Brasil. Para mim, o que falam e praticam inclusive os desqualifica como evangélicos, muito mais como cristãos. O inferno certamente receberá alguns desses “bispos”.

A questão é que, por causa dessa banda podre, o título em si do bispo tem sido desqualificado como um todo. E os bons e autênticos bispos têm sido atacados porque… são bispos! Do mesmo modo que presenciei jornalistas calhordas em atividade calhorda debaixo do meu nariz, vejo “bispos” calhordas simularem um falso protestantismo calhorda sob o nariz da sociedade e com isso a lama salpica todos os evangélicos – e todos os bispos. Mesmo os autênticos.

E isso é uma injustiça histórica. Vejo nas redes sociais gente desinformada ou ignorante historicamente baixando o sarrafo no título (e aqui não quero tratar de quem se chama “apóstolo”, “patriarca”, “semideus” ou o que for – quero falar só sobre o episcopado). A questão é que o título “bispo” é legítimo. É bíblico. Pode ser usado. E se você nunca estudou nada sobre isso deixe-me te situar historicamente, para além dos escândalos da atualidade.

O cargo eclesiástico de “bispo” é encontrado já em passagens bíblicas. Como, por exemplo, 1 Timóteo 3.2 (“É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar) e Tito 1.7 (“Porque é indispensável que o bispo seja irrepreensível como despenseiro de Deus, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso de torpe ganância”). É importante ressaltar que, biblicamente, o que esse cargo especifica é a função de um certo irmão dentro da organização da igreja, e em nada o torna mais divino do que qualquer outro de sua família de fé – em razão do sacerdócio universal dos santos. Há sobre um autêntico bispo, como há sobre qualquer líder divinamente comissionado, uma capacitação especial do Senhor para dar direção ao rebanho. Mas Deus não deu a ele uma auréola, deu, isto sim, uma função de liderança, que exerce conforme foi vocacionado a fazer.

A palavra “bispo” vem do grego επίσκοπος e tem como significado original “inspetor”, “supervisor”. É um vocábulo que vem de antes do surgimento do Cristianismo, quando o título era usado para designar todo tipo de administrador. E isso nas esferas civil, financeira, militar e judiciária. Foi adotado por diferentes tradições cristãs, desde a Igreja primitiva até os nossos dias, e em cada uma tem seu conceito e suas atribuições específicas. Ou seja, não há uma definição única, absoluta e dogmática para o que é e o que faz um bispo: cada tradição designa suas especificidades.

No princípio do Cristianismo, no século I, os títulos já existentes “presbítero” e “bispo” foram adotados pela Igreja e passaram a ser usados para se referir aos servos de Deus que agiam como líderes da igreja local e eram submissos a um dos apóstolos. No fim do primeiro século, a alcunha “bispo” foi aplicada somente aos doze apóstolos. Até que aconteceu uma reviravolta no uso dos termos. No ano 96, Clemente de Roma, durante o período em que João, o evangelista e servo amado de Jesus , ainda estava vivo, afirmou em seus escritos que os apóstolos deixaram “instruções no sentido de que, após a morte deles, outros homens comprovados lhes sucedessem em seu ministério”.

O mártir Inácio, que foi bispo de Antioquia e conviveu com João, Paulo e Pedro, registrou a sucessão de bispos desde a época dos apóstolos, logo após a morte dos mesmos, em sua própria igreja e em Esmirna. No século II, o patriarca Irineu afirmou a validade de uma “linhagem” de bispos desde o tempo apostólico e os enumerou até seu contemporâneo Vítor. Também fizeram isso alguns dos principais teólogos e historiadores antigos, como Sexto Júlio Africano, Tertuliano, Eusébio e Jerônimo.

Assim, vemos claramente que a forma de governo episcopal é bíblica e historicamente correta. Mas aí surge a pergunta: quem de fato pode ser chamado legitimamente de bispo? A resposta depende da tradição cristã que você siga. Na Igreja Católica Romana (foto), bispos são considerados sucessores dos apóstolos, responsáveis por santificar, ensinar e governar dentro de uma determinada região. O mesmo se aplica às Igrejas Ortodoxa Russa e Grega, sendo que o bispo recebe o nome de “eparca”. Já entre os anglicanos, o bispo é o pastor principal da Igreja e exerce sua atividade numa diocese, que seria uma menor expressão da Igreja. Sua missão seria a proclamação e o ensino, o provimento dos sacramentos e a supervisão e liderança administrativa da Igreja, além de simbolizar unidade entre as comunidades de uma diocese e entre a diocese e toda a Igreja. Na Igreja luterana de alguns países há a figura do bispo, embora no Brasil não. Já a Igreja Metodista é episcopal, mas os bispos não são uma ordem especial ou diferente dos presbíteros, ele é apenas o primeiro entre seus iguais (“primus inter pares“) e seu cargo no nosso país não é vitalício.

Entre as igrejas pentecostais, a grande maioria não tem a figura do bispo. Algumas têm, como a Igreja Cristã Nova Vida, a primeira pentecostal do Brasil a adotar esse sistema de regência eclesiástica. Há um Bispo Primaz e um Colégio de 7 bispos (foto) que atuam como seus auxiliares e conselheiros. O Primaz nada mais é do que um pastor de pastores de igrejas independentes, que se submetem a sua autoridade voluntariamente. Outra é a Igreja do Evangelho Quadrangular, onde “bispo” é um cargo que um pastor recebe para reger uma ou mais regiões, e pode ser retirado do cargo. Vale ressaltar que até aqui só falamos de igrejas históricas, sérias, sem envolvimentos com escândalos ou absurdos – como a miscigenação com práticas espíritas ou coisas do gênero. E aí chegamos às neopentecostais. É quando começa o problema.

Algumas igrejas neopentecostais no Brasil adotam em sua hierarquia o sistema episcopal, sendo que em algumas dessas denominações o bispo é o representante máximo. Em outras denominações, o bispo é um representante que administra uma região, com bispos que gerem as chamadas “regionais” – mas não são independentes, estão subordinados ao líder máximo, autointitulado “apóstolo”. Numa certa igreja há ainda a figura da “bispa”, um neologismo infeliz, uma vez que existe um feminino para bispo: episcopisa.

Se você for analisar, perceberá que é o grupo dos neopentecostais que vive nas manchetes e nas reportagens de TV. Em sua maioria, seguem a herética Teologia da Prosperidade (veja o post Demonologia da Prosperidade). São denominações em que seus líderes hipervalorizam o dinheiro e os bens materiais e que já protagonizaram episódios em que foram flagrados em contrabando de dinheiro, falsos exorcismos, uso de dinheiro de dízimos e ofertas em benefício próprio e outras falcatruas. É por causa desses “bispos” e dessas “bispas” que o título legítimo tem sido maldito por tantos.

Muitos dos tais “bispos” neopentecostais poderiam se virar para mim ou para você e dizer “Se o fiel soubesse como fazemos igreja ele não viria”. Só que o uso do título não tem nada a ver com isso. O líder desses grupos poderia se chamar “bispo”, “padre”, “epaminondas” ou “bilu-bilu”, a questão não é a legitimidade do nome. É o fruto que os tais geram – que qualquer um com discernimento espiritual ou pelo menos bom senso consegue ver que está podre. Se você é flagrado contrabandeando dinheiro na Bíblia (meu Deus…) ou ensinando a pedir oferta na base do “ou dá ou desce” isso em nada tem a ver com o nome que você ostenta. Poderia ser “Irmão Mais Velho na Fé Fulano” ou simplesmente “Missionário Beltrano”. Daria na mesma.

Chamar-se de “bispo” é apenas uma opção por um cargo que explica o tipo de governo eclesiástico que segue a sua igreja. É um título biblicamente e historicamente correto. Em cada denominação, ao longo dos séculos, o título “bispo” designou alguém que tinha certas atribuições, que variam de denominação a denominação. Mas que qualquer um tem o direito de usar… isso tem. Se eu quiser abrir uma igreja e me intitular “Príncipe Zágari”… bem, eu poderia. Mas não haveria antecedente histórico para o título numa convivência eclesiástica. Madre Teresa de Calcutá, uma pessoa do bem, usava o título de “Madre”, embora ela não fosse minha mãe e, apesar de seus gestos caridosos, crer – ao contrário de minha mãe de verdade – na mariolatria, na veneração de santos, na transubstanciação da Ceia e em montes de outras heresias. Nem por isso qualquer um de nós deixa de chamá-lá de “Madre”. Pois não passa de um título, ela não era mãe de ninguém. O mesmo se aplica a Joseph Ratzinger. Você alguma vez já o chamou de algo diferente de “Papa”? Sim, você, evangélico como eu, já chamou o ex-hitlerista Ratzinger de algum título diferente de (vamos traduzir) “Papai” Bento 16? Não. Todos nós o chamamos de “Papa”. Pois é apenas o nome do cargo, com raízes historicamente definidas.

Então, meu irmão, minha irmã, o importante nessa história é que essa perseguição que muitos de nós impomos ao título “bispo” que certos falsos cristãos adotam em suas igrejas é uma perda de tempo, uma bobagem e uma irrelevância. Eles têm, apesar de tudo o que eu e você sabemos, o direito de adotar o título. O que não podem é praticar o que praticam – ESTE SIM É O PROBLEMA. Paremos, assim, de criticar fulano ou beltrano só porque se chamam “bispo” e passemos a criticar suas ações nefastas. Porque, ao fazer isso, paramos de errar por desmerecer os bons bispos. Como os anglicanos, os metodistas, os da Igreja Cristã Nova Vida, os ortodoxos. Esses, sendo íntegros e homens de Deus, acabam sofrendo o bullying que impomos sobre o título por os colocarmos no mesmo saco que os canalhas. E aí erramos e pecamos por julgar e reprovar os que Jesus não julga ou reprova.

É como chamar alguém de “fariseu” como uma ofensa. Não podemos esquecer que o grande apóstolo Paulo foi fariseu. Gamaliel foi fariseu. José de Arimateia era membro do Sinédrio, possivelmente um fariseu. Mas pomos todos os fariseus no mesmo saco, como se todos fossem “hipócritas”, “raça de víboras” ou “sepulcros caiados”. Calma. Como se pode ver, nem todos eram assim. Só Paulo e Gamaliel já desmontam essa tese. O mesmo se aplica aos bispos.

Eu quero um dia voltar a ler jornal e a assistir a noticiários na TV. Mas só quando tiver confiança de que aquilo não é uma obra de ficção, pois sei que muito do que ali está é balela e mentira. É teatro. Provavelmente isso nunca acontecerá. E eu quero um dia voltar a ter confiança de que todo bispo é um homem de Deus, irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso de torpe ganância. Como Deus zela pela sua Igreja, creio que um dia os falsos líderes serão desmascarados e o rebanho se voltará para os realmente vocacionados e que esperam sua recompensa no Céu e não nas Ilhas Caymã.

E a você que vive bradando “chega de bispos!”, sugiro que mude o seu discurso. E comece a bradar, como eu, “chega de líderes que enganam o povo usando o nome de Jesus!”. Aí sim você estará começando a criticar o que de fato tem de ser criticado e não estará mais pecando por depositar joio e trigo no mesmo saco antes do tempo da colheita – algo que só compete a Deus. E, até onde eu sei, você não ostenta o título “Deus”, ostenta?

Paz a todos vocês que estão em Cristo.



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

10 comentaram, comente você também!

  1. eduardo martins vc é um diota.

  2. Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

    muitos são chamados mais poucos os escolhidos.!!!!!!

  3. Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

    satanás será envergonhado nesses dias pois o mesmo senhor tem preparado um pequeno exercito para pregar a verdade e preparar o povo para vinda de jesus.Ele não precisa de muitos ele sempre contará com o pequeno exercito de gideão.Quem viver verá.Cristo vive para sempre!!!aleluia

  4. É Maurício Zágari, lamentavelmente vc vai viver muitos anos e, morrer…E não vai encontrar um religioso com todas essas qualidades, que, não são atribuídas por vc, não! São atribuições contidas na Bíblia: "O lídere religioso deve ser irrepreensível. Marido de uma só mulher, ordeiro…" (1°Tim.3:2-7; Tito 1:5-11) As Escrituras diz também que o "líder religioso não deve ser ávido de ganhos desonestos, livre de acusações e ter uma ficha limpa" (1°Tim. 3:8-13) Onde vc vai encontrar um desses? Todos os pastores, BISPOS, 'apóstolos', padres, sacerdotes, presbítero, clérigos, párocos, vigários, curas, eclesiásticos e outros são LOUCOS POR DINHEIRO! São vendedores da "PALAVRA DE DEUS" (2° Cor. 2:17)

  5. haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa…

    Ló perdeu tudo…

    NÃO QUIS SACRIFÍCIO, QUIS A CAVERNA.

  6. Crentes falidos que postam e pensam ser alguma coisa, INCLUSIVE ESSE TAL AI, um desviado da Assembléia de Deus, trazendo desgosto PARA A TODA SUA A FAMÍLIA, inclusive para a própria AD,

    Eu posso citar 1 testo muito forte na bíblia, CITANDO COMO EXEMPLO A VIDA DESSE RAPAZ,
    LÓ NÃO DESEJANDO IR PARA O MONTE DEPOIS DE TER OS ANJOS O LIVRADO DA DESTRUIÇÃO DE SODOMA, quis habitar com as suas duas filhas numa caverna.

    VEJA FAMÍLIA DA FÉ, se esse desviado, não está dessa forma, tem como no entender dele ser correto como vive, deixando os ensinamentos da fé, para viver COMO O SEU PRÓPRIO BEL PRAZER,

    MORAL DA HISTÓRIA, as duas filhas embebedaram o pai LÓ, vindo a coabitar com o mesmo, NASCERAM AS NAÇÕES REBELDES CONTRA DEUS.

    esses que vão de encontro ao REINO DE DEUS, são os filhos gerados por ló, FILHOS ESSE DA REBELDIA, (AMONITAS E MOABITAS), GN 19:30-38 – a história continua, vivendo só o diabo sabe, com 1 vida de derrotas e fracassos, POR NÃO CRER DO ESTÁ ESCRITO,

    O NOSSO DEUS É COMPLETO, ME DA A ESCOLHA DE EU SERVI-LO E RECEBER O DIREITO DA SALVAÇÃO E DE DESFRUTAR DO MELHOR DESSA TERRA.

    QUE DEUS ABENÇOE A FAMÍLIA DA FÉ

  7. Igreja Cristã Nova Vida, DO NOSSO ILUSTRÍSSIMO Escritor Maurício Zágari,

    NÃO TEM NENHUM ESCÂNDALO, É MUITO FÁCIL FALAR DA CASA DOS OUTROS, sem olhar a sua,
    mais 1 que surge, rs

    DEUS ABENÇOE A FAMÍLIA DA FÉ.

  8. Caro Maurício,
    Vc está coberto de razão no seu artigo, mas esqueceu de dizer que este ranço da teologia da prosperidade já chegou em algumas igrejas ditas como históricas e alguns dos seus líderes a tem como a fórmula do enriquecimento, que se valem da sua condição de pastor e também da mídia, em seus programas televisivos, para fazer todo tipo comércio.
    Jogaram sua história de luta contra as injustiças sociais e contra o pecado na lata do lixo, se vendendo ao sistema corrupto.
    A igreja cristã não precisa de defensores que levantam bandeiras do moralismo. A pregação da Palavra de Deus já é suficiente para o combate ao pecado. Eles criam situações beligerantes contra pessoas que simplesmente carecem do amor de Deus, porém apenas influenciam pessoas que não leem a Palavra de Deus (só comem fast food – pregações tendenciosas vendidas em CD, DVD, etc) para ingressarem nesse exército de desinformados que tornam-se massa de manobra deles (“marcha para Jesus”).
    Então vale a pena registrar que a igreja cristã no Brasil está doente, cujo remédio é a leitura da Palavra de Deus, desprezada por muitos há muito tempo, por isso jazem como zumbis nos templos onde “louvam” os seus ídolos (pastores, cantores) gospel, que só pensam nos lucros dos seus próprios negócios, ou melhor, das suas próprias igreja$ ou “ministério$” que as pobres ovelhinha$ irão lhes proporcionar com seus dízimos e ofertas.

    Que Jesus volte logo!

  9. jonas barros lima disse:

    não sei pq o kenneth hagin pai da teologia da prosperidade (diabólica) antes de morrer deixou um livro chamado de O Toque de Midas.

    TÓPICOS ABORDADOS PELO LIVRO ESCRITO PELO PAI DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE KENNETH HAGIN:

    - Prosperidade financeira não é um sinal da benção de Deus.
    - As pessoas jamais devem ofertar com a intenção de receber.
    - Não é bíblico “dar nome à semente” em uma oferta.
    - O “retorno de cem para um” não é um conceito bíblico.
    - Não se deve confiar em pregadores que dizem ter uma unção que cancela dívidas.

    o pai da teologia da prosperidade mostra as táticas dessa teologia diabólica, ele teve que admitir….

    lamentável cegos

  10. Vejo uma paixão nas igrejas neopentecostais que deixaram de existir nas tradicionais sérias , que de tão serias deixaram de tratar-se como irmãos no modo de viver e são frios e estudiosos que sobem ao monte , mas nao conseguem ficar meia hora em compania de um irmão para compartilhar uma palavra ,seus pecados e orar juntos.
    Entraram em um sistema papal com grandes “Homens de Deus´´ ungidos e diferentes em aspecto e genero dos demais.
    Acredito que em uma igreja todos somos ministros e cada casa deve ser uma igreja , nao um encontro de domingo para levantar maõs que durante a semana mantiveram-se baixas.
    O primeiro e grande mandamento: Amarás ao Senhor teu Deus de todo teu coração , de toda tua alma e de todo entendimento, e o segundo semelhante a este em importancia é : e ao teu proximo como a ti mesmo.
    Cada crente deve ter a responsabilidade de falar da palavra de Deus a outros e viverem em comunhão como em Atos 2:42 – No partir do pão , nas oraçoes e na comunhão todos os dias.
    e assim o Senhor acrescentava dia a dia os que iam sendo salvos.
    Precisamos voltar a pequena igreja de relacionamentos, isso está acontecendo no geral entre tradicionais e neo pentecostais.
    Meninices estão acontecendo em todos ministerios e sempre aconteceram.
    nem pensem que o maligno nao ataca os tradicionais ou pentecostais , pode até ser de outra maneira , mas sempre é muito eficaz.
    Devemos parar com rótulos, somos todos cristãos e se um dia aprovarem uma lei de perseguição aos cristãos todos seríamos perseguidos igualmente e isso ja nos faz ser iguais.
    Busquemos aqueles qeu nao cohecem a palavra de Deus e nao queremos luta de reino contra mesmo reino , nao é mesmo?
    graça e paz

    Flavio

  11. Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

    glórias a jesus.Pelo menos um homem de bom senso no meio desta geração perversa.A vinda do Senhor jesus nesses dias será justamente para isso para tirar o joio do meio do trigo .todas as obras oculta se revelaram e as intenções dos corações dos homens serão expostas.

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      será que esse seu comportamento é de um filho de Deus ou de um verdadeiro cristão??????seus frutos tem provado o contrario.Eu luto pela verdade meu querido se a verdade te encomoda é porque nunca vc esteve ou viveu a verdade.sua vida é uma mentira.e quem mete ou vive pecando é filho do diabo.pois o mesmo nunca se firmou na verdade.vá se converter.

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      a verdade dói ,machuca é verdade .mais tras cura para alma.e essa verdade é Jesus e nele não há sombra de variação.

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      se vc pertencesse a verdade estaria do meu lado,pois não estou aqui pra condenar nem atirar pedra em denominações de ninguem .mais para lutar pela verdade dos ensinamentos de jesus.vcs só pregam iurd,eu prego jesus cristo e o seu evangelho de renuncia de abnegação,não um evangelho de facilidades que busca a glória deste mundo e o reconhecimento dos homens.vcs da iurd são hedonistas (aqueles cuja a filosofia é a busca de prazer).e te digo mais todo aquele que ama este mundo e as coisas deste mundo o amor do pai(jesus) não está em vcs.Vá meditar em mateus 7:15 ao 23 e veja o que jesus fala desses falsos profetas.llobos roubadores de alma.nem entram no reino de Deus e nem deixam as pessoas entrarem.são os chamados ladrões de corações que se aproveitam do sofrimento do povo para semear uma falsa esperança que só levará milhões para o abismo.se cuida .Jesus sempre será a minha maior alegria e meu prazer maior.Seja na alegria ou na dor.salmos 34 pra vc

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      e pra encerrar deixo pra vc e pra todos aqueles que buscam a glória e o reconhecimento neste mundo essa passagem 1 joão 2: 15 ao 17.é pra meditar e colocar em pratica viu.

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.só o sangue de jesus

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      se pregar a verdade é atacar mais uma vez lavo minhas mãos .se cuida varão

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      só eu e jesus é que sabe o que eu passei naquela universal.o pastor mandava agente ir catar latinha na rua pra cumprir os votos da igreja,teve uma epoca que tive que vender toda peça de roupa do meu guarda roupa para cumprir a tal da fogueira santa de israel.roubei até uma pulseira de ouro de minha mãe,porque queria realizar os meus desejos de qualquer custo e se eu chegasse na igreja sem meu susposto sacrificio seria chamado atenção.

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      teve uma vez que lutei tanto mais só conseguir 6 reais e no dia de entregar o sacrificio eu não fui pois o voto que fiz era de mil,o minimo para os obreiros era mil.mais eu só consegui 6 reais .não fui entregar pela manhã com vergonha uma outra obreira me aconselhou a eu ir pela noite fui e pra azar meu só quem entregou o voto só foi eu e uma membra.Consequencia:o pastor me chamou atenção no final da reunião e me disse que o meu sacrificio foi uma vergonha.Pense como eu me sentir humilhado.Agora eu te pergunto defensor da iurd que tipo de evangelho é esse???

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      eu conheço tanta gente que faz tanta fogueira santa e nunca fica rica e nem muda de vida.Parece que de tanto fazer fogueira santa os neuronios delas estão queimados.eu não queria chegar a esse ponto de expor essas terriveis experiencias nesta pagina,mais só quem vivee quem sabe .eu fui muito humilhado por essa denominação e não somente eu quantos milhões de pessoas não querem saber de jesus por causa da igreja universal.mais fica na sua conciencia eduardo.

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      não coloque sua confiança em homens pois vc irá se decepcionar.vigia meu querido eu não te condeno por que eu tbm era assim como vc cego enganado por esses homens até que jesus se compadeceu de mim e tem me dado entendimento da sua palavra.

  12. André Messias disse:

    Olha…o texto até vinha bem…mas quando ele chamou as igrejas TRADICIONAIS e PENTENCOSTAIS de igrejas sérias em detrimento as igrejas NEO PENTENCOSTAIS…eu ri…rsrs…me lembrou aquelas brigas de torcida…mais um torcedor apoiando seu time…rsrs

    Pois desde quando conheço JESUS…tenho certeza de que TODAS as igrejas são cheias de FALHOS e FALHAS e isso sem exceção…já passei em igrejas PENTENCOSTAIS e TRADICIONAIS…mas foi em uma NEOPENTECOSTAL que tive o verdadeiro encontro com JESUS…

    Tenho certeza que minha igreja é cheia de falhos e falhas…meus BISPOS e PASTORES também são falhos, sabe igual a quem ??? Igual a TODOS os BISPOS, PASTORES, REVERENDOS de TODAS as igrejas evangélicas e tenho certeza que todas as igrejas neopentecostais também são cheias de falhos e falhas e não é só isso não…eu abro a bíblia e lá ela mostra que TAMBÉM, REIS, PROFETAS, SACERDOTES, APÓSTOLOS eram cheios de falhas e muito falhos…mas taxar, ou insinuar que as igrejas NEO PENTENCOSTAIS são as “”mais pecadoras”" do que as “”outras”" por causa da TEOLOGIA da PROSPERIDADE é de uma infelicidade tremenda…

    Essas mesmas igrejas citadas pelo escritor como igrejas “”sérias”" são as mesmas que comprovadamente possuem em “”seu seio”" a maçonaria, ecumenismo, fanerose ( cai cai ), revelações que mais parecem adivinhações, que pregam predestinação, ou que o tempo de milagres cessou, ou que o batismo com o Espírito Santo não existe nos dias de hoje, ou que dizem que sofrer miséria e doenças, são “”provações do Senhor”", essas mesmas “”igrejas sérias”", em sua maioria são divididas em ramificações e sub-ramificações, umas contra outras, que pararam no tempo e se atrofiaram se tornando clubinhos sociais, verdadeiras passarelas de banalidades e vaidades…QUERO DEIXAR BEM CLARO QUE ESTOU RELATANDO O QUE VI, NO TEMPO QUE PASSEI E VIVI NESSAS IGREJAS TRADICIONAIS E PENTECOSTAIS…

    Será que a intenção do escritor é criar um Apartheid…ou melhor…senhor escritor ZÁGARI…quer criar outro Apartheid a MISSÃO ??? Sim, porque isso já existe…os nossos “”irmãozinhos”" tradicionais e pentencostais que sempre nos trataram como o “”patinho feio”" do evangelho, desde quando existimos…desde quando pela inércia de suas igrejas cheias de blá, blá, blás, começaram a perder povo para os NEOPENTECOSTAIS…onde as pessoas começaram a ver que o “”tempo dos milagres NÃO cessou”" como é até hoje apregoado em algumas igrejas tradicionais…quem você acha que espalhou que somos uma “”macumba disfarçada”" ??? Quem perdeu povo e correu para criar uma cartilha dizendo que os NEOPENTECOSTAIS são seitas ??? Quem vinha nas portas das nossas igrejas nos “”evangelizar”" para igrejas “”sérias”" a onde nos seriam ensinado o “”verdadeiro evangelho”" ??? Enquanto no mundo uma porção de gente morria porque ninguém dessas igrejas “”sérias”" queria ir lá fora falar de JESUS pra elas, verdadeiros pescadores de aquário ???

    Nessa guerra entre os NEOPENTECOSTAIS, só tem uma coisa que me entristeceu…foi vê-los se rebaixarem naquilo que as igrejas “”sérias”" tradicionais e pentecostais sempre fizeram conosco e entre si, tsc, tsc…
    Engraçado que eu abro a bíblia e na HISTÓRIA da igreja primitiva, que é o embrião das igrejas que existem hoje, também vejo vários defeitos gritantes, inclusive entre pessoas de destaques nessa igreja, ente apóstolos e etc…

    “”Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz.”"
    (Tiago 4:11)

    É tão difícil ver os “”irmãos”" viverem isso…

    • André Messias disse:

      ""E a você que vive bradando “chega de bispos!”, sugiro que mude o seu discurso. E comece a bradar, como eu, “chega de líderes que enganam o povo usando o nome de Jesus!”"

      Mas é claro que sou a favor disso, como também sou a favor de dizer CHEGA :

      Chega de dizer que o tempo dos milagres cessou e que o o batismos com o Espírito Santo não exista mais nos dias de hoje, chega de cai cai ( fanerose ), chega de pregar presdstinação de maneira errada ( uma vez salvo, salvo para sempre ) chega das igrejas ""sérias"" fazerem vistas grossas para o ecumenismo e maçonaria, chega para a idéia errada passada em muitas igrejas ""sérias"" de que miséria e doenças ""são provações do Senhor"", chega de partidarismo e exclusivismos de algumas igrejas ""sérias"" que dizem serem elas que ""pregam um evangelho genuinamente puro"" e por isso mesmo os irmãos deixam de ser irmãos para serem juizes da fé alheia, chega de revelações que mais parecem adivinhações, chega de igrejas ""sérias"" cheias de blá, blá, blá e sem PODER de DEUS…UFA !!! (rsrs)

      Isso me lembra JOÃO quando ainda era neófito e achava que eles eram os donos da VERDADE :

      ""E João lhe respondeu, dizendo: Mestre, vimos um que em teu nome expulsava demônios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não nos segue.

      Jesus, porém, disse: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim.

      Porque quem não é contra nós, é por nós.""
      (Marcos 9:38-40)

      SÁBIAS PALAVRAS MESTRE…

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      Essas igrejas neo pentencostais são fruto de rebeldia.o mesmo espirito do anticristo.Sairam do nosso meio e não permaneceram porque verdadeiramente não eram dos nossos(1 joão 2:18,19).note andré messias que a maioria dos escandalos dos nossos dias tem saido do meio de vcs neo pentencostais(não teriam vcs o mesmo espírito do anticristo,pois vcs rejetam a sã doutrina).se cuida meu querido.

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      as igrejas neo pentencostais estão é cheias de heresias e falsos ensinamentos.Eu creio que Deus é poderoso pra agir nos nossos dias mais o que o povo se esquece que Deus não vai além da sua vontade para satisfazer a nossa e nem realiza rnossos desejos egoistas.outra coisa que quero deixar claro é que jesus expulsa demonios e não invoca para poder expulsar.Existem problemas em nossa vida que nos mesmo procuramos e nenhuma oração forte feita por bispo ou pastor de igrejas conceituada vai poder solucionar,pois tudo que nós semeamos colhemos é isso que esse povo não entende.porque estão acostumados a ler versiculos da bíblia e isso é quando se ler,porque na iurd nem a bíblia eles querem pegar mais pra ler,estive lá a poucos meses e fiquei chocado com a pregação ai entendir porque o povo está sofrendo.é a lei da semeadura:tudo que o homem semear tbm colherá.a casa de davi foi amaldiçoada devido ao pecado que ele cometeu com bateseba.Deus não tirou a espada da casa dele,mesmo sendo ele um homem segundo o coração de Deus.kkkkk êta Deus tremendo ele é grande em sabedoria.Te adoro Senhor meu coração estremece diante da tua palavra poderosa.Aleluia

    • André Messias disse:

      Thiago Ribeiro de Oliveira

      Pôxa, como é que pode sermos do anti-cristo e fazermos de 30 anos pra cá, mais pelo evangelho no BRASIL do que vocês centenários e bicentenários e dizendo""ser de CRISTO"" ??? Que estranho…

      Mas meu caro, os tradicionais também são cheios de divisões e sub-divisões…UÉ ???

    • é por causa de pensamentos como esse do Thiago é que entendemos o porque dessas igrejas antigas terem se atrofiado

    • João Hernane disse:

      Eu sei de uma coisa deus sabe distinguir os seus servos da salvação mesma nessas igrejas ate porque os falsos lideres vao prestar contas com deus neopent. e alguns pentecsotais é o que mais tem heresias ate porque a salvação é indiviual e nao coletivo de um grupo(denominacional qualquer que seja) veja esses videos abaixo
      http://www.youtube.com/watch?v=wq287WOu5-o&feature=plcp&context=C4bd44b7VDvjVQa1PpcFP4_IeAd-Q2Bq9y5Rde57s7-aTdeP4aaA4=

      http://www.youtube.com/results?search_query=caes+gulosos+edir&oq=caes+gulosos+edir&aq=f&aqi=&aql=&gs_nf=1&gs_l=youtube-psuggest.3…32692.43915.0.44335.17.15.0.0.0.0.1655.8158.0j1j2j0j1j7-5j1.10.0.

      AD madurereira

      O que é ser verdadeiramente um discípulo e igreja

    • André Messias disse:

      TODOS vão prestar contas com DEUS…veja só que interessante :

      ""“Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no dia do juízo”"
      (Mateus 12.31)

      E TODAS as igrejas são cheias de falhas e falhos…sem exceção…

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      André Messias -30 anos de escandalos ,heresias e vidas destruidas e escravizadas pelo engano.vc já prosperou,já comprou o seu carro,está livre de todas as doenças,sua familia está toda na presença de deus.resumindo :vc já esta vivendo o céu aqui na terra ?porque eu não estou e o jesus que eu conheço me disse que no mundo eu teria afliçoes mais que eu tivesse bom animo,pois ele venceu o mundo.e aí me responda sabichão????????

    • Thiago Ribeiro de Oliveira disse:

      Karla Belém -é por causa desse pensamento de vcs que a palavra do Senhor está escandalizada e as pessoas cada vez mais desecreditadas de jesus.pois as pessoas pessam que jesus é fonte de desejos humanos.vigia carlinha

    • André Messias disse:

      Thiago Ribeiro de Oliveira

      Os 15 MILHÕES de membros da IURD em mais de 170 países discordam de você…Realmente seu JESUS é com letra minuscula e o o que eu CREIO é com letra maíscula…rsrs
      O meu JESUS é aquele que VEIO dar vida com abundância (João 10:10) e no por vir a vida eterna (Marcos 10:30)…é uma pena que você não o conheça…dee ser por isso que você é tão rancoroso filho…aflições são perseguições e não miséria e nem doença…

      As pessoas estão desacreditadas por olharem pra vida dos crentes mais destruídas que a vida do macumbeiro e do ateu, isso sim, tsc, tsc…porque pra esses crentes-incredulos, o tempo dos milagres cessou…

    • Eu não sei como vcs e André Messias e Cláudio Vaz – meu marido e mesma pessoa tem paciência pra isso…

  13. Olha…o texto até vinha bem…mas quando ele chamou as igrejas TRADICIONAIS e PENTENCOSTAIS de igrejas sérias em detrimento as igrejas NEO PENTENCOSTAIS…eu ri…rsrs…me lembrou aquelas brigas de torcida…mais um torcedor apoaindo seu time…rsrs

    Pois desde quando conheço JESUS…tenho certeza de que TODAS as igrejas são cheias de FALHOS e FALHAS e isso sem exceção…já passei em igrejas PENTENCOSTAIS e TRADICIONAIS…mas foi em uma NEO PENTENCOSTAL que tive o verdadeiro encontro com JESUS…

    Tenho certeza que minha igreja é cheia de falhos e falhas…meus BISPOS e PASTORES também são falhos, sabe igual a quem ??? Igual a TODOS os BISPOS, PASTORES, REVERENDOS de TODAS as igrejas evangélicas e tenho certeza que todas as igrejas neo pentencostais também são cheias de falhos e falhas e não é só isso não…eu abro a bíblia e lá ela mostra que TAMBÉM, REIS, PROFETAS, SACERDOTES, APÓSTOLOS eram cheios de falhas e muito falhos…mas taxar, ou insinuar que as igrejas NEO PENTENCOSTAIS são as “”mais pecadoras”” do que as “”outras”” por causa da TEOLOGIA da PROSPERIDADE é de uma infelicidade tremenda…

    Essas mesmas igrejas citadas pelo escritor como igrejas “”sérias”” são as mesmas que comprovadamente possuem em “”seu seio”” a maçonaria, ecumenismo, fanerose ( cai cai ), revelações que mais parecem advinhações, que pregam predestinação, ou que o tempo de milagres cessou, ou que o batismo com o Espírito Santo não existe nos dias de hoje, ou que dizem que sofrer miséria e doenças, são “”provações do Senhor””, essas mesmas “”igrejas sérias””, em sua maioria são divididas em ramificações e sub-ramificações, umas contra outras, que pararam no tempo e se atrofiaram se tornando clubinhos sociais, verdadeiras passarelas de banalidades e vaidades…QUERO DEIXAR BEM CLARO QUE ESTOU RELATANDO O QUE VI, NO TEMPO QUE PASSEI E VIVI NESSAS IGREJAS TRADICIONAIS E PENTENCOSTAIS…

    Será que a intenção do escritor é criar um Apartheid…ou melhor…senhor escritor ZÁGARI…quer criar outro Apartheid a MISSÃO ??? Sim, porque isso já existe…os nossos “”irmãozinhos”” tradicionais e pentencostais que sempre nos trataram como o “”patinho feio”” do evangelho, desde quando existimos…desde quando pela inércia de suas igrejas cheias de blá, blá, blás, começaram a perder povo para os NEO PENTENCOSTAIS…onde as pessoas começaram a ver que o “”tempo dos milagres NÃO cessou”” como é até hoje apregoado em algumas igrejas tradicionais…quem você acha que espalhou que somos uma “”macumba disfarçada”” ??? Quem perdeu povo e correu para criar uma cartilha dizendo que os NEO PENTENCOSTAIS são seitas ??? Quem vinha nas portas das nossas igrejas nos “”evangelizar”” para igrejas “”sérias”” a onde nos seriam ensinado o “”verdadeiro evangelho”” ??? Enquanto no mundo uma porção de gente morria porque ninguém dessas igrejas “”sérias”” queria ir lá fora falar de JESUS pra elas, verdadeiros pescadores de aquário ???

    Nessa guerra entre os NEO PENTENCOSTAIS, só tem uma coisa que me entristeceu…foi vê-los se rebaixarem naquilo que as igrejas “”sérias”” tradicionais e pentencostais sempre fizeram conosco e entre sí, tsc, tsc…

    Engraçado que eu abro a bíblia e na HISTÓRIA da igreja primitiva, que é o embrião das igrejas que existem hoje, também vejo vários defeitos gritantes, inclusive entre pessoas de destaques nessa igreja, ente apóstolos e etc…

    “”Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz.””
    (Tiago 4:11)

    É tão difícil ver os “”irmãos”” viverem isso…

    Jesus abençoe

    • Você deveria enviar este versículo ao Macedo,porque se tem uma coisa que ele tem feito bem,é falar mal dos outros.

      • VAMS

        Cada um dará contas dos seus atos a DEUS…meu comentário é contra a mania dos crentes de rotularem que suas igrejas s!ão melhores ou mais puras do que a dos outros…se você leu o meu texto, com certeza também leu que critiquei até minha igreja também…e ainda bem que nenhuma igreja salva…só JESUS…

        Jesus abençoe

  14. so’ saiu verdade desta reportagem.mas infelismente com o crescimento das igrejas evangelicas a tendencia e so piorar.

  15. Vc.Mauricio Zágari, é bem informado na palavra de Deus p/ poder argumentar.Valeu ler todo o seu comentário.Concordo plenamente com seus argumentos, sobre neopentecostais na mídia…sempre??!!!

  16. É LAMENTAVEL,MAS INFELISMENTE TUDO ISSO É UMA VERDADE

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 438,990 comentários no Notícias Gospel.