Home » Brasil, Esportes

Ex-jogador do Santos, Roberto Brum, é consagrado pastor e funda nova igreja evangélica

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Ex-jogador do Santos, Roberto Brum, é consagrado pastor e funda nova igreja evangélica

O ex-jogador do Santos, o volante Roberto Brum, que é conhecido por suas frases espontâneas e por sempre comandar reuniões evangélicas nos clubes que defendeu, foi recentemente consagrado como pastor evangélico, e fundou uma igreja em Niterói (RJ), a “Igreja de Deus, o Senhor está Aqui”.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Convertido ao evangelho há 10 anos, e com uma longa carreira no futebol, Brum conta que recebeu uma missão de Deus para montar a igreja evangélica no bairro Camboinhas, em Niterói.

Em entrevista ao site O São Gonçalo Online, o ex-jogador contou que conheceu a igreja evangélica através de seus companheiros de time quando atuava nas categorias de base do Fluminense, mas que só foi se converter realmente quando foi jogar no Coritiba, e passou por uma série de problemas pessoais e profissionais.

Brum conta que se tornou missionário quando foi atuar no futebol de Portugal, e que, de volta ao Brasil, passou a realizar cultos com os jogadores do Santos, clube que passou a defender.

– Quando cheguei, os jogadores me pediram para realizar as reuniões evangélicas. Era muito bom. Neymar e Ganso, ainda muito jovens, frequentavam as reuniões. Eles me convidavam para visitar a igreja deles. Batizei o goleiro Rafael, que era um menino na época. Todos queriam se sentir bem. Lembro do Ganso, que valia mais de R$ 100 milhões, ao lado de um mendigo no culto – conta, sobre sua passagem pelo clube paulista.

Brum defendeu times do Brasil e da Europa, como Fluminense, Santos e Braga (Portugal), além de ter participado da campanha do São Gonçalo Esporte Clube na Série C do Campeonato Carioca desse ano.

Consagrado pastor, ele explicou como funcionará a igreja fundada por ele.

– Não há nada de inovador, é um formato que existe há mais de 2 mil anos. A igreja será um templo de Deus na Terra. A pessoa entra na igreja da forma que se sentir bem. Não vai ter que ir de terno, uma obrigação. Também ficará aberta para receber pessoas de outras religiões porque Deus se importa com o coração das pessoas. Vamos fazer o simples como o Senhor nos ensinou. É igual no futebol: às vezes as pessoas complicam o simples – explicou o jogador, fazendo referências ao futebol.

Roberto Brum ressaltou ainda que na igreja fundada por ele não existirá a prática do pagamento de dízimos, que é comum em muitas denominações evangélicas no Brasil e em outros países.

– A pessoa frequenta a igreja e, se quiser, pode contribuir com o desenvolvimento da obra. Também seguiremos um lema que vem sendo esquecido: caso algum irmão esteja passando por algum tipo de dificuldade, isso será mais importante do que adquirir bens materiais para a igreja. Hoje, 90% do investimento da igreja estão saindo do meu bolso. Sei da minha missão e, por isso, estou fazendo esse investimento, utilizando o dinheiro que ganhei na minha carreira no futebol – explica.

Sobre a agenda da igreja, ele diz que serão dois cultos aos domingos, às 10h e 19h, e que no sábado, haverá um café da manhã e alguns eventos, como shows e peças teatrais.

Redação Gospel+



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

8 comentaram, comente você também!

  1. Cristiane (Pinta) disse:

    Meus parabéns,é o melhor caminho.Mande um abração à sua mãe e seu irmão Renato,um grande bj.Pinta

  2. ser pastor e bom ser jogador nao e de deus nao ser mistura as coisa de deus com jogo o pastor pode ensina a verdade para eles deixa de ser jogador seja qual for o tipo de jogodeus que que todos sao beneficiado igual e nao gosta de confusao jogo so tem violencia ser force de deus so tinha paz por amor de deus leia o novo testamento pocure entender as palavras para que deus tenha misericodia dessa criatura inocente

  3. jhonatan Vieira de Oliveira disse:

    Gostaria de comentar,não terá obrigações nesta nova Igreja,sim será um porta larga em um caminho espaçoso que conduz….voce sabe onde!!!!Não precisamos de mais Igrejas novas,cheias de invencionices e sim voltarmos ao Evangelho,eu particularmente não iria jamais em uma Igreja assim,pois deveriam ler o salmo primeiro numero 1 Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
    Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
    Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.
    Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
    Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.
    Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá
    Salmos 1:1-6
    Devem Ler Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais que combatem contra a alma;
    1 Pedro 2:11
    E muitos outros textos da biblia,não basta dizer que não pedem dizimos é preciso ter doutrinas biblicas,pedir dizimo ou não não me faz salvo ou não,o que mais faz salvo é a fé o que mantem salvo é a santificação,a Igreja não precisa de peças teatrais a Igreja precisa de vida cristã na pratica.

  4. O EVANGELHO PREGADO PELA METADE E SUAS CONSEQUÊNCIAS
    PARTE 1/3

    A intenção é boa… graça a pessoas como ele Deus tem levado 20% de brasileiros aos pés de Cristo…

    Veja, como ele é desprendido… do seu próprio bolso sustenta a Igreja… mostra que o amor ao dinheiro não existe em seu coração… maravilhoso, nê?

    Veja, como ama ao Evangelho… quer ser Pastor… que Deus sege louvado que inspira homens para lutar pelo Reino!

    Contudo é ingênuo… ele não pode ser melhor e mais sábio que Deus…

    Deus diz para dar o dízimo… ele diz não para não dar o dízimo …

    Fico com Deus…

    Pastores agem assim por motivações erradas e por desconhecer “plenamente” o Evangelho de Cristo…

    Tentam humanizar o Evangelho que é puramente Espiritual e é movido pelo uso Fé… “o justo viverá da fé (do uso da fé), se recuar a minha alma não tem prazer nele”. E, “sem fé é impossível agradar a Deus”.

    Ele está motivado por causa das criticas contra o dízimo… por causa dos escândalos dos que se aproveitam do Evangelho, com medo que muitos não deixe de ouvir o Evangelho por causa dos dízimos… tudo isso pode ser razoável… mais é humano e tende a errar…

    Erra pois os irmãos que não dão o dízimos, ofertas e votos se privam de muitas bênçãos de Deus… Não podemos pregar o Evangelho conforme a conveniência humana ou sobre opiniões alheias… antes, como Paulo, “ensinar todo o conselho de Deus”.

    Deveria confiar em Deus e incentivar as pessoas, crentes ou não-crentes a darem o dízimo… e muito mais que o dízimo, deveriam ensinar a contribuírem muito e cada vez mais… pois esses irmãos e amigos receberão de Deus as suas bênçãos! Não dar dinheiro a Deus é privar-se de muitas bênçãos de Deus…

    • O EVANGELHO PREGADO PELA METADE E SUAS CONSEQUÊNCIAS
      PARTE 2/3

      Não foi Deus que disse que deveria dar o dízimo? Não foi Jesus quem ensinou que deveríamos dar para receber? Não foi o Espírito Santo que revelou e inspirou ao apostolo Paulo que quem dá pouco recebe pouco e quem dá muito recebe muito? Então porque não ensinar como a Bíblia ensina em vez de ensinar conforme a conveniência humana? A Igreja é de Deus… Deus sabe cuidar dos Seus… A responsabilidade é do Espírito Santo… Jesus é o Senhor dos crentes…

      FOI JESUS QUEM ENSINOU A DAR NA ESPECTATIVA DE RECEBER!
      Lucas 6: 38. Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo.
      – Se não ensinar a dar, ele privará os irmãos e ouvintes do Evangelho de receber “boa medida, recalcada, sacudida, transbordante… quantos empresários falidos lhe seriam eternamente gratos se lhe ensinasse esses princípios bíblicos? Quantos que aceitarem a Jesus em seu ministério vão abandonar a Cristo por não suportarem a pressão financeira? Quantos crentes viveriam felizes no Evangelho por receberem as bênçãos financeiras? Quantos crentes em seus da Igreja dele viverão sobre a amargura, com família destruída por causa de problemas financeiros? Quantos crentes sob seus cuidados se tornarão avarentos por não conhecerem os princípios que norteiam a Santa Doutrina Bíblica da Prosperidade? Ele será responsável por todos os resultados acima! Leiam: “Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele”. I Coríntios 3:10.

      FOI O ESPÍRITO SANTO QUEM REVELOU O GRANDE SEGREDO: quem dá pouco, recebe pouco; quem dá muito, recebe muito!
      II Coríntios 9: 6. “E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará”.
      – Segundo a Revelação do Espírito Santo, quem dá pouco, recebe pouco! Por isso tem muitos crentes recebendo pouco! Já vi crente passar fome! Famílias inteiras! Não se deve ignorar as revelações do Espírito Santo, o preço é alto demais!
      – Segundo a Revelação do Espírito Santo, quem dá muito, recebe muito! – Quer seus filhos nas melhores faculdades? Quer ter condições de participar mais financeiramente nesta grande missão de levar o Evangelho? Você que tem um coração tão bom e desprendido deste novo Pastor e ex-jogador, e se tivesse muito também contribuiria muito? Então eis o segredo: dê mais e mais, cada vez mais, fique na dependência financeira, de o máximo, zere sua conta no banco… Ele lhe dará muito mais a ponto de você poder contribuir tal qual esse novo Pastor!
      – Veja que contradição na palavra deste novo Pastor: Ele certamente sempre deu o dízimo! Ficou prospero e depreendido do dinheiro! Olha que ele deve ter contribuído muito mais que o dízimo… participou da bênção e não entendeu!
      – precisa dizer mais alguma coisa?

    • O EVANGELHO PREGADO PELA METADE E SUAS CONSEQUÊNCIAS
      PARTE 3/3

      FOI DEUS QUEM ORDENOU O DÍZIMO! (veja quantas bênçãos esse amado Pastor pode privar os membros de sua Igreja por não ensinarem os que lhe ouvem a darem o dízimo… ele se torna responsável, diante de Deus, pelo fracasso desses irmãos!)

      Malaquias 6:6-12.
      6 Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.
      7 Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o SENHOR dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar?
      8 Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.
      9 Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação.
      (Esse novo Pastor vai ser responsável pela maldição que virão sobre os crentes por não lhes ensinarem a darem o dízimo)
      10 Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.
      (Benção privadas aos crentes dessa nova Igreja. a: Deus não vai “abri as portas do céu”, terão que suar muito, sofrer muito para conseguirem alguma coisa na vida)
      (Benção privadas aos crentes dessa nova Igreja. b: Deus não vai dar “benção tal até que não haja lugar… vão viver na escassez, no limite, na dívida, não terão nem o suficiente)
      11 E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não
      será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.
      (Benção privadas aos crentes dessa nova Igreja. c: Deus não vai “repreender o devorador”, antes tudo o que conseguir, esses crentes vão gastar com remédios, com prejuízos, com infortúnios…)
      (Benção privadas aos crentes dessa nova Igreja. d: Deus vai permitir que o devorador “destrua os frutos da vossa terra”, ou seja, tudo que os crentes dessa nova Igreja de Cristo conseguir vai ser destruído)
      (Benção privadas aos crentes dessa nova Igreja. e: “a vide no campo será estéril”, ou seja, todo o trabalho, planos, projetos dos crentes dessa nova Igreja não prosperará)
      12 E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o SENHOR dos Exércitos.
      (Benção privadas aos crentes dessa nova Igreja. f: e não serão chamados de “bem-aventurados”, ou seja, os vizinhos, parentes, amigos e conhecidos chamarão os crentes dessa Igreja de perdedores, de azarados e esses crentes trarão problemas financeiros para seus parentes, seus amigos, seus colegas de trabalho e seus vizinhos… tomarão emprestados e não conseguirão pagar, zombarão de sua crença em Jesus)
      (Benção privadas aos crentes dessa nova Igreja. g: esses novos crentes não serão “uma terra deleitosa”, ou seja, esses crentes viverão de aparência, Crendo em um bom Deus mas na miséria, na amargura, faltando tudo)

      Esse será o resultado da vida dos novos crentes desse novo líder Religioso… muitos suportarão, sofrerão e continuarão fieis até o fim, e desses muitos perderão seus filhos ao Mundo… outros voltarão à traz em suas decisões em seguir a Cristo…. o preço em não anunciar “todo o conselho de Deus” é alto demais!

      Em suma, as suas declarações sobre dízimos o livra da responsabilidade diante das pessoas, contudo ele se torna responsável diante de Deus pelo fracasso desses irmãos… é uma troca… fica bem diante das pessoas e mal diante de Deus… Fica bem diante de Deus e mal diante dos homens… é uma escolha…

      Não estou profetizando não meus irmãos… eu conheço as Igrejas de Cristo há 30 anos e seu muito bem o que estou falando… isso tem acontecido em muitas Igrejas Evangélicas…

    • Desculpa discordar, mas não existe mandamento para os crentes da Nova Aliança dizimarem. Deus ordenou aos judeus e é incoerente citar livros do antigo testamento como Malaquias para apoiar esse erro. A nova aliança foi estabelecida com o sangue de Cristo, onde Ele simplesmente nor ordenou que amássemos a Deus e aos nossos semelhantes. Cobrar dizimos é falta de amor, pois o preço que deveriamos pagar JÁ FOI PAGO NA CRUZ.

    • Paulo Tarso : FOI O ESPÍRITO SANTO QUEM REVELOU O GRANDE SEGREDO: quem dá pouco, recebe pouco; quem dá muito, recebe muito!
      II Coríntios 9: 6. “E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará”.

      Fugindo a regra da hermeneutica, estes textos se referem a ajuda aos necessitados e não a semear dinheiro como se fosse dízimos. Continue a leitura e veja o que Paulo quis dizer:
      "7 Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
      8 E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;
      9 Conforme está escrito: Espalhou, DEU AOS POBRES; A sua justiça permanece para sempre".

      Todas as vezes que o Novo Testamento se reporta a contribuição ensina que sua finalidade é para o benefício dos necessitados. E foi justamente isso que Jesus ensinou.

      Quero ressaltar que quando o dizimo valia, este era comida para os levitas e necessitados.

    • Paulo Tarso E o dizimo não se coaduna com a prática do Evangelho, pois o dizimo é da lei e o Evangelho da graça.

      Contribuir sim. Dizimar nunca mais.

      Ensinar sobre o dizimo é tentar por remendo novo em pano velho e trazer maldição para o tempo da graça.

      Nossa prosperidade não está no ato de dizimar e sim no auxilio aos pobres. O AT e o NT ensinam sobre isso fartamente.

  5. NARCISIO- SÃO GONÇALO DO AMARANTE-CEARÁ disse:

    Paz à todos!

    Para pregar a Palavra de Deus é importante abrir igrejas em locais onde ainda não existe uma oportunidade de conhecer o amor de Deus.Pois bem,que Deus abençoe mais o Pastor Brum e continue ganhar almas para o Reino de Deus.Só tenho uma dúvida: Sendo o fundador de uma igreja,como ele foi consagrado pastor,sendo ele o primeiro pastor desta?Ele consagrou-se a si mesmo pastor?

    • Paz do Senhor Narciso.

      Sou assembleano e espero ajudar-lhe nessa dúvida.

      Como eram escolhido os líderes da igreja na era apostólica? Por unção? Não! O Novo Testamento nos ensina que na igreja eram observadas as qualidades que um homem deveria ter, para cargos eclesiásticos como Paulo ensinou em 1Timóteo 3: Se alguém deseja o epsicopado (cargos eclesiásticos, diácono, presbítero, bispo e/ou pastor) excelente obra deseja. Contudo convém que o individou seja: 1- irrepreensível, 2- marido de uma mulher (não podia ser divorciado e casado com outra mulher) 3-vigilante, 4-sóbrio, 5-honesto, 6-hospitaleiro, 7-apto para ensinar (para isso deveria ter amplo conhecimento das escrituras), 8-Não dado ao vinho, 9-não espancador, 10-não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado (para não explorar a boa fé dos irmãos, como acontece hoje), 11- não contencioso,12-não avarento (não apegado ao dinheiro);13-Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?); 14-Não neófito (novo na fé), 15- Com um bom testemunho com os descrentes, para que não caia em afronta, e no laço do diabo.

      E, além dessas exigências necessárias, o canditado primordialmente precisa ter chamada e dom divino, pois, Apóstolo, Profeta, Evangelista, Pastor e doutor são dons divinos e não escolha humana (Efesios 4). Não é diploma de conclusão de curso teológico ou o fato de se falar em línguas estranhas (como algumas denominações pentecostais exigem), ou até mesmo uma decisão convencional que se separa um pastor. A idéia de se consagrar isto ou aquilo é dos homens que ainda estão presos nos dogmas da Antiga aliança. Era válido no Antigo Testamento onde a unção era algo específico e restrito a apenas algumas pessoas. Hoje, na Nova Aliança a unção está sobre todo aquele que recebe o Senhor Jesus e leva uma vida dedicada a Deus. “E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo.”… E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis.” (I João 2:20; 27).

      O homem que tem o dom divino de pastor, mesmo que não tenha credencial humana, aonde ele chegar, exercerá a chamada de pastor, onde as ovelhas ouvirão sua voz e o amarão e o obedecerão (João 10). Já o pastor escolhido pelos homens, com pouca exceção, só visam o lucro que as ovelhas podem gerar, porque também devem dividir com aqueles que o escolheram e o nomearam para tal função. Por essa razão, os escandalos envergonhando a Cristo e a igreja que faz com que o descrente desconfie da pessoa do pastor, não sabendo distinguir entre aquele que foi chamado por Deus com o dom e aquele que foi separado e “consagrado” pelos homens.

      O pastor separado por Deus e quem tem a chamada e o dom, procura ser imitador do sumo-pastor Jesus, assim como Paulo foi seu imitador. Nenhum dos apóstolos consagrou a Paulo como pastor, mas este recebeu do próprio Deus o dom de sê-lo. “Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça, Revelar seu Filho em mim, para que o pregasse entre os gentios, não consultei a carne nem o sangue” (Gl 1:15,16). Com isto, Paulo quis dizer que não precisou saber com os homens se podia ou não exercer sua chamada pastoral ou se deveria ser “ungido” ou “consagrado” por Pedro ou outro Apóstolo.

      E, como imitador de Cristo, Paulo, como pastor dos gentios trabalhou para não sobrecarregar a igreja e todas as vezes que o mesmo se referia às contribuições, não era para seu sustento e sim para auxiliar os crentes necessitados.

      Isto é o papel de um verdadeiro pastor que fazendo a obra que Deus o mandou fazer, não precisa se preocupar, pois o mesmo Deus que o separou se incumbirá de mantê-lo sem que precise cobrar dizimos para isso.

      Abraços em Cristo.

  6. SE O IRMÃO ENSINAR A PALVRA E DER MUITOS FRUTOS, NÃO ESCANDALIZAR O EVANGELHO E PREGAR SANTIDADE E TAMBÉM ADORAÇÃO, VIDA COM DEUS, AMÉM! QUE DEUS ABENÇOE O MINISTÉRIO DELE, AGORA SE ELE FOR SER MAIS UM INTERESSEIRO, ENGANADOR E HEREGE, DEUS TENHA MISERICÓRDIA DELE!!!!

  7. irmão pastor muito boa essa iniciativa mas quem rouba os dizimos e ofertas do senhor peca o pecado faz a separação entre DEUS e o homen ( isaias 59,1;2) leiam ( malaquias 3 todo o capitulo)

  8. Abrir igreja é muito fácil, quero ver é ir para os campos missionários, passar fome, sede, dormir ao relento e outras dificuldades mais. Sacrifício são para poucos.

  9. Que o Senhor lhe abençoe, e que ele desenvolva bem essa missão!

  10. João Hernane disse:

    "Ser cristao nao é moda,é mudança de vida" porq ja virou moda no brasil todo mundo é pastor com 6 meses de convertido e abre igreja $$ porq estar mau no emprego e nos negocios e vai abri uma igreja no brasil estar assim infelizmente ja algum tempo..nao adiantar ser pastor e lider se nao tiver preparado e chamado de deus para isso…por isso que vemos todos anos lideres caindo e os escandalos ..falam tanto da igreja catolica para ser padre tem fazer processo pode ser quem for

  11. Que ele possa permanecer nesse propósito, que com certeza, agradará muito o coração de Deus, haja vista que grande parte das igrejas evangélicas, se tornaram hoje um meio de comércio, onde se prioriza o material em detrimento do principal que é o auxílio aos menos favorecidos.

    Um jovem rico ao questionar Jesus sobre o que deveria fazer para herdar a vida eterna, recebeu de Jesus a resposta: “Vai, vende tudo o que tem e dá aos pobres, depois segue-me e terás um tesouro no céu”.

    O que vemos hoje é muitos querendo obedecer a Jesus por partes, isto é; querem seguir a Jesus, mas querem seus tesouros aqui mesmo nesse mundo e brigam por isso, até mesmo ameaçando com maldições e chamando de ladrões os que não dão às organizações o que ensinam ser dízimos, pois a bíblia toda ensina que dízimo era COMIDA e nunca foi DINHEIRO.

    Que Deus o abençoe e o faça permanecer nesse propósito.

  12. BEM UMA COISA ME CHAMOU ATENÇÃO.QUEM É CONHECEDOR DA PALAVRA DE DEUS, SABE QUE A DEVOLUÇÃO DO DIZIMO É BIBLICO, ESTÁ LÁ NO LIVRO DE MALAQUIAS 3.8 A 10
    ELE FALAR QUE NÃO VAI QUERER QUE AS PESSOAS DEVOLVAM O DIZIMO, TA INDO CONTRA O QUE DEUS DETERMINA.
    MAS SE ESSA FOI A DIREÇÃO QUE ELE RECEBEU DE DEUS, QUE O MINISTÉRIO DELE VENHA GANHAR MUITAS ALMAS SOFRIDAS .
    QUE DEUS ABENÇOE

    • Pelo contrário, o dízimo quando era exigido no Antigo Testamento se consistia em ALIMENTO e não em DINHEIRO. Dízimo sempre foi COMIDA e Deus não autorizou ninguém a mudar essa regra. O Novo Testamento veio nos trazer a graça salvadora e a libertação dos jugos da lei, como circuncisão, sábado e o dízimo também.

      A igreja criada por Cristo nasceu na prática do amor ensinado e exemplificado pelo seu mestre Jesus, onde os fieis compartilhavam tudo o que tinham para benefício de seus semelhantes. Não vemos Jesus e nem seus apóstolos ensinando sobre dízimo, mas sobre a prática do amor fraternal.

      Se ele permanecer nesse ideal, com certeza terá a bênção de Deus e essa igreja prosperará sem dúvidas, pois, por causa dessa iniciativa, a igreja primitiva caia na graça do povo e Deus acrescentava a ela todos os dias aqueles que deveriam ser salvos.

      Que muitas outras igrejas sigam este belo exemplo e parem de cobrar do povo o que Deus não exigiu. Mais uma vez ressalto que DÍZIMO era COMIDA e não DINHEIRO. O próprio Malaquias fala sobre isso, quando diz: Para que haja MANTIMENTO (COMIDA) na minha casa. Hoje a casa de Deus somos nós, pessoas humanas e não templos, que formamos a sua IGREJA.

    • vc ta vivendo o velho testamento, é um direito seu, é uma escolha sua.
      as vezes as pessoas so querem por em prática a palavra de DEUS, AQUILO QUE LHE É CONVINIENTE..
      As despesas de um templo, como alugiel, agua. luz e outras mais, se pagariam, com alimentos?

    • Não, amado irmão, acho que você não me entendeu. Jesus me libertou das amarras da antiga aliança e eu hoje vivo a lei de Cristo que é a lei da liberdade e do amor cristão. Sabe o que é conveniência? É justamente abandonar os outros preceitos da lei e se apegar a um só, como no caso, o dízimo. A Bíblia diz que aquele que ainda quer se justificar pela lei, precisa cumprir toda ela e não somente um item como conveniência (Gl 5.3).

      Vemos que a preocupação da maioria dos crentes é com o material em detrimento do que Jesus e os apóstolos ensinaram que é a prática do amor fraternal. No templo que congrego, as despesas são pagas com contribuições voluntárias, mas não com dízimos.

      Ressalto mais uma vez que DIZIMO nunca foi DINHEIRO e nunca será, nem que o queiram. Deus não mudou.

      Abraços em Cristo.

    • Jesuino Impd Concordo plenamente com o reginaldo nós vivemos hoje pela graça
      não pela lei, eu não entendo como que tem muitos crentes que buscam bases biblicas no antigo testamento para se aproveitarem dos seus interesses, e ainda ensina errado, eu dizimo sim
      mais isto não implica na minha salvação e nem conduta de fé pois eu tenho cristo que me resgatou da maldição da lei galátas 3 .13 14 15 16… enfim, o que uma boa ermeneutica não vai ajudar estas pessoas que não entedem o que é viver da graça hje não existe base biblica para comprovar que dizimo é dinheiro, comida sim, alimento simm, mais dinheiro não cada um contribua como sentir no coração não por obrigação mais sim com alegria, ai sim é diferente eu ofertar porque eu quero ver a obra de Deus crescer mais não porque eu sou obrigado a dizimar.
      Nós hoje vivemos pela graça e não pela lei ( antigo testamento ).

  13. E' o protestantismo se esfaçelando cada vez mais, Roberto brum pastor , ave maria!!!!!!!!!!

  14. como é engraçado ….aqui no Brasil…tá cheio de igrejas…tá cheio de pessoas que estão convencidas que DEUS QUER VÊ-LAS PREGAR!!!…pra crente é muito fácil!!!!…vai lá na Africa, Nigeria ou melhor na Síria pra consolar os irmãos perseguidos!!!!

    • A África está sim cheia de crentes perseguidos, na China mais ainda, mas a situação do Brasil é muito pior, pois um país tão " evangelizado" e pessoas que não absorvem o que está sendo empregado. Continuam com as mesdmas pr´ticas e os mesmos pensamentos, e ainda se dizem cristãos. que Deus abençoe mesmo o Pr. Roberto e Deus prospere seu ministério. Niterói precisa muito.

  15. Também concordo Oswaldo Camara, faço minhas as suas palavras!

  16. Parabéns Pastor Roberto Brum que o Espirito Santo de Deus que mora em teu coração, esteja cordenando sua obra abraço.

    • João Alves,
      Como que será que foi a formação do roberto brum, será que foi um curso presencial ou a distancia, e qual foi a duração, 1 mês ou algumas semanas… Como será que ele se auto intularizará (Bispo – Apostolo )
      Falo isso pois é tão facil abrir ‘igrejas’ os ‘pastores’ não precisam de muita formação, ao contrário por exmplo de padres, que levam em média 10 anos.
      Talvez não seria mais facil ele permanecer em uma das mais de 60 MIL denominações já criadas. Não vejo motivo de criar uma outra Igreja,…. será que ele está criando uma igreja por não concordar com o que os membros pensava na igreja que ele frequentava.
      E o quesito UNIÂO ou UNIDADE, será que pra ele isso é relevante ou a UNIÃO só serve para fazer açúcar.
      Tudo isso são questões importantes de si pensar. Quantas igrejas mais serão criadas por discordancia de pensamentos, ou inpiração ‘DIVINA’.
      Abraços

    • João Alves,

      Como que será que foi a formação do roberto brum, será que foi um curso presencial ou a distancia, e qual foi a duração, 1 mês ou algumas semanas… Como
      será que ele se auto intitularizará (Bispo – Apostolo )

      Falo isso pois é tão facil abrir ‘igrejas’ os ‘pastores’ não precisam de muita formação, ao contrário por exmplo de padres, que levam em média 10 anos.

      Talvez não seria mais facil ele permanecer em uma das mais de 60 MIL denominações já criadas. Não vejo motivo de criar uma outra Igreja,…. será que ele ee está criando uma igreja por não concordar com o que os membros pensava na igreja que ele frequentava.

      E o quesito UNIÃO ou UNIDADE, será que pra ele isso é relevante ou a UNIÃO só serve para fazer açúcar.

      Tudo isso são questões importantes para pensar. Quantas igrejas mais serão criadas por discordancia de pensamentos, ou inpiração ‘DIVINA’.

      Abraços
      ~

  17. Não vai ter dízimo. ACREDITE SE QUISER!

  18. Já é pastor? Deve ser por causa do dizimo. Hoje em dia qualquer mané que der o dizimo de alto valor nessas igrejinhas evanguéguas vira pastor. Já não importa o que a Palavra de Deus diz.

    • Pelo amor de Deus meu querido, se nao for pra ajudar com comentarios, nao perca seu tempo aqui falando asneiras, voce tem e que agradece que tem pessoas com o pr.Roberto Brum que se dispoem de tira dinheiro do seu bolso para contribuir com a obra de Deus

  19. parabens se ele continuar com estes propositos espero que ele não deixe se levar pela ganancia , vaidade e hipocrisia e pregue realmente a palavra de DEUS pois vemos hoje um evangelho manipulado por estes pastores midiatistas verdadeiras sanguessugas deste povo sofrido que busca na palavra conforto para as agruras do dia dia.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 455,413 comentários no Notícias Gospel.