Home » Internacional, Missões

Ex-líder muçulmano é ameaçado e violentado após ter se convertido ao cristianismo

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Ex-líder muçulmano é ameaçado e violentado após ter se convertido ao cristianismo

Um ex-líder muçulmano, identificado pela Missão Portas Abertas apenas como Vicent, tem sofrido perseguição da comunidade religiosa na qual participava em Bangladesh, país islâmico localizado ao sul do continente asiático. Isso estaria acontecendo após ele ter se convertido ao cristianismo.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A conversão de Vicent se deu em uma de suas viagens ao exterior, quando visitou duas igrejas, uma Batista e outra Pesbiteriana. Ele ainda acabou conhecendo uma mulher, cristã, casou-se com ela e retornou ao seu país. Porém a recepção da notícia não foi muito bem aceita por seus compatriotas muçulmanos, membros da comunidade onde Vicent congregava anteriormente, ele foi ameaçado e quase morreu após ser violentado.

Mas, mesmo com a retaliação, o homem continua firme em sua fé, “Eu escolhi crer em Cristo. Eu agradeço a Ele”, “Ele é o meu Salvador”, disse Vicent. Em Bangadesh, apesar de o Islamismo ser considerado a religião oficial, a constituição do país garante a liberdade de culto.

Embora haja a cobertura constitucional, as represálias para quem abandona a religião islâmica acontecem com frequência no país, e a violência física não é a única maneira de perseguição. No caso de Vicente, ele também acabou perdendo o emprego, e para se sustentar juntamente com sua esposa, atualmente vive de bicos. Mas, mesmo com tantos problemas, Vicent continua irredutível e diz “Eu creio em Cristo. Nele, eu nasci de novo. Ele é o meu Salvador”.



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

5 comentaram, comente você também!

  1. Joquebed Carvalho Matos disse:

    Isso é por que eles dizem seguir Deus imaginem se não o seguissem.Maldito o homem que confia no homem já dizia Jeremias.Mas graças a Deus esse homem permaneceu crendo em Cristo

  2. Historinha fantasiosa e sem fontes. Digna desse portal.

  3. isso é uma barbaridade para que tanta violência e injustiça com uma pessoa que é livre de fazer suas escolhas, ser punido por uma religião que não tem amor e jugas as pessoas segundo a sua lei. Eu acho que as autoridades do país, direitos humanos ou ate mesmo a ONU, devem tomar providencia acerca disso.

  4. Luiz Alberto Araújo Bezerra disse:

    É triste ver que isso ainda acontece no mundo. As pessoas deviam já ter se conscientizado que não se deve impor uma religião contra a consciência de uma pessoa.
    Há o caso daquele que também era mulçumano, e que está ameaçado de morte por ter aceitado a Jesus como seu salvador.
    Há também aqui no Brasil alguns grupos religiosos que não admitem que se afaste de suas religiões. Por causa disso, muitos têm sofrido a morte social, pois perdem filhos, amigos, pais quando resolvem sair dessas religiões por não concordarem mais com seus ensinos.
    Eu sito como exemplo no Brasil e no mundo, a religião das testemunhas de Jeová. Não existe maneira honrosa para sair dessa religião. Todos que saem, não importam os motivos, são tratados com desprezo pela família e amigos.

  5. ricardo f.souza disse:

    Aquele que está em Cristo nova criatura é e aquele que perseverar até o fim será salvo, a palavra de Deus nos garante isso.Aleluia.

  6. Amem

    nunca abandone sua fe em Cristo….
    uuuuuuuuuu

  7. Amem

    nunca abandone sua fe em Cristo….

  8. . FALAM DE CÁ E NO FUNDO N TEM TANTA DIFERENÇA ASSIM, VIOLENTARAM O HOMEM E ACHAM QUE É PUNIÇÃO, SERÁ QUE QUERIAM PUNIR MESMO OU…………..UM DIA O CARATER SE REVELA

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 409,291 comentários no Notícias Gospel.