Home » Brasil, Mundo Cristão

Fundadores da Igreja Renascer tiveram prisão decretada

Avatar de Redação Gospel+ Por Redação Gospel+ em 22 de dezembro de 2006

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

SÃO PAULO – O desembargador Ubiratan Arruda, da 5 ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, negou em caráter temporário, um pedido de habeas-corpus para suspender a prisão preventiva de Estevam Hernandes Filho e Sônia Haddad Moraes Hernandes, fundadores da Igreja Renascer em Cristo.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

O casal teve prisão decretada porque não compareceu à audiência em um processo no qual os dois são acusados dos crimes de lavagem de dinheiro arrecadado em cultos e estelionato contra fiéis.

A defesa dos Hernandes enviou atestado médico para o juiz titular da 1ª Vara Criminal, Antonio Paulo Rossi, afirmando que o casal não compareceu à audiência porque Estevam Hernandes teria sido acometido por um derrame ocular. O juiz considerou a justifica insuficiente e decretou a prisão preventiva pedida por promotores do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

Ao entrar com recurso para derrubar a prisão preventiva, os fundadores da Renascer enviaram ao Tribunal de Justiça um relatório médico mais detalhado. O desembargador, então, enviou o relatório para ser analisado pelo juiz da primeira instância e, em seu despacho, afirmou que só julga o recurso depois de receber a resposta.

Os Hernandes foram procurados o dia todo por três equipes do departamento de capturas da Polícia Civil. Até as 20 horas, não haviam sido encontrados.

Uma nota de esclarecimento aos fiéis da Igreja foi exibida nos canais de TV e emissoras de rádio que pertencem à Rede Gospel, administrada pela Igreja Renascer. Nela, Estevam Hernandes afirma que não foi a audiência por ter “sido acometido por derrame ocular, diagnosticado e já tratado” e que “o quadro apresentado reclamava vários cuidados médicos e assistência pessoal da bispa Sonia”.

O texto afirma ainda que “o decreto de prisão não deve permanecer, posto que não atende ao que determina a legislação brasileira, que prevê ausência por força maior, sem ônus ou gravame processual para o acusado. Todas as medidas judiciais estão sendo tomadas para reverter essa ordem de prisão que acreditamos será revista em respeito à lei e à confiança que depositamos na Justiça”. A nota é encerrada com a frase: “o Brasil será o maior país evangélico do mundo”.

Além dos Hernandes, a polícia procura pelos irmãos Antonio Carlos Ayres Abbud, Ricardo Abbud e Leonardo Abbud, sócios do casal nas dez empresas investigadas por suspeita de lavagem de dinheiro.

Fonte: Estadão



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

3 comentaram, comente você também!

  1. Como e decepcionante ver lideres da Igreja Crista, envolvidos em tantas falcatruas. Nao honram o nome de Jesus Cristo,pelo contrario, estao crucificando-O novamente. Muitos estao usando a camiseta do Apostolo, e esquecendo-se da nudez de Cristo na cruz. A Palavra diz que: Nos ultimos dias nada ficaria encoberto, principalmente na sua Igreja……

  2. eu e meus pastores aqui de araçatuba,estamos em oraçao e suplicas ao sr Deus que é sabedor de todas as coisas para que fortaleca este casal que sao usados por Deus de maneira sobrenatural e cremos que o melhor do SR Jesus esta por vir nestas vidas e neste ministério,peço ao sr que se eles erraram Deus é fiel e justo para perdoa-lhes e os levantarem pois a glória da segunda casa sera maior que a primeira,naum posso me esqueçer dos milagres,das curas de muitos sinais e maravilhas que atravez deste ministério Jesus fez,é o final a perseguicao da igreja, mas creio na palavra que diz”que a glória da segunda casa sera maior que a primeira”Deus seja louvado

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 438,932 comentários no Notícias Gospel.