Home » Música Gospel, Sociedade

Famoso escritor J.J. Benítez afirma que a Igreja Católica “mente, manipula e censura”

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Famoso escritor J.J. Benítez afirma que a Igreja Católica “mente, manipula e censura”

De passagem pelo Brasil, o escritor e jornalista espanhol J.J. Benítez afirmou durante entrevista que a Igreja católica “mente muito” sobre a vida de Jesus, e “enterrou” a mensagem de igualdade entre os seres humanos que Cristo pregava.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

O escritor, que é conhecido pela saga literária “Cavalo de Tróia”, contou à Agência Efe que uma leitora lhe disse que considerava que a Igreja mentia “um pouco”, ao que ele respondeu dizendo que, na realidade, ela “mente muito”.

- A Igreja mente, manipula e censura – afirmou Benítez, ao falar a respeito de dúvidas sobre a autenticidade da autoria dos evangelhos.

Benítez alega que não existe clareza quanto à forma que os textos foram escritos, e levantou possibilidade de que diferentes pessoas ao longo da história tenham modificado os fatos da vida de Jesus a partir de notas de algum dos evangelistas.

Para o escritor, o sucesso de seus livros se deve ao fato de eles tratarem a figura de Jesus como um ser “próximo”, que segundo ele, confere a Cristo uma humanidade que a Igreja esqueceu por “ignorância ou por interesse”. Ele afirma que a autêntica mensagem de Jesus, de que todos os seres humanos são filhos de Deus e iguais entre si, foi “enterrada” pelos padres da Igreja.

- Estamos vivendo uma falsidade histórica – declarou.

Por Dan Martins, para o Gospel+



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

347 comentaram, comente você também!

  1. Precisamente Não isole do contexto :
    “Meu espírito se sacrifica por vós, não somente agora, mas também quando eu chegar a Deus”.
    Agora em vida e quando ele chegar a deus refere-se ao pos morte.Ou por acaso ele estava longe de Deus aqui na terra.Será que so depois de morto é qeu virou bom servo?

  2. A doutrina de que os mortos não estão nem “dormindo” e nem “inconscientes” é uma coisa. Pode ser cabível. Vc mesmo encontrou, NA BIBLIA, os versículos da Palavra de Deus.
    Outra coisa são as elocubrações mentais de um cérebro mortal, de carne, elaborados, por exemplo, no (CIC 956), por vc citado acima.
    Repito : Não há nenhuma referência clara e explícita, em toda a Bíblia, velho e novo Testamento (há o contrário), de que essa teologia seja verdadeira. Por que Jesus nunca disse que podíamos apelar para ajuda de terceiros ? Por que João não viu Maria nem citou o nome de nenhum de seus companheiros apóstolos em nenhum lugar do ‘Apocalipse’ inteiro ?
    Por que deram à serva Maria os títulos (Senhora, Mãe e Rainha), antes atribuídos as deusas pagãs, que foram-lhe transferidos. Coroaram sua imagem e criaram a reza “Salve Rainha’.: além de dar-lhe a onipotência (atender os pedidos ), onisciência e a onipresença ( estar em 80 novenas ao mesmo tempo…), atributos sómente de Deus. Nem a Satanás é atribuído esse poder..

    “Se a calamidade vos adveio, é porque ofereceste incenso deste modo, pecando contra o Senhor e porque recusaste ouvir a Sua voz e observar suas leis e preceitos.”(Jr 44.26 – versão católica)

    Que modo de oferecer incenso pode dar causa a isto?
    “A palavra que nos falaste em nome de Deus, nós não a queremos escutar. Cumpriremos, porém, todas as promessas que fizemos de queimar incenso (velas) à RAINHA DO CÉU”.(Jr 40.23 – versão católica))
    E quem seria esta RAINHA DO CÉU nos tempos do profeta Jeremias ?
    Pesquise até encontrar, pois é importante, porque foi um fenômeno que dominou quase que completamente a pretensamente fiel sociedade israelense da época, como se verifica nestas passagens:
    “Porventura não vês tu o que andam fazendo nas cidades de Judá, e nas ruas de Jerusalém ? Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres preparam a massa, para fazerem bolos à RAINHA DO CÉU” ( Jr 7. 17, 18).
    E foi algo tão grave que não adiantou nem o profeta implorar pelo povo:
    “Tu, pois, não ores por este povo, nem levantes por ele clamor ou oração, nem me supliques, porque eu não te ouvirei.” (Jr, 7. 16)
    E também não adiantou tentar demover os “fiéis” hebreus, pois eles estavam aparentemente convictos de a quem queriam cultuar:
    “Quanto à palavra que nos anunciaste em nome do SENHOR, não obedeceremos a ti; Mas certamente cumpriremos toda a palavra que saiu da nossa boca, queimando incenso à RAINHA DOS CÉUS, e oferecendo-lhe libações, como nós e nossos pais, nossos reis e nossos príncipes, temos feito, nas cidades (…), e nas ruas (…); e então TÍNHAMOS FARTURA de pão, e andávamos ALEGRES, e NÃO VÍAMOS MAL ALGUM” ( Jr 40. 16, 17 )
    É importante saber quem seria esta rainha dos céus nos tempos do profeta Jeremias. Assim como os “deuses” gregos mudavam de nomes para os romanos, esta entidade também, bem antes, já vinha mudando de nome :
    No Egito chamava-se Ísis e sua imagem dentro do templo era coroada como rainha do céu, segurando um bebê no colo e onde queimavam-lhe velas e espalhavam pelo santuário os pagamentos de promessas ( os “ex-votos”) tais como órgãos de cera, quadros, imagens, etc.
    Na Fenícia e em Canaã ela tinha o nome de Astarte ou Astorete, sendo Astarote ( Jz 2,13 ; 10,6) seu plural; era chamada Senhora do céu e/ou Rainha do céu.
    Na Assíria ela tinha o nome de Istar, e vários codinomes : Santa Virgem, A Virgem, Mãe Virgem, Minha Senhora, “A Mãe da Misericórdia que ouve a oração dos aflitos”, A Rainha de todos os povos.
    Soa familiar ? De fato. Siga o fio da meada para descobrir o que aconteceu com essa rainha ao deparar-se com o advento do cristianismo. Seus devotos, como vimos, são muito persistentes, (não é, Leandro ?) e, assim, aos poucos os cristãos de alguns séculos após Jesus, começaram a ser mais flexíveis. Acompanhe a “evolução” abaixo :
    Histórico :
    Edito de Milão, 313 d.C., concedida liberdade religiosa. Introduziram-se esculturas nas igrejas, começando a ganhar força o culto a Virgem Maria.

    No 3º concílio; 431 a.C. , em Éfeso, onde se faziam romarias ao grande templo da deusa Diana, “a grande mãe”, Maria recebe o título de “mãe de Deus”, embora Deus não tenha mãe. ( Ele teria um início e não seria eterno ).

    Concílio de Nicéia, 787d.C. : estabelecido o culto a Maria.

    O título ave-Maria surgiu no séc.XI e se tornou comum nas rezas a partir de 1326.

    Só em 8/12/1.854, Pio IX criou o dogma da imaculada conceição de Maria , declarada “imune de qualquer mancha de pecado” porque foi concebida sem “qualquer mancha de pecado”.

    Em 1 /9/ 1.950, Pio XII (“O Papa de Hitler”, tb chamado “papa mariano”) promulgou o dogma de que o corpo de Maria ressucitou da sepultura logo depois que ela morreu,

    Em 1.954, Pio XII ( o mesmo “Papa de Hitler”, tb chamado “mariano”) “coroou” Maria, a “Rainha do Céu”.
    . O que teria a ver com a nossa verdadeira Maria ? (Quem a Bíblia diz que quer “sentar-se no trono de Deus, parecendo Deus, querendo ser Deus” ? ) As pessoas são enganadas pelas mudanças de nomes, formas e identidades. (“…pois mudaram a verdade de Deus em mentira e serviram mais a criatura do que ao Criador,… “.Rm 1.25)
    É tudo coincidência ?
    “Era uma vez uma coincidência que saiu para passear em companhia de um pequeno acidente.
    No caminho encontraram uma explicação. Uma velha explicação.
    Estava tão velha e encurvada que mais se parecia com uma charada”.
    ( Lewis-Carrol, in Silvia e Buno )

    Sola gratia, sola fide, solus Christus, sola scriptura, soli Deo Gloria

    • Ja te mostrei textos onde Muito antes de 1854,famosos autores cristãos já consideravam que Maria foi preservada do pecado pra ser receptaculo do Verbo Encarnado.
      “Elocubrações mentais de um cerebro de carne”,ora dizem isto pra Santissima Trindade,pra Deus(qeum é ateu), ou pra tudo que não aceitam.

      Sola Biblia no fim da vida até Lutero que tanto defendeu esta teoria reconheceu a besteira qeu teinha feito.Basta vert o seguinte :em que livro da Biblia está o canon das Escrituras?

      Sobre estas acusações requentadas de Mariolatria recomendo sempre o autor evangelico Ralph Woodrow.Ele escreveu um livro As Duas Babilonias atacando a ICAR com estes memos argumentos que vc usa.
      Algum tempo depois reviu suas teorias e escreveu “Conexão Babilônia”,onde reconhece que exagerou e equivocou-se.Ele continuou protestante porem deixou de associar a Ig Catolica ao paganismo.

  3. A doutrina da intercessão dos santos nã oconflitua com a De Nosso Senhor Jesus e não há necromancia pois em que momento estes servos de Cristo vem aqui pra conversar conosco? Nem a ICAR nunca afirmou tal coisa na intercessão dos santos.
    Sobre a doutrina da intercessão dos santos, o Catecismo da Igreja Católica ensina:

    “Pelo fato que os do céu estão mais intimamente unidos com Cristo, consolidam mais firmemente a toda a Igreja na santidade… Não deixam de interceder por nós ante o Pai. Apresentam por meio do único Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, os méritos que adquiriram na terra… Sua solicitude fraterna ajuda, pois, muito a nossa debilidade.” (CIC 956)

    Por tanto para a Igreja Católica, os santos intercedem por nós junto ao Pai, não pelos seus méritos, mas pelos méritos de Cristo Nosso Senhor, o único Mediador entre Deus e os homens.

  4. os santos não podem interceder por que após a morte não há consciência

    Os defensores desta objeção usam como fundamento as palavras do Eclesiastes: “Com efeito, os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem mais nada; para eles não há mais recompensa, porque sua lembrança está esquecida” (Ecl. 9,5) e ainda “Tudo que tua mão encontra para fazer, faze-o com todas as tuas faculdades, pois que na região dos mortos, para onde vais, não há mais trabalho, nem ciência, nem inteligência, nem sabedoria” (Ecl. 9,10).

    Já que a Bíblia é um conjunto coeso de livros, não podemos aceitar a doutrina da ?dormição? ou ?inconsciência? dos mortos simplesmente pelo fato de que há versículos claros na Sagrada Escritura que mostram que os mortos não estão nem “dormindo” e nem “inconscientes” (cf. Is 14, 9-10; 1Pd 3,19; Mt 17,3; Ap 5,8; Ap 7,10; Ap 6,10); o que faria alguém pensar que há contradições na Bíblia.

    A questão é que os versículos citados do Eclesiastes não fazem referência a um estado mental dos mortos, mas sim ao infortúnio espiritual em que se encontram por causa do lugar onde estão. Os mortos os quais os textos se referem são aqueles que morreram na inimizade de Deus, e não a qualquer pessoa que morreu. Vejamos os versículos abaixo:

    “Ignora ele que ali há sombras e que os convidados [da senhora Loucura] jazem nas profundezas da região dos mortos” (Prov 9,18)

    “O sábio escala o caminho da vida, para evitar a descida à morada dos mortos” (Prov 15,24)

    Os versículos acima mostram que a região dos mortos é um lugar de desgraça, onde são encaminhados os inimigos de Deus. Isto é ainda mais evidente em Prov 15,24. O sábio é aquele que guarda a ciência de Deus, este quando morrer não vai para a “morada dos mortos?. As expressões ?morada dos mortos? ou ?região dos mortos? fazem alusão a um lugar de desgraça, onde os inimigos de Deus estão privados da Sua Graça.

    Voltando aos versículos do Eclesiastes, o escritor sagrado ao escrever que para os mortos ?não há mais recompensa?, ?não há mais trabalho, nem ciência, nem inteligência, nem sabedoria?, refere-se unicamente ao infortúnio que existe ?na região dos mortos, para onde? eles vão. Eles quem? Os que estão mortos para Deus.

    Por tanto, dentro de seu contexto, os versículos do Eclesiastes também não oferecem qualquer imposição à doutrina da intercessão dos santos.

  5. Vc prefere optar por uma das centenas de interpretações dos diversos versículos do Apocalipse, sabidamente aberto à miríades de possibilidades interpretativas, a obedecer a Palavra direta, sem confusão, do nosso Senhor ? (“Só há UM mediador entre Deus e os homens…” ”.(1 Tm 2.25 )

    Ap 7.13 “… ‘Estes são os que vêm da grande tribulação…”. Que tribulação ? A de Ap 3.10 (tb Daniel 12.1), uma VASTA MULTIDÃO (diferente da tribulação já enfrentada no tempo de João, em Ap 2.10 e At 14.22) (vasta multidão que tb está no contexto de Ap 7.9-14, que vc está usando), que vêm da ‘’grande tribulação’’, a ‘’hora da tentação que há de vir sobre o mundo”, e “como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, e nunca haverá jamais”( Mt 24.21). TEM NADA A VER COM OS SANTOS DO PASSADO.

    Ap 5.8 : “…taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos..;” ‘Santos’ para Jesus, João e todos os apóstolos, quer dizer ‘separados’, do mundo secular, separados para a obra de Deus, enfim, todo aquele que crê e obedece a palavra, é santo. TEM NADA A VER COM OS SANTOS DO PASSADO DA IGREJA CATÓLICA.

    Além disso, considerando que João era o apóstolo mais novo do grupo no período em que Maria já era mãe de filhos adultos e que ele foi o último do grupo a morrer e escreveu o Apocalipse já em avançadíssima idade, Maria já havia morrido e, se ela tivesse mesmo ressuscitado logo após, como inventou o papa, porque João não fez sequer uma menção a ela na sua visão do céu dos santos ?

    Obedeça a Palavra direta, sem confusão, do nosso Senhor : “Só há UM mediador entre Deus e os homens…”.(1 Tm 2.25 )

    • Será mesmo que não viu? E pra nos santo é exatamente esta definição que vc deu.A canonização é apenas o reconhecimento publico das virtudes que a pessoa demosntrou em vida(com a Graça de Cristo).
      Mais acima já disse que CRISTO É O UNICO MEDIADOR NECESSARIO PRA NOSSA SALVAÇÃO.O que não impede a intercessão secundaria dos santos perante Cristo.
      E se é uma questão de interpretação então a nossa tem alguma chance de estar certa.

      “Meu espírito se sacrifica por vós, não somente agora, mas também quando eu chegar a Deus. Eu ainda estou exposto ao perigo, mas o Pai é fiel, em Jesus Cristo, para atender minha oração e a vossa. Que sejais encontrados nele sem reprovação”. Inacio de Antioquia(bispo e martir em 107 DC)

      Como vê mais uma pratica dos cristãos das antigas.

      • “O que não impede a intercessão secundaria dos santos perante Cristo”
        Dos santos VIVOS…

        “E se é uma questão de interpretação então a nossa tem alguma chance de estar certa”.
        Repito : PQ arriscar brincar na beira do abismo, contrariando uma ordenança direta e sem confusão ? ?

        “Meu espírito se sacrifica por vós, não somente agora, mas também quando eu chegar a Deus”.
        Está se referindo ao sacrifício por ocasião da morte, não pós-morte…

        “Eu ainda estou exposto ao perigo, mas o Pai é fiel, em Jesus Cristo, para atender minha oração e a vossa. ”
        Oração feita em VIDA…

        Não há nenhuma referência clara e explícita, em toda a Bíblia, velho e novo Testamento (há o contrário), de que essa teologia seja verdadeira. Por que Jesus nunca disse que podíamos apelar para ajuda de terceiros ? Por que João não viu Maria nem citou o nome de nenhum de seus companheiros apóstolos em nenhum lugar do ‘Apocalipse’ inteiro ?
        Ao contrário :
        “Ninguém subiu aos céu senão O que desceu do céu, o Filho do homem que está no céu”. (Jo 3.13) O que passa disso é necromancia, consulta aos mortos (v. Dt 18. 9-12 ).
        “Não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-ão os mortos?” (Is. 8,19)
        ; “Entre os nascidos de mulher ninguém apareceu maior que João Batista” ( Mt 11. 11) Porque tantos cultos a Maria se João Batista está acima dela e não tem tantas honras ?
        “O mortos não louvam ao Senhor”…(Sl 115.17) ;
        “…os mortos não sabem coisa nenhuma”…(Ec 9.5);
        “Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem”.(1 Tm 2.25)

        • “mas quando eu chegar a Deus” dito por Inacio duvido muito que não seja apos sua alma chagar ao reino dos ceus.

          • … Não isole do contexto :
            “Meu espírito se sacrifica por vós, não somente agora, mas também quando eu chegar a Deus”.
            Está se referindo ao sacrifício por ocasião da morte, não pós-morte…

            “Eu ainda estou exposto ao perigo, mas o Pai é fiel, em Jesus Cristo, para atender minha oração e a vossa. ”
            Oração feita em VIDA…

     1 2

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 431,116 comentários no Notícias Gospel.