Home » Brasil, Mundo Cristão

Maioria dos brasileiros não conhece real significado do Natal; Pastores celebram o “cordeiro que foi morto numa cruz”

Avatar de Tiago Chagas Publicado por Tiago Chagas em 19 de dezembro de 2011

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Maioria dos brasileiros não conhece real significado do Natal; Pastores celebram o “cordeiro que foi morto numa cruz”

Segundo pesquisa recente, no segundo maior país cristão do mundo, a maioria das pessoas não conhece o significado do Natal. A pesquisa foi apresentada pelo jornal Ribeirão Preto, que ouviu líderes cristãos e fez levantamentos entre noticiários sobre o tema.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Pesquisadores afirmam que a origem da festa natalina está no império romano, que já em 336 depois de Cristo festejavam o solstício de inverno no dia 22 de dezembro, com uma cerimônia que celebrava a passagem da vida e da morte, nascimento e renascimento. O dia 25 de dezembro foi instituído para substituir a festa romana feita pelo imperador romano Constantino, que comemorava o nascimento de seu deus favorito, o “Sol invencível”.

Apesar de suas origens, os cristãos adotaram a data como celebração do nascimento de Jesus, e ressaltam o significado espiritual dessa celebração, pois através do nascimento de Jesus, possibilitou-se a salvação em Cristo. O The Christian Post entrevistou o pastor Ciro Sanches Zibordi, que frisa o caráter comercial da festa, que muitos associam ao Papai Noel e o veem como uma representação de Deus, esperando somente receber dele.

Para o pastor Zibordi, é importante reverter esse pensamento, pois no nascimento de Jesus, os magos do Oriente seguiram a estrela com a intenção de “dar”: “Eles não queriam adorar a estrela. Eles não queriam adorar a mãe do Menino. Eles queriam adorar o Rei dos reis e Senhor dos senhores!” O pastor espera que os cristãos abandonem a prática de aguardar presentes e passem a oferecer: “Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios que me tem feito?”, pergunta Zibordi.

O pesquisador Rubens Muzio, do instituto Servindo aos Pastores e Líderes (SEPAL), a mensagem que os cristãos pregam a respeito do Natal deve ressaltar o “cordeiro que foi morto numa cruz em Jerusalém” e não o “menino que nasceu em Belém”. Muzio defende sua tese afirmando que “o Cordeiro Jesus nos substituiu na eternidade e morreu por todos nós. Uma vez que todos nós somos pecadores, a lei nos condena à morte e nos coloca sob uma maldição divina. Deus imputou a culpa dos nossos pecados a Cristo, e ele, em nosso lugar, suportou o castigo que nós merecemos”.

A festa natalina, para Rubens Muzio, trata-se de comemorar “pagamento total dos pecados, que satisfez tanto a ira e a justiça de Deus, para que Ele pudesse perdoar os pecadores sem comprometer seu próprio padrão santo”.



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

52 comentaram, comente você também!

  1. JESUS , NÃO IMPORTA O DIA DO SEU NASCIMENTO, SABEMOS QUE JA ERA ANUNCIADO PELOS PROFETAS, A VINDA DO SALVADOR DO MUNDO , TU VIESTE SENHOR , TRAZENDO O AMOR ENTRE A HUMANIDADE , ENSINANDO-NOS QUE SO ATRAVÉS DO AMAI-VOS UNS AOS OTUROS COMO EU VOS AMEI, QUE ENTENDERIA-MOS QUE NÃO É O SANGUE QUE DERRAMASTE NA CRUCIFICAÇÃO, QUE QUE NOS LIBERTARIA-MOS DOS NOSSOS ERROS , MAS SEUS SANTOS E BENDITOS ENSINAMENTOS, O SEU EVANGELHO DE AMOR E LUZ

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 409,546 comentários no Notícias Gospel.