Home » Brasil, Capa, Política, Sociedade

Pastor Marco Feliciano faz alerta contra violência, convoca autoridades e propõe lei com “pena dobrada” para criminosos

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Pastor Marco Feliciano faz alerta contra violência, convoca autoridades e propõe lei com “pena dobrada” para criminosos

A violência foi tema de um pronunciamento do pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), que indignado com um caso de assalto, seguido de tentativa de homicídio, voltou a cobrar maior atenção do Poder Legislativo em relação ao tema.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

O pronunciamento foi reproduzido em seu site, e usa como ilustração o caso de violência contra um policial militar.

-Uso desta tribuna para mais uma vez manifestar indignação com atos de violência fartamente noticiados onde, na capital de São Paulo, bandidos ao efetuarem assalto a um cidadão e quando o identificaram como sendo policial de forma cruel e desumana atearam gasolina em seu corpo e obrigaram a entrar em seu próprio carro e atearam fogo com o propósito de assassiná-lo o qual sobreviveu milagrosamente conseguindo escapar e pedindo socorro.

Feliciano frisou que já havia alertado sobre a necessidade de revisão das leis: “Já alertei nesta tribuna sobre a pratica da pena de morte em nosso país executada por criminosos certos da impunidade ou quando presos beneficiados com penas brandas e progressões de execução com regalias cada vez mais condescendentes  com os bárbaros atos por eles praticados”, e emendou pedindo rigor em casos semelhantes: “Já apresentei projeto de lei nesta casa que propõe pena dobrada para quem dolosamente pratica violência contra agente publico, tal rigor justifica-se a fim de inibir os recentes atos de violência contra policiais, juízes, promotores, agentes penitenciários”, pontuou o pastor.

Novo Código Penal

O texto proposto para o novo Código Penal foi duramente criticado pelo deputado federal em outro artigo publicado em seu site. Nele, Feliciano afirma que existe “má-fé e demagogia” no projeto e que trata-se de “uma forma macabra de aprovar leis através de argumentos falaciosos”.

De acordo com o pastor, a evidência de “má-fé” por parte do governo em relação à proposta do novo Código Penal está nos prazos definidos para a votação: “Se faltasse alguma coisa para evidenciar a má-fé, já não falta mais. A agenda do PLS é a prova maior, o argumento que institui o desejo de dissolver toda e qualquer manobra contrária à aprovação. Até 5 de setembro os parlamentares deverão ter apresentado as emendas ao PLS, logo, de 21 a 27 do mesmo mês, deverão ser elaborados os votos do relatório e por fim, de 28 de setembro a 4 de outubro deverá ser a votação do parecer final. Uma prova consistente da demagogia da lei, que querem aprovar o mais rápido possível — antes que a sociedade desperte”, criticou.

Marco Feliciano afirmou ainda que o projeto do novo Código Penal traz em seu contexto, outros projetos que vem sendo debatidos e combatidos pela bancada evangélica: “O texto vem também com uma ‘amostra grátis’ do que pretende o governo, ao vincular artigos de temas polêmicos como os trechos que ampliam as possibilidades de aborto legal, descriminalização do plantio e o porte de maconha para consumo, além da eutanásia, do favorecimento à pedofilia e a legalização da prostituição, por exemplo. A proposta do Governo é tornar o país um lugar para pedófilos, prostitutas e maconheiros”.

Aborto

A bancada evangélica no Congresso endossou um requerimento enviado ao Ministério da Saúde, cobrando explicações sobre um convênio assinado para estabelecer uma parceria que realizará estudos para a descriminalização do aborto no país.

Segundo o deputado Marco Feliciano, a presidente Dilma Rousseff estaria ignorando um compromisso assumido de não alterar a legislação relativa ao assunto: “O Ministério da Saúde vem promovendo ações de cooperação para a aprovação do aborto no Brasil. Isso não é de hoje, mas a presidente Dilma Rousseff, que prometeu não apoiar, nem promover ações para a legalização do aborto, está descumprindo com uma promessa de campanha”, observou o pastor.

Redação Gospel+



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

3 comentaram, comente você também!

  1. Itamar Silva Silva disse:

    A Biblia dia que aquele que ferir com espada, com espada deve ser ferido..A pena de morte, é Biblica, pois Ela condena, derramar sangue INOCENTE. Quantas pessoas inocentes, diariamente perdem a vida nas mãos da bandidagem??? A lei não deve se tornar frouxa diante disto, mas aplicar, sim, leis mais duras.. Os assassinos não herdarão o reino dos céus, e a aqui na terra querem viver matando, destruindo lares??? Justiça pra cima deles…Concordo..
    .

  2. Acho que a maior pena para os criminosos, seria trabalhar de dia, estudar a noite e ter como esperança, a Palavra de Deus como matéria escolar. Sendo assim, não haverá tempo para sedentarismo e nem planos para arquitetar novos crimes. Eles mesmo tem que arcar com as suas despesas na prisão. Contudo, voltarão à sociedade com novos rumos e totalmente recuperados. Puramente só o aumento da pena ou outra coisa pior como a pena de morte, não resolverá o problema da criminalidade e do sistema penitenciário do país.

  3. Leis comunistas, só um cego pra não observar que essas leis vão destruir a população. O mundo está cheio desses comunistas querendo assinar leis absurdas. Agradeço pelo Dep. Marco Feliciano.

  4. Pre-qualifying para curso de pastor, primeiro cadeia depois o púlpito. As armas depois as almas.

  5. Esse cara é louco mesmo.. um maniaco !!!

  6. A fé em Deus não tem sentimento, diz bispo Edir Macedo; Bíblia é usada como arma por assaltante de ônibus; Pastor Marco Feliciano faz alerta contra violência, convoca autoridades e propõe lei com “pena dobrada” para criminosos; Igreja Batista pede desculpas por não realizar casamento de negros. Veja as noticias completas em http://gospelinfojc.blogspot.com.br/

  7. André Ibaque disse:

    Eutanásia: sou totalmente a favor. Não são crenças religiosas que devem impedir as pessoas de escolher a morte.
    ———–
    Aborto: não sei o que dizer. É complicado pensar na possibilidade da mulher escolher abortar um ser vivo que um dia terá consciência. Não tenho opinião formada.
    ——–
    Cultivo de droga: sou parcialmente a favor. Se uma pessoa quer usar droga e ela mesma cultiva, é escolha dela, visto que droga não é algo barato de se fazer. Porém, não dá para saber as consequências a longo prazo com esta legalização. Precisa-se estudar isso, se é que não há estudos suficientes.
    ———–
    Pedofilia: alguém pode me arranjar este novo código penal? Queria ler para saber exatamente o que ele está dizendo sobre pedofilia.
    ———
    Prostituição: a favor, pelo mesmo motivo da eutanásia: não são crenças religiosas que devem impedir as pessoas de escolher viver na prostituição, visto que isso não prejudica ninguém.
    ———-

    • Como você fala que não tem opinião formada sobre aborto se você mesmo não consegue entender como alguém é capaz de matar um filho?

    • Sobre a questão da pedofilia, que eu saiba é a niminuição da idade de consentimento… para não ser considerado estupro… Em outras palavras, eu entendo que, daqui a pouco vão oferecer umas balinhas, um carrinho, uma boneca, comida…dinheiro…(ai entra a prostituição) e estará tudo legalizado.

    • Sobre as drogas… Na real eu penso assim: todas as coisas que fazemos reflete na sociedade… Se eu decido beber ou usar drogas… Depois posso decidir dirigir… e provavelmente estarei em risto de matar pessoas inocentes.Sobre a sexualidade, de igual forma… posso pensar: o que faço entre quatro paredes é só do meu interesse… Mas, não é bem assim… Se a moça ficar grávida…se estiver legalizado o abordo, a sociedade é que vai pagar por isso… Ti for um benficiado do bolsa família, escola, etc… A sociedade é que paga o pato, sempre… Entao a sociedade tem que estabelecer alguns padrões mínimos… Outro exemplo… Eu sou do tempo de duas DSTs mais conhecidas, hoje temos 25, mais conhecidas, sendo que 19 não tem cura… Quem vai pagar por isso, tratamento, etc… Nós, a sociedade. É difícil contrair uma DST? A proporção é de 1 para 4. As estatísticas são desanimadoras… Existem vários cânceres que estão diretamente associados a DSTs. Quem paga pelo tratemento? Será que serão só os que estiveram entre 4 paredes? Gostaria que tivesse sido.

    • O cérebro só fica totalmente pronto para se fazer escolhas com base em consequências futuras próximo aos 25 anos. O córtex pré-frontal.

    • André Ibaque disse:

      "Como você fala que não tem opinião formada sobre aborto se você mesmo não consegue entender como alguém é capaz de matar um filho?"

      Se você afirmar que aborto é o mesmo que assassinar uma criança, você precisa fundamentar este argumento, visto que feto e bebê propriamente dito são coisas totalmente distintas, pelo menos quando o feto não tem sistema nervoso central.
      ———-
      "Sobre a questão da pedofilia, que eu saiba é a niminuição da idade de consentimento… para não ser considerado estupro… Em outras palavras, eu entendo que, daqui a pouco vão oferecer umas balinhas, um carrinho, uma boneca, comida…dinheiro…(ai entra a prostituição) e estará tudo legalizado."

      É isso ainda que não está bem claro para mim. Por isso não quero pensar no assunto e que se virem e vença o melhor argumento.
      ——-
      Sobre as drogas… Na real eu penso assim: todas as coisas que fazemos reflete na sociedade… Se eu decido beber ou usar drogas… Depois posso decidir dirigir… e provavelmente estarei em risto de matar pessoas inocentes.

      Depende da droga. Alcool pode causar acidentes no trânsito, mas maconha não.

      "O fato é que algumas drogas são proibidas (maconha, cocaína) e outras são incentivadas (álcool, tabaco). Não se trata, porém, de combater para que todas sejam proibidas, mas justamente o contrário. As drogas leves não devem ser criminalizadas justamente porque não faz sentido o Estado tratar o cidadão como incapaz de tomar suas próprias decisões, regulando o que deve fazer com seu próprio corpo. E as drogas pesadas não devem ser criminalizadas porque é necessária uma regulação e controle rígidos, para evitar males ainda piores, afinal, traficante não pede RG. Quando legalizadas, o consumo não vai diminuir nem aumentar, apenas começaremos a tratar do assunto com responsabilidade, deslocando-o da marginalidade para os debates sobre políticas públicas, onde devem estar em uma sociedade democrática e madura." https://www.facebook.com/photo.php?fbid=422862724415755&set=a.273658249336204.58096.273656889336340&type=1
      ———
      "Sobre a sexualidade, de igual forma… posso pensar: o que faço entre quatro paredes é só do meu interesse… Mas, não é bem assim… Se a moça ficar grávida…se estiver legalizado o abordo, a sociedade é que vai pagar por isso… Ti for um benficiado do bolsa família, escola, etc… A sociedade é que paga o pato, sempre… Entao a sociedade tem que estabelecer alguns padrões mínimos… Outro exemplo… Eu sou do tempo de duas DSTs mais conhecidas, hoje temos 25, mais conhecidas, sendo que 19 não tem cura… Quem vai pagar por isso, tratamento, etc… Nós, a sociedade. É difícil contrair uma DST? A proporção é de 1 para 4. As estatísticas são desanimadoras… Existem vários cânceres que estão diretamente associados a DSTs. Quem paga pelo tratemento? Será que serão só os que estiveram entre 4 paredes? Gostaria que tivesse sido."

      Sexualidade não é o tema deste debate. Nem DSTs, estamos tratando do aborto.
      ———-
      "O cérebro só fica totalmente pronto para se fazer escolhas com base em consequências futuras próximo aos 25 anos. O córtex pré-frontal."

      Discordo totalmente. Cada pessoa tem características e experiências únicas, sendo impossível criar uma idade em que todos se encaixem, nem mesmo com média. Eu por exemplo não me sinto preparado para uma importante escolha, mas pessoas na minha idade já mostram totalmente prontos para fazer escolhas.

      Mas isso não importa, o consentimento sexual é complicado de definir, mas minha opinião prévia (ou seja, não estou totalmente convencido desta opinião) seria diminuir mesmo a idade e educar as crianças para se cuidarem na hora do "vamô vê".

  8. Para esses criminosos sera que estaram incluidos os deputados que mais roubam o nosso pais!! sera que estaram incluidos os da classe A ! assasinos alcoolizados do transito que destroem vidas paga uma determinada cantia em dinheiro par o governo e sai pela a porta da frente e nunca mais volta a uma delegacia, ou sera só para pobres e favelados que iram aumentar tal penalidades das leis..

  9. Trata-se de uma manobra bem engendrada da maioria de nossos parlamentares que estão mais preocupados em defender seus interesses e não os da população. Parabens deputado Marcos Feliciano, que Deus o abençoe nessa árdua empreitada.

  10. Caro amigo,

    O sistema prisional brasileiro está falido, quem entra na cadeia sai formado PHD em bandidagem, isto se Deus não intervir. Dessa forma, trata-se de investir em politicas publicas para evitar a entrada de pessoas na criminalidade. Além disso, o Estado não tem feito absolutamente nada para ressocializar o detento, o mesmo, quando sai da cadeia não ver outra alternativa senão voltar para a bandidagem. O amigo Pastor, ao invés de buscar coisas deste tipo, tem elaborado projetos que não vão ajudar em nada.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 434,938 comentários no Notícias Gospel.