Home » Brasil, Destaque, Sociedade

No Twitter, Marisa Lobo afirma que poderá ser taxada de “fanática” após sua participação no CQC: “Importa é pregar a palavra”

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

No Twitter, Marisa Lobo afirma que poderá ser taxada de “fanática” após sua participação no CQC: “Importa é pregar a palavra”

A psicóloga clínica Marisa Lobo comentou sua participação no programa CQC da Band através do Twitter, e disse que a forma como suas palavras serão colocadas pode ser tendenciosa: “Dependendo da edição, eles destruirão minha carreira. Ou só mostrarão os fatos. Vamos ver”.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Marisa Lobo foi entrevistada para uma matéria que falará sobre homossexualismo e religião. Entre os entrevistados para a mesma matéria estão o deputado federal e ativista gay Jean Willys e a pastora de igreja inclusiva Lanna Holder.

Ela revelou que a produção do CQC procurou o pastor Marco Feliciano para a matéria, porém, o deputado abriu mão de participar e indicou a psicóloga: “Nosso amigo, o doido do @marcofeliciano, não quis ir no #CQC me colocou no lugar dele. Não sei não se é benção. (risos)”.

Lobo também afirmou estar ciente de que a matéria será tendenciosa, apresentando-a como fanática e a pastora Lanna Holder como santa. “Amanhã estarei no #CQC falando sobre perseguição religiosa, e como o cristianismo vê a homossexualidade. Claro que serei a fanática. Não ligo… Nos consideram doentes. A Lanna ‘santa’, eu louca”.

Comentando as críticas recebidas por ter concedido entrevista ao programa da Band, Marisa Lobo foi enfática: “Tem gente me criticando porque fui no @CQC. Não tenho a pretensão de ficar bem na fita, apenas de expor meu caso, sei que vão me achar louca”.

Apesar de o programa já estar gravado, ela pediu oração para que não seja mal interpretada: “Orem para que o povo entenda. Sei que posso ficar com fama de fanática,mas quero ir pro céu”, afirmou.



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

8 comentaram, comente você também!

  1. Marcos Torres disse:

    Prezados, sou negro e cristão e nao me sinto feliz nessa condição , a certo tempo a igreja dizia q negros nao tinham alma e justificava a escravidão, segundo li a Dr. Marisa Lobo diz que se nao somos felizes como somos e queremos mudar deus nos ajuda. Devo mudar então minha cor de pele? Porque nao sou feliz com ela e nao agüento mais esse sofrimento e existe muito preconceito , então devo fazer tratamento para ser branco? Minha psicóloga diz que é normal as pessoas serem diferentes e que devemos gostar de nos como somos mas a Dr. Marisa lobo diz que se nao gosto de mim como sou devo mudar, me sinto sujo sendo negro então quero ser branco. O que vocês acham?

  2. fanatismo religioso sim que é doença
    esse bando de lunáticos que usam a biblia como roteiro para suas vidas
    isso é normal ????

    pra mim não é, sou gay, não sou religioso e pouco me importa o que voces evanjegues pensam
    não sou cristão, portanto o que esta escrito na biblia não me faz nem cócegas
    nem tenho que seguir essas loucuras todas

    aprendam a respeitar as diferenças, seus lunáticos

  3. O comentário do Isaías (Pernambuco), de 8 de maio de 2012 ás 11:23 am, é mui esclarecedor (profundamente). Valeu, Isaías. Faça contato com o nosso MOVIMENTO SOCIAL.
    Deus o abençoe, grandemente!
    Eduardo Moraes de Mattos – Coordenador do MOVIMENTO Escola Bíblica Diferente – http://www.escolabiblicadominical.net – SOCIAL, sempre, e INDO ALÉM, sem conversa fiada.

  4. Por que a dúvida? Ora, é claro que os filhos do capeta irão criticar a Marisa Lobo. É claro que os filhos do capeta irão dizer que a tal “pastora” (????) gay (eu, hein!? – que “bíblia” ela usa?) é a “santa” (ãããhhh???). É claro, gente!!!!!! As trevas sempre irão tentar convencer (enganar) as pessoas, dizendo que “2+2 é igual a 7”. É claro, gente!!! Querida irmã Marisa Lobo, vá nessa tua força, pois Deus é contigo, por onde quer que andares.

    Eduardo Moraes de Mattos – Coordenador do MOVIMENTO Escola Bíblica Diferente – http://www.escolabiblicadominical.net – SOCIAL, sempre, e INDO ALÉM, sem conversa fiada.

  5. QUANDO AS PESSOAS SÃO CONFRONTADAS COM A VERDADE DA PALAVRA DE DEUS , ELAS SE SENTEM AMEAÇADAS .
    OS EVANGELICOS NÃO TEM MAIS O DIREITO DE EXPOR OS SEUS PENSAMENTOS E IDEIAS
    A PERSEGUIÇÃO JÁ ESTAR COMEÇANDO , OU ESTAMOS VIVENDO UMA CENSURA DE IDEAIS IMPOSTAS PELA SOCIEDADE
    QUE A PALAVRA DE DEUS SEJA DITA

  6. Isaías (Pernambuco) disse:

    Saudações

    Para aqueles que defendem a idéia de que homossexualismo ou homossexualidade não é doênça, irei passar esta rápida informação que eu sintetizei. Para que aquelas pessoas que não gostam de lê se interessem.

    O homossexualismo passou a existir na CID (Classificação Internacional das Doenças). A partir da 6a Revisão (1948), na Categoria 320 Personalidade Patológico, como um dos termos de inclusão da subcategoria 320.6 Desvio Sexual.
    Manteve-se assim até á 7a Revisão (1955), e na 8a Revisão (1965) o homossexualismo saiu da categoria “Personalidade Patológica” ficou na categoria “Desvio e Transtornos Sexuais” (código 302), sendo que a subcategoria específica passou a 302.0 – Homossexualismo.
    A 9º Revisão (1975), atualmente em vigor, manteve o homossexualismo na mesma categoria e subcategoria, porém, já levando em conta opiniões divergentes de escolas psiquiátricas, colocou sob o código a seguinte orientação “Codifique a homossexualidade aqui seja ou não a mesma considerada transtorno mental”

    Eis á questão…. Será que com o passar dos anos a AIDS deixou de ser AIDS/
    O câncer deixou de ser câncer?
    Porque o homossexualidade ou homossexualismo deixou de doênça?

    Os ativistas gays não conseguiram mudar este código fazendo manifestações contra a OMS e reivindicaram a exclusão deste código com o aval da ONU e conseguiram.

    Isaías Alves

    • Comparar câncer, AIDS e homossexualidade é algo típico de uma pessoa mal informada e acima de tudo mal intencionada. Vem cá, vamos supor que você tenha olhos na cor preta, todos dizem que odeiam os seus olhos pretos, você se sente mal por isso, mas não pode mudá-lo simplesmente porque nasceu com os olhos dessa cor, e por mais que você coloque uma lente de contato na cor azul, nunca será a mesma coisa. Primeiro porque uma lente de contato não transparece a naturalidade de um olho na cor natural, segundo porque em algum momento você terá que tirá-la e toda aquela ilusão de olhos azuis cai por terra. O mesmo acontece com a homossexualidade, ela é tão natural quanto a cor dos olhos. Não adianta dizer que é abominável, não adianta dizer que é uma doença. Ela é natural. O homossexual pode até procurar uma igreja para mudar, o pastor pode até dizer que ele agora é hétero, mas isso não passa de uma ilusão. Ao colocar a cabeça no travesseiro para dormir ele fatalmente vai identificar a qual orientação sexual pertence e que toda aquela história religiosa de “cura dos gays” não passa de uma ilusão, assim como a que sofre o sujeito que usa uma lente de contato azul para disfarçar seus olhos pretos.

  7. se querer ir pro ceu he ser fanatico quer deus abra as portas do ceu sob nossas vida e sejamos louco pelo reino de deus ,em nome de jesus

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 445,556 comentários no Notícias Gospel.