Home » Destaque, Internacional, Missões, Mundo Cristão

“Pastor Metralhadora”: em entrevista, Sam Childers conta detalhes de sua conversão e do filme que retrata seu trabalho missionário

Avatar de Tiago Chagas Publicado por Tiago Chagas em 22 de maio de 2012
Tags: , , , ,

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

“Pastor Metralhadora”: em entrevista, Sam Childers conta detalhes de sua conversão e do filme que retrata seu trabalho missionário

O pastor e missionário Sam Childers, conhecido como “pastor metralhadora” por seu trabalho em zonas de guerra em países da África, concedeu uma entrevista à emissora norte-americana CSTV falando sobre sua história de vida e conversão.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Na entrevista, Sam Childers fala sobre seu envolvimento com as drogas na adolescência, sobre sua relação com seus pais e esposa e sua conversão.

Childers relatou também que ele é fruto de uma profecia feita sobre a vida de sua mãe, que havia perdido uma filha antes da gestação que o trouxe à luz. Segundo o “pastor metralhadora”, diversos pregadores disseram que ele seria um pregador quando adulto, e nem o seu envolvimento com as drogas fez sua mãe desistir: “Saiba uma coisa sobre minha mãe, ela nunca parou de orar. Ela nunca desistiu do que Deus disse. Ele continuou orando e orando até quando nos meus 30 anos eu parei de fugir de Deus e me voltei para Ele”, contou Sam Childers.

O pastor afirma que seu apelido “pastor metralhadora”, dado pelos jornais do Sudão, num primeiro momento o fez chorar, mas segundo ele, Deus o orientou a usar o nome para que o trabalho fosse propagado:

-Alguns missionários que quiseram me desacreditar começaram a espalhar por toda a região que eu não era um pregador, que eu não era missionário. Eu pregava o evangelho na área mais perigosa da guerra onde nenhum missionário tinha coragem de ir. Quando eu li o que escreveram sobre mim nos jornais, as criticas ao meu trabalho, dizendo que eu não era pregador mas o ‘pastor metralhadora’ eu sentei e chorei. Naquele momento Deus me disse “Levanta e reivindique esse nome, pois eu te honrarei através dele” – testemunhou o pastor.

O filme sobre o trabalho de Sam Childers chama-se “Machine Gun Preacher” (Pastor Metralhadora) e foi dirigido por Marc Foster e estrelado pelo renomado ator Gerard Butler. Childers se mostrou orgulhoso do filme, que foi baseado num livro que ele escreveu: “Deus me deu esse filme. Deus nos deu um dos 10 melhores roteiristas de Hollywood, Jason Keller. Depois Deus nos deu um dos 10 melhores diretores de Hollywood, Marc Forster e ainda Deus nos deu um dos 10 melhores atores da atualidade, Gerard Butler. Quando Deus quer fazer algo por você Ele fará grande. O fime já foi indicado para vários prêmios. Eu estou dizendo isso para lhe mostrar o quão grande Deus é”.

Confira abaixo a íntegra da entrevista de Sam Childers, com tradução de Wesley Moreira para o Púlpito Cristão:

Jim Cantelon  - Sam, você nasceu e foi criado em um lar cristão, mas as coisas se tornaram muito ruins para você muito cedo em sua vida. Fale-nos um pouco de sua vida.

Sam Childers– Bem, fui eu quem fiz as escolhas na minha vida. Muitas vezes quando fazemos uma bagunça de nossa vida, em algum ponto, tentamos culpar nossos familiares. Eu não posso culpar minha familia pelos minhas escolhas. Eu comecei a fazer escolhas bem jovem, aos 11 anos de idade. Alguns pessoas podem pensar, coisas ruins só acontecem com um menino de 11 onze anos se os pais não estiverem presentes. Não é verdade, meus pais eram presentes, eram nascidos de novo, eram cristãos cheios do Espírito Santo. Eu era de uma familia de classe média, não havia nada de errado com minha familia. Eu tomei decisões ruins quando tinha 11 anos de idade. Comecei fumando maconha, depois usando drogas pesadas ao 13 anos. Com 15 anos de idade eu apliquei uma seringa no meu braço. Então comecei a vender drogas e dali me tornei um ‘braço armado’ para traficantes…

“Braço armado” quer dizer…

Eu era um pistoleiro para transações entre carteis de drogas, minha presença garantia que o negócio ocorreria com tranquilidade.

Você era como um “enforcer”.

Ah… algums pessoas chamariam assim mas nos éramos chamados se houvesse algum problema. Quando algum traficante tentava roubar outro, estariamos ali.

Durante esse tempo em sua adolescência, quando você fazia essas coisas, você respondeu à lei ou sempre escapou da policia?

Eu tive muitos problemas com a lei.

Você já esteve na prisão?

Eu estive na cadeia algumas vezes.

E o seus pais, enquanto isso acontecia, o que eles faziam?

Minha mãe teve uma filha antes de mim mas que veio a morrer. Quando isso aconteceu minha mãe passou por um ataque nervoso. Minha mãe então estava na igreja uma noite e foi profetizado sobre ela que o próximo filho que ela teria seria um pregador. Minha mãe então venceu suas dores e um tempo depois ficou grávida de mim. Outro dia minha mãe estava num congresso e outro pastor profetizou sobre ela que o filho que ela estava esperando seria um pregador. Quando eu completei 5 anos de idade, outro pastor profetizou sobre ela e eu que eu seria um pregador. Mas quando eu cheguei nos meus 15 e 17 anos ela poderia pensar que todos aqueles pastores eram mentirosos. Mas saiba uma coisa sobre minha mãe, ela nunca parou de orar. Ela nunca desistiu do que Deus disse. Ele continuou orando e orando até quando nos meus 30 anos eu parei de fugir de Deus e me voltei para Ele.

Quando aqueles coisas aconteciam com você, na sua adoslescência, você ainda morava com seus pais?

Não, eu sai de casa quando completei 15 anos de idade.

Você tinha contato com seus pais durante aquele periodo?

Minha mãe me escrevia muitas cartas, na verdade eu ainda tenho todas elas, uma pilha de cartas.

Então sua familia nunca lhe desertou?

Não, eles nunca pararam de orar. Meu pai era um homem duro. Meu pai me disse “você é bem-vindo nessa casa em qualquer tempo, mas você não pode trazer as drogas para dentro dessa casa” Por isso eu sai de casa aos 15 anos de idade. Meu pai me disse “Você tem que escolher filho”. Alguns pais cristãos e não-cristãos pensam que isso foi errado. Entendam, existe algo que se chama ‘amor-firme’ e também há algo chamado ‘consequência do pecado’. Mesmo sendo pais, se permitimos que nossos filhos vivam em pecado dentro do lar, haverá consequências para aquele pecado, que eles terão que responder. E meu pai disse “Eu te amo, esse é seu lar” – disse com lágrimas pelo rosto – “Se você for ficar aqui, eu não aceito drogas. Se você for continuar usando drogas, terá que ir embora”. Eu respondi a ele: Adeus! Então eu deixei minha casa com 15 anos de idade.

Onde você foi morar?

Eu sempre fui trabalhador. Meu pai sempre criou seus filhos para trabalhar. Nos sempre tivemos emprego. Eu aluguei um apartamento, que eu transfomei num clube de festa, mas eu trabalhava.

Quando você mudou de vida, lendo seu material, eu não vida nada dramático acontecendo. Foi apenas uma decisão sua?

Sim.

Como se você dissesse “Eu não viverei assim mais”.

Correto.

Sei que você pertencia também a uma gangue de motoqueiros. Sua vida era muito dura e tumultuda. Diga nos o que aconteceu nesse periodo de tempo na sua virada de rumo, quando você mudou de vida.

Eu estava num bar numa noite. Um tiroteio começou e eu quase fui morto. Eu voltei para casa naquele noite e disse para minha esposa – “Vamos mudar daqui” – Ela exclamou “o que?” – eu repeti “estamos de mudança” – Ela perguntou “Mas, porquê?” – Eu contei a ela “Eu quase morri essa noite, eu não tenho problema em morrer, mas eu tenho problema em morrer por nada. E eu quase morri por nenhum propósito.

Então nos mudamos de Orlando para minha cidade natal, na Pennsylvania. Quando chegamos ali minha esposa começou a ir para a igreja. E por 2 anos eu tratei minha esposa muito mal. Eu sentia que havia perdido ela para Deus.

Minha esposa é uma das mais cristãs mais fieis que eu conheço. Quando ele se deu para Deus, não havia mais volta. Ela sempre foi forte em sua fé.

Um dia minha esposa me chamou para ir a igreja com ela. Naquela noite o Espirito Santo moveu-se em mim e eu dei minha vida a Cristo e aquele fogo nunca deixou minha vida. No fundo eu sabia que seria um pregador desde os meus 7 anos eu entendia isso. Desde aquele dia eu gasto a minha vida para levar o evangelho em lugares que ninguém mais quer ir pregar.

Verdade. Você é também capelão várias gangues de motoqueiros. Isso é algo único. Como você prega o evangelho para esse grupos?

Meu apelido por muitos anos era ‘Selvagem’ e agora meu apelido é ‘Pastor Metralhadora’. Você não sabe a quantidade de pessoas que vêem minhas tatuagens e vem pergutam “Você é realmente um pregador?” e ali mesmo eu tenho a ‘deixa’ para evangelizar. Ao tentar pregar o evangelho de Jesus Cristo algumas vezes queremos ‘alimentar a força’. Você não pode forçar um bebê a comer. Damos aos bebês somente um pouquinho, depois aguardamos que o bebê incline a cabeça para frente e abra a boca. Nosso ministério (EUA) trabalha com mais de 2.000 ensinando o Reino, nunca pela força, mas pouco a pouco, pois cada uma dessas pessoas está buscando alguma coisa diferente. Quando forçamos não estamos dando a eles o que eles estão buscando.

É evidente que esses pessoas querem você por perto. Eles querem ouvir de você. Então o problema não é a mensagem que você prega, mas sua maneira de levar a mensagem.

Você não tem ideia do avivamento que está acontecendo no meio dessas gangues de motoqueiros.

Você escreveu um livro de título ‘ Another man’s war ‘ (Guerra de Outro Homem). Esse livro conta sobre o seu trabalho no Sudão.

No Sudão e também sobre o nosso trabalho aqui nos EUA. Eu tenho servido como missionario no Sudão e Uganda por 15 anos. Mas agora nosso ministerio está tambem trabalhando na Somalia, Etiópia e em várias partes do mundo. Combatemos o tráfico sexual aqui nos EUA. O livro conta um pouco de cada coisa que fazemos mas tem o foco no que acontece no Sudão.

O filme produzido por Hollywood é baseado no seu livro?

Tudo é baseado no livro, é um filme maravilhoso. Eu sempre digo às pessoas que quando Cristo começa a se mover em nossas vidas ele faz coisas. Nunca limite o que Deus pode fazer em sua vida. Por muitas vezes pessoas me perguntam ‘Porque tão grandes coisas estão acontecendo na sua vida?” Eles perguntam isso porque mesmo como cristãos eles limitam Deus. Colocam Deus dentro de uma caixa. Quando você coloca Deus dentro de uma caixa dando limites a Ele, você também está limitando Suas bênçãos. Mas quando você abre os seus braços e diz “Deus eu estou aqui para tudo que o Senhor tiver para mim” estando disposto a sacrificar, disposto a atravessar um vale estando disposto a continuar mesmo quando tudo estiver dando errado, Deus lhe fará sair por cima.

Deus me deu esse filme. Deus nos deu um dos 10 melhores roteiristas de Hollywood, Jason Keller. Depois Deus nos deu um dos 10 melhores diretores de Hollywood, Marc Forster e ainda Deus nos deu um dos 10 melhores atores da atualidade, Gerard Butler. Quando Deus quer fazer algo por você Ele fará grande. O fime já foi indicado para vários prêmios. Eu estou dizendo isso para lhe mostrar o quão grande Deus é.

Qual o nome do filme?

Pastor Metralhadora (Machine Gun Preacher). Esse foi o apelido que ganhei muitos anos atrás pelos nativos do Sudão, na zona da guerra, que ao passar pelo galpão que eu estava construindo viram que eu carregava a Bíblia de um lado e uma metralhadora do outro. Então alguns missonários que quiseram me desacreditar começaram a espalhar por toda a região que eu não era um pregador, que eu não era missionário. Eu pregava o evangelho na área mais perigosa da guerra onde nenhum missionário tinha coragem de ir. Quando eu li o que escreveram sobre mim nos jornais, as criticas ao meu trabalho, dizendo que eu não era pregador mas o ‘pastor metralhadora’ eu sentei e chorei. Naquele momento Deus me disse “Levanta e reivindique esse nome, pois eu te honrarei através dele”. Eu tomei posse daquele apelido à 13 anos atrás.

Quando eu fui fazer uma cobertura jornalistica no Líbano me deram uma arma. É muito comum que jornalistas carreguem armas em zonas de combate.

Resgatamos e cuidamos de milhares de crianças orfãs no Sudão e Uganda.

E elas não estão nem ai se você usa ou não uma metralhadora (risos) e não te criticam por que você tem tatuagens ou possui uma motorcicleta.

*** Fonte da entrevista: www.ctstv.com. Tradução Wesley Moreira. Divulgação: Púlpito Cristão.



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

37 comentaram, comente você também!

  1. Deus o abençoe poderosamente Sam; continue, não pare nunca, Deus é contigo!

  2. não é um filme, é um fato real. está acontecendo la devemos fazer o nosso melhor esmo aquilo que parece errado para outros quem vai levar alimento para os órfão daquelas terras só um valente de Deus é capas! não nessecidade de Deus descer é seus servos agir. parabéns Sam Childers pela obra que Deus te deu.

  3. eu assisti e gostei muito, esse sim foi aos confins da terra e enfrentou o pior demonio por amos aos pequeninos que Deus tanto ama.

  4. E disse-lhes: Quando vos mandei sem bolsa, alforje, ou alparcas, faltou-vos porventura alguma coisa? Eles responderam: Nada.

    Disse-lhes pois: Mas agora, aquele que tiver bolsa, tome-a, como também o alforje; e, o que não tem espada, venda a sua capa e compre-a;

    Porquanto vos digo que importa que em mim se cumpra aquilo que está escrito: E com os malfeitores foi contado. Porque o que está escrito de mim terá cumprimento.

    E eles disseram: Senhor, eis aqui duas espadas. E ele lhes disse: Basta.
    Lucas 22:35-38

    A tempo para todas as coisas! Aleluia.

  5. Que o espirito santo ilumine cada vez mais cada um que em Deus cre

  6. muito bom o filme!!!!!pessoas com vc que o mundo precisa

  7. Tanto o livro quanto o filme deveriam ser apresentados a todos os pastores do Brasil, para que eles desçam do púlpito e vivam o verdadeiro cristianismo.

  8. ele resolveu fazer a diferença!!!!!

  9. Ele faz a diferença, nao adianta querer mudança e nao fazer nada! ele resolveu fazer.

  10. Rachel Resende Resende disse:

    Good Soldier God….

  11. Helcio Celestino disse:

    Ah… mais uma coisa… antes de criticarem negativamente qualquer coisa, primeiro tenham fundamento e conhecimento de causa para darem algum parecer!! Leiam sobre a vida deste homem em particular e os que tiverem visão de Deus, glorificarão a Ele assim como Sam Childers (QUASE QUE É CHILDRENS) TAMBÉM O FEZ!!

  12. Helcio Celestino disse:

    Vejamos: Digamos que não houvesse SAM CHILDERS e fosse enviado missionario para acudir aquela situação: das três, creio que aconteceria uma: ou o pastor faria descer fogo do céu como fez Elias e eu creio que isto é plenamente possível, porém ate hoje não vi nenhum missionario encarar aquela situação e termos noticias de que os filhos dos diabos ou se coverteram ou foram neutralizado com suas ações diabolicas, ou morreriam por causa da fé que pregam porém a obra em si não iria tão avante e crianças continuariam morrendo, ou pediriam arrego antes mesmo de entrarem campo. Claro que se trata de uma situação altamente peculiar!! Ninguem deve entender esta situação como se agora temos que comprer muitas armas para pregar o evangelho e isto e aquilo, pelo amor de Deus né? Irmão Childers, Deus continue te abeçõando grandemente! Tenho orgulo de tê-lo como irmão apesar e estarmos longe mas na glória um dia nos conheceremos!

  13. Helcio Celestino disse:

    Tenho absoluta certeza de que este homem foi chamado por Deus para uma missão tão peculiar e ímpar. Além deste apelido que o deram, do qual eu me orgulharia muito e não estaria nem aí, eu tambem o chamaria de pastor Davi, pois Davi também foi homem de guerra e nem por isto deixou de ser o "homem segundo o coração de Deus!!! Agora eu pergunto aos críticos: Qual dos pastores convencionais que, ao ver uma situação daquela, ou seja crianças morrerem debaixo das armas de filhos do diabo e faria o que ele fez? Só porque pregamos a paz e a salvação em Jesus Cristo não quer dizer que em situação de estado de necessidade não tenhamos que usar das armas. Se não f

  14. Realmente, muita coisa neste mundo ‘e apenas vaidade como diz a palavra de Deus. Enquanto estamos preocupados em tantas coisas futeis. Crianças estao sendo sacrificadas junto com suas familias, separadas de uma forma barbara e tratadas como os piores animais. Temos que ao menos orar por sitações como estas. Que o Espirito Santo de Deus nos ilumine a enchergarmos irmãos que precisam ao menos da nossas orações.

  15. muito louca parabéns pow isso

  16. “se alguém negligencia o dever que lhe é imposto por Cristo, de procurar restabelecer os que se acham em erro e pecado, torna-se participante do pecado. Somos tão responsáveis por males que poderíamos haver reprimido, como se fôssemos nós mesmos culpados da ação.” “Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” Gálatas 5:14. Que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sentem. Os críticos que não acrescenta o bem, merece ser desprezado e o seu nome não deve ser lembrado.

  17. sem sombra de dúvida o melhor filme que ja assisti em toda minha vida…

  18. Muito bom esse filme…alguem que dedicou sua vida pra salvar crianças inocentes das mãos de homwna sanguinários e crueis. Recomendo.

  19. É um filme chocante, ainda mais para quem está acostumado a ver a vida cristã como um mar de bençãos e o universo fantasioso de igreja. Somos muito covardes, mesquinhos… queremos comprar um carro zero e testemunhar na igreja o quanto Deus está nos abençoando, usar nossas roupas, enfeites e mostrar o quanto estamos bem… cantar nossas músicas nas mídias, receber elogios! E parece que é só isso!?

  20. Ah sim, dêem bíblias a quem tem fome, é disso que o mundo precisa.

  21. Filme , muito bom…Nos faz refletir sobre o que importa quando estamos dispostos a mudar o mundo aonosso redor..

  22. eu asisti é muito shol o filme vale apena asistir

  23. Aleluia, Glória a DEUS nas alturas!! – Hallelujah, glory to God on high!!

  24. João Hernane disse:

    filme é otimo ..nai vi mas sei que otimo kkk….isso que é missao dada é missao cumprida….e de amor ao proximo pode ser quem for e onde…que muita igreja no brasil nao faz

  25. O nome aqui no Brasil do filme é REDENÇÃO

  26. “Quando você coloca Deus dentro de uma caixa dando limites a Ele, você também está limitando Suas bênçãos. Mas quando você abre os seus braços e diz “Deus eu estou aqui para tudo que o Senhor tiver para mim” estando disposto a sacrificar, disposto a atravessar um vale estando disposto a continuar mesmo quando tudo estiver dando errado, Deus lhe fará sair por cima”. Disse tudo. Deus é Deus.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 446,644 comentários no Notícias Gospel.