Home » Brasil, Destaque, Mundo Cristão

Teólogo publica monografia contestando doutrina do dízimo e disponibiliza estudo para download. Assista

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Teólogo publica monografia contestando doutrina do dízimo e disponibiliza estudo para download. Assista

As doutrinas cristãs que ensinam a respeito do dízimo e ofertas às igrejas, para o sustento das denominações e seus colaboradores, são constantemente alvo de críticas e polêmicas.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Dentre as maiores polêmicas em torno da doação de ofertas à igreja, está a doutrina chamada de “teologia da prosperidade”, que enfatiza o enriquecimento do cristão proporcionalmente à sua contribuição.

Sobre o dízimo, há quem diga que as passagens bíblicas que falam sobre a entrega de 10% à obra no Velho Testamento ainda valem para o Novo Testamento, e há quem discorde, afirmando que a partir de Cristo, a Lei foi derrubada, e que os critérios são outros, em todos os aspectos, incluindo a doutrina do dízimo.

O teólogo João Bosco Costa Vieira publicou sua monografia, com um estudo detalhado sobre o dízimo, abordando as passagens bíblicas a respeito do tema no Velho e no Novo Testamento, e situando cada uma das menções ao dízimo em seu contexto.

Vieira ressalta que após a morte e ressurreição de Cristo foi estabelecida a Nova Aliança, e que os ensinos e doutrinas válidos para a prática da fé cristã estão inseridos a partir do livro de Atos dos Apóstolos, pois os Evangelhos contam a história de vida e ministério de Jesus, ainda sob a lei.

Bacharel em teologia pelo Instituto de Formação e Educação Teológica (IFETE), Vieira comenta que tem apresentado seu trabalho acadêmico a pastores, pedindo avaliação, mas não tem obtido respostas: “Não encontrei até hoje nenhum pastor que tenha refutado o conteúdo da obra. Após a leitura do trabalho os pastores evitam falar sobre o mesmo. Nenhum obreiro até hoje fez qualquer comentário contrário sobre o conteúdo”, relata o teólogo.

Segundo Vieira, a contestação de seu trabalho se torna difícil pelo embasamento que o trabalho recebeu em sua construção: “Um pastor próximo começou a comentar logo no início da leitura, como o expliquei que seria salutar conversarmos apenas quando o mesmo lesse todo o conteúdo, ele não mais tocou no assunto. Creio que o texto, pela misericórdia de Deus e não por mérito meu, não deixa espaço para conflitos, pois o mesmo é muito claro, de fácil compreensão e bem fundamentado na Bíblia. Os comentários objetivos de ótimos autores e de pastores respeitados por toda comunidade cristã complementam e facilitam o entendimento do leitor”.

O teólogo João Bosco Costa Vieira disponibilizou sua monografia, após cumprimento de trâmites ligados à instituição de ensino, para download gratuito neste link.

Assista no vídeo abaixo, uma introdução ao tema, gravada pelo teólogo João Bosco Costa Vieira:

PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

3 comentaram, comente você também!

  1. Sergio Olimpio Ribeiro disse:

    Está super corretíssima sua monografia , parabens meu amado teólogo Mr João Bosco Costa Vieira. Deus te Abençõe em tudo, és valente gosto de pessoas verdadeiras e corretas.

    Shalom

  2. Jorge Vinicius disse:

    A pilantrada que vive e se enriquece às custas do dízimo, jamais comentará esta monografia.Suas empresas evangélicas se formam com a finalidade única e exclusiva de arrecadar grana.

  3. Eu sempre pensei que o dízimo não é para a igreja e sim para israel. Nesse caso, nenhum pastor vai se posicionar a favor do trabalho desse irmão porque vai de encontro aos seus interesses, que na sua maioria é para atender às sua vaidades pessoais, mas por outro lado existem igrejas sérias que aplicam de fato as suas finanças em missões (isso não faz sem dinheiro), onde o pastor não tem acesso ao movimento financeiro da igreja.
    Acho que seria mais honesto dizer que os dízimos e ofertas são fundamentais para se pagar os impostos, os gastos mensais; o salário do pastor (caso este tenha) e outros gastos necessários, em vez de encurralar o povo entre a cruz e a espada dizendo que se não derem o dízimo e as ofertas estarão amaldiçoados (virão as doenças, os gastos inesperados, multas, etc = ao devorador, gafanhotos), um absurdo! quem prega dessa forma é porque só pensa no seu bolso (de quem dá). Portanto cuidado com as unções financeiras, com as profecias financeiras, com as bíblias de 900 reais, com o clube de Hum milhão de alma$$$$$ e tantas outras asneiras “evangélicas” que existem por aí.
    Logo parabenizo este irmão que fez essa monografia, prometo que vou lê-la a fim de que possa encontrar mais passagens bíblicas que refutem a heresia da teologia da prosperidade.

    

Da Internet e em Inglês para Praticar