Missão Portas Abertas fará acampamento com dinâmicas que simularão a realidade da Igreja Perseguida

1

O ministério de jovens da Missão Portas Abertas está organizando um retiro de Páscoa para apresentar a realidade da Igreja Perseguida aos adolescentes evangélicos do Brasil.

A iniciativa do Underground – nome que faz referência às igrejas subterrâneas em países de grande perseguição a cristãos – tem como proposta estimular os crentes a orarem e engajarem-se no apoio aos fiéis que sofrem em nome de Cristo.

Durante os dias do retiro, uma simulação do que é a perseguição religiosa a cristãos será encenada, e os inscritos irão vivenciar, guardadas as devidas proporções, parte do sofrimento a que são submetidos os fiéis a Jesus nos países onde não há liberdade de culto.

De acordo com a programação, haverá ainda palestras e dinâmicas de grupo para explorar ao máximo as experiências adquiridas durante os dias do evento.


“O acampamento underground é um evento de simulação da Igreja que sofre perseguição no mundo por causa da fé em Cristo. Um dos propósitos do acampamento underground é estimular os crentes a orar e a se engajar em prol dos nossos irmãos e irmãs que sofrem ao redor do mundo, para despertar a consciência sobre a perseguição e prover oportunidades e recursos para que mais cristãos brasileiros conheçam a realidade de uma parte do Corpo de Cristo que está sofrendo”, descreve o site oficial do evento.

O evento será permitido apenas para maiores de 18 anos, e será realizado em João Pessoa (PB), entre os dias 02 a 05 de abril no feriado da Páscoa. “A gente promete que você vai voltar pra casa. Mas não vai ser do mesmo jeito”, sugere o texto de divulgação.

Os valores para participação do acampamento variam entre R$ 140,00 (à vista no boleto) e R$ 150,00 no cartão (parcelamento em até três vezes).

Assista ao vídeo promocional do acampamento:

Assine o Canal

1 COMENTÁRIO

  1. Eu participei de um projeto chamado Impacto Radical, da Igreja Batista Central de Belford Roxo, e voltei realmente outra pessoa para glória do Senhor,hoje, me sinto na obrigação de orar e ajudar muito mais nossos irmão espalhados pelo mundo que sofrem perseguição.Que Deus tenha misericórdia de cada um deles.Amém

DEIXE UMA RESPOSTA