“Arca de Noé” que salvou família no tsunami vira atração turística na Indonésia

1

Há dez anos, quando o tsunami atingiu a Indonésia, uma família foi salva por um barco de pesca que “encalhou” no telhado da casa onde estavam. A família Basyariah estava presa em casa com a água chegando ao pescoço quando o barco, que tem sido chamado de “Arca de Noé”, foi levado pelas águas para cima da casa, o que salvou a vida de 59 pessoas. Agora, o barco se tornou uma atração turística no local.

Fauziah Basyariah conta que quando viram o barco seu filho de 14 anos fez um pequeno buraco no teto e pulou para o telhado. Ele então puxou o resto da família para fora, um a um, e todos entraram no barco. Outras pessoas se juntaram a eles, e a embarcação salvou a vida de 59 pessoas.

– Se não tivesse sido por aquele barco, todos nós teríamos nos afogado, porque nenhum de nós sabia nadar – afirma Basyariah.

– Quando cheguei no barco, eu só rezava e rezava. Agradecíamos a Deus pelo barco que nos salvou, mas mesmo o barco não era tão estável porque estava cheio de água, então ficamos nos segurando – completou.


Segundo a BBC, 10 anos depois da tragédia, e da salvação milagrosa da família Basyariah, a embarcação de madeira, com 25 metros de comprimento, tornou-se uma atração popular no roteiro turístico do tsunami. As placas na região apontam para “Kapal di atas rumah” (o barco sobre a casa).

“Arca de Noé”

Por toda a região atingida pelo tsunami, há relatos de cerca de 15 barcos de pesca encontrados nos telhados de casas, mas os outros já foram removidos. Zulfikar, dono desse barco, concordou em deixá-lo em cima do telhado da casa onde salvou dezenas de pessoas como um “memorial”.

Atualmente, a embarcação se tornou um ponto turístico e é reverenciada como uma “Arca de Noé”, servindo também como uma eterna lembrança do que aconteceu.

1 COMENTÁRIO

  1. Que curioso!
    Se o barco não tivesse parado em cima da casa, o menino não iria ter a idéia de furar o teto e ficar em cima da casa. Mas, como lá parou um barco, ele deu um jeito de subir e salvar a família.
    Parece que nas outras casas onde pararam barcos, conforme informa o texto, ou já não havia ninguém vivo, ou ninguém teve a ideia ou a capacidade de furar o teto.
    Aí um deus resolveu agir só onde houve um menino corajoso e disposto a lutar pela vida.
    E o deus, ou os deuses, por meio do tsunami, castigou milhares de pessoas.
    http://www.joaodefreitaspereira.net.br/castigos-divinos.htm

DEIXE UMA RESPOSTA