Brasil

Pastor Augustus Nicodemus explica se evangélicos podem ou não participar de festas juninas

Comments (61)
  1. Pitagoras disse:

    Não acredito que tenha que haver “autorização” de um pastor, para evangélico ir a alguma festa. E ainda se dizem donos do próprio nariz. Eu já fui, e vou, a muitas festas e cultos evangélicos e católicos ou laicos. Não há pecado em se divertir sadiamente. Paz

    1. Ben-hur disse:

      Meu irmão não podemos servir a dois deuses ou você é cristão ou não é.

      Que Deus te abençoe e que possa abrir seus olhos espirituais.

    2. Pitagoras disse:

      Parece que quem tá “abrindo” os olhos dos crentes são os pastores interesseiros. E ir a alguma festa ou culto diverso não é servir a dois deuses, é não servir a pastores e padres espertinhos. Sejamos senhores dos nossos destinos.

  2. João Hernane disse:

    Grande bosta

    1. João Hernane disse:

      Comparação tosca e comentario tbm

    2. Rodrigo Souza disse:

      João Hernane querido vai le a Biblia!

    3. João Hernane disse:

      o estranho ..eu conheço muito bem portugal tenho casa la etc onde essa cultura veio da festa junina….maioria nem sequer tem santo no passado foi assim,mas comemoram uma festa caipira e dança e etc entre crianças entre as escola e comidas tipica e nao tem nada de santo ja faz muito tempo … é cultura ..religiosidade é só criticar,maldiçoar e matar e que nao salva ninguem a biblia diz ser contra isso …liberte disso

    4. Aproveita Rodrigo e lê as citações que coloquei…

    5. o senhor não gosta de muito de portugal…porque maria apareceu as tres pastorzinhos em fatima..e isso o intriga, ao ver ao presenciar os grandes milagres pela intecessao de maria…abraços

  3. Marcos Rabelo disse:

    em atos dos apostolos diz q nao devemos comer comida sufocada, sacrificada aos idolos e sangue, entao o q dizer das comidas tipicas q só são feitas na epoca de festas juninas, q é sim uma comemoracao pagã? é uma homenagem á um santo… as escrituras nao podem ser anuladas. talvez seja mais uma estrategia de satanás desvenciliar o culto idolatra da festa, justamente pq o evangelho esta crescendo e entao poder manter esses 'crentes' em suas festas. Eis q em Cristo tudo se fez novo, nova criatura é…nao vamos dar perolas aos porcos… o q devemos é participar mais dos cultos em nossas igrejas e deixar estas festas mundanas. Tem dias de culto nas igrejas q vc conta nos dedos os crentes q ali estao. Talvez seja por essas ideias malucas de q crente pode ir para festa pagã q as pessoas estao deixando de ir a casa de Deus adorar-lo. Desperta povo de Deus, vc já imaginou se qdo Jesus voltar vc vai está em uma festa pagã? o nome da festa já diz: Festas de sao joao…idolos, idolatria…vc já foi liberto, nao volte aso velho homem…Jesus te ama

    1. Adr Reis disse:

      Marcos Rabelo>

      http://www.facebook.com/photo.php?fbid=169643749832769&set=a.123589184438226.22235.100003614344325&type=3&theater
      .
      Festa junina = Festa a 3 mortos (Santo Antônio MORTO, são Pedro MORTO e são João MORTO),
      festa PAGÃ, comércio, IDOLATRIA, etc.
      .
      .
      Veja o estudo sobre COMIDAS SACRIFICADA A ÍDOLOS >>>>> http://www.facebook.com/media/set/?set=a.124938657636612.22814.100003614344325&type=3
      .
      .
      Deus abençõe.
      .
      .

    2. Marcos Rabelo disse:

      Adriano ReisRoberto é isso mesmo…. nao podemos aceitar q as obras e festas do mundo entre no meu evangelico…. muito bom… fica na Paz…Deus abençoe

    3. Já entrou kirido, já existe a Festa Jesuína pela Assembléia de Deus…

    4. HUm, Marcos, e pq vc posta uma imagem na qual uma criança urina no time do Ceará e dá o dedo médio pra gente? (gesto obsceno) no seu face…
      Hipocrisia e fariseísmo meu

    5. Marcos Rabelo disse:

      é…desculpe, mais foi pq tbem me enviaram, mais sei q isso nao devemos fazer, realmente foi feio, peço desculpas

    6. Marcos Rabelo disse:

      Emerson Rodrigues foi coisa de torcedor, e nao vejo hipocrisia…

  4. HUmmm mas, ver as bandas que cantam músicas profanas pode né? sei não viu,,,,

  5. Que bobão este Augustus. Este país está lotado de pastores evanjegues.

  6. As comidas não são oferendas a São João, vá nas igrejas pra ver se tem alguma oferenda a ele. O ponto alto é a Missa que é à Trindade. O santo é colocado como salvo, glorificado por Deus, e como salvo, roga pelo povo a Deus (Ap 5)

    1. Só quem roga pelo povo é JESUS CRISTO!

    2. João Hernane disse:

      Eu conheço muito bem portugal tenho casa la etc onde essa cultura veio da festa junina….maioria nem sequer tem santo no passado foi assim,mas comemoram uma festa caipira e dança e etc entre crianças entre as escola e comidas tipica e nao tem nada de santo ja faz muito tempo … é cultura ..religiosidade é só criticar,maldiçoar e matar e que nao salva ninguem a biblia diz ser contra isso

    3. vc naum? nem seu pasrtor? Para que eles orarem pelas pessoas então? E no Céu? Anjos e Salvos rogam ao Cristo, estão com nossas orações diante Dele. Mas, acho que não te mostraram isso ainda né? Sempre assim

      Ap 5, 8 os vinte e quatro Anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um uma cítara e taças de ouro cheias de perfume (que são as orações dos santos).

      Ap 8 4. A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus.

    4. João Hernane disse:

      eu respeito sua opniao,mas continuo com minha …mas digo uma uma coisa é religiosidade que é religiao nao salva ninguem ,mas jesus unico que salva,libertar e faz enxergar enganos e mentiras e a biblia tbm diz amar ao proximo "conhecerei a verdade e ela te libertarar"…. nao quero mais comentar mais assunto tenho tarefas a resolver agora fuii

    5. Jc Vital disse:

      Jussiê Pessoa , concordo em gênero,número e grau com voçê quando afirma que só quem roga(intercede) por nós no céu é Jesus Cristo .E concordo respaldado pela Bíblia,vejamos: Em João 14:6, Jesus mesmo declara que ninguém vai ao Pai, a não ser através Dêle . Em I Tm. 2:5 ,O Apóstolo Paulo, Divinamente inspirado, afirma que há um só intercessor entre Deus e os homens, Cristo Jesus ,homem.

    6. Adr Reis disse:

      http://www.facebook.com/photo.php?fbid=169643749832769&set=a.123589184438226.22235.100003614344325&type=3&theater
      .
      Festa junina = Festa a 3 mortos (Santo Antônio MORTO, são Pedro MORTO e são João MORTO),
      festa PAGÃ, comércio, IDOLATRIA, etc.
      .
      .
      Veja o estudo sobre COMIDAS SACRIFICADA A ÍDOLOS >>>>> http://www.facebook.com/media/set/?set=a.124938657636612.22814.100003614344325&type=3
      .
      .
      Deus abençõe.
      .
      .

  7. A verdade é que os festejos juninos coincidem com os santos desse mês, agradecemos a Deus pela colheita, e aos santos pela intercessão deles a Deus.

    Mas, as comidas típicas nada tem a ver com a celebração religiosa em si. Bem como as quadrilhas e advinhações, nada tem a ver com as atividades da Igreja.

    1. até que em fim uma pessoa inteligente aqui..longe da ignorancia protestante.abraços

    2. Adr Reis disse:

      http://www.facebook.com/photo.php?fbid=169643749832769&set=a.123589184438226.22235.100003614344325&type=3&theater
      .
      Festa junina = Festa a 3 mortos (Santo Antônio MORTO, são Pedro MORTO e são João MORTO),
      festa PAGÃ, comércio, IDOLATRIA, etc.
      .
      .
      Veja o estudo sobre COMIDAS SACRIFICADA A ÍDOLOS >>>>> http://www.facebook.com/media/set/?set=a.124938657636612.22814.100003614344325&type=3
      .
      .
      Deus abençõe.
      .
      .

    3. morto pra vocÊ Adriano, porque eu creio que os salvos já estão na Glória, e em AP 5:8 salvos aparecem com nossas orações diante de Cristo…

  8. Carlos disse:

    Podemos até entender esta perspectiva cultural. Porém não afastamos de tais festas os ícones que a geraram, ícones da idolatria católica romana. Infelizmente poderíamos optar pela força cultural e somar o desejo imenso que os evangélicos têm de participação em tais eventos pela sua força. Inventam outros nomes de festa e não celebram os santos. O “João” está fora disso e não tem culpa. Daqui uns anos Halloween, festa pagã, entrará no rol das festas culturais e nada poderemos fazer uma vez que cultura é cultura. Por este prisma, cultura, sou contra qualquer evento unido a estas festas. Temos festas que são tradicionais em seus conceitos (se levadas a sério), como Páscoa, Ano Novo. Enfim… E podemos celebrar a vida. Porque não. Elencarmos temas que não sejam consagração pagã e idólatra. Tem-se datas diferentes para não associar, porém as colheitas de milho estão marcadas nesta data… então… sou contra esta cultura.

  9. O sr. foi infeliz a falar de especificidades. Não serviu de esclarecimento, gerou confusão. Reverbera.

  10. Voz do Deserto disse:

    Confesso que não conheço profundamente o Augustus Nicodemos, nem sua origem eclesiástica. Mas há tempos venho lendo algumas de suas ideias com parcimônia e ficado com o pé atrás com seus ensinamentos espirituais. Neste caso específico, tenho que discordar de uma série de argumentos utilizados para legalizar a participação do crente em festas mundanas.

    Quando ele fala da ‘obscuridade’ da origem de alguns rituais, ele coloca em suspeição a legitimidade da participação do crente nestas festividades. Se ele não conhece, não pode assinar embaixo, nem induzir a uma leitura equivocada. Entretanto, com um pouco de pesquisa, encontramos várias citações seculares que afirmam serem estas festas originárias de ritos pagãos. A mistura de alguns costumes europeus, como a quadrilha, também não a torna menos problemática. “Antes se misturaram com os gentios, e aprenderam as suas obras. Salmos 106:35 e Assim se contaminaram com as suas obras, e se corromperam com os seus feitos. Salmos 106:39”. A descaracterização religiosa, que não há por completo – é só prestar atenção nas músicas que se cantam nestas festas, sejam elas ‘da roça’ ou de ‘São Isso, São Aquilo’ – é simplesmente uma ‘maquiagem’ como um photoshop social (vamos retirar o que não nos agrada e simular uma perfeição).

    Quando ele diz:

    – “Se estas festividades tivessem somente um caráter religioso e fossem celebradas dentro das igrejas como se fossem parte das atividades dos católicos, não haveria qualquer dúvida quanto à pergunta, “pode um evangélico participar?” Acontece que as festas juninas foram absorvidas em grande parte pela cultura brasileira de maneira que em muitos lugares já perdeu o caráter de festa religiosa. Para muitos, é apenas uma festa onde acendem-se fogueiras, come-se milho preparado de diferentes maneiras e soltam-se fogos de artifício, sem menção do santo, e sem orações ou rezas feitas a ele.”

    A mistura permanece entres os servos de Deus, que preferem obedecer às obras da carne às tradições humanas a se separar como povo escolhido. Não estou me referindo a auto-exclusão social completa, pois ninguém foi chamado para viver como eremita, mas ir ao mundo para fazer a diferença. “Também todos os chefes dos sacerdotes e o povo aumentavam de mais em mais as transgressões, segundo todas as abominações dos gentios; e contaminaram a casa do SENHOR, que ele tinha santificado em Jerusalém. 2 Crônicas 36:14.” Jesus não participou de festas pagãs; ele freqüentava a casa e a mesa dos pecadores para levar a sua graça e não para se divertir sem propósito.

    – “Paulo enfrentou um caso semelhante na igreja de Corinto. Havia festivais pagãos oferecidos aos deuses nos templos da cidade. Eram os crentes livres para participar e comer carne que havia sido oferecida aos ídolos? A resposta de Paulo foi tríplice:”

    Neste caso, ele cita I Coríntios 10, que também diz:”Vede a Israel segundo a carne; os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios 1 Coríntios 10:18-21”. O que ele fez com esta parte do texto?

    Paulo fala de muitas coisas neste capítulo, mas a parte que o Augustos cita não diz respeito a festas pagãs e sim ao consumo de comidas consideradas imundas, como quando Deus exorta Pedro: “Ao que eu respondi: de modo nenhum, Senhor; porque jamais entrou em minha boca qualquer coisa comum ou imunda. Segunda vez, falou a voz do céu: Ao que Deus purificou não consideres comum”.(Atos 11:8-9 RA).

    – “O crente poderia aceitar o convite de um amigo pagão e comer carne na casa dele, mesmo com o risco de que esta carne tivesse sido oferecida aos ídolos. Se, todavia, houvesse alguém presente ali que se escandalizasse, o crente não deveria comer (1Cor 10:27-31). Fazendo uma aplicação para nosso caso, se convidado para ir a casa de um amigo católico neste dia para comer milho, etc., ele poderia ir, desde que não houvesse atos religiosos e desde que ninguém ali ficasse escandalizado.”

    A generalização neste caso gera confusão. Comer na casa de um amigo que não seja crente é comum a qualquer um. Mas, se a pessoa for mãe ou pai de santo e convidá-lo a cear em sua casa (que em muitos casos tem um centro no terreiro atrás da casa), deixaria o crente de ter desconforto, simplesmente ao deixar de perguntar se a comida foi ou não oferecida a ídolos? Para mim, é a mesma coisa. Católicos, espíritas, budistas, crentes, ateus etc., “quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. 1 Coríntios 10:31” E, quando ele fala:”convidado para ir a casa de um amigo católico “neste dia”, ele mesmo explicita a questão da consciência, pois a expressão “neste dia” nos leva a crer que é o dia reservado à festa. “E, se algum dos infiéis vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, sem nada perguntar, por causa da consciência. 1 Coríntios 10:27. Sabendo o crente, não deverá compartilhar.“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. 1 Coríntios 10:23”.

    – E por fim, Paulo diz que o crente pode comer de tudo que se vende no mercado sem perguntar nada. A exceção é causar escândalo (1Cor 10:25-26). Aplicando para nosso caso, não vejo problema em o crente comer milho, pamonha, mungunzá, etc. neste dia e estar presente em festas juninas onde não há qualquer vínculo religioso, desde que não vá provocar escândalos e controvérsias. Se Paulo permitiu que os crentes comessem carne que possivelmente vieram dos templos pagãos para os açougues, desde que não fosse em ambiente de culto, creio que podemos fazer o mesmo, ressalvado o amor que nos levaria à abstinência em favor dos que se escandalizariam.

    Não entendi a ligação que ele fez com o “comer tudo o que se vende no mercado” (ou açougue) com “o crente comer milho, pamonha, mungunzá, etc. neste dia e estar presente em festas juninas”. Em que lugar do mundo mercado e festa junina são o mesmo local?

    É…sei não. Glórias a Jesus por ser a salvação individual.

  11. Voz do Deserto disse:

    Confesso que não conheço profundamente o Augustus Nicodemos, nem sua origem eclesiástica. Mas há tempos venho lendo algumas de suas ideias com parcimônia e ficado com o pé atrás com seus ensinamentos espirituais. Neste caso específico, tenho que discordar de uma série de argumentos utilizados para legalizar a participação do crente em festas mundanas.

    Quando ele fala da ‘obscuridade’ da origem de alguns rituais, ele coloca em suspeição a legitimidade da participação do crente nestas festividades. Se ele não conhece, não pode assinar embaixo, nem induzir a uma leitura equivocada. Entretanto, com um pouco de pesquisa, encontramos várias citações seculares que afirmam serem estas festas originárias de ritos pagãos. A mistura de alguns costumes europeus, como a quadrilha, também não a torna menos problemática. “Antes se misturaram com os gentios, e aprenderam as suas obras. Salmos 106:35 e Assim se contaminaram com as suas obras, e se corromperam com os seus feitos. Salmos 106:39”. A descaracterização religiosa, que não há por completo – é só prestar atenção nas músicas que se cantam nestas festas, sejam elas ‘da roça’ ou de ‘São Isso, São Aquilo’ – é simplesmente uma ‘maquiagem’ como um photoshop social (vamos retirar o que não nos agrada e simular uma perfeição).

    Quando ele diz:

    – “Se estas festividades tivessem somente um caráter religioso e fossem celebradas dentro das igrejas como se fossem parte das atividades dos católicos, não haveria qualquer dúvida quanto à pergunta, “pode um evangélico participar?” Acontece que as festas juninas foram absorvidas em grande parte pela cultura brasileira de maneira que em muitos lugares já perdeu o caráter de festa religiosa. Para muitos, é apenas uma festa onde acendem-se fogueiras, come-se milho preparado de diferentes maneiras e soltam-se fogos de artifício, sem menção do santo, e sem orações ou rezas feitas a ele.”

    A mistura permanece entres os servos de Deus, que preferem obedecer às obras da carne às tradições humanas a se separar como povo escolhido. Não estou me referindo a auto-exclusão social completa, pois ninguém foi chamado para viver como eremita, mas ir ao mundo para fazer a diferença. “Também todos os chefes dos sacerdotes e o povo aumentavam de mais em mais as transgressões, segundo todas as abominações dos gentios; e contaminaram a casa do SENHOR, que ele tinha santificado em Jerusalém. 2 Crônicas 36:14.” Jesus não participou de festas pagãs; ele freqüentava a casa e a mesa dos pecadores para levar a sua graça e não para se divertir sem propósito.

    – “Paulo enfrentou um caso semelhante na igreja de Corinto. Havia festivais pagãos oferecidos aos deuses nos templos da cidade. Eram os crentes livres para participar e comer carne que havia sido oferecida aos ídolos? A resposta de Paulo foi tríplice:”

    Neste caso, ele cita I Coríntios 10, que também diz:”Vede a Israel segundo a carne; os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios 1 Coríntios 10:18-21”. O que ele fez com esta parte do texto?

    Paulo fala de muitas coisas neste capítulo, mas a parte que o Augustos cita não diz respeito a festas pagãs e sim ao consumo de comidas consideradas imundas, como quando Deus exorta Pedro: “Ao que eu respondi: de modo nenhum, Senhor; porque jamais entrou em minha boca qualquer coisa comum ou imunda. Segunda vez, falou a voz do céu: Ao que Deus purificou não consideres comum”.(Atos 11:8-9 RA).

  12. Voz do Deserto disse:

    continuando….
    – “O crente poderia aceitar o convite de um amigo pagão e comer carne na casa dele, mesmo com o risco de que esta carne tivesse sido oferecida aos ídolos. Se, todavia, houvesse alguém presente ali que se escandalizasse, o crente não deveria comer (1Cor 10:27-31). Fazendo uma aplicação para nosso caso, se convidado para ir a casa de um amigo católico neste dia para comer milho, etc., ele poderia ir, desde que não houvesse atos religiosos e desde que ninguém ali ficasse escandalizado.”

    A generalização neste caso gera confusão. Comer na casa de um amigo que não seja crente é comum a qualquer um. Mas, se a pessoa for mãe ou pai de santo e convidá-lo a cear em sua casa (que em muitos casos tem um centro no terreiro atrás da casa), deixaria o crente de ter desconforto, simplesmente ao deixar de perguntar se a comida foi ou não oferecida a ídolos? Para mim, é a mesma coisa. Católicos, espíritas, budistas, crentes, ateus etc., “quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. 1 Coríntios 10:31” E, quando ele fala:”convidado para ir a casa de um amigo católico “neste dia”, ele mesmo explicita a questão da consciência, pois a expressão “neste dia” nos leva a crer que é o dia reservado à festa. “E, se algum dos infiéis vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, sem nada perguntar, por causa da consciência. 1 Coríntios 10:27. Sabendo o crente, não deverá compartilhar.“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. 1 Coríntios 10:23”.

    – E por fim, Paulo diz que o crente pode comer de tudo que se vende no mercado sem perguntar nada. A exceção é causar escândalo (1Cor 10:25-26). Aplicando para nosso caso, não vejo problema em o crente comer milho, pamonha, mungunzá, etc. neste dia e estar presente em festas juninas onde não há qualquer vínculo religioso, desde que não vá provocar escândalos e controvérsias. Se Paulo permitiu que os crentes comessem carne que possivelmente vieram dos templos pagãos para os açougues, desde que não fosse em ambiente de culto, creio que podemos fazer o mesmo, ressalvado o amor que nos levaria à abstinência em favor dos que se escandalizariam.

    Não entendi a ligação que ele fez com o “comer tudo o que se vende no mercado” (ou açougue) com “o crente comer milho, pamonha, mungunzá, etc. neste dia e estar presente em festas juninas”. Em que lugar do mundo mercado e festa junina são o mesmo local?

    É…sei não. Glórias a Jesus por ser a salvação individual.

  13. É muito sacrificada a vida de evangelicos, não pode isto, não pode aquilo, etc… não teriamos nenhuma festa se fossemos de maioria evangélica… aqui no rio, as coitadas da crianças evangelicas pegam doces escondidas dos pais no dia de Cosme Damião. deve ser um tédio uma nação evangélica radical.

    1. Os estdos unidos não são radicais, tem até o dia das bruxas.

    2. sem falar dos crentes quem bebem escondido e namram bem escondidinhos no escuro para o bendito pasto não ver…kkk

    3. Adr Reis disse:

      http://www.facebook.com/photo.php?fbid=169643749832769&set=a.123589184438226.22235.100003614344325&type=3&theater
      .
      Festa junina = Festa a 3 mortos (Santo Antônio MORTO, são Pedro MORTO e são João MORTO),
      festa PAGÃ, comércio, IDOLATRIA, etc.
      .
      .
      Veja o estudo sobre COMIDAS SACRIFICADA A ÍDOLOS >>>>> http://www.facebook.com/media/set/?set=a.124938657636612.22814.100003614344325&type=3
      .
      .
      Deus abençõe.
      .
      .

    4. cristo tá vivo??? não nunca vi !!!

    5. Adr Reis disse:

      1 Tes. 4: 13 Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem(=MORTOS), …

      14 Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou (=ESTÁ VIVO), assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.

      15 Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.
      16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro (QUEM MORREU, RESSUSCITARÁ).
      17 Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
      .
      .
      .
      Ou seja,,,, Apóstolo Pedro e João estão MORTOS e ressuscitarão.
      Santo Antônio se foi um idolatra,,, irá pro inferno (Ap;21:8/ Apoc.22:15, etc)

      E Jesus está VIVO RESSURRETO.
      .
      .

    6. vivo para quem é cristão… mais de 2 mil anos ele não fala nada, várias gurerras destruições, terremotos, tudo de ruim acontecendo e ele não falou mais nada.
      Marcos 16 VS 9 até 20, foram enxertados na bilbia, marcos nunca escreveu estas passagens, feita por copista catolico, séculos depois da morte de cristo

    7. concordo com vc..ao que se refere as festas populares…a igreja comemora os dias de são joão batista, santo antonio são pedro e são paulo, no mes de junho..agora não misture a igreja com festa popular…a igreja não tem nenhuma ligação com quadrilha, fogueira, quentão, pipoca, etc, tudo isso é criação popuilar., afinal nunca li que são pedro gostava de fogueiras..kkkk…no brasil temos uma mistureba de raças..afinal, se em salvador a macuma é forte, isso deve aos escravos que viveram ali, e macumba é africana…afinal cada pais tem suas popularidades…da mesma maneira, no brasil é pecado um protestante beber até uma taça de vinho, não é…se voce for a alemanha, beber entre os protestantes é normal..afinal lutero era um beberrão..abraços

    8. Adr Reis disse:

      Quem gosta da "QUADRILHA" desta festa e da "FOQUEIRA=FOGO" e demais coisas que já falei,,,, irei respeitar mesmo assim,,,, porémmmm >>>>>>>>>>>>>>>>>> >>>>>>>>>>>>>> >>>>>>>>>>>>>> >>>>>>> >> http://www.facebook.com/photo.php?fbid=124939940969817&set=a.124938657636612.22814.100003614344325&type=3&theater

    9. Sei que o brasil seria muito chato e "carrancudo", se não tivessem estas festas para pessoas se confraternizarem..
      paz

  14. muito bom…disso que precisamos…mentes abertas

    1. Adr Reis disse:

      http://www.facebook.com/photo.php?fbid=169643749832769&set=a.123589184438226.22235.100003614344325&type=3&theater
      .
      Festa junina = Festa a 3 mortos (Santo Antônio MORTO, são Pedro MORTO e são João MORTO),
      festa PAGÃ, comércio, IDOLATRIA, etc.
      .
      .
      Veja o estudo sobre COMIDAS SACRIFICADA A ÍDOLOS >>>>> http://www.facebook.com/media/set/?set=a.124938657636612.22814.100003614344325&type=3
      .
      .
      Deus abençõe.
      .
      .

  15. Natalie Cavalcante disse:

    Irmãos, diz na bíblia que tudo é lícito mas nem tudo convém, tudo é licito mas nem tudo edifica. Existem na nossa época, “cristãos” e cristãos, temos que ser vaso separado, não podemos nos misturar com o mundo que é imundo e pecador. Sigamos apenas a Jesus cristo para que possamos diminuir e Ele crescer em nós. Leiam os frutos do Espírito e as obras da carne em Gálatas 5:19-26. Existem muitas pessoas que não buscam comunhão com cristo e não conhecem a verdade de Jesus, e acham que é normal ficar indo para festas do mundo, onde tem bebidas, drogas, lascívias… Quem tem comunhão com Deus não necessita mais destas coisas, nem sente falta. Pois quando você tem a Jesus só que saber dEle e de nada mais

  16. joao bika disse:

    Existe uma grande diferença entre os tres seguimentos predominantes dentro da igreja denominada Evangelica, que são: os evamgelicos (todos que professam a fé no Evangelho “os religiosos”); os crentes (praticantes), e por fim, os Servos (os que realmente servem, e seguem a Jesus). Excluindo o ultimo grupo, os demais podem fazer o que bem quizerem! Não problema!
    “ja dizia Jesus:_ “Erreis por não conhecerem, as escrituras, e nem o poder de Deus”
    Fiquem na paz do todo poderoso!

  17. Mas acontece que sempre tem festas pagãs e muita música mundana que não glorifica a Deus e muita bebidas. E já vi igrejas fazendo palhoças com sons tocando muitas músicas com letras safadas enfrente a igreja católica. Um dia estão rezando e depois vão comemorar o São João com muita bebidas, forró e etc. Isto é uma vergonha . Que Deus os perdoe.

    1. Sim, quando a Igreja se envolve assim eu também discordo…

    2. Zilma Fortes disse:

      Com certeza, Jesus deve ficar muito triste com pessoas que só sabem criticar. Será que todos os que se dizem evangélicos são perfeitos????????????? Somo todos pecadores e estamos nesta vida em busca da santidade.

    3. Marcos Henrique disse:

      Zilma, é inútil discutir com evangélicos, sei porque já fui um deles mas felizmente Deus me tirou deste meio onde não há LUZ. Nasci neste meio mas felizmente consegui sair, embora ainda há pessoas (uma minoria) no meio deles que escapam da ignorância quando começa a adquirir cultura e ler outros livros que não apenas a Bíblica. Esta gente não entende que o que contamina não é o que entra mas o que sai da boca do homem.

  18. Adr Reis disse:

    http://www.facebook.com/photo.php?fbid=169643749832769&set=a.123589184438226.22235.100003614344325&type=3&theater
    .
    Festa junina = Festa a 3 mortos (Santo Antônio MORTO, são Pedro MORTO e são João MORTO),
    festa PAGÃ, comércio, IDOLATRIA, etc.
    .
    .
    Veja o estudo sobre COMIDAS SACRIFICADA A ÍDOLOS >>>>> http://www.facebook.com/media/set/?set=a.124938657636612.22814.100003614344325&type=3
    .
    .
    Deus abençõe.
    .
    .

  19. Zilma Fortes disse:

    Sou católica com muito orgulho, mas durante meus quase 60 anos nunca participei de festas juninas como idolatria a qualquer tipo de santo.Para mim sempre foi uma festa da cultura brasileira e, também nunca idolatrei qualquer tipo de imagem ou santo. A Igreja católica respeita os santos como pessoas que deram sua vida por amor a JESUS. Creio que os evangélicos deveriam respeitar um pouco mais a Igreja fundada por Jesus como nós respeitamos os evangélicos. A Palavra de Deus é uma só tanto para católicos como para evangélicos.Quanto a ir em na casa de católicos para uma festa junina ou outra qualquer não entendi, porque mesmo que a festa fosse em casa de pagãos eu, como católica iria sim, pois é através de nossos atos e ações que podemos mostrar que JESUS CRISTO é o Senhor de nossas vidas e que somente Ele salva, cura e liberta. Que a paz de Jesus esteja sempre com todos nós.

    1. É isso aí Zilma, também tenho esta convicção, de que os Santos são nossos intercessores junto a Deus Pai, e merecedores de todo respeito. Beijos.

    2. Regina Gurgel disse:

      Concordo plenamente com você,bjsss

  20. Emerson disse:

    Eu acho interessante é que só os protestantes veem os santos como deuses. A festa junina, quanto a religiosidade, agradece a Deus antes na Missa. E aos santos pela intercessão deles, pela colheita e frutos que Deus nos dá. Nem sempre é a Igreja Católica que organiza essas festas, é mais os prefeitos.

    A festa católica essencial é a Novena com as Missas.

    1. Fábio Luciano Correia da Silva disse:

      Segundo as Escrituras Sagradas, o único intercessor é Jesus. Se o Apóstolo Paulo afirma que só há um mediador entre Deus e os homens que é Jesus (1ª Carta a Timóteo, cap. 2, verso 5), por que os católicos insistem em serem mediados pelos “santos”?

  21. Emerson disse:

    As comidas típicas não oferendas a santo ou deus algum,,,, não há esse ritual nada disso, as comidas das festas não são sequer consagradas. A festa de rua é muito mais cultural do que religiosa.

  22. Bruno disse:

    O simples fato do cristão ir em alguma festa não vejo pecado nenhum nisso. O pecado está nas intensões do coração.

    Referindo em festa de um modo geral (festa na casa de um amigo, aniversário, confraternização, show, etc), que tipo de festa é essa? O que vai ter nessa festa que me interessa? E qual o meu objetivo em ir nesta festa? Se é apenas para descontrair, estar com os amigos não vejo problema, mas se é porque vai ter mulher bonita, se é para encher a cara na cerveja, idolatrar um artista famoso aí sim, a intensão não é boa.

    As vezes, até na igreja, ou evento de alguma igreja, a pessoa não vai para prestar culto a Deus, mas com outras intensões. As vezes vão lá para “pegar” as irmãs. Devemos deixar o farisaísmo de lado.

  23. Odilon disse:

    14. Como uma pessoa que está no Senhor Jesus, tenho plena convicção de que nenhum alimento é por si mesmo ritualmente impuro, a não ser para aquele que assim o considera; para esse é impuro.
    15. Se o teu irmão se entristece por causa do que tu comes, já não estás agindo por amor fraterno. Não destruas teu irmão por conta da tua comida, pois Cristo morreu também por ele.
    16. Aquilo que é bom para vós não se torne motivo de maledicência.
    17. Porquanto o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo;
    18. Pois quem serve a Cristo desta forma é agradável a Deus e estimado por todas as pessoas.
    19. Por isso, esforcemo-nos em promover tudo quanto conduz à paz e ao aperfeiçoamento mútuo.
    20. Não destruas a obra de Deus por causa de comida. Na verdade, todo alimento é puro, mas se torna um mal se alguém vir nisso um motivo de escândalo.
    21. É melhor não comer carne, nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa que leve teu irmão a tropeçar.
    22. Assim, seja qual for tua doutrina a respeito destes assuntos, guarda-a com convicção entre ti mesmo e Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena naquilo que aprova.
    23. Todavia, aquele que tem dúvida é condenado se comer, pois não come com fé; e tudo o que não provém da fé é pecado!
    (Romanos, 14)
    Irmãos somos livres em Jesus!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *