Brasil

Bispo Walter McAlister questiona doutrina da “confissão positiva” e diz que atribuir poder a palavras humanas é “feitiçaria pentecostal”

Comentários (3)
  1. Concordo plenamente com as palavras ditas pelo Bispo, pois não são palavras de sua própria interpretação, mas as verdades contidas em Deus. Vievemos numa era em que Deus passou a ser acionado por um botão que o liga ou o desliga, que são as nossas palavras de "fé". é como se Deus não tivesse os seus próprios designios e sua própria vontade, Deus não se deixa manupular pelas palavras positivas que possamos repetidamente falar.
    Parabéns que unção e dedicação preservada ao nosso Deus que merece toda a nossa reverênciia.

    1. minha querida leia marcos 11:23 e vais reparar que o próprio Jesus faz a mais contundente afirmação acerca da fé, dizendo que se alguém disser a este monte( REPARA QUE ELE DIZ SE ALGUÉM DISSER) e não se alguém esperar em Deus e na sua vontade, porque a vontade de Deus foi estabelecida em Cristo no qual se encontra todo poder e autoridade Mateus 28.18, Amada saiba que as palavras têm força, e Jesus estava a dar a mais poderosa fórmula para fazer as coisas acontecer, que é a fé falada, dizendo com a boca crendo com o coração… caso não saibas até a salvação acontece com base nesta fórmula (romanos 10.9), para além de que Jesus autor e consumador da tua e minha fé, estava no Início fundando a fé (hebreus 11.3) não esperando mas agindo, como? FALANDO a terra sem forma e vazia… "HAJA LUZ" bem espero ter sido claro e também que isto te ajude de alguma maneira, a fé nunca fica calada, ela tem obras e uma das obras é falar, e não falar NEGATIVO, mas POSITIVO conforme a palavra… Deus lhe abençoe irmã. Paz amo-te com amor de jesus.

    2. Gostei da sua explicação, tem um bando de crente que não sabe de nada e fica atrapalhando.

    3. Elisandro Lubrano, todos os textos que citaste exceto o de Romanos fala de ações do Senhor, e se perceberes no contexto existe algumas condições, e todas elas envolvem uma vida de comprometimento com Deus e Sua palavra, o que se está ensinando é que a simples menção de textos bíblicos, como palavras mágicas, podem resolver problemas ou mover a mão de Deus, e isso é misticismo, no texto de romanos a confissão está relacionada diretamente ao crer, e o fato de crer tem que refletir na vida da pessoa não apenas em palavras, pois Deus sonda o intimo, por tanto é que creio e ensino que antes de proferir as promessas temos que viver as condicionais relacionadas a uma vida com Deus.

    4. Você falou muita coisa mas não disse nada.

    5. Miriam Araujo, o que disse é que se ensina que a tua palavra tem poder, enquanto a tua vida com Deus é que dá respaldo a tua palavra, sem vida com Deus tua palavra não tem poder nenhum, entendeu agora?

    6. Marcelo Braga disse:

      Um texto bem esclarecedor dobre o assunto.

      Desvios Doutrinários da Confissão Positiva – Pr Airton Evangelista da Costa

      Os seguidores das doutrinas da Confissão Positiva dizem que não devemos submeter nossos pedidos à vontade de Deus. Não questiono a qualidade do caráter das pessoas mencionados neste trabalho. Questiono a qualidade de seus ensinos, comparados com a Bíblia Sagrada. Vejamos:
      “Usar a frase `se for a Tua vontade´ em oração pode parecer espiritual, e demonstrar atitude piedosa de quem é submisso à vontade do Senhor, mas além de não adiantar nada, destrói a própria oração” (R.R.Soares, livro "O Direito de Desfrutar Saúde", p. 11, citado por Paulo Romeiro, Supercrentes, p.37).

      Essa infeliz declaração é cópia fiel do que disse Benny Hinn, mais adiante registrada. Ora, submeter-se à vontade de Deus é bíblico, não anula nossas orações e é uma atitude espiritual. Se anulasse, a oração-modelo do Pai Nosso, ensinada por Jesus, para nada serviria; Jesus não teria sido um bom Mestre; milhões de orações nesses últimos dois mil anos foram ineficazes; nenhum crente em dois mil anos teria recebido qualquer bênção divina. Deus não respondeu a nenhuma delas. Logo de início vê-se o absurdo de tal declaração. Devemos confiar em quem? “Maldito o homem que confia no homem. Bendito o homem que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor” (Jr 17.5,7). O cristão nunca deve esquecer o exemplo dos bereanos, que examinavam nas Escrituras se as coisas que Paulo e Silas ensinavam estavam corretas (At 17.10-12).

      “Jesus me apareceu e disse que se alguém, em qualquer lugar, quiser tomar esses quatro passos ou pôr em operação esses quatro princípios, sempre receberá o que quiser de mim ou da parte de Deus Pai:
      Passo 1 – Diga a coisa: positiva ou negativamente, tudo depende do indivíduo.
      Passo 2 – Faça a coisa: Os atos derrotam-no ou lhe dão vitória.
      Passo 3 – Receba a coisa: Compete a nós a conexão com o dínamo do céu.
      Passo 4 – Conte a coisa: Contar para que outros também possam crer”
      (Kenneth Hagin, "Como Registrar Seu Próprio Bilhete com Deus", p.5, citado por Hank Hanegraaaff, em "Cristianismo em Crise", p. 81). Referindo-se a João 14.14, Hagin ensina que “a palavra `pedir´ também significa `exigir´: `E tudo quanto exigirdes em Meu nome, isso [Eu, Jesus] farei”.

      “Nunca jamais, em tempo algum vão ao Senhor e digam: `Se for da tua vontade…´ Não permitam que essas palavras destruidoras da fé saiam da boca de vocês. Quando vocês oram `se for da tua vontade, Senhor´ a fé é destruída. A dúvida espumará e inundará todo o seu ser. Resguardem-se de palavras como essas, que lhes roubarão a fé e os puxarão para baixo, ao desespero” (Benny Hinn, "Levante-se e Seja Curado", ibid, p.295). Frederic Price, outro arauto da Confissão Positiva, segue no mesmo diapasão: “Se você tem de dizer: `Se for da tua vontade´ ou `Que se faça a tua vontade´, então você está chamando Deus de idiota. É deveras estupidez orar para que a vontade de Deus seja feita. Isto é uma farsa, um insulto à inteligência de Deus”.

    7. Marcelo Braga disse:

      continuando…

      “Sereis semelhantes a Deus”
      É este um dos itens fundamentais da doutrina desses mestres da fé: o homem deve exigir seus direitos e não se submeter à vontade de Deus. Essa aberração teológica rebaixa o Criador, que fica à mercê das vontades e caprichos humanos, e exalta o homem, colocando-o em condições de igualdade com Cristo. Eles falam e ensinam o que o Senhor não mandou falar nem ensinar. Apresentam um cristianismo particular, muitas vezes fruto de experiências particulares, de visões e aparições.

      “O homem foi criado em termos de igualdade com Deus… O crente é chamado de Cristo… Eis quem somos: somos Cristo… Você é tanto uma encarnação de Deus quanto Jesus Cristo o foi”. O Senhor fez o homem como o Seu substituto aqui na terra… O homem era Senhor… vivia em termos de igualdade com o Criador. Muitos não sabem ainda que são filhos e filhas de Deus tanto quanto o próprio Jesus… Nem o próprio Senhor Jesus tem uma posição melhor diante de Deus do que você e eu temos” (Kenneth Hagin, citado por Hank Hanegraaaff, Cristianismo em Crise, p. 116/7).

      Essas palavras são um testemunho de que não podemos confiar na doutrina da Confissão Positiva. Afirmar em alto e bom som que o Príncipe da Paz tem posição inferior ao homem diante do Pai soa como uma blasfêmia contra o Filho Unigênito de Deus, o Verbo encarnado, o “Alfa e Ômega, o primeiro e o último, o princípio e o fim”. Observem que Hagin rebaixa Jesus a uma condição de desigualdade com o Pai, ao mesmo tempo em que promove a deificação do homem. Essa doutrina é a da serpente (Gn 3.5).

      “A razão para Deus criar Adão foi seu desejo de reproduzir a si mesmo. Adão não era um deus pequenino. Não era um semideus. Nem ao menos estava subordinado a Deus” (Kenneth Copeland). “Deus está duplicando a si próprio na Terra” (John Avanzini). “Vocês sabiam que desde o começo do tempo o propósito inteiro de Deus era reproduzir-se?… e quando estamos aqui de pé, vocês não estão olhando para Morris Cerullo; vocês estão olhando para Deus, estão olhando para Jesus” (Morris Cerullo). “Deus duplicou a si mesmo em espécie. Adão foi uma exata duplicata do tipo de Deus” (Charles Capps). “Jesus foi recriado nas portas do inferno” (Valnice Milhomens).

      Notaram a tentativa de colocar o homem em condições de igualdade com Deus? Notaram como os componentes da orquestra da Confissão Positiva estão afinados? Essa orquestra está sob a batuta de quem? De Deus? Estão afirmando que o homem é uma clonagem do Criador. São esses os mestres que estão ensinando diariamente, pela televisão e por livros, a milhões de desavisados irmãos, ávidos por novidades e declarações chocantes. Eles estão repetindo a fórmula mágica apresentada pelo diabo a Eva, no Éden: “Sereis como Deus” (Gn 3.5).

      Loucos por dinheiro

      Entre Hagin, Hinn, Copeland, Jorge Tadeu, Robert Tilton, Morris Cerullo, Charles Capps e outros, parece haver uma disputa para ver quem cria mais aberrações teológicas e desvios doutrinários. Qual a razão de tanto empenho? Amor pelas almas perdidas ou amor ao dinheiro? A resposta vem de um dos componentes da orquestra, que desta vez saiu do tom. Leiam:

      “Eu estava muito influenciado por Kenneth Hagin e Kenneth Copeland. Nenhum deles fala de salvação. Só de fé. A mensagem da fé é vazia sem o Espírito. A própria palavra [prosperidade] foi distorcida e tornou-se de importância fundamental no ministério. Dinheiro, dinheiro, dinheiro. É quase como ir a um cassino jogar” (Benny Hinn, citado por Paulo Romeiro, em Evangélicos em Crise, p.43-44). Hinn reconhece os erros doutrinários da Confissão Positiva, mas, parece, não consegue livrar-se das “concupiscências loucas e nocivas” que arrastam os homens à “ruína e perdição”, por causa do desejo ardente de ficarem ricos (1 Tm 6.9). Leiam o que ele declarou: “Anos atrás costumavam pregar: Ó, nós andaremos por ruas de ouro. Hoje eu digo: Não preciso de ouro lá em cima. Quero o ouro aqui embaixo”.

      Benny Hinn tem razão. O cristianismo não é um cassino, em que quem arriscar mais, tem chance de levar mais. Se até agora nada deu certo; se não choveram dólares sobre você, é hora de arriscar tudo, numa última cartada. Entregue aos mestres a sua bolsa, seu salário, seus bens. Sabendo disso, o próprio Hinn ensinou: “Você quer prosperar? O dinheiro vai cair sobre você da esquerda, da direita e do centro. Deus começará a fazê-lo prosperar, pois o dinheiro sempre se segue à retidão… Diga comigo: Tudo que eu possa desejar já está em mim”. Alguém tem dúvida de que no Brasil as igrejas filiadas ao ministério dos Kenneth`s tocam a mesma música? Outra de Hinn: “O dinheiro sempre se segue à retidão” Traduzindo, significa que a pessoa justa, correta, honesta terá muito dinheiro. E o [crente] pobre? Não tem dinheiro porque não leva uma vida de retidão? É possível que o vil metal esteja provocando distúrbios mentais em muita gente.

    8. Marcelo Braga disse:

      continuando…

      A Soberania de Deus

      Um dos textos usados pelos mestres da Confissão Positiva é o seguinte: “E tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis” (Mt 21.22; cf. Mc 11.24; Jo 14.13; 15.7; 1 Jo 5.15). Alegam que, pela Palavra, Deus obriga-se a nos atender. Daí concluem que não precisamos pedir, mas exigir o direito a que fazemos jus. Dizem, também, que, em razão disso, é ocioso dizer `se Deus quiser´ ou `que seja feita a Sua vontade´. Esses desvios não são os únicos da Confissão Positiva.

      Se a palavra acima funcionasse automaticamente, isto é, se de forma literal Jesus nos desse qualquer coisa que lhe pedíssemos com fé, nosso destino e nossas lutas estariam sob nosso próprio controle, o que seria desastroso, pois somos incapazes de conhecer o que nos aguarda o futuro e o que é melhor para nossa vida. Todavia, nosso “Pai sabe do que necessitais, antes de lho pedirdes” (Mt 6.8; cf. Ef 3.20). Ele nos dará o que for melhor, e nem sempre pedimos o que é melhor. Deus poderá responder SIM ou NÃO, visto que Ele é soberano para fazer somente o que lhe apraz. Vejamos exemplos bíblicos em que Deus respondeu negativamente: Paulo orou com fé para que Deus o livrasse de um espinho na carne, e Deus não o atendeu (2 Co 12.8-9). Ele também estava capacitado por Deus para curar enfermos (Mc 16.18; At 28.9)), mas não pôde curar Epafrodito (Fp 2.25-27) nem Trófimo (2 Tm 4.20) nem Timóteo (1 Tm 5.23).

      A interpretação de Mateus 21.22 não pode ser literal porque Deus não pode nos dar qualquer coisa. Por exemplo, Deus não perdoa nossos pecados sem que tenhamos perdoado as ofensas recebidas, ainda que Lho peçamos com fé (Mc 11.23-26). Deus não me atendeu quando lhe pedi, em lágrimas e profunda dor, durante sete meses, que curasse a minha mulher. Também lhe pedi que tirasse a minha vida, mas a deixasse viver, mas não fui atendido. Minhas petições foram negadas. Os planos de Deus excediam a minha capacidade de compreensão.

      Deus também não cura todas as pessoas, pelas quais oramos com fé. O mais certo é seguirmos o exemplo de Jesus: “Não seja, porém, o que eu quero, e, sim, o que tu queres” (Mc 14.36); e o de Paulo: “Se Deus quiser, outra vez voltarei a vós” (At 18.21; 1 Co 4.19); “A fim de que, pela vontade de Deus, chegue a vós…” (Rm 15.32). Deus tem razão em cem por cento das vezes em que Ele nos responde com um não. Depois de um certo tempo é que vamos entender que foi melhor assim.

      A soberania de Deus, absoluta e universal, decorre de seus atributos incomunicáveis (onipotência, onisciência, onipresença, infinitude e imutabilidade). Deus é supremo sobre todas as coisas, em governo e autoridade. Ele faz o que quer com o que é seu (Mt 20.15) e se compadece de quem quer se compadecer, e terá misericórdia de quem quiser ter misericórdia. “Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?” (Rm 9.15,16,18,21). Não se pode pôr limites à sua autoridade. “Deus não é menos soberano na distribuição de seus favores. A alguns dá riquezas, a outros, honra; a outros, saúde; enquanto outros são pobres, ignorados ou vitimados pela enfermidade. A alguns, ele envia a luz do evangelho; a outros, ele deixa nas trevas. Alguns, pela fé, são conduzidos à salvação; outros perecem na incredulidade. À pergunta “Por que isso é assim?”, a única resposta é aquela dada por nosso Senhor: “Assim foi do teu agrado, ó Pai” – Mt 11.26” (Teologia Sistemática Strong).

      Por isso, devemos sempre dizer: seja feita a tua vontade, porquanto é o Senhor que “esquadrinha o coração, e provo a mente, e isto para dar a cada um segundo os seus caminhos, e segundo o fruto das suas ações” (Jr 17.10). O salmista aconselha: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e ele tudo fará” (Sl 37.5). Jó, um herói da fé, declarou: “Ainda que ele me mate, nele esperarei” (Jó 13.15).

      http://www.palavradaverdade.com

      26.08.04

      Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).

      (retorne a http://solascriptura-tt.org/Seitas/ Pentecostalismo/
      (retorne a http://solascriptura-tt.org/ Seitas/
      retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )

    9. Luciano Viega Borges concordo!!! estamos em sintonia, paz!

    10. Marcelo Braga se Jó é para si um herói da fé, eu já entendi tudo, só é estranho ele não aparecer na galeria de Hebreus 11, que é a grande revelação da fé. vou respeitar a sua opinião sem que com isso concorde necessariamente. mas Deus lhe abençoe na sua visão. paz!

    11. Marcelo Braga disse:

      Elsando não me lembro ter dito que Jó é para mim um herói da fé, desculpe não me lembro, se puder me mostrar agradeço. Caro irmão aproveitando a citação de Hebreus 11 há no versículo a citação do nome de Noé, há também no versículo 32 a citação do nome de Daniel ("… e dos profetas, os quais pela fé venceram reinos…"), creio que todos cremos que Daniel também foi um profeta, certo, quanto a isso creio que não há controvérsias, então temos Noé e Daniel, se passearmos pela Bíblia vamos encontrar alguma coisa interessante em Ezequiel 14.14-21 dita por Deus igualando três homens, confira também Tiago 5.10-11. Acho que o problema aqui não é entender sobre os heróis da fé em Hebreus 11 e sim entender o significado de fé a luz das Escrituras. Se você observar o que é dito em Jó 19.25-27 irá perceber uma fantástica declaração de fé. Definições de fé: Fé (do Latim fides, fidelidade e do Grego pistia) é a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos nesta idéia ou fonte de transmissão; ou ainda, direto de Hebreus 11 (Hebreus 11:1) – ORA, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem; observe também (Marcos 11:22) – E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus; – a fé é dada por Deus e depositada nele, observe o centurião em Mateus 8.5-13, ele creu mas depositou a sua fé em Jesus (Mateus 8:8) – E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar. – O centurião era imbuído de grande autoridade, ele poderia dizer eu determino baseado em minha fé em ti que tu faças, mas ele não disse, muito pelo contrário usou de uma fé submissa a vontade do Senhor Jesus. Em Mateus 9.1-7 vemos a cura de um paralítico não porque este determinou ou teve fé e sim porque o Senhor Jesus ordenou, determinou a sua cura, veja que antes ele perdoou os pecados do paralítico (te pergunto: O paralítico chegou com fé pra ser curado ou pra ter os pecados perdoados?). Nem o determinismo de cura da mulher com fluxo de sangue, em Mateus 9.21, foi suficiente para que ela alcançasse a cura por suas palavras é só comparar com o que está escrito em (Mateus 9:22) – E Jesus, voltando-se, e vendo-a, disse: Tem ânimo, filha, a tua fé te salvou. E imediatamente a mulher ficou sã. – ela só ficou curada após ordem do Senhor. Há outros diversos exemplos bíblicos sobre fé submissa e dependente ao Senhor, falando um pouco mais sobre fé cito (Efésios 2.8) – Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. – Repito a fé não vem de nós é dom de Deus, porque Dele por Ele e para Ele são todas as coisas. Espero que tenha contribuído para o nosso crescimento espiritual na Palavra de Deus, agradeço pelo seu comentário pois reconheço que ele me deu mais conhecimento da Palavra, não quero que você concorde com a minha opinião quero sim que você examine as Escrituras e concorde com o que Deus diz, desejo que Deus nos abençoe não pelas visões que temos da sua Palavra e sim pela visão que o Senhor Todo poderoso quer que tenhamos Dele.

      Oremos uns pelos outros para que cresçamos na Graça e no conhecimento da vontade de Deus para as nossas vidas. Na paz.

    12. Marcelo Braga disse:

      Elsando segue mais um texto que pode te trazer mais entendimento sobre a doutrina da Confissão Positiva:

      http://www.monergismo.com/textos/seitas_heresias/poder_palavras_antonio.htm

      Que Deus nos abençoe meu irmão. Na Paz.

  2. Gostei da visão do bispo sobre a Palavra. Hoje me dia nas igrejas o que reinar é poder estravagante, onde se determina para a Deus… que somos nós pra determinamos qualquer coisa para o Senhor!? Em nossa fé sincera devemos nos apegar ao cuidado de Deus para nossas vidas, não que devemos querer que as coisas aconteçam do jeito que queremos… e ainda em lideres que amaldiçoam…

    1. Excelente a visão do Bispo: Penso eu que hoje em dia em muitas igrejas tem mais Show, que a palavra pura, uma prática adotada para dar ao “mundo” uma “falsa” demonstraçao de fé e confiança no Deus soberano que, em meio a essa “deformidade de fé” fica renegado a apenas um “resolvedor de causas” ou um “empregado da fé” que "move-se" todas as vezes que seus requeridores de milagres entram em ação com suas exigencias por tais feitos, já que esses são “filhos do rei” e que por isso podem dizer e pedirem o que quiserem independente da vontade do Criador. Com palavras “pré-fabricadas”. Tais confissões são muito mais um instrumento de auto-ajuda do que uma ferramenta eficaz para a manifestação da graça divina. tais confissões são pautadas principalmente no desejo egocentrico de sanar de todas as formas, ansias e desejos pessoais que permeiam os corações egoistas e que geram uma falsa confiança e esperança.
      Acredito que Cristo não sacrificou-se para que nós tivessemos plena satisfação em tudo aquilo que desejamos ou queremos, Seu sacrificio foi para que tivessemos a única coisa da qual não podemos viver sem, a certeza da redenção.
      Como disse Deus através de seu profeta Oséias “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; Os. 4:6a” e essa falta de conhecimento em todas as escalas das Escrituras e também da vida Cristã, tem levado grande parte dos evangélicos dessa nação a um novo cativeiro, que muitos vivem e nem percebem, o cativeiro de suas necessidades.

    2. Marcelo Braga disse:

      Tudo o que eu quiser o cara lá de cima vai me dar

      Hoje me lembrei dessa famosa frase proferida pela Xuxa. Naquele mesmo instante fui tomado pela impressão de que alguns evangélicos pensam igualzinho a rainha dos baixinhos, isto porque, bastam determinar a bênção que o “cara lá de cima” irá atender.

      Pois é, a prática do decreto e da oração determinista infelizmente se tornaram comuns ao meio evangélico. Na verdade, em boa parte dos templos chamados cristãos é absolutamente normal vermos ou ouvirmos pessoas determinando a benção em nome de Jesus.

      Os defensores deste tipo de oração fundamentam seus comportamentos no evangelho de João, capítulo 14, verso 13, afirmando que o termo usado como pedir foi mal traduzido, isto porque, segundo estes, a palavra no original jamais teve a idéia de pedir alguma coisa, e sim de determinar algo. Entretanto, ao contrário do que tais profetas afirmam, o texto grego aponta efetivamente para alguém que pede, sem contudo exigir o cumprimento daquilo que deseja. Ora, onde já se viu um filho determinar o que quer que o pai faça? Ou, de modo semelhante um servo ordenar o que deve ser feito ao seu senhor? O filho é submisso ao pai e o servo é submisso ao seu senhor. Se Deus é nosso Pai, então devemos honrá-lo como tal. Se ele é nosso Senhor, então a nossa postura deve ser de servos.

      Infelizmente, boa parte das mensagens pregadas pelos pastores brasileiros nos apontam o quão despreparados estão nossos ministros. Suas mensagens são rasas, sem substância, empobrecidas teologicamente, cheia de modismos, unções, decretos, e determinismos os quais tem reverberado vergonhosamente em todo território nacional.

      Amados irmãos não dá pra vivermos a vida cristã de profecia em profecia, de revelação em revelação, de decreto em decreto. Mais do que nunca, essa é a hora de regressarmos a Palavra de Deus, de redescobrirmos os seus preciosos tesouros, de fazermos das Sagradas Letras nossa referência de fé e de comportamento.

      Que Deus nos ajude, e tenha misericórdia de seu povo!

      Pense nisso!

      Renato Vargens

      http://renatovargens.blogspot.com.br/2012/04/tudo-o-que-eu-quiser-o-cara-la-de-cima.html

  3. Alexandre disse:

    Parabéns Pator!

  4. Creio que as palavras tem poder nesse sentido: As vezez uma pessoa que você tanto gosta te responde de maneira mal educada ou profere palavras ásperas que te ferem e te magoam muito. Agora no mais é tudo balela!

  5. Macedo disse:

    Quem no Brasil deu um grande impulso a essa feitiçaria gospel foi o pastor Jorge Linhares.
    Escreveu um livro que fez muito sucesso e acabou influenciando os crentes que não conhecem a palavra.

  6. São os deterministas do pós modernidade.Que se acham o supra sumo da fé, e com isso querem ultrapassar, as raias da razão.Os papéis hoje se invertem, Deus é o servo, manda ele faz, manda e ele vai, propondo uma barganha, ele tem o dever de negociar.E toma lá jargões, tá amarrado, o sangue de Jesus tem poder, etc etc.

    Mas todos somos culpados.Porque quando o individuo, vamos dizer se converte, não procuram conferir na bíblia , se os ensinamentos que está recebendo do seu líder está conferido com a palavra?Se não tiver meu amigo,
    não se deixe levar pelas palavras e lisonjas que costumam aplicar, para segurar a presa.
    A palavra é bem clara; apartai vos dos tais.

  7. Tem um pensamento medieva, l nos dias de hoje, que se universo não jirar em torno dos crentes eles não são crente.Mesmo nos momentos dificuldade Deus me fortalece.As pessoas ficam preza a interpretação dos outros

    1. è msmo incredelo só mostra que ele não conhece a Deus

    2. Marcelo Braga disse:

      Interessante seu ponto de vista. Poderia baseado em seu ponto de vista analisar o texto que se segue: http://solascriptura-tt.org/Seitas/Pentecostalismo/DesviosDoutrinariosConfissaoPositiva-AirtonEC.htm Obrigado.

    3. amado irmão Marcelo Braga decidi responder ao estudo que me propôs e decidi opinar ponto a ponto do estudo, espero poder estar partilhando contigo algo que poderá de alguma maneira acrescentar algo, assim como eu aprendi do estudo que me indicaste… aí está:

      1- Doutrina da confissão positiva não aniquila a soberania de Deus, concordo com todos os versículos e tenho mais que consciência de que Deus é soberano.
      Amado precisamos não chegar a extremos, precisamos de entender que Deus não deixa de ser soberano por eu confessar positivo de acordo com a sua palavra, também não sou apologista de que se leve ao extremo a confissão positiva ao ponto de se pensar que tudo acontece só porque falamos e determinamos positivamente, também não! Mas é necessário ter a plena revelação da suprema obra do calvário, aonde o preço foi pago para que por Jesus a vontade de Deus fosse estabelecida na terra, não vejo alguém dentro dessa revelação a confessar negativamente ou a enaltecer mais o problema em relação a Deus, nesta ordem de ideia Davi naquela atmosfera de incredulidade e medo não teria dito com palavras que demonstraram a sua fé, que quem era aquele incircunsiso para afrontar o exercito do Deus vivo, lembra que ele disse ao rei Não temas o teu servo irá pelejar e o senhor me entregará na mão, estaria com esta postura de fé David a diminuir Deus? Ou a sua soberania? Ou sabia bem ele em quem ele cria? Fica a questão

      Ponto 2
      O Homem não se enaltece porque confessa positivo, mas sim exerce fé, de acordo com as escrituras, a mesma bíblia que tem tantos escritos de que o homem nada é diante de DEUS, também é a mesma que diz que Deus Amou O homem de tal maneira que deu o seu filho, é mesma que diz que fomos criados a sua imagem e semelhança… E também e a mesma que faz com que Jesus olhando para o homem lá em João 15, uma vez consumada a sua obra dissesse que já não vos chamarei mais servos mas chamarei de amigos. E o mesmo Jesus disse obra como a dele e maiores ainda nós faremos. Quando em Mateus 28.18 ele diz é-me dado todo o poder na terra e no céu, portanto (atenção que esse portanto é como se ele tivesse a dizer, por causa disso) IDE, Este ide é imperativo, não foi com anjos que Deus contou para pregação do evangelho. Mas com homens, daí nós sermos cooperadores de Deus. Confessar positiva passa em falarmos de acordo com o que cremos.
      Ponto 3
      Ele também diz que não tem respaldo na história da igreja, mas ir por aí é perigoso uma vez que a história da igreja atravessou momentos completamente escuros, frios e despidos de espiritualidade.
      Sinceramente a conclusão que eu tiro do estudo acerca da confissão positiva é que o homem que escreve o artigo está preocupado com o facto da determinação por meio de palavras tirar ou diminuir algo a soberania de Deus, mas não Amado, isso não diminui, pelo contrário as palavras positivas activam a nossa fé, as palavras têm poder, por isso Jesus disse que o que contamina o homem é o que sai da sua boca, porque o que sai da boca procede do coração e é aí que estão as saídas da vida. Mateus 15.11-20, Jesus sempre enalteceu atitudes de fé corroboradas de palavras, exemplo é o centurião, onde o homem não olhou para grandeza do problema mas para a profundidade do poder da palavra liberada, 2cor 4.13-15. A confissão positiva apela ao falar de acordo com as escrituras, e a crer conforme está escrito, porque fé não é esperança em romanos 4.18. e no mesmo romanos no seu versículo 17 diz que Deus chama as coisas que não são como se já fossem, Abraão creu e se apegou ao que Deus disse como verdade imperativa não esmoreceu e seguiu dando glória a Deus, isso fala naturalmente de uma atitude positiva corroborada de confissões positivas, AMADO EU DESAFIO QUALQUER TEOLOGO A ME MOSTRAR ALGUÉM DA FÉ QUE TEVE CONFISSÕES NEGATIVAS, CONFISSÕES POSITIVAS ATIVAM A FÉ E LIBERAM PODER, OU PENSAMOS QUE EM VÃO QUE A ESCRITURAS DIZEM QUE PELAS NOSSAS PALAVRAS SEREMOS JUSTIFICADOS OU CONDENADOS. HÁ QUE PENSAR E MUDAR A CONFISSÃO, FALEMOS A PALAVRA! SÓMENTE… SEJA QUAL FOR A SITUAÇÃO FIQUEMOS FOCADO NO QUE DEUS NOS PROMETEU, AS NOSSAS EXPERIÊNCIAS NÃO MUDAM O QUE ESTÁ ESCRITO, A PALAVRA NÃO MUDA POR NÃO TER OPERADO NA VIDA DE ALGUÉM. PAZ! QUE O SENHOR NOS ACRESCENTE CADA VEZ MAIS! PAZ

  8. as palavras tem poder, mas não como uma formula mágica, quem faz as coisas acontecerem é Deus, segundo a Sua vontade.

  9. ue entao o senhor jesus mentiu?quando ele disse pros dissipolos aqule que crer em mim fara as mesmas obras que faço ou ante mais por que vou pro pai.tem mais se a sua fe for do tamanho de um grao de mostarda dira ao monte erga te daqui e caia no mar isso aconteçera e deus fez a terra so no falar e somos imajem e semellhança de deus entao podemos sim profetizar sim..

    1. Querido Irmão em Cristo Jesus, profetizar e uma coisa e confissão positiva e outra bem diferente, uma não tem nada a ver com a outra: Profetizar é falar aquilo que Deus lhe mandou dizer a outra pessoa. Ez. 13.1,2.E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:Filho do homem, profetiza contra os profetas de Israel que profetizam, e dize aos que só profetizam de seu coração: Ouvi a palavra do SENHOR; "
      Profecia é um dons do Espírito Santo dado a igreja com a finalidade de exortar, edificar e consolar. I Co. 12.10 e 14.3.
      Vejamos a Confissão positiva, de uma forma bem simples de entender: confissão positiva, tão pregada nos últimos dias por pregadores e pregadoras descomprometidos com o Reino de Deus e comprometidos com o aumento do saldo de suas contas correntes, usam e defendem as seguintes frases: “Eu determino”, “Eu Exijo”, “Meu corpo fique curado” e por fim “Eu profetizo”.
      Vejamos então as referencias bíblicas.
      Eu determino! Só conheço um que pode determinar, e isto está registrado em Is 14.27.Porque o SENHOR dos Exércitos o determinou; quem o invalidará? E a sua mão está estendida; quem pois a fará voltar atrás? "
      Eu exijo! Não seria falta de humildade tal afirmação? E isso o Senhor não aprova. Rm 9. 20, 21"Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim? Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?"
      Meu corpo fique curado! Se assim fosse o apóstolo Paulo não teria orado ao Senhor por três vezes. 21 Co 12.7.9. "E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.
      Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.
      E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo."

      Achei interessante e extrai esta porção de um texto do Pr Weber Firmino Alves do site: http://www.congregacional.org.br/index.php/home/visualizarTextoCategoria/111
      A NEGATIVA CONFISSÃO POSITIVA.
      O Pr Weber diz neste trecho:
      "Fico imaginando Lutero ou Calvino orando da seguinte maneira: “Eu decreto que a partir de hoje o papado vai morrer, reivindico que todos os inimigos do evangelho sejam transportados para o inferno. Declaro explicitamente que não mais haverá mais heresias e que os inimigos da cruz de Cristo vão desaparecer da face da terra. Está decretado em nome de Jesus!”
      Essa oração nunca aconteceu. Dentro da História da Igreja não se tem notícia de coisas absurdas como essa. Será que todos os grandes homens de Deus estavam enganados a respeito de sua fé? "
      O texto e interessante e edificante e sugiro a ler.

    2. Marcelo Braga disse:

      Carta aberta aos teólogos e pastores da prosperidade.

      Prezados teólogos e pastores da prosperidade e confissão positiva.

      No dia 10 de julho o mundo comemorará os 500 anos do nascimento do reformador João Calvino. Aliás, desculpe, imagino que vocês nunca tenham ouvido falar do famoso reformador francês, até porque, se tivessem conhecido um pouco de sua história, jamais estariam ensinando em seus púlpitos absurdos como quebra de maldições, possessão demoníaca de crentes, a teologia da prosperidade e confissão positiva.

      Caros profetas da riqueza, diferentemente de vocês, que fundamentam suas doutrinas em seus próprios umbigos, Calvino considerava a Bíblia como a base final de todas as suas idéias. Suas pregações em vez de sensacionalistas e manipuladoras estavam repletas de verdades bíblicas. O famoso reformador costumava pregar duas vezes a cada Dia do Senhor e, em semanas alternadas, todos os dias. Isto soma a algo perto de trezentas pregações ao ano, um total espantoso, especialmente quando descobrimos que ele também ensinava quase todo dia na Academia de Genebra. Calvino quando pregava o Novo Testamento o fazia sobre o original grego, quando pregava sobre o Antigo Testamento, usava o original hebraico. Todavia, para vocês teólogos da opulência, isto é um verdadeiro absurdo não é verdade? Até porque, segundo vocês, existe uma nova revelação sobre os profetas de Deus o que dispensa as Sagradas Escrituras.

      Prezados mercantilistas da fé, ao contrário de vocês, Calvino acreditava na prosperidade como conseqüência do trabalho. Ele nunca decretou ou determinou a bênção ou enriquecimento dos filhos de Deus, coisas essas que vocês ensinam com esmero. Aliais, vocês são experts em declarar isso não é verdade? Vocês escondem o dinheiro na Bíblia, compram aviões, pedem dinheiro desavergonhadamente na televisão, publicam bíblias da prosperidade, e muito mais.

      Caros utilitários da fé alheia, que tal aproveitar esta data emblemática e aprender um pouco sobre a reforma protestante? Tenho absoluta certeza de que ao lerem as histórias de Calvino, Lutero, Zwínglio, e as contraporem as Escrituras Sagradas, vocês serão confrontados pelo Senhor e abandonarão suas teologias espúrias, adoecedoras e anticristãs.

      Por favor pensem nisso!

      Naquele que reina e governa sobre tudo e todos!

      Pr. Renato Vargens

      http://renatovargens.blogspot.com.br/2009/07/carta-aberta-aos-teologos-e-pastores-da.html

    3. nossa cara eu pensei durante seu discurso que vc era ateu.ai vc afirma ser pastor?quer um consellho?esqueça teolojia e estudi mellhor as escrituras e o ESPIRITO SANTO vai te ensinar a verdade como esta em jeremias.33_03 se liga meu irmao..

    4. Marcelo Braga disse:

      Caro irmão Wanderley, não sou eu que afirmo ser pastor pois não o sou, o que você leu é uma reprodução do texto do Pr. Renato Vargens, publicado no Blog: http://renatovargens.blogspot.com.br/2009/07/carta-aberta-aos-teologos-e-pastores-da.html
      Desculpe, vi que meu comentário foi publicado no seu mural, não foi minha intenção ser invasivo e intrometido, pois creio que não seja atitude de um cristão, apenas coloquei o texto no sítio original da reportagem e não imaginei que ele seria publicado em seu mural, perdoe-me por isso.
      Aproveitando o seu comentário, usando do amor que nós cristãos devemos ter uns com os outros, coloco aqui as definições de Teologia:

      s.f. Estudo da religião e das coisas divinas. A palavra vem do grego theos, que significa Deus, e logos, descrição, e refere-se apenas à interpretação da doutrina de Deus. Mas a teologia moderna abrange o estudo das várias religiões e a relação entre religião e necessidades humanas.( fonte http://www.dicio.com.br/teologia/).

      Teologia é a ciencia que estuda as coisas de Deus. Existe diversos ramos da teologia:
      – teologia exegética – estuda o verdadeiro significado das escrituras
      – teologia historica – traça a historia do desenvolvimento da interpretaçao doutrinária e desenvolve o estudo da história da igreja.
      – teologia dogmática – estuda as verdades fundamentais da fé,
      – teologia biblica – traça o progresso da verdade atravéz de diversos livros da Biblia, descreve a maneira de cada escritor em apresentar as doutrinas.
      – teologia sistematica – neste ramo os ensinos biblicos concernentes a Deus e aos homens são agrupados em tópicos.
      Esses são os seguimentos da teologia.
      (fonte http://conhecendooevangelio.spaceblog.com.br/710600/Conhecendo-a-teologia-e-seu-significado/)

      Etimologicamente Teologia é a junção de dois termos gregos, a saber: Theós + logia = Deus + ciência. No caso da palavra grega logia, seu significado expressa “saber”, “ciência”. E Théos, significa Deus. Portanto, etimologicamente, Teologia é “um discurso, um saber, uma palavra, uma ciência de ou sobre Deus”. Ou seja, Teologia é colocar Deus no nível do discurso humano. Não é nivelá-Lo a esse nível, mas expressar através da palavra o conceito que se faz do Deus vivo no pensamento humano. (fonte http://www.teologiaesociedade.com/p/teologia.html)

      Termo formado de duas palavras gregas; théos, "Deus" e logia, "estudo", "dissertação", tratado". Com base nesta informação etimológica, muitas têm sido as definições de Teologia. Nós a definimos como a Ciência que trata do conhecimento de Deus e de Suas relações com o Universo e o Homem. Nós a consideramos "ciência" (cf. o gr. sophia), pois este termo possui uma gama muito grande de significados, tais como: sabedoria; inteligência; conhecimento variado de asuntos humanos e divinos; conhecimento e prática dos requisitos de uma vida de comunhão vertical e horizontal. É óbvio que a Teologia não se propõe a dissecar o ser de Deus, mas a apresentá-lO ao nível da compreensão humana. É evidente que Deus, como um Ser eterno, onisciente, onipotente, onipresente, santo e transcendente, jamais poderia ser aquilatado na Sua plenitude pelo homem, cuja capacidade é tão limitada em si mesma. Se a Bíblia diz que os céus, nem os céus dos céus podem conter a Deus (cf. 1Rs 8:27), como que a nossa ínfima compreensão seria capaz de aquilatá-lO? Comece por onde começar a nossa pesqui­sa do Ser divino, ela sempre esbarrará na declaração de Jesus à mulher samaritana: "Deus é Espírito…"(Jo 4:24). No entanto, a Teologia se propõe a apresentar de forma sistematizada aquilo que Deus quis revelar-nos acerca de Si mesmo e acerca de nós, obra de Suas mãos (Dt 29:29). (fonte Dicionário Teológico Brasileiro Lázaro Soares de Assis).

      Espero ter contribuído para nossa edificação, no aprendizado do que é Teologia, eu sei que muitos não gostam deste termo por achar que faz referência a alguma coisa distante das escrituras e por acharem ser invencionisse de homens. A Teologia saudável procura conhecer Deus através das escrituras e creio que tanto eu como você considerem as Sagradas Letras nossa regra de fé.

      Que pena estou sem tempo, quando puder, se Deus assim me permitir comentarei sobre o texto de Jeremias 33.3 que vc citou.

      Que Deus nos abençoe e que possamos aprender mais Dele através das Escrituras contribuindo para edificação e crescimento do corpo de Cristo.
      Na Paz.

  10. Cristo é o nosso Líder em todos os termos principalmente quando se trata de adoração e ele jamais ensinou essas bobagens. Além de se assemelhar a feitiçaria o óbivio é a superstição que isso causa, sem contar a fraquesa mental que provoca nos féis ao mensionar um nome o mau acontece. E onde está o nosso Deus? Será que Ele é tão fraco assim? E a pergunta se move para outro emisfério: Eu tenho tanto poder assim? Já que é assim? EU SOU HOMEM MAIS RICO DO MUNDO, EU SOU HOMEM MAIS RICO DO MUNDO, EU SOU HOMEM MAIS RICO DO MUNDO, EU SOU HOMEM MAIS RICO DO MUNDO, EU SOU HOMEM MAIS RICO DO MUNDO, EU SOU HOMEM MAIS RICO DO MUNDO, EU SOU HOMEM MAIS RICO DO MUNDO.

    1. Marcelo Braga disse:

      Porque não acredito em pregações de autoajuda

      Lamentavelmente, do Oiaopoque ao Chuí o que mais vemos são pregadores despreparados assumindo os púlpitos de suas igrejas. Na verdade, ouso afirmar que encontrar um bom pregador cuja teologia seja saudável é quase uma missão hercúlea. Confesso que estou cansado de ouvir pregações vazias, superficiais, materialistas, humanistas e triunfalistas, de gente que contraria totalmente o ensino bíblico.

      Infelizmente o que mais se ouve em nossos púlpitos é "você vai obter vitória", "Você é um vencedor", "tome posse da bênção", "Use a palavra para trazer à existência as coisas que não existem", "determine, decrete, diga para o irmão que está ao seu lado e bla, blá, blá…"

      Para piorar a situação, nossos púlpitos estão repletos de pregadores que abandonaram a exposição das Escrituras em detrimento a técnicas de auto-ajuda. Nessa perspectiva, tenho sido testemunha de inúmeras pregações cujo foco final é a satisfação humana. Aliás, por acaso você já percebeu que boa parte dos pastores tem dado forte ênfase a técnicas de psicologia e psicanálise em suas homilias? Pois é, a impressão que tenho é que alguns pregadores se tornaram psicólogos, mestres de auto-ajuda, afagadores do ego.

      Diante do exposto gostaria de elencar algumas razões porque não acredito em pregadores e pregações de autoajuda:

      1- Pregadores de autoajuda pregam aquilo que o povo quer ouvir e não o que precisa ouvir.

      2- Pregações de autoajuda tiram Cristo do foco. O foco central de mensagens deste tipo de mensagem é a satisfação humana.

      3- Pregações de autoajuda são desprovidas de arrependimento, quebrantamento e centralidade das Escrituras.

      4- Pregações de autoajuda não focam na glória de Deus. Para os pregadores do bem estar, o que importa é a busca pela plenitude de vida, ainda que com isso, Deus tenha que ser transformado em um menino de recados.

      5- Pregadores de autoajuda não pregam sobre a volta de Cristo, sobre o Justo Juiz, nem tampouco sobre juízo vindouro, além é claro das doutrinas fundamentais a fé crista.

      6- Pregadores de autoajuda são positivistas, muitas vezes pelagianos, e outras tantas animadores de auditório.

      7- Pregadores de autoajuda não fundamentam suas mensagens nas Escrituras e sim naquilo que Freud e outros gurus da psicologia e psicanálise acreditavam ser bom para o homem.

      8- Pregadores de autoajuda relativizaram as Escrituras em detrimento as suas percepções ideológicas.

      9-Pregações de autoajuda, não pregam "Tota Scriptura" e sim somente aquilo que consideram conveniente.

      10- Pregações de Autoajuda contribuem com uma visão distorcida do Eterno, fazendo de Deus um ser apequenado, cujo propósito de existência é satisfazer os caprichos humanos.

      Caro leitor, à luz dessas afirmações confesso que sinto-me profundamente entristecido em ver que homens de Deus têm abandonado a suficiência das Escrituras em detrimento aos ensinamentos humanistas. Ora, sem a menor sombra de dúvidas a Bíblia é fonte inesgotável, incomparável, insubstituível, indispensável, inequívoca, indiscutível de sabedoria. As Escrituras Sagradas contém remédio para a psiquê. A Santa Palavra de Deus é o nosso maior e melhor manual de aconselhamento. Como bem disse o salmista: a Palavra de Deus é “perfeita e restaura a alma”; é “fiel e dá sabedoria aos símplices”; é correta e alegra o coração; é pura e “ilumina os olhos”. Seus ensinos são “mais desejáveis do que o ouro, mais do que muito ouro depurado”. Por meio dela, o povo de Deus é advertido, protegido do erro e de angústias, e, “em os guardar, há grande recompensa” (Sl 19.7-11).

      Pense nisso!

      Renato Vargens

      http://renatovargens.blogspot.com.br/2012/04/por-que-nao-acredito-em-pregacoes-de.html

  11. mnasom disse:

    teologia do raciocionio humano!
    Jesus mesmo quem disse:Se alguem disser e crer q se fara aquilo q diz tudo o q disser lhe sera feito.
    Paulo: Cremos,por isso falamos.
    Os herois biblicos tinham todos uma confissao de fe positiva.
    Vide Davi quando enfrentou o gigante Golias, os israelitas confessaram q nao poderiam enfrentar os inimigos no deserto e ficaram 40 anos vagueando no deserto.
    A Biblia tem muita coisa a ensinar sobre a confissao dos crentes.
    Essa balela de q Deus simplesmente viola o livre arbitrio e faz o q da na cabeca dele, nao condiz com o q esta escrito na biblia,em todos os casos somos cooperadores com o senhor,e nao marionetes.

  12. Na verdade o que se vê hoje em muitas igrejas é neurolinguística gospel, esquecendo-se de que como o pr afirmou, importa é estar atento a direção que Deus vai dar, a ordem de Deus, e não simplesmente sair afirmando determinando e citando as promessas de Deus sem cumprir as condicionais. que sempre é ter uma vida reta diante da Deus.

  13. Disse Jesus: Tudo que eu faço vós tambem podeis fazer, eu lhe dou autoridade pra pizar na cabeça de serpentes e escorpiões.Ore o Pai nosso, se não sabe orar de outra forma, peça a Deus que envie o anjo dele onde tu estiver e expulse todo mal em nome de Jesus.

    1. Jesus usou muito a palavra e disse tudo que eu faço, vós podeis também fazer.

  14. Fale: todo mal saia da minha vida em nome de Jesus.

  15. A bíblia fala no diabo, mas se alguem falar em diabo, dizem que estão falando coisa ruim.

  16. JUSCELINO disse:

    se ouvir mil exegetas atuais , mil falam coisas diferentes…. tá brabo…..

  17. No novo Testamento, Jesus cobrou muitas vezes a falta de fé dos discípulos e nos ensinou a colocá-la em prática:
    o que é diferente. "Tende fé em Deus. Em verdade vos digo que se alguém disser a este monte: Ergue-te e lança-te ao mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará o que diz, lhe será feito."
    Não se trata de confissão positiva e nem feitiçaria pentecostal. É fé posta em prática.

  18. Não concordo com o pastor, pois nós temos um bom exemplo no novo testamento quando o Senhor Jesus disse pra figueira: nunca mais comam fruto de tí e a figueira secou, depois Ele disse: qualquer que disser a um monte, ergue-te e lança-te ao mar e não duvidar no seu coração assim se fará. ( Matheus 21:18-22)

  19. Hoje esses mercenarios que ai estão não pregam a palavra, propagam a auto ajuda com um unico objetivo, o de esvaziar o bolso daqueles que frequentam estas instituições com sede de bençãos terrenas!

  20. Salomão Carvalho disse:

    "Mas frisa que poder está na palavra de Deus e não na nossa e diz que o que passa disso é uma espécie de “feitiçaria pentecostal”." O Bispo é perfeito em toda a sua explanação, até na feitiçaria, no entanto errou no pentecostal. Seria correto dizer neo-pentecostal. Foram eles que introduziram esta febre maligna aqui no meio do povo de Deus, no final dos dias.

  21. Eu compreendo que essa confissão positiva nos moldes aqui discutido, não passa de uma superstição camuflada ou disfarçada de fé. Porque vc confessar ou pronunciar sobre algo que crê, sobre alguma coisa que vc tem convicção é uma coisa e que tem sim coerência com a fé bíblica.

    Outra coisa é vc delegar um certo tipo de poder místico às palavras que possam sair de nossas bocas, como se elas tivessem energia negativas ou positivas para afetarem nosso ambiente, vida pessoal ou destino. O que vejo é um equívoco na interpretação de textos que falam da língua, palavras que saem de nossos lábios juntamente com textos que falam da postura de fé, convicção e confiança em Deus.

    Se nós estudarmos a Epistola de Thiago e mais precisamente o cap. 3 onde o tema é exclusivamente sobre a lingua, discerniremos os outros texto da bíblia eficazmente sem mal interpreta-los. Inclusive em Thiago tb fala sobre a fé e seus atributos, de modo que quando for preciso se posicionar com fé, iremos usar as palavras e atitudes. Porém no que tange o suposto poder da lingua ou palavras segundo Thiago, é de machucar aquele que amamos, desmoralizar aqueles que odiamos, caluniar aqueles que invejamos ou desmotivar aqueles que querem ter esperanças. Nossas palavras quando mal utilizadas podem destruir o curso natural de muitas pessoas e até os nossos mesmos, mas tb podem ser relevantes para o bem de muitos e nossos tb. É assim que distinguo essa discussão. Graça à todos!

  22. Renato M Veras disse:

    Concordo que não é devido exagerar, mas daí a dizer que confissão positiva não é Bíblico? se for uma confissão baseada na Palavra, acredito sim em um efeito positivo para minha vida.
    Como sacerdotes da Nova Aliança, devemos ABENÇOAR em Nome do Senhor Jesus, e TAMBÉM ORAR!
    Abençoar também significa FALAR, ou seja, isso não é uma forma de profetizar benção para amigos, familiares e também para os inimigos do povo de Deus? portanto, se o Senhor manda abençoar em Nome Dele, baseado nas Escrituras, logo é também uma palavra profética, que O Senhor confirmará, caso contrário Ele não mandaria que abençoasse, e também pode prejudicar uma pessoa, pois Ele orienta a Igreja para que a mesma não amaldiçoe os ímpios, e o Novo testamento possui muitas referências apoiando esse ato na vida cristã.

    Deus fez o ser humano a Sua Imagem e Semelhança, portanto se a palavra dita por um ser humano não tivesse alguma influência no mundo físico e no mundo espiritual, o Senhor não colocaria tantas referências sobre a guarda da língua, o cuidado com as palavras, sobre abençoar e não amaldiçoar, o que ligarmos ou desligarmos na Terra será ligado/desligado no Céu, todas escritas no Antigo e Novo testamento.

  23. Marcelo disse:

    Quero citar marcos 11, onde Jesus diz: ” Se disseres a este monte, passa daqui para lá, e não duvidares no seu coração, mais crer…

    Jesus não falou: ” Se orares à Deus…. Acredito que quando enfrentamos um ataque do diabo em nossa vida pessoal, podemos sim exercer a autoridade que Jesus nos deixou e falar contra o MONTE. Mais é claro que formos fazer uma oração INTERCESSÓRIA, como o Pastor da matéria disse, temos que PEDIR à Deus.

    Será que ele acredita que ele é salvo???? Porque a Bíblia diz em romanos: ” Se com a tua BOCA CONFESSARES a Jesus como Senhor e se com o coração creres que Ele ressucitou dentre os mortos, SERÁS SALVO.

  24. PR.JOEL DE MORAES disse:

    TENHO 58 ANOS DE IDADE,37 ANOS DE MINISTERIO PASTORAL,(COM CHAMADA DO SENHOR),TENHO ACOMPANHADO VARIAS DENOMINAÇÕES ,NA TV,NA INTERNET,NA MIDIA EM GERAL,POR VARIOS ANOS,AS VESES VEJO OS ABSURDOS,AS ABERRAÇÕES,A MENTALIDADE HUMANA FLUINDO DE VARIAS FORMAS,O HOMEN,SEMPRE O HOMEN GOSTOU DE FAMA DINHEIRO ,POSIÇÃO SOCIAL E INTELECTUAL,TODOS EM TODAS AS CLASSES,SEJA SECULAR,OU RELIGIÓSA,A BRIGA É FEIA,MONSTRUÓSA,FALASE MUITO EM DINHEIRO,MILAGRES,E IGREJAS ,PASTORES,E ETC……MENOS EM DEUS,JESUS,SEU EVANGELHO…..MUITO MENOS A VOLTA DE JESUS…..E EM ULTIMO LUGAR MENOS SOBRE O CEU,A NOVA JERUSALEM,COMO DISSE JESUS VOU PREPARAR-VOS LUGAR SE NÃO FOR ASSIM VO-LO TERIA DITO,,,OLHANDO A BIBLIA O EVANGELHO DE HOJE OFERCIDO AO POVO VALE MENOS QUE BANANA VENDIDO NA FERA,SOU CONTRA,MAS QUEM SOU EU,SOU AFAVOR MAS QUEM SOU EU,,,EM FIM A BIBLIA QUE NÃO É PROPIEDADE ESCLUSIVA DE ALGUMA DENOMINAÇÃO RELIGIÓSA,MAS PALAVRA DE DEUS,QUE TEM SUA HISTORIA PREDOMINANTE VENCENDO SECULOS E SECULOS,FOGUEIRAS,PROIBIÇÕES DE ALGUMAS RELIGIÕES EMFIM ATÉ HOJE É A VERDADE ABSOLUTA PARA A REDENÇÃO DO SER HUMANO,ÉSAS COISAS DES DA IDADE MÉDIA ÉLA É VIZIVEL NO ASPCTO RELIGIÃO, E O QUE NÃO DIZER IGREJA….É PRESIZO TRABALHAR POR UM EVANGELHO DE VERDADE ,DE JUSTIÇA, DE AMOR ,DE PERDÃO,MOSTRANDO O UNICO CAMINHO QUE NOS LEVA A DEUS,LEVANDO LUZ PARA AS NAÇÕES,PARA OS POVOS..O PROPIO HOMEN SE ENCARREGARA DE DESTRUIR A OBRA DE DEUS EM SUA MANEIRA DE PENSAR E DE AGIR,FASENDO VALER AS SUAS DOUTRINAS,SEUS DOGMAN,SUAS FILOSOFIAS,E SEUS DECRETOS,SUAS LEIS,SEUS ELEITORADOS A MISTURA DA IGREJA E ESTADO…A INDGNAÇÃO É GRANDE PELOS HUMILDES QUE ENFRENTAM AS FAVELAS,OS BECOS,AS VILAS,OS LUGARES MAIS CARENTES DOS GRANDES CENTROS,DAS GRANDES METROPOLIS…POIS ELES VEEM A MANEIRA DESCARADA DA PRESSÃO PISCOLOGICA DE SERTOS PREGADORES EM ARRECADAR ALTAS SOMAS EM DINHEIRO EM NOME DE DEUS….COM PROMESSA DE TROCA …FASENDO TODO TIPO DE BARGANHA….EU PERGUNTO COMO ISSO VAI PARAR.OU AONDE ISSO VAI NOS LEVAR PORQUE O REINO DE DEUS NÃO SERA PREJUDICADO PORQUE DEUS O SUSTENTA CON SUA DESTRA FIÉL…..

  25. Valter Felix disse:

    CADA UM DEFENDE A SUA FÉ ACHANDO QUE SABE TUDO . SE COMER CARNE VAI ESCANDALIZAR O SEU IRMÃO ENTÃO NÃO COMA. UNS SÃO CIRCUNCIDADOS E OUTROS NÃO E AI, UNS SÃO PENTECOSTAIS E OUTROS NÃO NINGUÉM TEM RAZÃO SÓ NÃO VALE É PEGAR O DINHEIRO DOS FIÉIS E ENVESTIR EM CANAL DE TELEVISÃO

  26. Enio Pedroso disse:

    Acredito que tenha faltado folhas na bíblia deste pastor, ou a bíblia que ele usou não é a mesma que uso, não quero crer que seja incredulidade, mas se não tiver outra opção!!!

  27. Benny Dio disse:

    BISPO Walter, sob certos aspectos o senhor tem razão. Não se pode ir dizendo palavras a esmo achando que vai funcionar, porque não vai. Agora, quando a palavra positivo ou negativa é pronunciado com fé, funciona.E é biblico. Exemplo: Jesus declarou: "Por suas palavras serás justificado e por suas palavra serás condenado". Outra vez disse: "Se tiverdes fé e disseres a este monte: ergue-te e lança-te no mar, ele obedecerá". Eu creio nisso, só pelo fato de Jesus o tê-lo falado.

  28. Luiz Assis disse:

    aiai…………..também está escrito : Tudo é possível ao que crê……Shalon

  29. AS CONSIDERAÇÕES DE MCALISTER SÃO VISIVELMENTE LEGAIS NO MUNDO NATURAL…POREM SEM INSPIRAÇOES DE FÉ NA PALAVRA DO NOSSO DEUS. LEIAMOS TODO O CAPITULO 12 DE MATEUS….

  30. Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.

    O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más.

    Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo.

    Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado.
    Mateus 12:34-37

  31. Pastor Walter mcAlister, por que vc não é mais explícito e diz o que realmente Deus quer de nós? Jesus falou: "Aquele que tem os meus mandamentos e os pratica, cumpre, este é o que me ama. E, os que não cumprem os meus mandamentos e diz que me conhece e me ama, é um MENTIROSO!" ((João 14:21-24 – 1João 2:4) Vc, em particular, pastor, cumpre os mandamentos de JESUS e de seu PAI?

  32. Mateus Rhymes disse:

    o que eu tenho a dizer sobre o termo profetizar e com a biblia nao se discuti, graças a Deus de tanto eu orar pedir a Deus inteceder e PROFETIZAR a conversão de um enti de minha familia pela autoridade do nome de Jesus Cristo foi operado entao me basiei sempre neste versiculo: "E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos; Atos 2:17" Sem mais pq a palavra de Deus não muda

  33. Concordo que a Bíblia não dá respaldo algum para Confissão Positiva, onde o homem é quem determina, ordena e Deus é obrigado (então) a fazer e obedecer a todos os seus caprichos (do homem). Isso é loucura. Onde fica a soberania de Deus nessa história??? É inversão, é o homem querendo tomar o lugar de Deus, querendo determinar e não obedecer, quando na verdade é Deus quem determina e a nós cabe obedecer. Prestem atenção, Deus não viola a si mesmo por causa do homem, e jamais irá contra os seus princípios para satisfazer a quem quer que seja, pois, deu o seu próprio Filho em sacrifício, e oferta pelos nossos pecados, porque a justiça que há Nele (Deus) exigia isso (Tg 4.3, diz que pedis e não recebeis pq pedis mal. Deus não é obrigado a fazer tudo o que o homem quer, mas o que é melhor pra o homem, e como soberano, é Ele quem sabe o melhor pra nós). Quanto ao que o pastor disse, concordo também que há coisas que foram cumpridas de uma vez para sempre e não precisam ser repetidas, a própria crucificação e ressurreição de Cristo, e a sua vinda como Salvador e não como Juiz (ainda), o pentecostes de Atos 2, enfim, tudo isso, aconteceu de uma vez por todas e aqueles que creem no Senhor Jesus Cristo de todo o coração já são participantes dos benefícios celestiais destas graças do Reino de Deus.

    A Bíblia diz: Agrada-te do SENHOR e Ele satisfará os desejos do teu coração. Quando a Palavra afirma isso, mostra que primeiro é necessário agradar-se do SENHOR, dos seus caminhos, dos seus mandamentos pra ser mais exato. Segundo, aquele que verdadeiramente se agrada do SENHOR, certamente tem os desejos do seu próprio coração dirigidos por Deus, e creio eu, desejará aquilo que satisfaz e
    alegra o coração do Pai.

    Pra finalizar, Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, e nenhum dos outros adotava confissão positiva. Pelo contrário porque tinham fé e conheciam intimamente o Deus poderoso a quem serviam e entendiam que Ele sabe o que é melhor, sujeitavam-se a soberania de Deus. (1Co 4.19 / 1Co 16.7 / Tg 4.15). Quando Epafrodito foi curado, Filipenses 2, Paulo fez confissão positiva, ou, Deus por sua misericórdia e pra consolo de Paulo assim o fez??? Não teria Paulo fé suficiente pra curar Epafrodito (por Confissão Positiva) ou na verdade o texto nos mostra que, Deus faz como Ele quer??? Quando nós oramos e não acontece o que pedimos, por exemplo, a cura de um parente que estava doente e veio a falecer, podemos dizer que é pq nos faltou fé??? Deixem Deus agir meus irmãos, pois, Ele sabe o que é melhor e tudo tem o seu tempo determinado.

  34. Quando as pessoas citam que: "Jesus nos diz que maiores coisas faríamos em seu nome", ou: "Se tiverdes fé e não duvidardes, direis a esta montanha ergue-te e lança-te no mar, tal sucederá", esqueçem de que pra isso é necessário: VIVER COMO VIVIAM O APÓSTOLOS E TER FÉ E INTIMIDADE COM DEUS (E O SEU CRISTO) COMO ELES TINHAM. NEGANDO A SI MESMOS PELO REINO DE DEUS. Alguém se habilita???

    Não usem estes textos pra defender essa tal Confissão Positiva (que nada tem a ver com a Palavra de Deus).

  35. Com suas Confissões Positivas querem fazer o que Jesus fez, mas não querem viver como Ele viveu.

  36. Li aqui vários comentários equivocados a respeito da passagem que Jesus disse que poderíamos mudar um monte de lugar através da fé (alguém leu algo na Bíblia dizendo que Jesus, ou alguém fez isso literalmente?!) É claro que não! Pois Jesus estava falando no sentido figurado, usando uma tradição dos sacerdotes da época. Podemos mudar situações, transpor dificuldades,… Deus intervém também na natureza (existem vários relatos bíblicos disso), agora, achar que Deus dará esse tipo de poder a algum de nós, isso sim é uma grande bobagem! Qual seria o propósito? As pessoas tem enorme dificuldade em aceitar a verdade bíblica, pois querem adaptar o Evangelho de Cristo à sua própria maneira de viver, e acabam sendo enganadas por ensinos contrários a Palavra de Deus! Não nos esqueçamos, nós é que somos servos, e Ele é Senhor! A Ele toda honra e toda glória!

  37. Marcelo Braga. disse:

    Eu determino que este monte saia daqui e caia no mar!! Qual dos Apóstolos fez isto??

    Eu determino que eu seja curado agora?? (Paulo foi liberto do espinho na carne quando orou ao Senhor? Ihh, esqueci, ele orou, se ele tivesse determinado ou profetizado com certeza ele teria sido liberto mesmo contrariando a vontade do Todo Poderoso Senhor Criador dos céus e da Terra).

    Eu determino que não exista perseguição e morte de Cristãos (Paulo, Pedro, Tiago, André, João e muitos outros foram perseguidos e mortos por causa do Evangelho, pocha, se estes apóstolos, alguns ouviram diretamente do Senhor Jesus, tivessem aprendido a determinar ou profetizar vitória certamente não teriam morrido).

    Podemos então ter uma nova tradução da Bíblia: ” Se com a tua BOCA DETERMINARES (DETERMINARES, DETERMINARES, DETERMINARES, DETERMINARES OU ATÉ PROFETIZARES VITÓRIA) a Jesus como Senhor e se com o coração creres que Ele ressucitou dentre os mortos, SERÁS SALVO. Creio que confessar é bem diferente de determinar, confessar denota submissão e humildade, enquanto determinar denota poder total e exclusivo.

    No dicionário temos:

    determinar
    de-ter-mi-nar
    v.t.
    Indicar, fixar com precisão.
    Demarcar, delimitar.
    Resolver, decidir.
    Prescrever, estabelecer, ordenar, decretar.
    Ser causa de.v. t.
    Marcar termo a. Delimitar. Fixar. Indicar com precisão. Resolver; ordenar: determinar serviços. Motivar: determinar queixas. Induzir. Distinguir.

    Sinônimos de determinar
    avaliar · decidir · deliberar · estabelecer · instaurar · instituir · julgar · mandar · ordenar · prescrever · sentenciar.

    Não vemos estes ensinamentos nos Apóstolos, não vemos estes ensinamentos nos Reformadores. Depois de anos de Evangelho alguém descobre a pólvora e joga por terra os ensinamentos passados por grandes homens de Deus. Por não conhecermos a História da Igreja caímos sucessivamente em diversos erros . Usamos versículos soltos, sem aplicar Exegese e Hermenêutica Bíblicas, para fazer com que a Bíblia concorde com as nossas opiniões.

    Por causa destes erros vemos acontecer diariamente nas igrejas o seguinte:
    Fulano determinou a sua cura, por não ter sido curado saiu da igreja desacreditando no Evangelho.
    Ciclano determinou a cura de uma pessoa querida, essa pessoa não foi curada e veio a falecer, então ele saiu da igreja desacreditando no Evangelho.
    Beltrano profetizou vitória, que ele seria rico, continua pobre até hoje, agora faz aliança com demônios para ter riqueza e saiu da igreja desacreditando no Evangelho. Esqueceu que Jesus disse “os pobres sempre tereis convosco”. Beltrano foi ensinado a crer no poder infalível da palavra e a amar mais o dinheiro do que a Deus.
    O pastor desta igreja ao ser perguntado porque mesmo usando o poder da palavra as pessoas não eram curadas, obtiam bençãos ou qualquer outro tipo de vitória ele então respondeu: É porque eles não cumpriram Marcos 11 e duvidaram em seu coração e não tiveram fé.
    Balela, balela, balela.
    Se Jó tivesse aprendido a determinar não teria sofrido o que sofreu, era só determinar ou profetizar a vitória que as palavras dele iriam conseguir anular a vontade de Deus. Alguém acredita nisso??? Alguém já pregou isso????

    Faço minhas as palavras de Luciano Viega Borges : “o que se está ensinando é que a simples menção de textos bíblicos, como palavras mágicas, podem resolver problemas ou mover a mão de Deus, e isso é misticismo”.

    Peço aos encarecidos irmãos que analisem o texto e o contexto dos versículos bíblicos que vocês usam para respaldar esta doutrina. Analisem também a História da igreja. Porque os grandes homens da Igreja não pregaram sobre esta doutrina?? Porque eles não usaram o falar positivo para facilitarem sua jornada na fé?? Pode a minha confissão positiva ou meu ato de profetizar vitória ser maior que a vontade de Deus?? Pode ser maior que a soberania de Deus?? Ou ainda pode fazer com que Deus seja obrigado a fazer o que eu determinei???

    Vamos refletir sobre isto!!

    A Paz.

  38. Marcelo Braga disse:

    Oração da Confissão Positiva.

    Pai nosso que estais no céu, determino a santificação do teu nome, determino que venha sobre mim o teu reino, determino que seja feita a minha vontade independente da tua, assim na terra como no céu. Determino que eu receba o pão de cada dia; determino que tu perdoes a minha ofensa assim como profetizo que perdoarei aqueles que tem me ofendido como também profetizo vitória sobre todas as tentações. Determino também que pelo poder da minha palavra, da minha fé e crendo de todo coração que eu seja livre de todo mal e tenha total vitória sobre ele.

    Quem ensinou esta oração?? Qual Apóstolo a utilizou??

    Quem foi que disse: "Vós orareis assim, Pai nosso que estais no céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso Reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai as nossas dívidas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixe cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

    Quanta diferença nas duas orações. Vamos refletir sobre elas quem sabe possamos aprender alguma coisa.
    Peço a Deus que Ele determine que nós nos aproximemos mas Dele e pratiquemos cada vez mais a sã doutrina.

    Fiquem na Paz.

  39. Marcelo Braga disse:

    Confissão pública: Eu aderi a doutrina do decreto espiritual

    Caro leitor, preciso confessar que aderi a doutrina do decreto espiritual. Sim essa é a mais pura verdade! Eu agora sou um decretista!

    Eu decreto que sou pecador, um miserável e pobre pecador.

    Eu decreto que não possuo direito algum, e que se não fosse Cristo ter me amado primeiro eu jamais teria me voltado para ele.

    Eu decreto minha eterna gratidão por aquilo que fez na cruz do calvário em favor dos salvos.

    Eu decreto minha dependência de Cristo. Reconheço que a minha vida está em suas mãos, bem como, minha família, sonhos, projetos, igreja e ministério.

    Eu decreto minha insignificância, bem como humilhação diante daquele que reina Soberanamente.

    Eu decreto minha limitação quanto ser humano e que não possuo poder nem direito de ordenar ao Todo-Poderoso que intervenha em meu favor.

    Eu decreto minha incapacidade de dar ordens a anjos, visto que este atributo pertence exclusivamente ao Senhor que fez os céus e a terra.

    Eu decreto que Nele me movo, existo e vivo e que sem Ele, nada sou, nada possuo e nada tenho.

    Eu decreto que nada sou, nada sei e que em virtude disso não possuo o direito, muito menos o poder de dar ordens a Deus, determinando aquilo que tem que fazer.

    "Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." ( Rm 11:36)

    Renato Vargens

    http://renatovargens.blogspot.com.br/2012/05/confissao-puplica-eu-aderi-doutrina-do.html

  40. Jesus ensina como pedir:E quando pedires , peça em Meu Nome Jo14 vr12.Os apóstolos realizaram seu ensino:Paulo expulsa um demônio:Em Nome de Jesus eu te ordeno que saias dela.At16vr18 .É só seguir o ensino da Palavra e o demais é excesso.

  41. mar disse:

    A Confissão Positiva, movimento que influencia as igrejas neo-pentecostais da atualidade, tanto no Brasil quanto no mundo, tem origem no século 19, quando Essek William Kenyon, nascido em 1867, passou a pregar influenciado pelas ideias de Finéias Parkhusst Quimby, conhecido como curandeiro e hipnotizador, além de fundador de uma corrente chamada “Novo Pensamento”.

    Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
    Os envolvidos na influência dessa corrente na pregação de Kenyon são Mary Baker Eddy, fundadora da Igreja da Ciência Cristã e introdutora de Kenyon a respeito das teses de Quimby, além de Charles Emerson, fundador da “Emerson School of Oratory” (Escola de Oratória de Emerson, em tradução livre), onde o pregador Kenyon estudou e recebeu orientações de
    Charles.

    Existem correntes dentro desse movimento, que se distinguem entre os que são unicistas, os que deificam o homem e os que pregam Jesus com uma perspectiva mais excêntrico, exótico. As principais características desse movimento são a mensagem de prosperidade e saúde, e os resultados alcançados nesses quesitos como provas de uma vida cristã correta.

    Há ainda uma característica a ser observada: geralmente os pregadores influenciados pelo movimento da Confissão Positiva usam a Bíblia para reforçar seus argumentos e se dizem profetas que receberam diretrizes diretamente de Deus.

    A principal influência do fundador do “Novo Pensamento” nesse movimento é a crença de que ao declarar determinado objetivo, tal desejo já foi alcançado, bastando crer e esperar que se cumpra. Os ensinos de Quimby falavam sobre o poder da mente e negavam a existência da matéria, do sofrimento, do pecado e da enfermidade.

    Em artigo publicado no site Palavra da Verdade, o pastor Esequias Soares afirma que o pregador Kenyon “se empenhou nas campanhas pregando salvação e cura em Jesus Cristo dando ênfase aos textos bíblicos que falam de saúde e prosperidade. Aplicava a técnica do poder do pensamento positivo. Orava pelos enfermos e muitos foram salvos e curados, mas outros não. Não era pentecostal, pastoreou várias igrejas e fundou outras. Kenyon foi influenciado pelas seitas Ciência da Mente, Ciência Cristã e a metafísica do Novo Pensamento. Kenyon é reconhecido hoje como o pai do Movimento Confissão Positiva, também conhecido como Teologia da Prosperidade, Palavra da Fé ou Movimento da fé, pois influenciou Kenneth Hagin”.

  42. Tá chovendo no molhado, tentando fazer uma síntese da superficialidade respaldando com compreensões equivocadas dos príncípios da fé bíblica contrastando com práticas feitas em nome do princípio bíblico. é preciso saber separar o alho dos bugalhos, senão fala bobagem com ares intelectuais e fomenta contenda e confusão na cabeça dos que não lêm ou pesquisam as coisas … prestando desserviço doutrinário :|

  43. É verdade. Tenho já falado que nós estamos com um grave defeito na nossa fé. Nós estamos achando que é a fé que faz os milagres, e não Deus que honra a fé QUANDO ELE QUISER SE QUISER. É base de uma religião sem Deus, ou que se põe no lugar de Deus.

    Exemplos incluem palavras profetizadas sem autoridade só porque são positivas, ESPECIALMENTE repetindo falas ditas a outros, como personagens bíblicos.

    Mas façam o teste:

    EM NOME DE JESUS VOCÊS NÃO VÃO MAIS USAR ESSA EXPRESSÃO SEM AUTORIDADE EM NOME DE JESUS! EM NOME DE JESUS ESSA EXPRESSÃO FAZ TUDO O QUE QUISERMOS, SÓ A EXPRESSÃO, E VOCÊS VÃO OBEDECER TODAS AS MINHAS ORDENS PELA MINHA FÉ NA EXPRESSÃO! EM NOME DE JESUS ME OBEDEÇAM E PAREM DE FINGIR QUE SÓ A EXPRESSÃO FUNCIONA! EM NOME DE JESUS DE JESUS ESSA EXPRESSÃO NUNCA SERÁ DITA EM VÃO! ASSIM SEJA, AMÉM! TENHAM FÉ!

    (eu porém, não tenho, de que não vai ser usada a expressão atoa. Tudo que o povo quer que aconteça, eles colocam o nome de Jesus e pronto)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

As principais notícias gospel do Brasil e do mundo no portal pioneiro; Saiba tudo aqui sobre música gospel, evangélicos na política, ações missionárias e evangelísticas, projetos sociais, programas de TV, divulgação de eventos e muito mais.

No ar desde 2006, o canal de notícias gospel do portal Gospel+ é pioneiro no Brasil, sempre prezando pela qualidade da informação, com responsabilidade e respeito pelo leitor.

ANÚNCIO
ANÚNCIO
ANÚNCIO