“Deus me deu uma segunda chance”, diz jornalista que sobreviveu à queda do avião da Chapecoense

0

“Deus me deu uma segunda chance”. É dessa forma que o jornalista Rafael Henzel encara o fato de ter sobrevivido ao acidente com o avião que transportava a Chapecoense a Medellín, que resultou na morte de 71 pessoas.

Em uma mensagem de áudio enviada para os familiares, Henzel – que é narrador da Rádio Oeste Capital, de Chapecó (SC) – afirmou que está se recuperando de forma gradual dos ferimentos.

“Oi pessoal, bom dia a todo mundo. Estou com a voz assim porque estou há muito tempo sem usar. Dizer que está tudo bem. Estamos avançando. Deus me deu uma segunda chance e a gente vai comemorar muito, todos nós. Tudo vai ficar bem. Tavinho tá bem. Logo nós vamos para casa para curar todas as lesões. O importante é que estamos vivos aqui, pronto para a próxima. Beijo para todo mundo”, disse o jornalista.

De acordo com informações do jornal Extra, Henzel e os três jogadores da Chapecoense que sobreviveram à tragédia têm apresentado melhoras graduais de sábado para domingo. Os médicos que acompanham o tratamento do grupo em Medellín confirmaram que os quatro seguem na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), em quadro delicado, mas estável.


O médico Marcos André Sonagli, que está na Colômbia, informou que três estão respirando sem a ajuda de aparelhos — os jogadores Alan Ruschel e Jackson Follmann, além do jornalista Rafael Henzel.

O zagueiro Neto segue sedado e entubado, respirando com a ajuda de aparelhos, por conta de uma pneumonia que já está sendo tratada. A equipe médica testou uma redução nos sedativos, mas Neto ficou agitado e, assim, foi necessário sedá-lo novamente, de acordo com o relato dos médicos.

Ouça o áudio enviado por Rafael Henzel para os familiares:

Assine o Canal

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA