Jovens cristãos fazem paródia para responder vídeo pró-aborto gravado por atores globais; Assista

10

Um grupo de jovens cristãos fez uma paródia, com críticas abertas, ao vídeo pró-aborto “Meu Corpo, Minhas Regras”, estrelado por atores da TV Globo.

O vídeo em questão traz um discurso extremista de feminismo e prega a legalização do aborto como um reconhecimento de liberdades individuais da mulher. A repercussão nas redes sociais foi extremamente negativa, e o material tornou-se um dos que possui maior reprovação no YouTube.

A resposta dos jovens, intitulada “Meu Corpo, Teu Corpo”, traz argumentos contra o aborto, abordando passagens bíblicas que foram ironizadas no vídeo original.

“É impressionante quem teve o direito de nascer querer tirar o direito do outro nascer. Quem deseja o direito do próprio corpo, precisa respeitar o direito do corpo do outro”, diz o texto, ressaltando o valor da vida e os direitos das crianças.


“Nunca foi fácil ter uma criança no mundo. É milenar. Desde o tempo de Nossa Senhora […] a virgem Maria. Virgem? Virgem e mãe. Gravidez turbulenta. Família pobre. Treze anos e correndo o risco de ser morta apedrejada. Quanto medo, quanta insegurança. Essa sim tinha motivo de sobra para dizer não, mas ela disse ‘quero’, mesmo sem saber o que ia acontecer no futuro”, diz o texto, respondendo à argumentação dos defensores do aborto de que a virgindade de Maria seria um erro de tradução.

Assista:

Assine o Canal

Erro de tradução?

Assim que o vídeo viralizou nas redes sociais, o pastor Jackson Jaques gravou uma resposta aos produtores e falou sobre o contexto histórico e cultural para o uso da palavra hebraica “almah”, usada na profecia de Isaías sobre a concepção virginal de Jesus para descrever sua mãe, e explicou que eram usuais na época os termos não literais para descrever uma virgem.

Jaques acrescentou que 250 anos antes de Cristo, os tradutores que transcreveram o Velho Testamento para o grego tiveram a capacidade de compreender essa característica da literatura de séculos atrás: “Sempre que a Bíblia usa a palavra ‘almah’, está se referindo sim a uma virgem. A palavra ‘Bethulah’ se entende que toda moça em Israel é virgem. O termo usado para quando ela é nova é ‘Almah‘, porque seria uma redundância dizer que ela é virgem”.

Confira a resposta na íntegra aqui.


10 COMENTÁRIOS

  1. Como a mídia mostra:

    1. Aminoácidos encontrado em um asteroide: “Cientistas encontram vida em asteroide!”

    2. Bebê em gestação: “O feto até X semanas é apenas um aglomerado de células.”

    • ALEX

      Realmente, as duas afirmações se contradizem.
      Algumas células num asteróide são vida e no ventre materno não?
      Ridículo, é o mínimo a dizer.
      E pensar que pEDIR MAisCEDO, um suposto “homem de Deus”, apóia essa prática abominável, diz que peca e peca conscientemente.
      Diz que é a favor porque quer “menos morte” e “menos violência”, portanto aborto não seria morte e nem violência.
      Ele quer menos morte, portanto não seria morte.
      Ele quer menos violência, portanto não seria violência.
      Mas essa coisa também não é vida nem muito menos paz.
      Então, o que seria?
      Para o mamoncedo, apenas um corpo estranho que deve ser extirpado, como se fossem células cancerosas.
      E por ele apoiar, muitas mulheres o farão, afinal se o bispo aprova, não é errado.
      Esse homem caminha a passos largos para o Abismo, e levará muitos com ele.

      FUGITE PARTES ADVERSAE IMMUNDE ET MALEDICTE SPIRITE

    • JAIRO

      E desde quando o Mamoncedo merece ser levado a sério?
      O auto-intitulado “bispo” da IURD – Inganação Unifernal dos Rios de Dinheiro.
      Aquele vendeu a alma pra Mamon emtroca de fama e fortuna.
      Quero ver na hora em que tiver de acertar as contas com Deus.
      Sim, porque Mamoncedo vai morrer um dia…
      Torço pra que ele se converta ao judaísmo, vá pra Israel e fique por lá.
      Porque cristão ele não é, isso se algum dia foi.
      O “bispo” da Seita do Cifrão.

    • clamando

      Concordo com você.
      E mais ainda por ser mulher.
      Que horrível fazer uma coisa dessas com uma pessoinha.
      Se não quer ter o filho, evite com anti-concepcional.
      Não havendo concepção (início da vida), não há aborto, portanto não há crime.
      Olhe na constituição federal, ela diz que a personalidade civil começa com o nascimento, mas que A LEI PÕE A SALVO OS DIREITOS DO NASCITURO, DESDE A CONCEPÇÃO.
      Ora, um “amontoado de células” não tem direito algum, portanto está implícito aí que aquilo é na verdade uma vida.
      E outra, a doutrina da “santa” igreja católica é contra qualquer forma de anti-concepcional, então os católicos para obedecerem à igreja, não se previnem.
      Dizem alguns que “filho é o que Deus mandar”.
      Só que sem proteção, Deus vai mandar um por ano.

  2. Bem observado, mas é assim mesmo que a mídia secular sempre vai se posicionar. Outro exemplo prático disto é a questão do casamento. Se é entre um homem e uma mulher é uma instituição falida, e arcaica então atacam o matrimônio com todas as armas. Se for entre homossexuais deve ser respeitado, aceito e honrado como uma instituição respeitável e digna então o defendem com todo tipo de argumento.

DEIXE UMA RESPOSTA