Entidade cristã quer abrir filiais do McDonald’s em igrejas para evitar fuga de fiéis

7

Uma iniciativa de uma entidade cristã quer reduzir o esvaziamento das igrejas evangélicas nos Estados Unidos com uma campanha curiosa: abrir uma filial do McDonald’s nos templos que sofrem com baixa frequência de fiéis e assim atraí-los novamente.

A ideia do McMass Project é usar os espaços que ficam ociosos nas igrejas e reverter o atual quadro de abandono dos templos. Segundo os responsáveis pelo projeto, somente em 2013 dez mil igrejas foram fechadas nos Estados Unidos por causa da falta de fiéis.

O levantamento realizado pelo McMass descobriu que em 2012 e 2013, três milhões de americanos tenham deixado as igrejas a cada ano, e a estimativa é que ao final de 2014 a soma chegue a nove milhões.

A ideia de uma filial do McDonald’s em cada igreja com problemas de frequência de fiéis resolveria, segundo os responsáveis, outros problemas: “As igrejas precisam de se sustentar financeiramente; As igrejas precisam trazer movimento de público para reafirmar a sua posição como locais de encontro; A arquitetura das igrejas é maravilhosa, e as igrejas são muitas vezes localizadas centralmente, no entanto estes atributos são desperdiçados sem um culto”, observaram.


Um estudo feito pelos idealizadores descobriu que atualmente o McDonald’s serve refeições para mais de 70 milhões de pessoas diariamente nos Estados Unidos, e o Instituto Ronald McDonald consegue reunir 9 milhões de famílias em seus projetos sociais.

A partir dessa premissa, os responsáveis pelo McMass Project decidiram que, com a colaboração dos fiéis através de doações ou da compra de camisetas, seria possível abrir filiais da rede de fast food e assim, atrair público e ajudar as igrejas em dificuldade a pagar suas contas.

“O McDonald’s exige um milhão de dólares para estabelecer a filial. Esses recursos vão principalmente para a compra de uma franquia, com vinte por cento dedicado à construção, o que institui a infraestrutura necessária dentro e ao redor da igreja. No momento, estamos à procura de uma igreja parceira adequada para trabalhar. Se a nossa captação de recursos for bem sucedida, nós seremos capazes de apresentar um plano completo e iniciar a implementação”, informaram os idealizadores no site do projeto.

7 COMENTÁRIOS

  1. “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;” (João 10 : 27)
    Jesus Cristo não ficava bajulando ninguém para se converter a Deus, e nem precisava apelação, todos os que são chamados e aceitam o evangelho por mais que voltem a errar nunca se afastam do templo, nem dos caminhos de Deus. O evangelho é maravilhoso, o que leva as pessoas a si afastarem das igrejas, na maioria das vezes é o péssimo exemplo dos falsos pastores, ao invés de criar essas bobagens, eles deveriam ler a Bíblia e pregar o verdadeiro Evangelho.

  2. E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria.
    Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.
    E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor.
    E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;
    Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.
    1 Coríntios 2:1-5

  3. Geoglau, Quem te falou que quem aceita o evangélho nunca se afasta do templo está te enganando, é bem o contrário, quem conhece a verdade, foge destes “templos-igrejas” que não tem nada a vêr com os ensinamentos do Salvador.

  4. Comercio de almas,puro e simples,de agora em diante eles vao usat dos metodos mais grotescos e ridiculos para tentarem manter seus dominios.Esta e a separaçao do trigo e do joio.

DEIXE UMA RESPOSTA