“A ideologia de gênero quer destruir a família tradicional”, diz ex-feminista Sara Winter

9

A ex-ativista feminista Sara Winter, que ficou conhecida pelos protestos com o movimento Femen ao redor do mundo, vai lançar o livro “Vadia, não! Sete Vezes que Fui Traída pelo Feminismo”, relatando suas decepções com a militância extremista.

Recentemente, Sara divulgou um pedido de perdão aos cristãos por suas críticas à religião e por ter praticado abortos antes de decidir levar uma gravidez adiante e dar à luz: “Eu me arrependi de ter abortado e hoje peço perdão. Meu texto começa assim. Porque é a síntese de tudo o que eu sinto”, escreveu, à época.

Agora, em entrevista ao portal Guia-me, Sara Winter voltou a condenar a ideologia de gênero e se disse surpresa por descobrir que os cristãos levam a sério um pedido de perdão: “Me sinto extremamente feliz e acolhida. Nunca imaginei que pessoas religiosas levassem a sério o ‘perdão’. Isso é um aprendizado a todos que criticam os cristãos”, afirmou.

Sobre a referida traição do movimento feminista, Sara conta que descobriu a divisão entre as colegas “após ter viajado e aprendido a protestar com o movimento Femen” na Ucrânia. “Nunca houve união dentro do atual movimento feminista brasileiro. É um ambiente completamente tóxico, repleto de fofocas, intrigas, humilhações e perseguições”.

Sara revelou que movimentos feministas e homossexuais se apoiam na ideologia de gênero para alcançar objetivos comuns: “Acredito que o propósito do feminismo em disseminar a ideologia de gênero é promover a destruição da família tradicional e de todos os valores morais da sociedade. Tudo isso, claro, com a desculpa de enfrentamento ao preconceito e homofobia”, disse.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, ela já havia expressado uma conclusão sobre a orientação política das mulheres feministas: “Não queria comprar mais briga com essas mulheres de esquerda. As mulheres que mais me acolheram em toda a minha vida eram mulheres de direita ou que não têm ideia nenhuma de feminismo […] O movimento não é essa coisa bonita que elas pensam ser […] Faz coisas boas para as mulheres? Faz, mas a maioria delas é burguesa, universitária, tem acesso à internet. Não chega até a mulher periférica”.

Agora, a ativista pretende alertar sobre os perigos do feminismo e se dedicar a evitar que mulheres se tornem adeptas desse pensamento: “O movimento feminista pode prejudicar mulheres de uma maneira irreversível. As constantes perseguições às mulheres que discordam das pautas vão do cyberbullying a ameaças de agressão física e morte. Além do incentivo à promiscuidade, a parar de tomar anticoncepcional e principalmente do incentivo e distribuição de abortivos, que podem levar mulheres a óbito”.

Ao final, Sara disse que “ser mãe é uma dádiva” e que hoje entende o discurso dos que pregam contra o aborto: “É uma experiência que toda mulher que deseja deve passar. Bebês não tem culpa do descuido, irresponsabilidade dos adultos. Precisamos interceder por eles”.

9 COMENTÁRIOS

  1. Ela só disse o que todos nós já sabemos que o ativismo gay junto com grupos feministas querem de qualquer maneira destruir os valores morais e cristãos. Ainda bem que ela abriu os olhos! Que Deus a proteja, pois esses intolerantes tem em si o espírito de Satanás.

      • VANESSA

        Você fala da rede esgoto de televisão?
        A que tem a pior imoralidade chamada novela das 9, que agora começa quase às 10 de tão emporcalhada.
        Um verdadeiro cano de esgoto que desemboca na casa das pessoas
        Homossexualismo, adultério, roubo, mentiras, imoralidade…
        Tem ainda a coisa mais podre, pútrida e putrefata da TV…
        O famigerado BBBosta, assistido por alienados e descerebrados.
        É como uma casa de prostituição 24 horas.
        Deve ser assistido tampando o nariz.

        • Princesa.

          Concordo com vc, esse BBB da globo é um verdadeiro prostíbulo de prostituição, um programa pornô, olha o perfil dos participantes, gays , lésbica, pertubado, pinguço, um verdadeiro prato pra satanás fazer a festa..

          foi dessa BBB , que saiu o Jean Willys, o deputado dos projetos maligno, legalização de aborto, legalização das drogas, legalização da prostiuição, etc..
          Meu repúdio a minha rejeição , a esses tipo de projeto de satanás que querem implantar no País.

  2. Esses esquerdopatas me fazem rir, não suportam ex gays, ex feministas, enfim ex tudo o que não prestava, parabéns Sara Winter,pessoas como você me fazer ter mais vontade de viver e aquela sensação de que nem tudo está perdido.

DEIXE UMA RESPOSTA