Igrejas evangélicas organizam eventos de evangelização durante o carnaval de 2013

9

Com a aproximação do carnaval, várias denominações evangélicas estão se preparando para realizar eventos de evangelismo durante as festas. Com blocos carnavalescos ou até mesmo eventos completos no fim de semana e feriado de carnaval, essas iniciativas visam levar a mensagem do evangelho aos jovens durante a tradicional festa.

Em Minas Gerais, uma das iniciativas nesse sentido está partindo da Igreja Batista da Lagoinha, que em parceria com a JOCUM (Jovens Com Uma Missão), está preparando o impacto evangelístico em Ouro Preto, cidade mineira conhecida por receber um dos maiores ajuntamentos de jovens durante o Carnaval.

– Nos últimos dias, o Brasil sofreu um grande luto, em que vivenciamos perdas de muitos jovens, e também em nossa comunidade. E isso nos impulsiona a sair da nossa zona de conforto, a cumprir o IDE – disse o líder da coordenadoria de missões da igreja, Peterson Amicuchi.

De acordo com o site de igreja, o Impacto evangelístico será realizado durante os dias 9 a 13 de fevereiro. Durante o evento acontecerão ministrações na parte da manhã, enquanto os períodos das tarde, noite e madrugada serão dedicados ao evangelismo nas ruas da cidade.


A igreja organiza também na cidade história o bloco “Jesus é Bom à Beça”, onde cada 15 minutos de desfile, os participantes ajoelham-se e intercedem pela salvação dos foliões. Depois retornam a marchinha com o coro “Vem, vem para Jesus também. Ele te ama!”.

– Convidamos a todos a estarem conosco, inclusive outras denominações, pois levantamos a bandeira do nome de Jesus. Precisamos de pessoas que trabalham com teatro, dança, música, circense (circo) ou que estejam envolvidos diretamente na área das artes, lembrando que também precisamos de intercessores, pastores e obreiros engajados conosco no evento – convida Peterson.

Outra denominação com forte apelo entre os jovens a promover um trabalho durante o carnaval é a Bola de Neve, que está realizando a oitava edição de seu Evangelismo de Carnaval em Santos. O evento, que acontece na Baixada Santista, litoral de São Paulo, vai reunir diversos artistas gospel em uma série de shows que acontece no dia 09 de fevereiro.

De acordo com a igreja, o intuito do evento não é acabar com o carnaval, mas transformá-lo em uma gigantesca festa de adoração ao Senhor. Uma festa onde a alegria e a felicidade não estão aliadas a bebidas, drogas ou sexo, mas no Amor incondicional que alcançou, alcança e alcançará a todos.

Por Dan Martins, para o Gospel+

9 COMENTÁRIOS

  1. Legal, acho legal a dinãmica que usam para levar as pessoas a “adorarem a Deus“ – para trazer os capoeiristas se vestem de capoeirista, para trazer os funkeiros criam “funk evangélico“, e agora para os carnavalescos criaram um “bloco evangélico, muito interessante – e para os homossexuais e as prostitutas, quem será o varão que vai colocar uma sainha e uma bolsinha? e as varoas, qual de voces ira por uma mini-saia e roda a bolsinha na esquina? precisa se parecer com o mundo para poder evangelhisar ele? Tem um versículo que diz: não vos conformeis com este mundo. Pense – reflita – não preciamos ser igual ao mundo, ao contrário, devemos ser diferente.

  2. ESSE NEGOCIO DE EVANGELIZAR NO CARNAVAL E EXTRATEGIA DE CRENTE CARNAL E QUEM VIVE NA CARNE NÃO É DE DEUS.OS QUE SAÕ DE DEUS OS ESPIRITUAIS NO MINIMO FAZ UM RETIRO. CUIDADO COM ESSAS IGREJAS DE PORTA LARGA.

  3. O Carnaval é uma festa com todos os requintes de obscenidades, devassidão, adultérios, prostituição, leviandade, alcoolismo, drogas, violência e coisas afins. As igrejas que desejarem evangelizar no carnaval, devem pensar nas estratégias mais racionais, éticas e objetivas possíveis, mas, jamais criar um “bloco carnavalesco composto de crentes”. Isso é ridículo, estúpido, antibíblico e uma demonstração de limitação e falta de comunhão com Deus. Por que? Observe: Se uma pessoa está em Cristo, nova criatura é, as coisas velhas (carnaval, etc) já passaram, eis que tudo se fez novo. Porventura, é sabedoria plagiarmos festas carnavalescas para atrair os pecadores? Os pecadores devem ser atraídos por algo diferente do que eles fazem. Se esse raciocínio de imitá-los para ganhá-los estiver correto, então deveremos atuar do mesmo modo em todas as esferas, imaginem quantas atitudes semelhantes teremos que tomar? Essa estratégia não tem apoio na sabedoria Divina, na bíblia e nem no bom senso cristão. Observe: II Co 6.14 Não vos ponhais em jugo desigual com os infiéis; porque que sociedade tem a justiça com a injustiça e que comunhão tem a luz com as trevas.

  4. Distintos irmãos, graça e paz!
    Com todo o respeito que temos à iniciativa dessas “denominações” que tentam evangelizar durante o carnaval com blocos carnavalescos de “evangélicos”, no entanto, discordamos em absoluto.
    Esses “líderes” e esses “fiéis”, que se ultilizam desse mecanismo para tentar resgatar almas para o Reino de Deus, a nosso ver, precisam ser resgatados mais uma vez.
    Ora, que tipo de sal e luz está sendo esse pessoal, à luz de Mateus 5.13-16?
    Além do mais, onde está a diferença, conforme Malaquias 3.18?
    Parece-nos que os bem- intencionados meninos estão fazendo eisegese e não exegese do texto de 1 Coríntios 9.22.
    Assim pensamos, tendo em vista à necessidade que eles têm de sair em blocos para evangelizar.
    Do nosso ponto de vista, esses “pastores” que comandam os “passistas gospel”, se encontram enquadrados 1 Coríntios 13.11; 14.20; Hebreus 5.12.
    Oremos por essa criançada que precisa amadurecer, tanto na graça quanto no conhecimento, conforme 2 Pedro.3.18.
    Em Cristo,
    Tadeu de Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA