Naomi Campbell faz campanha para ajudar vítimas do ebola e diz que epidemia é “praga bíblica”

5

A epidemia de ebola que assola a África e já infectou pessoas na Europa e Estados Unidos é vista pela modelo Naomi Campbell como uma “praga” bíblica.

Campbell, 44 anos, é uma das top model mais conhecidas e bem pagas do mundo, e está organizando uma campanha de arrecadação para formar um fundo que possa ajudar famílias que foram vitimadas pela doença.

Entre as ações de Naomi Campbell para arrecadar doações está a realização de dois desfiles com marcas e estilistas dispostos a ajudar.

Naomi Campbell se disse apavorada com a possibilidade de ser infectada pela doença e disse que acredita que tudo isso já estava previsto: “Está escrito na Bíblia que ia haver uma praga e é isso, eu acho que é o ebola”, afirmou ao programa de TV britânico Celebrity Gogglebox.


A modelo também revelou que tem se precavido de forma constante para não ser infectada pelo vírus durante suas viagens a trabalho no exterior.

“Quero uma roupa espacial. É assustador! Não me importo que as pessoas riam, mas outro dia embarquei num avião e usei as minhas duas máscaras. Tenho que me sentir protegida, tenho o meu desinfetante e as minhas luvas de borracha. Sem contar que pulverizo o assento do avião. Isso é o que vou fazer todas as vezes que voar a partir de agora”, disse a modelo.

Naomi Campbell não é a primeira a vincular a epidemia de ebola a uma “praga bíblica”. Recentemente, o pastor Ron Baity, líder da Igreja Batista Bereana em Winston-Salem, no estado da Carolina do Norte, disse que a epidemia aconteceu porque Deus está irritado com o pecado da homossexualidade, e que em breve enviará uma maldição pior.

“Você acha que o ebola está ruim agora, é só esperar. Se você pensar por um minuto e achar que Deus vai ficar de braços cruzados e permitir que isso vá em frente sem repercussões, é melhor você parar e repensar esta situação. Eu quero que você entenda, que [o casamento gay] é crua e puramente uma blasfêmia”, esbravejou Baity.


5 COMENTÁRIOS

  1. esse pastor esta equivocado, se fosse maldicao pelo casamento Gay, os amaldicoados deveriam ser os europeus e americanos e nao africanos que sao os que menos aceitam o homossexualismo. Esta falando como se africa fosse a lixeira do mundo, onde os outros pecam e o lixo cai aqui.

    • Não sei se você estuda História, mas, se estudasse, saberia que a peste negra dizimou quase metade da população europeia na Idade Média. Naquela época, os cristãos já pregavam que isso era castigo de deus. Mesmo assim, a peste negra foi erradicada e, de lá pra cá, já se passaram mais de 500 anos. O comportamento dos cristãos não me causa estranheza. Pessoas que acreditam que o homem veio de um boneco de barro são capazes de acreditar em qualquer coisa que seus líderes religiosos tomam como verdade absoluta. Ainda bem que eu sou descendente do Homo sapiens.
      .

  2. O obscurantismo desses religiosos fanáticos parece não ter fim; em momento histórico que até o Papa Francisco admite a evolução das espécies – dirigida por Deus, diga-se de passagem – aparece essa criatura pronunciando esse disparate total de vingancinha de Deus contra os miseráveis africanos. Se doenças e pragas viessem por castigo divino, os primeiros a serem atingidos seriam esses vendilhões da Palavra (os mesmos que, vivendo no luxo e estando doente, procuram os melhores médicos e os mais caros hospitais para se tratarem) e que expõe, com seu procedimento obscurantista e desordenado, ao vitupério o Evangelho de Cristo, levando, por suas más ações e reprovável testemunho, milhões de pessoas a terem verdadeira aversão pelas igrejas evangélicas.

DEIXE UMA RESPOSTA