Em evento de oração, Barack Obama diz que não se esqueceu do “irmão Saeed” e vai tentar libertar o pastor

5

O presidente Barack Obama afirmou que os Estados Unidos não se esqueceram do “irmão Saeed [Abedini]” e que sua administração fará o possível para conseguir sua liberação.

A afirmação foi feita durante o Café da Manhã de Oração Anual, em Washington, tradicional evento que o chefe da nação se reúne com líderes religiosos.

“No ano passado, nós oramos juntos pelo pastor Saeed Abedini, detido no Irã desde 2012. E eu estive recentemente em Boise, Idaho, e tive a oportunidade de se reunir com a linda esposa do pastor Abedini e seus filhos maravilhosos para transmitir-lhes que o nosso país não se esqueceu do irmão Saeed e que estamos fazendo tudo que podemos para trazê-lo para casa”, afirmou o presidente.

Obama mencionou também as palavras que Saeed Abedini direcionou a ele em uma carta recente: “Eu recebi uma carta extraordinária do pastor Abedini. E nela, ele descreveu seu cativeiro e expressou sua gratidão pela minha visita à sua família e agradeceu a todos nós por estar em solidariedade com ele durante seu cativeiro. O pastor Abedini escreveu: ‘Nada é mais valioso para o corpo de Cristo do que ver como o Senhor está no controle e se move à frente de países e das lideranças através da oração unida’. E ele fechou a carta, descrevendo-se como ‘prisioneiro de Cristo, orgulhoso de fazer parte desta grande nação, os Estados Unidos da América, e preocupado com a liberdade religiosa em todo o mundo”, disse.


Segundo o presidente dos Estados Unidos, o caso de Abedini e os acontecimentos ligados ao Estado Islâmico despertaram a preocupação em combater a intolerância religiosa ao redor do mundo: “Nós vamos acompanhar este trabalho pelo pastor Abedini e todos aqueles ao redor do mundo que estão injustamente detidos ou perseguidos por causa da sua fé”, concluiu Obama, segundo informações do Charisma News.

5 COMENTÁRIOS

  1. Organizações das Nações Unidas?

    Eu me lembro vagamente dessa antiga instituição;

    Era um órgão internacional que buscava estabelecer normas e regulamentações aos associados, seja de condutas ou de éticas, mas sempre apelando em prol dos mais fracos, depois transformou-se em assistencialista.

    Não mais existe, apenas o prédio e alguns servidores acompanhando o processo de extinção/liquidação.

    Acabou-se mesmo, não mais serve pra nada, portanto árvore que não de frutos, que as arranque e lance fora.

    • sou da mesma opinião, o presidente das nações unidas, só sabe falar, falinhas mansas com medo de magoar alguém (dos chefes) enquanto que os pobres e perseguidos sofrem, se refugiam andando de lado para lado, crianças indefesas,
      Mas tomar decisões que resultem e coloquem estas pessoas que andam ao frio e á chuva ao calor á fome á poeira na lama descalços, mal vestidos, porque não há nada para eles,.
      o senhor da ONU, deveria por os pés á paredes e de uma vez por todas colocar o poder que tem ao serviços dos necessitados, necessitados de tudo, tudo. ele tem poder para isso, e será acompanhados por muitos países, EU SEI O SEU NOME MAS NÃO SEI ESCREVÊ LO, FAÇA, O QUE TEM QUE FAZER E FALE MENOS. QUEREMOS VER OUTRAS IMAGENS NOS NOTICIÁRIOS, OS #MAUS# QUE PAGUEM, OS INOCENTES, QUE TENHAM PAZ. BEM MERECEM E A ISSO TÊM DIREITO-

DEIXE UMA RESPOSTA