Papa Francisco adota “tolerância zero” contra pedofilia e manda prender ex-arcebispo no Vaticano

33

O papa Francisco ordenou a prisão de um ex-arcebispo e ex-embaixador da Igreja Católica no Vaticano, por conta de seu envolvimento com crimes de pedofilia, e destituiu o bispo da diocese de Ciudad Del Este, no Paraguai, pelo mesmo motivo.

A prisão a mando do papa – que é um chefe de Estado e tem autoridade jurídica para isso no Vaticano – aconteceu na última terça-feira, 23 de setembro. O  polonês Jozef Wesolowski, de 66 anos, havia sido núncio da Igreja Católica na República Dominicana, entre os anos de 2008 a 2013.

A imprensa do país noticiou acusações feitas a Wesolowski de estar envolvido com o abuso sexual de crianças. A partir disso, o Vaticano o chamou de volta e o submeteu a investigações. Em junho deste ano Wesolowski foi destituído do cargo de arcebispo por um tribunal na Santa Sé. Desde então, ele vivia num convento na cidade-estado, e agora, será mantido no local, em prisão domiciliar, por conta de seu frágil estado de saúde.

No caso do bispo da diocese de Ciudad Del Este, o papa Francisco optou pela remoção do Monsenhor Rogelio Livieres Plano de seu cargo por causa das acusações que constam contra ele sobre envolvimento em casos de pedofilia.


O Vaticano frisou que essa foi uma “decisão difícil, tomada por sérias razões pastorais” pelo papa, depois de uma investigação sobre o bispo, a diocese e seus seminários.

O jornalista David Willey, correspondente da BBC em Roma, afirmou que o bispo paraguaio Livieres Plano estava no centro de um escândalo que veio à tona após a promoção de um padre argentino acusado de comportamento sexual impróprio.

O afastamento de Livieres Plano não tem a mesma extensão do caso de Wesolowski, mas demonstra uma política de tolerância zero do papa Francisco contra casos de abusos sexuais de crianças por sacerdotes católicos.

Nos últimos dez anos a Igreja Católica já lidou com mais de 3,5 mil casos de pedofilia envolvendo padres, bispos e arcebispos.


33 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns ao papa, nada de tolerar, e quando tiver dúvidas que separe imediatamente, vigiando passo a passo.

    Instituição alguma dever proteger e ter compaixão de que desrespeita as crianças.

      • Mary.

        Você aparece e some neste blog, talvez a razão de fazer essa consideração descabida quanto aos meus julgamentos.

        Diversas vezes elogiei esse papa. O que outro, apelei que as autoridades mundiais o resgatasse do vaticano, por entender que poderia sofrer atentado da parte dos grupos que dominam a igreja católica desde o ano de sua criação, 300 dc. a saber, o povo do imperio romano, a quem eles sucederam em nível mundial, ou seja, uma igreja que é uma mistura de santo e diabólico.

        Alerte-se que das vezes que falei bem e apelei pela vida do velhinho, não fiz menção da universal. Quem a insere em tudo é o seu amigo stardust, e que já cheguei a dizer que acho que ele é pago para falar, ou bem ou mal.

    • “Nos últimos dez anos a Igreja Católica já lidou com mais de 3,5 mil casos de pedofilia envolvendo padres, bispos e arcebispos.” , onde se lê LIDOU, lê-se ENCOBRIU.

      e quem disser que estou mentindo, é à favor dessa nojeira!!!

        • Jorge Vinícius,

          Você é cego?

          Quantos são os escândalos sendo levados aos tribunais, e não precisam que o pastor vem denunciar, a própria família quando sabe, já leva ao conhecimento das autoridades, diferente de vocês que tentam encobrir, botar embaixo do tapete.

          Abra o olho, se quiser demonstro um a um os casos que são publicizados nas evangélicas, não precisando fazer acordo financeiro, não precisando bispo encobrir os que estão sob seu comando. A diferença é esta, pois enquanto os evangélicos não poupam, vocês pagam poupança pra não vir à luz.

        • Encobrir o que, amigão? qualquer cisco e a policia ja esta batendo na porta dos evangelicos!! Não temos o “aval papal” para nos ajudar!! Esse negocio de que Silas, Macedo ou qualquer outro deveriam ser presos não se acha prova nenhuma (se acharem, podem prende-los)!! Agora, ja acharam e ainda acham pedofilia na catolica e a noticia não dura dois dias!!

  2. VATICANO, 25 Set. 14 / 01:45 pm (ACI/EWTN Noticias).- O ex-arcebispo polonês Jozef Wesolowski já está em prisão domiciliar no Vaticano. Foi acusado de ter abusado sexualmente de menores e de possuir material pornográfico infantil, conforme afirmou o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, Padre Federico Lombardi.

    O processo contra ele, “com a consequente limitação dos seus contatos”, “pretende, evidentemente, evitar a possibilidade de que o imputado se afaste e a possível contaminação das provas”.

    “Os elementos de natureza documental e testemunhal sobre os quais se baseiam as acusações chegaram ao Promotor de Justiça; tanto as atas do procedimento canônico começado pela Congregação para a Doutrina da Fé, como a documentação que chegou da República Dominicana”, explicou Lombardi.

    O procedimento instrutório sobre o caso do ex-núncio durará alguns meses, “antes que comece o processo”, que, portanto, poderia começar “nos últimos meses deste ano” ou “nos primeiros do ano que vem”. O Promotor de Justiça, completadas as averiguações que considere necessárias e os interrogatórios oportunos do imputado assistido por seu advogado, poderá formular ao Tribunal o pedido de um novo reenvio a julgamento. De ser aceita, começará o processo.

    Foi colocado à disposição do ex-núncio um advogado, mas “naturalmente pode exercer o direito de defesa mediante um advogado de confiança” que poderá ser escolhido por ele. Assim, Wesolowski será processado com base nas normas em vigor da reforma penal de 2013, e poderia ser condenado a seis ou sete anos de prisão, mais eventuais agravantes.

    A prisão que ocorreu ontem pela tarde no Vaticano, onde tinha sido chamado pelo Promotor de justiça do Tribunal vaticano de primeira instância, Gian Piero Milano, foi autorizado para impedir que o prelado abandonasse o Estado da Cidade do Vaticano.

    Além da sentença canônica, ou seja, a redução ao estado laico, terá que responder a um processo penal por parte dos juízes do menor estado do planeta e também à extradição aos países que a peçam (sobretudo a República Dominicana e Polônia, e talvez outros onde tenha servido; sua carreira se desenvolveu na África meridional, Costa Rica, Japão, Suíça, Índia e Dinamarca, como conselheiro da nunciatura, e na Bolívia, Cazaquistão e Uzbequistão, onde foi núncio apostólico).

    Wesolowski é o primeiro bispo preso no Vaticano da modernidade.

  3. ACIDIGITAL

    Vaticano – O ex-arcebispo polonês Jozef Wesolowski já está em prisão domiciliar no Vaticano. Foi acusado de ter abusado sexualmente de menores e de possuir material pornográfico infantil, conforme afirmou o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, Padre Federico Lombardi.

    O processo contra ele, “com a consequente limitação dos seus contatos”, “pretende, evidentemente, evitar a possibilidade de que o imputado se afaste e a possível contaminação das provas”.

    “Os elementos de natureza documental e testemunhal sobre os quais se baseiam as acusações chegaram ao Promotor de Justiça; tanto as atas do procedimento canônico começado pela Congregação para a Doutrina da Fé, como a documentação que chegou da República Dominicana”, explicou Lombardi.

    O procedimento instrutório sobre o caso do ex-núncio durará alguns meses, “antes que comece o processo”, que, portanto, poderia começar “nos últimos meses deste ano” ou “nos primeiros do ano que vem”. O Promotor de Justiça, completadas as averiguações que considere necessárias e os interrogatórios oportunos do imputado assistido por seu advogado, poderá formular ao Tribunal o pedido de um novo reenvio a julgamento. De ser aceita, começará o processo.

    Foi colocado à disposição do ex-núncio um advogado, mas “naturalmente pode exercer o direito de defesa mediante um advogado de confiança” que poderá ser escolhido por ele. Assim, Wesolowski será processado com base nas normas em vigor da reforma penal de 2013, e poderia ser condenado a seis ou sete anos de prisão, mais eventuais agravantes.

    A prisão que ocorreu ontem pela tarde no Vaticano, onde tinha sido chamado pelo Promotor de justiça do Tribunal vaticano de primeira instância, Gian Piero Milano, foi autorizado para impedir que o prelado abandonasse o Estado da Cidade do Vaticano.

    Além da sentença canônica, ou seja, a redução ao estado laico, terá que responder a um processo penal por parte dos juízes do menor estado do planeta e também à extradição aos países que a peçam (sobretudo a República Dominicana e Polônia, e talvez outros onde tenha servido; sua carreira se desenvolveu na África meridional, Costa Rica, Japão, Suíça, Índia e Dinamarca, como conselheiro da nunciatura, e na Bolívia, Cazaquistão e Uzbequistão, onde foi núncio apostólico).

    Wesolowski é o primeiro bispo preso no Vaticano da modernidade.

  4. “Nos últimos dez anos a Igreja Católica já lidou com mais de 3,5 mil casos de pedofilia envolvendo padres, bispos e arcebispos.”

    Oficialmente foram expulsos foram 400 religiosos neste período, o resto é por conta da matéria.

  5. Vocês tem que seguir o exemplo dos evangélicos que são afastados imediatamente caso se comprove o ocorrido.
    a igreja evangélica não tem mosteiros para colocar os pedofilos e deixar a rezar até morrer.

    • sim Luciano.

      seguir os exemplos protestantes.

      bom exemplo o do pa$$tor Marco Pereira né kkkkkk???

      e dos outros que são denunciados e aparece um bando de acéfalo pedindo “provas”. mesmo o Ministério publico apresentando.

      e quando não tem o que fazer, já saem dizendo : ‘nunca foi pa$$tor” kkkkk

      Bons exemplos kkkk

        • pois é Luciano.. mas está na cadeia por conta do Ministério Público, já que os protestantes até hj defendem o bandido.

          se dependesse dos protestantes, aquela monstra ainda estaria “pa$$toriando” as ovelhinhas na igreja dele kkk

          • Evangélico é muito parecido com católico. Acredite nisso e fique esperando mesmas posturas.

            Evangélicos ficam preocupados com possíveis quebras de direitos nos procedimentos investigativos, principalmente quando ainda não há certeza de que o crime foi praticado e se foi tal pessoa acusada.

            Veja que o pastor é julgado preso, os padres, quando condenados, sequer presos vão.

            Se for embuste o caso do pastor? Quem vai ressarci-lo dos prejuízos morais e da prisão?

            Aliás, sobre essa história desse pastor, até autoridades chegaram a se atritar dizendo que havia coisas não devidamente esclarecidas no processo, inclusive com contradições, com testemunhos diversos, com testemunhos refeitos. Deva ser algo muito forte para mantê-lo preso, pois se não for, aí será de se lamentar.

            Continuo acreditando na justiça pátria e nas autoridades, portanto deve ser coisa séria a compor o arcabouço compratório contra o acusado;

  6. Esta é mais uma forma da cúpula da Igreja Católica proteger os seus pupilos. Leva-os para o abrigo do vaticano até a’coisa’ esfriar, após algum tempo ‘solta-os’ para continuar seu ‘evangelismo’, ou melhor, sua predação em cima das crianças e adolescentes. Até quando!!! Hipócritas! Mateus 23:27,28,33

    • E vc acha que nas igrejas neopentecostais, praticantes da teologia da prosperidade, tb não existe uma proteção para os pastores “prósperos”, em cujas reuniões as arrecadações são bem expressiva$? Se informe melhor e vc ficará surpreso!
      Aquela reunião dos Gideões em SC, foi alvo de muitas reportagens sobre drogas e prostituição de pastores, agora me diga – onde eles estão, agora?

      • Mary,

        Gostei do seu senso de justiça.

        Comparar pecado contra criança a outros pecados sexuais de adultos entre adultos, prova que você agora chegou à perfeição.

        Bela juíza, mais que apta a julgar o mundo quando Cristo nos arrebatar, vai dar um show de bola lá no céu. Será destaque número um nos votos e no julgamento aos infiéis e aos fieis.

      • Ah não…, faz anos que muitos padres são acusados de pedofilia, eu cresci ouvindo isso, inclusive acompanhei documentários sobre isso, não estou isentando uma ou outra religião mas só agora foi tomada uma providência mais séria.

        • Sim, faz tempo que isso acontece e é noticiado, mas vc lembra quanto tempo durava esse tipo de noticia? não passa de dois dias na midia!! Mas hoje, o Papa sabe que a população não está tao tranquila como era antes. Lembro de ter visto a pouco tempo (uns 2 anos atras), que foi confirmado um caso de pedofilia, mas que o Papa informou que resolveria esses problemas internamente. no dia seguinte, ninguem falou mais nada!!

DEIXE UMA RESPOSTA