Pastor dispara críticas contra novo filme “Deixados Para Trás” e causa polêmica ao dizer que “odeia Barack Obama” e ora por sua morte

11

Um discurso cheio de ódio e intolerância tem atraído as atenções do público cristão nos Estados Unidos para o pastor Steven Anderson, líder da Igreja Batista Palavra Fiel, da cidade de Tempe, no Arizona.

Anderson diz publicamente que “odeia Barack Obama” e tem orado a Deus para que o presidente norte-americano morra, pois a seu ver, o governo atual tem mergulhado os Estados Unidos em perversidade.

De acordo com o site Examiner, o pastor tem sido tachado de homofóbico e extremista, por conta de suas declarações contra gays. Anderson diz que a Justiça deveria punir com pena de morte os homossexuais assumidos porque essa era a pena que eles receberiam se fossem julgados a partir dos princípios do Velho Testamento.

Deixados para Trás


Não satisfeito com as polêmicas que cria, o pastor Steven Anderson elegeu o ator Nicolas Cage como seu novo alvo. Cage irá interpretar o protagonista do novo filme “Deixados Para Trás”, franquia iniciada com os livros sobre o arrebatamento e que já possui outros três filmes.

Segundo Anderson, a versão estrelada por Nicolas Cage irá distorcer as passagens bíblicas do Apocalipse. Outra queixa do pastor é referente ao ator, que estaria em decadência profissional e querendo se passar por um cristão liberal que na realidade não acredita na Bíblia.

“[Cuidado com as] falsas doutrinas colocadas aleatoriamente atrás do púlpito”, diz Anderson, que também atacou artistas que se declaram cristãos, como U2 e Justin Bieber, dizendo que estes desprezam a fé cristã.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


11 COMENTÁRIOS

  1. Na verdade eu admiro esse pastor, pois ele não é hipócrita ao dizer “amo os gays mas odeio suas práticas”. Ele fala o que tem dentro de si, odeia os gays mesmo e quer que eles morram. Parabéns pastor, aqui no Brasil faltam o Malafaia, Feliciano, Magno Malta e todos os crentes assumirem essa posição, aí eu até tiraria meu chapéu pra eles mas essa conversa mole de amor ao próximo aqui no Brasil não dá pra engolir mais!

    • Devemos assumir posição contra o pecado, não contra o pecador. A igreja deveria ser em sua essência, algo inclusivo, não excludente, a salvação de Deus em teoria é para todos que a procuram. E não cabe a nós julgar ou punir quem está errado, muito menos cobrar pena de morte. Se você realmente acredita nesse Deus, você sabe que quem dá e tira a vida é ele. Então, deixe de alienação e vá estudar a própria Bíblia que deve ser peso de papel na sua casa. Moro com um ateu e ele sabe mais dela que você. Cristão que é Cristão de verdade não odeia ninguém e oferece o bem a todos. Jesus andava com os mais páreas da sociedade, um desses exemplos é Maria Madalena, entre muitos outros. Cuidado com o seu discurso de ódio quanto aos pequeninos do Senhor!

  2. Meu Deus quanta incoerência, esse pastor dizer que odeia alguém, então é assim devemos esquecer o amor às pessoas e viver a lei olho por olho dente por dente, acho que esqueceram se não fosse o amor de Deus por nós, estaríamos todos condenados, só Jesus na causa viu.

  3. Hum… Não concordo não.

    Pois Deus em sua infinita misericórdia pode alcançar qualquer pessoa.

    Além disso, nós cristãos não estamos aqui para JULGAR, mas para levarmos Jesus ao mundo, e orarmos pelas pessoas.

    por fim, Jesus diz que ´com a medida com q medirdes, medirão a vós´.

    Este pastor precisa das nossas orações.

    Paz!

DEIXE UMA RESPOSTA