Pesquisa revela que a maioria das pessoas acredita que “a religião pode resolver os problemas do mundo”

12

No mundo pós-moderno é comum ver pessoas creditando à religião a culpa pelos males da sociedade, como conflitos por intolerância e escândalos de corrupção nas igrejas, por exemplo. Porém, uma pesquisa mostrou que o pensamento de que a religião é negativa pertence a uma minoria.

O Instituto Gallup, um dos mais respeitados dos Estados Unidos, divulgou o relatório de uma pesquisa feita com norte-americanos dos 50 estados do país e que mostrou que 57% dos entrevistados acredita que a fé tem muito a contribuir com a sociedade.

Dentre os 1.028 entrevistados, a maioria entende que “a religião pode resolver todos ou a maioria dos problemas atuais” enfrentados pela sociedade.

Os que acreditam que a religião está desatualizada e prejudica as pessoas são apenas 30%. No entanto, o Gallup destacou que em 1957 esse número era inferior a 10%.


Repercutindo a pesquisa, o portal Charisma News afirmou que o dado mais animador da pesquisa é que, se feita uma análise com as opiniões daqueles que não pertencem ou se identificam com alguma religião, a maioria também disse acreditar que o caminho da fé pode solucionar todos ou a maioria dos problemas do mundo.

“O estudo, infelizmente, não define ‘religião’, nem fornece qualquer repartição de quais crenças foram as mais presentes entre os entrevistados. O Gallup também não define o que são ‘problemas’ de hoje, deixando os inquiridos a responder com base nas suas próprias conclusões”, opinou o jornalista Alex Kocman, acrescentando que “enquanto muitos cristãos tenham medo de descrever a fé bíblica como uma ‘religião’, ainda não é hora de aposentar essa palavra ainda”.


12 COMENTÁRIOS

    • Religiao religa o homem a Deus…..JC que muda a historia da humanidade….”Se humanidade é mundo, entao o que citaram acima nao está incorreto, mudou somente a forma de expressao”…Deus abençoe…

      • A BÍBLIA,sim,se pregada e seguida do jeito que ela é,tem,sim,o poder de mudar o mundo para melhor.Basta as pessoas que se batisam seconverterem de fato e de verdade.Oproblema é que as pessoas ficam fanáticas,convencidas,se achando mais
        importantes que s outras e o batismo nas águas fica igual a um banho de lamançal –
        a soberba e o orgulho espiritual não limpa,apodrece….

        • O problema doscristãos,é que a Bíblia é interpretada de acordo com so interesses de cada seita,sem ênfase no amor,mas n o nome de JESUS de
          maneira abominável por julgar,condenar e querer converter as pessoas a força,não por amor,mas para aumentar os lucros e os votos para eleger
          candidados ns eleições.Resumindo:querem o poder mundano para subjugar
          as pessoas conforme suas ganâncias e seus preconceitos.O evangelho é
          santo e Paulo de Tarso é o modelo de Pastor.O resto é heresias e abomina-
          ções.

  1. Olá.É importante lembrar que a pesquisa não tinha o intuito de perguntar o que é religião.
    Compreendemos que Religião na pesquisa alcança tudo-fé e devoção a qualquer crença, não somente a cristã por exemplo.Uma pessoa que explicar uma crença sem seguir uma Religião tambem poderá estar incluida em um dado da pesquisa entre aqueles que são religiosos basta crer em algum ítem como a crença em Um Deus sem Igreja por exemplo. Assim como alguem que é indiferente a qualquer crença estar junto com aqueles que são ateus.
    Muito provavelmente um ateu pode ser um religioso.Porque os elementos de uma religiosidade está presente ao ateu.Pasme, acredite mas é possível. Se algum ateu quer destruir as religiões comete crime como explica os Incisos 6, 7, 8 do Cap. 5° da Carta Magna Constituição. A tolerância é ordem e não apenas virtude voluntária.Interessante o fato desse artigo estar na Bíblia.
    Um ateu precisa ser visto edentificado-precisa ser confeço como o cristão. Temos que entender que é importante existir todos. Celebrar a vida em suas diferenças e diversidade.É impossível um segmento predominar.Pode ser ideal a ambos mas não atingível. Por isso melhor não tentar. Tornar-se um ativista militante ateu ou cristão poderá gerar a controvérsia de suposta coersão que se assemelha a dominação etc. É como se vende algo que se determina o sucesso da venda. Não exatamente o sucesso pode estar ligado diretamente à grandeza do objeto. É como vender ouro por exemplo.É melhor preocupar-se em crescer através de informações a respeito de clientes.Cada cliente envolve um método.O vendedor é importante, o cliente e a concorrência.
    Assim é importante a diversidade das religiões e o ateísmo.Tudo é nossa riquesa.O ser humano.
    O mundo. Como Jesus Cristo o Messias admitiu a importância da diversidade e união a ela no Santo Livro do Evangelho de São João cap.17. Devemos seguí-lo e celebrar a tolerância, aprender a viver com ela.Obrigado pela atenção.

  2. “…mudança de historia, nao é sinônimo somente de ‘”prosperidade financeira”, mas sim de uma prosperidade em todas as áreas da vida do individuo…”Peçam a Deus a SABEDORIA, O ENTENDIMENTO E O DISCERNIMENTO DE ESPIRITO, para que os comentários aqui sejam edificantes….Deus abençoe….

  3. A religião nunca poderá resolver problemas do mundo, mas JESUS sim, porque ele é o rei da paz, a resplandescente estrela da manhã, jiré, Deus provedor, shamá, o Deus presente, El-elion, Deus único…, maravilhoso, conselheiro, Deus forte, pai da eternidade… e essa é a que eu mais gosto: Emanuel = E(in) dentro, man(homem) e el(Deus), ou seja, Deus dentro do homem. Haja visto que os que o reconhecem como Senhor para ser o seu salvador, vive essa experiência por meio da habitação do Espírito Santo que vem morar dentro dele.
    Abraço a todos!

DEIXE UMA RESPOSTA