Ateu Richard Dawkins afirma que escândalos de pedofilia são tratados com exagero

14

A pedofilia é um crime repudiado pela maioria das pessoas, sejam elas religiosas ou não, e combatida em todo o mundo através de campanhas educacionais e criação de leis severas a respeito do assunto.

No entanto, um dos ateus mais conhecidos mundialmente, o biólogo Richard Dawkins, 72 anos, concedeu uma polêmica entrevista afirmando que existe exagero na forma como os casos de pedofilia tem sido tratados.

A revista Times publicou as declarações de Dawkins no último sábado, 07 de setembro. O ateu afirmou que se sentia incapaz de condenar o que ele classificou como “pedofilia leve”, e que ele teria experimentado na escola quando ele era uma criança, na década de 1950.

Dawkins disse que um de seus professores havia praticado a tal “pedofilia leve” nele, mas isso não teria deixado “danos permanentes”.


“Ele segurou no meu joelho e colocou a mão dentro da minha cueca”, relatou Dawkins. “Estou muito consciente de que você não pode condenar as pessoas de uma época em que os padrões eram diferentes da nossa. Assim como nós não olhamos para trás nos séculos 18 e 19 para condenar as pessoas por racismo, da mesma forma como condenaríamos uma pessoa moderna, eu olho para algumas décadas atrás, para minha infância, e vejo essas coisas como uma leve pedofilia, que não pode ser condenada pelos mesmos padrões que eu ou qualquer um faria hoje”, disse.

O biólogo pontuou que os casos mais famosos de pedofilia envolvem estupro e até assassinato e não deve ser comparado com os casos exemplificados por ele.

As declarações foram recebidas com assombro, e geraram reações. Peter Watt, diretor da Sociedade Nacional para a Prevenção da Crueldade contra Crianças, afirmou que a fala de Dawkins eram “terríveis”. “O senhor Dawkins parece pensar que, porque um crime foi cometido há muito tempo, devemos julgá-lo de uma maneira diferente. Mas sabemos que as vítimas de abuso sexual sofrem os mesmos efeitos, não importa se o crime foi cometido há 50 anos ou ontem”.

Segundo o Huffington Post, Peter Saunders, fundador da Associação Nacional de Pessoas Abusadas na Infância, comentou as declarações de Richard Dawkins, classificando o pensamento do biólogo como preocupante e inútil: “Abuso em todas as suas formas é sempre errado. Mal é mal e nós temos que desafiá-lo sempre e onde quer que ele ocorra”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


14 COMENTÁRIOS

  1. “A pedofilia leve” que ele se refere, na vida dele foi tão leve que já faz mais de 60 anos, e ele ainda se lembra. Está claro que não conseguiu apagar isto da sua vida.

  2. ESSE Ateu e um atoa com suas palavras, noventa e nove virgula nove ponto nove por cento de ser um gay pelo menos os ateus deste site provam isto, então o que se pode esperar das falas de um sujeito como este, são as falas de um ATEU,

  3. De certa forma eu concordo com eles. A iniciação sexual dos meninos geralmente se dá com o “viado da rua” e não acho que isso cause trauma nenhum na criança. Da mesma forma, na roça, a iniciação das molecada ocorre com as cabritas, ovelhas, jumentas e até com as galinhas, e nem por isso aumenta o numero de zoófilos no campo. Em junho, estive em uma cidadezinha do interior do Amazonas e fui assediado por dois adolescentes de, no máximo, 13 anos. Se eu não tivesse a cabeça no lugar, teria cedido aos assédios, mas, se fosse flagrado, quem seria o criminoso? Eu não aprovo a pedofilia, mas acho que fazem Fazem muito alarde sobre o assunto.

  4. Eu falei!!!
    .
    Da mesma forma que, no começo do século XX, o divórcio foi ficando mais aceitável, depois a libertação sexual na década de 60, depois o casamento homossexual na década de 90, teremos a pedofilia como algo “aceitável” no futuro.
    .
    Esses mesmos que militam a favor dessas coisas, irão ter crianças como amantes no futuro. É só não penetrar!!

  5. A cada dia mais se confirma o porque do ateismo revoltado do biólogo Richard Dawkins, já havia lido varias vezes que ele foi molestado por um Pastor Anglicano na infância. Embora esse papo de “pedofilia leve” mas a verdade é que isso marcou de tal maneira a vida dele que até hoje ele briga e coloca a culpa em Deus. Isso explica claramente o jeito de ser dessa pessoa incoerente, sem respeito e nenhum bom senso. Deus tenha misericórdia e cure essa ferida tão profunda que o faz tanto mal e pior tem feito mal a muitos.

DEIXE UMA RESPOSTA