Russos são presos por “tentar ressucitar” facínora como Jesus fez com Lázaro

4

Dois jovens russos foram presos pela polícia de Moscou após jogarem água benta no mausoléu que abriga o corpo mumificado de Lênin, na Praça Vermelha, aos gritos de “Levanta-te e anda!”. De acordo com um vídeo postado na internet, os jovens passaram pelas barreiras que protegem o mausoléu antes de borrifarem o local com grandes garrafas de água.

O ato aconteceu no dia em que os cristãos ortodoxos celebraram na segunda a Epifania, que marca o batismo de Cristo no rio Jordão, e durante a qual os fieis mergulham simbolicamente nas águas geladas de rios e lagos.

Segundo a OVD, ONG especializada nas prisões de ativistas na Rússia, os jovens responsáveis pelo ato são Evgueni Avilov e Oleg Bassov, membros de um coletivo de artistas, o Blue Rider. Segundo um porta voz da ONG, o objetivo da ação foi “destruir o mito de que Lênin é imortal ao tentar ressuscitá-lo no dia da Epifania, como Jesus ressuscitou Lázaro”.

A exposição do corpo do facínora da Revolução de Outubro na Praça Vermelha divide os russos. A maioria da população é a favor da retirada do corpo de Lênin, mas os comunistas apoiam a manutenção do mausoléu.


4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA