Satanista se converte após conversar quatro horas com um Pastor evangélico

Ele fundou uma igreja satânica para adorar o diabo como revolta contra Deus, mas o amor de Jesus Cristo e as orações de um pastor evangélico e sua congregação fizeram a diferença em sua vida, libertando do mundo das trevas

0

O satanismo ainda parece coisa de filme ou mitologia para muita gente. Todavia, é real e possui seguidores, atualmente, mais como uma filosofia “anti-Deus” do que como uma doutrina específica. Para Jacob McKelvy, fundador de uma igreja satânica no Texas, Estados Unidos, o satanismo lhe serviu como expressão de revolta contra Deus, até o momento que se deu conta do quanto era amado por Jesus Cristo, mesmo quando ainda estava no mundo das trevas.

Jacob deu uma entrevista para o site de notícias CBN News, contando um pouco da sua história. Ele informou que se envolveu com o satanismo após a morte da sua irmã, picada por uma cobra.

“Eu nasci e me criei Mórmon, e assim entendi o que Jesus Cristo era e o que Deus era, e se eles levassem minha irmã, eu iria para o lado escuro. Havia muita desesperança e sentimento de impotência em mim. Quando o luciferianismo diz que você é seu próprio Deus, isso é muito poderoso”, disse ele, revelando que foi durante um momento de fraqueza emocional e falta de um relacionamento verdadeiro com Deus que o satanismo lhe atraiu.

Jacob então fundou em 30 de outubro de 2015, a “Igreja Maior de Lúcifer”, localizada em Houston. Segundo ele, sua iniciativa “era uma busca pelo poder”. Na ocasião, alguns cristãos protestaram na frente do templo satânico, mas a atitude de um Pastor fez toda diferença na vida de Jacob.


O Pastor Robert Hogan, líder da Spring First Church, disse aos seus membros que “se você quiser protestar, proteste com os joelhos no chão”, diz a publicação da matéria. “Eu não vou ficar lá segurando cartazes”, disse Hogan, convicto de que a melhor forma de combater o até então satanista Jacob McKelvy era orando e demonstrando amor por ele.

Em agosto de 2016 as orações do pastor Hogan e sua comunidade começaram a frutificar, porque foi nesse momento que Jacob Mckelvy entrou pela primeira vez na igreja evangélica e pediu para conversar com o pastor. Os dois marcaram um encontro e conversaram por quatro horas, resultando na conversão de Jacob ao evangelho do Senhor Jesus Cristo.

“Eu tenho que dizer que Robert é um dos melhores homens que eu já conheci na minha vida. Ele é um homem de verdade”, disse Jacob elogiando o Pastor Hogan, que através do seu testemunho de amor e orações, refletiu a única Verdade capaz de libertar o ser humano da escravidão do pecado.

Jacob agora testemunha o amor de Deus; “o poder, a paz e a integridade que sinto hoje são muito maiores do que qualquer coisa que eu já tenha sentido antes. Eu criei uma igreja para destruir a religião dogmática e Ele [Deus] continuou me amando”, disse ele.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA