Rabino afirma que o plano divino para a redenção da humanidade está próximo de seu desfecho

0

O fim está próximo. Essa é a constatação de muitos cristãos que ao observar as Escrituras, entendem que o dia do arrebatamento e o início da Grande Tribulação se avizinha. No entanto, um rabino compartilha da mesma opinião e avalia que o mundo está quase pronto para a “chegada” do Messias.

Mendel Kessin, um rabino que mora nos Estados Unidos e desenvolve parte de seu trabalho em Israel, onde faz palestras e pesquisas sobre a escatologia – o estudo das últimas coisas -, afirmou recentemente que “o mundo está 98% pronto” para a ascensão do Messias.

Como a ampla maioria dos judeus, Kessin acredita que o Messias ainda não foi revelado ao mundo, pois não crê que Jesus seja o Filho de Deus enviado ao mundo como Salvador.

De acordo com informações do Breaking Israel News, o rabino destacou que acredita que o Messias já nasceu, mas ainda não se revelou ao mundo porque as pessoas ainda não estão preparadas para ouvir sua mensagem.


Na palestra, realizada em uma sinagoga de Jerusalém completamente lotada, Kessin afirmou que desde o início dos tempos existe um processo de “retificação” em andamento, chamado tikkun no hebraico, algo necessário para que o Messias chegue.

Dentro desse “plano Divino”, Adão foi o primeiro agente de preparação, com a incumbência de corrigir questões inerentes à humanidade no plano físico e espiritual. “No plano original da Criação, Deus queria que a humanidade fizesse o trabalho de retificação. Não os judeus, mas a humanidade”, contextualizou.

A estratégia foi mantida por dois milênios, mas com a ausência de sucesso, Deus decidiu que elegeria o povo hebreu como o responsável pela retificação, e entregou três estratégias a eles: mitzvot [os 613 mandamentos bíblicos], teshuva [arrependimento] e yesurin [sofrimento].

Interligadas, essas coisas precisavam ser cumpridas integralmente para que o povo alcançasse o sucesso em sua missão de “arrumar a casa”. Entretanto, como não é possível cumprir a lei integralmente, Deus decidiu dar a oportunidade para as pessoas se arrependerem, e quando não fazem, terminam vivendo em sofrimento.

“Toda a história humana tem visado a preparação do mundo para receber a bondade de Deus”, afirmou Kessin, destacando que hoje, essa preparação está 98% concluída: “Deus criou o universo para demonstrar uma quantidade infinita de bondade ao ser humano. O que Deus quer é que você esteja sempre apegado a Ele”, destacou.

Nesse contexto, o rabino dá a entender que, diferetemente do que muitas correntes do judaísmo pregam, o papel do Messias que os judeus aguardam não será político, mas espiritual, elevando as pessoas a um nível maior de compreensão do mundo espiritual, inaugurando uma “era messiânica”.

Kessin costuma falar também sobre a profecia de Ezequiel, sobre uma grande batalha, que estaria próxima de se cumprir: “[Os adversários de Israel] juram que vão matar os judeus com armas nucleares. Essa é a guerra final de Gogue e Magogue”, lembrou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA