Primeiro voto do impeachment foi de um evangélico; PT achava que ele mudaria de opinião

3

O primeiro voto dos 367 que decidiram pela admissão do processo de impeachment foi dado por um parlamentar da bancada evangélica. Washington Reis (PMDB-RJ), “furou a fila” na votação por uma questão de saúde, pois precisava de atendimento médico em hospital. E ele votou sim.

Para os aliados de Dilma, foi uma surpresa que Reis tenha votado a favor do impeachment, pois eles contavam com seu apoio. No entanto, essa expectativa mostra como o governo está perdido em termos de articulação, já que desde o dia 11 de abril o Gospel+ noticiou que ele estava entre os favoráveis ao processo contra a presidente.

“O voto de Washington Reis, o primeiro, pegou de surpresa o governo, que tinha esperança no voto contrário de Reis. A surpresa só mostra o quão perdido o governo está na matemática do impeachment: Washington Reis já anunciou há dias que era favorável ao governo”, reiterou Guilherme Amado, jornalista d’O Globo.

Em seu voto, Reis disse esperar que a partir dessa segunda, 18 de abril, “Deus derrame bênçãos” sobre a nação brasileira. E as menções a Ele foram muitas ao longo das quase dez horas de votação.


O pastor Marco Feliciano (PSC-SP), disse que votava sim “com ajuda de Deus” e por sua “família e pelo povo brasileiro, pelos evangélicos da nação toda” e contra o “PT, partido das trevas”.

Também integrante da bancada evangélica, o polêmico Eduardo Cunha (PMDB-RJ) pediu que “Deus tenha misericórdia dessa nação” ao votar favoravelmente ao impeachment.

Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), enrolado em uma bandeira do estado de São Paulo, votou pelo impeachment e agradeceu a Deus pela chance de votar a favor do processo contra Dilma: “Pelo povo de São Paulo nas ruas com o espírito dos revolucionários de 32, pelo respeito aos 59 milhões de votos contra o estatuto do desarmamento em 2005, pelos militares de 64, hoje e sempre, pelas polícias, em nome de Deus e da família brasileira, é sim! E Lula e Dilma na cadeia!”

Cabo Daciolo (PTdoB), conhecido por suas manifestações religiosas em seus discursos, disse “glória a Deus” quando chegou ao microfone, protestou contra Eduardo Cunha, e profetizou contra a TV Globo: “Eu nome do Senhor Jesus eu decreto a queda de vocês a partir de hoje”.


3 COMENTÁRIOS

  1. Evanjegues são iguais capim ., estão em todo lugar ., suas raposas de satanás , estão dominado o Brasil ., ceifando os dízimos e nos roubando no congresso fazendo conchavos corruptos e o líder desta raça. E satanas e Cunha.,

DEIXE UMA RESPOSTA