Sob risco de ter o mandato suspenso, Jean Wyllys se compara a Jesus: “Pai, afasta de mim esse cálice”

0

O ativista gay e deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) causou nova polêmica ao comparar-se a Jesus durante a via-crúcis, pedindo a Deus que o afaste do cálice de ter seu mandato suspenso por ter cuspido em Jair Bolsonaro (PSC-RJ) durante a sessão que abriu o processo de impeachment contra Dilma Rousseff (PT).

No último dia 13 de dezembro, o deputado Ricardo Izar (PP-SP), relator do processo disciplinar contra Jean Wyllys no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, pediu a suspensão do mandato do colega por 120 dias, uma pena alternativa à cassação de mandato por quebra de decoro parlamentar.

Agora, com a volta das atividades parlamentares, Jean Wyllys aproveitou para trazer o assunto de volta à imprensa, fazendo um discurso em que se expõe como vítima. Durante sua fala, menciona casos de agressão a homossexuais, como se o processo disciplinar que sofre fosse resultante de sua opção sexual, e não por ter cuspido em outro deputado, com a longa sessão da Câmara dos Deputados sendo transmitida ao vivo, em rede nacional.

+Feliciano critica Jean Wyllys e Zé de Abreu por cuspirem em adversários

“Hoje, na situação em que o Brasil se encontra, em que uma camarilha de fariseus hipócritas tomaram o poder, e na situação específica em que eu me encontro, difamado e ameaçado de ter o mandato suspenso por ter reagido aos insultos de canalhas corruptos e homofóbicos, hoje eu quero repetir o apelo de Jesus”, disse Wyllys, ajoelhando-se e derramando vinho sobre a própria camisa. “Pai, afasta de mim esse cálice, de vinho tinto de sangue”, acrescentou, fazendo referência à passagem bíblica e à música “Cálice”, de Chico Buarque.


A performance melodramática do deputado aconteceu no Teatro Rival Petrobrás, no Rio de Janeiro (RJ), durante um intervalo da apresentação do cantor João Fênix.

Assista ao vídeo com a íntegra do discurso de Jean Wyllys:

Assine o Canal

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA