Brasil

Psicóloga cristã afirma que decisão do STF sobre aborto pode “implantar a cultura da morte no Brasil”. Leia na íntegra

Comments (6)
  1. No dia desta votação pela manhã eu estava publicando um artigo em um site que mantenho e este trecho sequir pareçe ate profético:

    Já os componentes do governo da Dilma são na maioria feministas, estão juntamente com o tal de TSJ tentando implantar a qualquer custo a agenda demoníaca do aborto, hoje mesmo o supremo vai votar uma lei sobre aborto de fetos anencefálicos, mas independente do resultado sei que a Guerra contra a vida vai continuar aqui no Brasil e no mundo, resta a nós, as pessoas de bem, fazer oposição a esta agenda.

    Penso que estamos nos dias da colheita, cada ser humano já tomou seu lado na guerra e estas palavars do livro do apocalipse se palicam hoje:

    Disse-me ainda: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo. Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda e quem é santo, santifique-se ainda. Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o ômega, o primeiro e o derradeiro, o princípio e o fim.
    Apocalipse 22 : 10 a 1

    Outro trecho do artigo:

    O aborto envolve diretamente o atrito de duas personalidades distintas, Deus e o diabo, Deus foi quem determinou ao homem mesmo antes da entrada do pecado no mundo o famoso ‘ crescei e multiplicai ‘, no mandamento deixou claro ‘ não matarás ‘ e o próprio Jesus Cristo que é a representação máxima de Deus entre os homens foi apresentado pelo escritor do livro de Atos como ‘ o autor da vida ‘ e o próprio Jesus se apresenta como sendo a própria vida em sua essência. Vejamos os textos:

    Caso julgue útil favor manter o link : http://www.edigarcaires.com.br/assassinato_de_criancas.php

    Fiquem na paz.

  2. Jany disse:

    Serão homicidas diante de Deus, todos aqueles que tais obras praticarem e réu de juízo (mt 5.21)! O mundo está violento por falta de temor e amor a Deus, e por falta do conhecimento da vontade de Deus! Deveriam pensar mais a respeito do que Jesus Cristo de Nazaré ensina, já que Ele foi o ÚNICO QUE DIVIDIU A HISTÓRIA DA HUMANIDADE EM ANTES E DEPOIS DE CRISTO. E vc que é ateu, cético, espírita, incrédulo, ou outra coisa qualquer que inventaram, não tem como fugir dessa realidade. O Fantástico Mundo Da Disney, fez e faz um excelente trabalho de “imaginações e fantasias” diante de qualquer situação que as pessoas se encontrem. Sejamos mais realista com o fato de que a Morte de um ser vivo por sua deficiência, é querer ser “Deus” e Juíz do mesmo, e na Bíblia diz que o único que quis ser como Deus foi lúcifer, o diabo. O que as pessoas não vêem, é que, se todos praticassem o “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao seu próximo como a ti mesmo”, o mundo não estaria do jeito que está. Ninguém trairia uns aos outros, ninguém mataria/roubaria/odiaria /difamaria uns aos outros, e por fim, todos aceitariam e ajudariam uns aos outros em suas deficiências e limitações. O que as pessoas não querem é se dar o trabalho de ajudar o próximo como nos é ensinado por Deus. Ser doador (do seu tempo, da sua ajuda, das suas habilidades) é o mesmo que praticar a compaixão para com o próximo, e o contrário disso se chama egoísmo (atitude da pessoa em colocar seus interesses, opiniões, desejos em 1.lugar, em detrimento do ambiente e das demais pessoas com que se relaciona – no caso, morte dos anencéfalos).

  3. Pitagoras disse:

    Carolaine Souza, (do face) como seria possível falar de aborto quando se está morto??? Muito inteligente sua lógica….

  4. Jany disse:

    Serão homicidas diante de Deus, todos aqueles que tais obras praticarem e réu de juízo (mt 5.21)! O mundo está violento por falta de temor e amor a Deus, e por falta do conhecimento da vontade de Deus! Deveriam pensar mais a respeito do que Jesus Cristo de Nazaré ensina, já que Ele foi o único que dividiu a história da humanidade em a.C e d.C. E vc que é ateu, cético, espírita, incrédulo, ou outra coisa qualquer que inventaram, não tem como fugir dessa realidade. O Fantástico Mundo Da Disney, fez e faz um excelente trabalho de “imaginações e fantasias” diante de qualquer situação que as pessoas se encontrem. Sejamos mais realista com o fato de que a Morte de um ser vivo por sua deficiência, é querer ser “Deus” e Juíz do mesmo, e na Bíblia diz que o único que quis ser como Deus foi lúcifer, o diabo (o maior enganador e influenciador do mal de todos os tempos). O que as pessoas não vêem, é que, se todos praticassem o “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao seu próximo como a ti mesmo”, o mundo não estaria do jeito que está. Ninguém trairia uns aos outros, ninguém mataria/roubaria/odiaria /difamaria uns aos outros, e por fim, todos aceitariam e ajudariam uns aos outros em suas deficiências e limitações. O que as pessoas não querem é se dar o trabalho de ajudar o próximo como nos é ensinado por Deus. Ser doador (do seu tempo, da sua ajuda, das suas habilidades) é o mesmo que praticar a compaixão para com o próximo, e o contrário disso se chama egoísmo (atitude da pessoa em colocar seus interesses, opiniões, desejos em 1.lugar, em detrimento do ambiente e das demais pessoas com que se relaciona – no caso, morte dos anencéfalos). Deixemos, pois, cada um viver o tempo determinado por Deus, e não pelos homens. Estar contra a vida é estar contra Deus. Nós amamos a todos e por isso mostramos as conseqüências de ser um homicida.

  5. Dérik Fantini disse:

    Somos um estado laico. Vale-se ressaltar que o Estado não esta obrigando a mulher com um feto anencéfalo, a vir fazer um aborto. Nossa Carta Magna, prega em seu explendido texto, o Principio da Dignidade da Pessoa Humana. Evitando a autonomia da mãe, se estaria atingindo esse princípio, tendo em vista que sem autonomia, o mesmo estaria sem valor. Essa decisão da Suprema Corte, traz em sua decisão o direito para as mães que querem fazer o aborto nesses casos, assim beneficiando uns sem afrontar o direito dos outros. Volta a repetir o que o amigo Pitagoras publicou: ” sem vida não tem o que se falar em aborto”. Negar esse direito a essas tristes mães afrontaria tambem outro Príncipio Constitucional, o da Legalidade, onde se retrata, que ninguem será obrigado a fazer ou deixar de fazer se não em virtude de lei.
    Caros colegas, obrigado pelo espaço. E lembrem-se, o Direito se cria a cada dia,imagine nossas vidas hoje, sobre a ótica da Lei de Talião.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *