Mundo Cristão

Governo brasileiro estuda restringir missões cristãs na Amazônia

Comments (1)
  1. marta chrisóstomo silvares disse:

    Estaria mesmo correta a sra. Ima Vieira do que está dizendo? Creio que para dizermos que alguém está sendo de alguma forma “violado em suas práticas tribais” isso demonstraria que ao ser humano em questão não se dá nenhuma opção. Ou seja, não você não pode mais fazer o que faz porque eu não permito. Mas se deveras é dado a este, o direito completamente individual de escolha entre este ou aquele ritual de adoração, se é permitida a ele a decisão sobre o que ele deseja de fato. Onde estaria afinal, a violação? Não estaria no fato de se proibir o falar sobre uma nova prática onde nada precisa ser violado para se ser aceito, onde só o amor e o perdão são a fonte de luz em meio a trevas de ocultismos que se deseja manter, não se sabe porque razão. É correto pensar que uma pessoa (e os indios são pessoas, gente, seres humanos que pensam e podem decidir sozinhos o que é de fato melhor para eles) vai dizer que gosta de algo, se só tiver aquilo por falta de opção. Mas uma vez que ela tem escolha, então que se escolha, afinal, ao que se quer crer, servir, fazer, adorar! Não seria lógico então dizer, também que no final das contas, as práticas cristãs (que pela constituição deveriam ser livres) estariam começando a serem violadas de alguma forma?
    Práticas tribais???? Será que não se vê como soa absurda essa frase, ou essa expressão, é como se estivessemos falando de seres que são estudados como numa vitrine ou num microscópio… São práticas religiosas, sim, culturais, sim.
    Mas será que todos ficaram cegos e tratam as pessoas que o “homem branco” cisma em isolar nas florestas e longe da civilização como se fossem seres de outra espécie?!!!!!!
    Porque eu sei, que à noite na floresta faz frio, chove, e se há roupas e cobertas, esses homens vão estar mais protegidos e esse o motivo que eles não querem estar nús tanto assim depois que tem roupas, não tem nada haver com estarem nús ou cobertos e sim questão de frio e quente, animais e sujeira e terra nas partes intimas.
    Sei também, que se ensinarem a esses homens e mulheres que tem faculdades mentais normais, que se eles usarem a beira dos rios para suas necessidades fisiológicas na primeira cheia, a água trará de volta a sujeira e eles ficarão doentes, não mais o farão.
    Dê uma casa de alvenaria, para uma índia dona de casa ter asseio, cuidado melhor com os filhos, proteção contra as intempéries e animais silvestres e depois pergunte se ela quer sair de lá. Claro que não. Sabe porque ? Não estamos lidando com animais e sim com seres humanos munidos de inteligência.
    Afinal, não foram os missionários cristãos que, pagaram com bebida a entrada nas tribos, ou aldeias. Com certeza não foram. Mas como será que tantos outros conseguem chegar até lá?
    E qual seria a prática tribal tão perfeita que não poderia melhorar pelo conhecimento, todos nós não evoluimos dessa maneira, aperfeiçoando práticas nem tão corretas assim, à medida que as barreiras do misticismo ia sendo jogado por terra. Será que os tão bem intencionados estudiosos levam em conta a perfeição da prática de se jogar um recém nascido na mata, porque só um é bom, o outro tem algum espirito ruim( já não passamos por essa fase na evolução quanto aos seres humanos que nasciam com algum defeito fisico, ou mancha no corpo, ou problemas mentais…) Primeiro nós os afogavamos, depois evoluimos e os tranformamos em bobos da corte, depois os colocamos em instituições, e depois criamos remédios para eles conviverem em sociedade novamente. Que estranho, ouvir cientistas e estudiosos, falarem sobre manter a não evolução…. Uma pena uma grande pena e um grande atraso para o homem…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *