Lula se compara a Deus, citando a Bíblia, ao pedir para “não usar meu nome em vão”

Em mais uma comparação absurda do ex-Presidente Lula usando termos bíblicos, dessa vez como réu na Lava Jato, ele disse que as pessoas deveriam ler mais a Bíblia para não usarem seu nome em vão

1

Para quem já viu o discurso politizado de Luis Inácio Lula da Silva no velório da própria mulher, certamente não se surpreende com a capacidade do ex-Presidente falar coisas absurdas, e tentar interpretá-las, especialmente quanto envolve elementos bíblicos. Dessa vez, Lula se comparou a Deus e sugeriu que pessoas deveriam ler mais a Bíblia para não usarem seu nome em vão.

O vídeo com o depoimento de Lula como réu na Lava Jato repercutiu negativamente na população, especialmente entre os cristãos, ao se comparar implicitamente a Deus, referindo-se a passagem de Êxodo 20:7, que diz “não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão”, quando foi perguntado sobre a utilização do seu nome pelo pecuarista José Carlos Bumlai, supostamente, para facilitação de contratos com a Petrobras. Em resposta, Lula disse:

“Doutor, se o senhor soubesse quanta gente usa meu nome em vão… De vez em quando, eu fico pensando que as pessoas tinham de ler mais a Bíblia para não usar tanto meu nome em vão”.

Essa não é a primeira vez que o ex-Presidente Lula utiliza termos bíblicos ou referência religiosa em comparações esdrúxulas ou críticas a operação Lava Jato. Em dezembro passado, publicamos uma matéria onde Lula culpa a Lava Jato pela crise econômica no Brasil e chama, pejorativamente, de “ungidos” os procuradores evangélicos na operação:


“[O que não dá] é você ter em Curitiba, sabe, um agrupamento especial de pessoas ungidas por Deus para salvar o mundo. Eles têm noção de quanto a Operação Lava-Jato já causou de prejuízo à economia desse país, ao PIB desse país? Eles têm noção de quanto desemprego já causou?”, questionou ele.

Por fim, o vitimismo de Lula acompanhado de comparações absurdas com trechos bíblicos é antigo. Em 2010, durante a primeira campanha eleitoral para Dilma Rousseff, Lula disse durante um discurso em Garanhuns, Pernambuco, que “meu corpo estaria mais arrebentado que o corpo de Jesus Cristo depois de tantas chibatadas”, em uma insana comparação com o sofrimento de Jesus Cristo. Na ocasião, Lula procurava se desvencilhar das suspeitas do seu envolvimento no caso do mensalão.

Se a população precisa ler mais a Bíblia, certamente Lula é quem mais tem essa necessidade, de ler, aprender e temer o único e verdadeiro Deus que não se deixa escarnecer, como está escrito:

“Não vos enganeis: Deus não se permite zombar. Portanto, tudo o que o ser humano semear, isso também colherá!” (Gálatas 6:7)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA