Mundo Cristão

Pastor Ricardo Gondim ressalta importância do diálogo entre religiosos e ateus

Comments (31)
  1. Se ele se justificasse dizendo que tornou-se católico, seria uma via menos humilhante para justificar que esta, a de simplesmente não crer mais que há esperança no Evangelho entre os evangélicos. Que há, sim, uma crise e esta deve ser combatida e resistida – ainda que não apresente qualquer resultado aparente de avanço. Resistir, pastor Gondim, como muitos assim o fizeram; em meio as chamas da discórdia e da perseguição religiosa, em meio à intolerância doutrinária e denominacional. Resistir. É o que nos faz cristãos, a resistência em Cristo sobre as coisas deste mundo, sobre as ingratidões de homens (que não deveriam significar algo para quem de fato se firma no Alto). Cansaço vamos sentir, fadiga irá nos derrubar e eventualmente o desespero em ver tantas almas se enganando. Mas desistir, não.

  2. Diálogo da religião com ateus só vai dar certo quando os muçulmanos fizerem a paz com os judeus. Já pensou o aitolá khamenei, Armadinejad selando a paz com Netaniahu e os judeus? Vou com Lula tomar uma 51!

    1. Jamais deveáiamos andar em guerra com homens de outras religiões. Também jamais deveremos sentar no mesmo espaço para adorar um deus diferente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *