Brasil

Em entrevista, pastor Waldir Agnello fala sobre sua trajetória e desejo em ser presidente nacional da Igreja do Evangelho Quadrangular no Brasil

Comments (5)
  1. Sou menbro da IEQ desde que nasci. A entrevista do Pr. waldir na teoria é muito bonita, quero ver na pratica. Não tenho direito de votar, por isso o maximo que posso fazer é orar para que Deus dê uma nova história para essa igreja. Que eu queria que a presidencia mudasse isso eu queria e como queria, mas espero se outro Pr. ganhar possa honrar a Deus e a linda história que a IEQ tem.

  2. concordo com o pastor waldir, belo horizonte quer mudança, estamos cançado da má administração atual, estamos com pr agnello

  3. CONCORDO COM VC PASTOR, MINAS GERAIS TODA ESTA CONTIGO, ESTAMOS CANSADO DESSE SISTEMA DE POLITICAGEM

  4. malAFAIA CRIOU UMA FALSA DOUTRINA, E FOI PUNIDO, PERDEU SEU HORARIO MAIS RENTAVEL, PARA VENDER BÍBLIA DE 911, OO REAIS, PARA VALDEMIRO.

  5. Apc Leandro disse:

    Anseio por mudança!!!!!!!!!

  6. porq nao foi feita essa entrevista antes do ano eleitoral para presidente do CND? e quando ele era deputado ele exrcia cargos na administração da igreja? porq ja que o Pr. Waldir tendo acesso ao plenario da convenção nacional nunca fez esse pronunciamento? Será que se ele nao fosse candidato a presidencia ele teria dado essa entrevista? e se daria porque nunca deu? PARE PENSE E CONCLUA!

    1. wilddes vc talvez vc não esteja acompanhando as eleições para presidente da igreja! e não saiba o acontece com aqueles que questionam a liderança atual só nesta circula de dezembro mas de 500 pessoas se desligaram da igreja, muitas delas porque não aguentam mais eu não0 duvido de aparecer alguma coisa para tentar o pr waldir de concorrer não existe mais plenario, antes desta administração nas convençoes os pastores podiam falar hoje é td ( fora de ordem) como aprenderam em brasilia. um abraço te peço apoie o pastor waldir e vc não vai se arrepender, eole é sim um homem integro e é isso que stamos presizando fica na paz meu irmão.

    2. Wilddes, talvez você não saiba (ou não se lembre) mas o Pr Waldir foi questionou e depois, na justiça, conseguiu anular a CONVENÇÃO EXTRAORDINÁRIA de 2008. E sabe por que? Porque o atual presidente queria promover mudanças no estatuto e se perpetuar na presidência. O Pr Waldir enfrentou o atual presidente e nos salvou de um mal muito maior. Procure saber sobre isso (e muitas outras atitudes em benefício da Igreja) e fique em paz irmão.

  7. Ao ler esta entrevista, percebo que ha muito o que fazer pela Igreja Quadrangular no Brasil,.nada como uma pessoa dinamica e bem preparada dar por tudo isso em pratica.A quantidade de pastores que deixaram a nossa denominacao demostra esta grande necessidade de mudanca.

    1. Alem de um bom Santista, ele vai fazer a diferenca nas I.E.Q. estamos orando pr. Waldir.

    2. é isso ai queremos mudança!!!

  8. CONCORDO COM PR VALDIR, O ADMIRAMOS MTO …E ELE PODE CONTAR CONOSCO E COM NOSSAS ORAÇOES.

  9. Eu fui vitima deste sistema politiqueiro arcaico da i.e.q. assim como eu muitos colegas foram expulsos por não concordar com esta ditadura do C.N.D e dos C.E.Ds

  10. Bauru Ieq disse:

    http://www.youtube.com/watch?v=yaBkLJhZu9A Em entrevista, pastor Waldir Agnello fala sobre sua trajetória e desejo em ser presidente nacional da Igreja do Evangelho Quadrangular no Brasil

  11. Acho um grande desafio podermos operar nas questões sociais. Citando Waldir, "… escolas, casas de recuperação, centros de comvivência…hospitais…" Prá mim isso é o que importa quando falamos de atuação da Igreja. O grande desafio, em minha ótica, não é abrir centros assim, mas manter. Manter profissionais com salário digno, infra estrutura, boa administração…. O fortalecimento da obra missionária também é fundamental. A Igreja tem se abstido do fazer. Estamos muito centrados no receber. Isso tem a ver com as bases do Evangelho que tem sido passadas de uns tempos prá cá. A Igreja precisa ter a essência do fazer, do servir. Não só do receber. Isso é bem pesado de assumir, na minha opinião, Pr. Waldir… bem pesado…. Vou admirá-lo muitíssimo se você o conseguir!! Deus o abençoe, fortaleça e direcione! Abração!!! Conte com as minhas orações!!

  12. O Pr. Waldir, realmente teve uma prática política voltada para fortalecer ações sociais. Entendo que ação social da igreja é realmente a prática do evangelho: atender ao pobre, necessitado, orfão, viúva, contextualizando essas situações com a vulnerabilidade da familia atual. Infelizmente não é o que vemos na igreja atualmente. O que vemos são lideres querendo receber ao invés de dar. Esse é um grande desafio, quebrar esse paradigma que na verdade é voltar ao evangelho puro. Tenho dúvidas de que consigamos caminhar nessa direção com facilidade…mas temos que buscar mudanças que nos tragam novamente esperança de viver o evangelho como ele realmente deveria ser vivido.

  13. Rafael Garcia disse:

    Pr. Waldir Agnello, estamos com você. Necessitamos de mudanças. Chega da velha administração, que no momento está aproveitando da posição pra fazer uma campanha que não mostra seus princípios, apenas sabe denegrir a imagem dos outros candidatos. Essa administração já estava desacreditada, mas agora com esse posicionamento desonroso nos deixa enojados. Portanto só nos resta esperar que eles colham seus maus frutos nas urnas. Chega de hipocrisia, chega de despotismo. Pedimos as bênçãos de Deus pra você Pr. Agnello.

    Algumas palavras do Pr. Waldir Agnello.

    A Igreja do Evangelho Quadrangular é uma tradicional denominação evangélica brasileira que realiza eleições entre os membros para definir sua diretoria, e esse ano, entre os que disputam a eleição, está o pastor Waldir Agnello, 1º Vice-Presidente do CED- SP, membro da igreja desde 1977, e que já ocupou cargos administrativos na denominação, em todos os níveis.
    Profissionalmente o pastor é professor no curso de pós-graduação da FGV-SP e consultor empresarial, além de membro da diretoria da Sociedade Bíblica do Brasil e do Conselho de Pastores e Ministros. Também já foi deputado estadual por dois mandatos em São Paulo.

    Para o pastor, a Igreja do Evangelho Quadrangular precisa continuar crescendo e acompanhar o aumento da população brasileira; e em relação às obras sociais, o papel das igrejas é contribuir com a sociedade.
    A Igreja do Evangelho Quadrangular está em meu coração desde que, há 34 anos, decidi entregar-me a Cristo. Sob essa bandeira constituí uma família e eduquei meus filhos nos caminhos do Senhor. Nessa Igreja desenvolvi minha vocação ministerial e tenho estabelecido minhas melhores amizades. Há 27 anos faço parte desse ministério, trabalhando sempre com muito esmero. Posso citar como referência meu trabalho junto à Editora Quadrangular, que ao longo de minha gestão conquistou diversos prêmios literários e trouxe muito orgulho à nossa Igreja. Minha ficha de serviços prestados também inclui passagens pela administração nacional, estadual, regional e local.

    Posso dizer que conheço todos os detalhes da nossa estrutura organizacional. Prova disso é minha presença atuante nas Convenções, nas reuniões do Conselho e regionais, sempre apresentando ideias e debatendo propostas na defesa dos interesses da instituição e do ministério, sem nada temer.
    É curioso que após 60 anos de existência, ainda não tenhamos marcado presença efetiva na mídia. Nossa participação na TV e no Rádio, só depende de um planejamento profissional e agressivo de comunicação. Precisamos dar mais visibilidade às nossas igrejas em todo território nacional. O Plano Nacional de Mídia que iremos implantar será moderno, eficiente e promoverá a igreja e não pessoas.

    Temos uma dívida enorme com a sociedade no tocante à presença da igreja no campo social. Mais do que eventuais campanhas de emergência, precisamos pensar em escolas, casas de recuperação, centros de convivência, albergues, asilos, assistência a menores abandonados e até hospitais. Investimento, treinamento profissional e suporte jurídico são exemplos do que podemos fazer.

    A população evangélica no Brasil cresce aceleradamente. Se não investirmos na abertura de obras novas, daremos espaço para que outros ministérios se firmem à sombra do nosso trabalho. Priorizar a implantação de igrejas naqueles municípios aonde a bandeira Quadrangular ainda não chegou e expandir e fortalecer as igrejas nas cidades com maior densidade populacional é uma opção.

    Acho de enorme importância não exercer mandato político ou ocupar cargo público, dedicando tempo integral no exercício da presidência. Além disso, é necessário fazer um governo participativo e democrático. A IEQ precisa fortalecer a visão missionária e atender os interesses das crianças e dos idosos. Precisamos apoiar os talentos na área da música, dança e teatro e, principalmente, promover a unidade e os valores da família.

  14. Adriana Panin disse:

    CONCORDO COM PASTOR RENATO CAJERON, OUTRO INTEGRO QUE AINDA(GRAÇAS A DEUS) INSISTEM E PERSISTEM EM LEVAR COM HONRA O NOME DE NOSSA AMADA IGREJA.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *