Destaque

Regis Danese, Mara Maravilha, Soraya Moraes e outros representaram a música gospel em programa da TV Record, assista

Comments (14)
  1. Daivid Silva disse:

    não gosto do programa do geraldo, mas espero que eles tenham representado bem o evanglelho. embora alguns desses nomes não deveriam estar nesse programa.

  2. JEnifer disse:

    O pior momento quando ele perguntou sobre o segundo casamento da Mara
    rsrsrs

  3. JOÃO ANDRÉ ! ! ! disse:

    Puxa vida, perdi este programa, queria ter assistido a parte da pergunta do 2º casamento da Mara . . . rs rs rs.

    O que ela respondeu Jenifer??? Responde aí por favor, eu não assisti.

  4. pastor nilson disse:

    Mara e Regis são dois instrumentos usados por Deus eu acredito na transformação deles através do Sr. Jesus,ainda, acredito que eles irão levar muitas almas aos pes do Sr.Jesus pois são convertidos e possuem pastores na vida deles que tem visão para apoiá-los em suas caminhadas para a glória.

  5. Tiago disse:

    Hoje em dia, o capitalismo tá avassalador, então cada um procura o mercado que tá dando mais lucro. Eu sei que alguns desses cantores aí são instrumentos de Deus, mas …

  6. Sérgio Murilo disse:

    o evangelho diz: Mateus 10:8 Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. E ai, porque então cobram tão caro para fazer a obra, se é que são usados por Deus deveriam ter somente para seus sustentos como diz o apostolo Paulo. mas este evangelho vivido nestes dias tem destas coisas mesmo somente poder, riqueza e fama é o que interessa. tô fora pois o Senhor Jesus deixou outro evangelho.

  7. JOÃO ANDRÉ ! ! ! disse:

    Concordo contigo Sérgio, as coisas hoje em dia anda muito complicado.

    A Paz do Senhor, queridos.

  8. Karla Cristina disse:

    Olha esse comentário não é justo…eles cobram de acordo com o evento…quantos cantores desses se apresentam em igrejinhas pequenas ficando muitas vezes no prejuizo, por exemplo, o Regis veio cantar na Universal de Madureira e pediu para o Pr. se ele podia passar para o povo 100 CD´s, o pastor consegui passar um pouco mais do que 50 CD´s e ficou por isso mesmo…Quanto maior o evento, maior também os gastos e com certeza o preço a ser cobrado será outro…

  9. Nasimar disse:

    A PAZ DO SENHOR PARA TODOS,OLHAR EU CREIO QUE JESUS NÃO NOS DEU O DIREITO DE JUGAR OS NOSSOS IRMÕES POIS ESSE DIREITO E SO DO PAI E SE ELES ESTAM AGINDO DE FORMA ERRADA ISSO SO DEUS VAI JUGAR E NÃO NÓS.DEVEMOS NOS UNIR CADA VEZ MAS PARA QUE ESTE EVANGELIO SEJAR ANUCIADO HA TODA CRIATURAR.
    (Isaías 55:6) – Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.
    (I Tessalonicenses 3:12) – E o Senhor vos aumente, e faça crescer em amor uns para com os outros, e para com todos, como também o fazemos para convosco;
    (I Tessalonicenses 4:9) – Quanto, porém, ao amor fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros;
    (I Tessalonicenses 5:8) – Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação;
    (I Tessalonicenses 5:13) – E que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós.

  10. JEnifer disse:

    JOÃO ANDRÉ ela enrolou e não falou o motivo só disse q o Nill estava no 2° casamento, q Carla quase se separou e q Geraldo era separado. Disse q todos tem teto de vidro e por isso não pode jogar pedra

  11. wallace disse:

    ESSA MARA MARAVILHA É DE FAZER RIR, ELA TERIA QUE SER EXEMPLO MAS PULA FORA DA PERGUNTA ,O GERALDO NÃO É CRISTÃO,PIOR O QUE CONHECE E NÃO OBEDECE,UM ABRAÇO A TODOS E FIQUEM COM DEUS.

  12. Carlos Roberto disse:

    CANTANDO BOBAGENS
    NA ONDA GOSPEL…

    Entre os absurdos, está esta canção-oração: “Restitui, eu quero de volta o que é meu…” Mas, o que exatamente o novo homem deixou de bom lá atrás para aporrinhar Deus pedindo de volta? O que perdi e quero de volta? Um ministério falido? Um casamento destruído? Um negócio escuso e cambaleante? A namorada que se mandou? Tem mais… E não há na Terra a quem eu queira mais que a Ti… Eu estou disposto a morrer por Ti… E o sacrifício sou eu… Abro mão dos meus sonhos, abro mão dos meus planos, abro mão da minha vida por Ti… Abro mão dos prazeres e das minhas vontades, abro mão das riquezas por Ti… Ufa! Bobagens e mais bobagens… E a igreja vai assim, de bobagem em bobagem, contaminada pela “BATALHA ESPIRITUAL”, que, aliás, é outro equívoco. A classe de catecúmenos, hic!, está às moscas, mas experimente anunciar um curso de “BATALHA ESPIRITUAL” ou de “PROSPERIDADE FINANCEIRA” para ver: Vai bombar! Vai faltar lugar para colocar tantos interessados!

    Nos últimos tempos com o advento do satânico, maldito e perverso do movimento GOSPEL muita bobagem está sendo cantada dentro das igrejas com a maior naturalidade, tudo como se fosse adoração genuína fundamentada na inspiração do Espírito Santo. Cânticos dos mais variados gêneros são entoados e o povão materializa o êxtase num movimento corporal extravasando tudo como se fosse um verdadeiro CARNAVAL RELIGIOSO sem limites. O SINCRETISMO MUSICAL evangélico deste tempo mostra com exatidão que o objetivo principal da música não é mais louvar a Deus e sim expor artistas e vender produtos relacionados com o tema. Hoje, parece não passar pela mente da maioria absoluta dos evangélicos se é correto ou não, à luz da Bíblia, adotar-se este tipo de música para louvar a Deus. O assunto sequer é ventilado pelas lideranças. Antes, existiam apenas dois tipos de música para os cristãos: a SACRA que compreendia e expressava o louvor, e a música SECULAR ou PROFANA. Atualmente, por uma ação espetacular do Diabo, além destes dois tipos criou-se também a música GOSPEL: uma “música para ENTRETENIMENTO de cristãos”. Uma jogada de mestre de Satanás que criou raízes no meio evangélico e que hoje domina literalmente os espetáculos e os shows promovidos pelos produtores que buscam nestas programações uma maneira fácil de faturarem um bom dinheiro. Estes eventos transformaram-se numa mina de ouro trazendo prejuízos incalculáveis para o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo.

    A Igreja tem a obrigação de fazer a diferença no mundo ou pelo menos tinha, e não de se tornar parecida com ele, no entanto isto não acontece por causa do comodismo de nossas lideranças que estão todas subservientes com as mazelas oferecidas pelos banquetes do mundo. A Igreja está se tornando parecida com o mundo, e isto não é, em hipótese alguma, transformá-lo ou ser o sal da terra. É se tornar tão semelhante a ele, já que não faz mais tanta diferença assim alguém se dizer evangélico, católico ou espírita, por exemplo. É tudo farinha do mesmo saco, só mudam os rótulos das embalagens!

    Na ânsia desesperada de “GANHAR ALMAS(?)”, leia-se aumentar o numero de membros, muitos Pastores passaram a tentar anular previamente a maior quantidade possível de fatores que poderiam fazer os seus novos membros deixarem as suas igrejas. Como a música é parte muito importante da vida da imensa maioria das pessoas, sendo consumida diariamente por várias razões, viu-se aí a importância(?) de se produzir e executar nos cultos uma música que não seja tão diferente assim da que esses “NOVOS CONVERTIDOS(?)” já ouviam quando estavam no mundo. Ou seja, o intuito da música GOSPEL não é louvar a Deus, e sim “SEGURAR” o fiel na igreja para que ele não estranhe muito o ambiente; é entretê-lo. Também é esta a razão de existirem danceterias gospel, shows e espetáculos gospel, fã-clubes de cantores gospel, grupos de danças, e de certos eventos famosos, ditos missionários que em dados momentos se converterem em legítimos shows de forró onde o Diabo deita e rola com as esquisitices dos pseudo-evangélicos. E tome labaredas, do inferno…

    Bem vamos á Bíblia, afinal é ela a nossa regra de fé e pratica, ou pelo menos deveria ser. É interessante a situação do apóstolo Paulo! Veja o que ele fala sobre a sua passagem por este mundo: “Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação” – Filipenses 4:11. Paulo é incisivo: “APRENDI a viver contente”. Não que ele gostasse das catástrofes que marcaram seus dias de crente aqui; apenas entendia o curso deste tenebroso mundo avesso a Jesus, e prosseguia. “Sei o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que preciso, aprendi o segredo de me sentir contente… quer esteja alimentado ou com fome” – Filipenses 4:12. Outro texto interessante de Paulo é: “Tendo, porém, sustento, e com o que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes” – I Timóteo 6:8. Você sabia disto?

    Mesmo tendo passado por naufrágios, prisões e sofrido açoites jamais encontraremos Paulo entoando musiquetas anestésicas do tipo: “Vai dar tudo certo!”, isso porque as pessoas sérias – e o Evangelho está cheio de gente séria – sabem que isso não é verdade; nem sempre vai dar tudo certo. Todos nós passaremos por aflições – João 16:33. Curioso é que a mesma música que falsamente afirma que tudo vai dar certo, também lamenta: “Sei que a vida não é só de momentos bons: há tempos difíceis. A vida é mesmo assim…” Uai! Mas, não ia dar tudo certo?

    O apóstolo dos gentios aprendeu a viver contente, pois VIVEU PARA O SENHOR, e não bajulava o próprio ventre. Ele trabalhou mais, plantou igrejas mais que todos, e foi capaz, em Deus, de proferir: “Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação” – Filipenses 4:13.

    A marca principal de qualquer tipo de sincretismo é MISTURAR para DESFAZER as diferenças e produzir algo novo, diferente tanto do que era uma coisa quanto outra antes da fusão. Fundindo-se a música SACRA com a música MUNDANA, ao final não haverá mais a música sacra, e nem a música profana será tal qual era anteriormente. A música mundana, mesmo sendo “EVANGELIZADA”, ou seja, tornada “EVANGÉLICA”, permanecerá sendo música mundana, que não serve para louvar a Deus, mas, no máximo, para entretenimento com é a música gospel. Já a MÚSICA SACRA, com o sincretismo deixa de sê-lo, não podendo mais ser usada para o louvor e a adoração. Pergunto: qual das duas sofre maior prejuízo? Obviamente que não é a mundana! No entanto os evangélicos míopes não conseguem enxergar este desastre que domina os nossos arraiais e acham tudo muito natural.

    Precisamos meditar melhor nas letras que cantamos, pois corremos o risco de, ao invés de agradar e Deus adorá-lo, acabar afrontando o Todo Poderoso com a nossa maldita MÚSICA GOSPEL. Só lembrando: “A musica deve obrigatoriamente falar a alma e ao coração e não aos ouvidos”.

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@hotmail.com

  13. esther disse:

    CARO LEITOR ACREDITO
    QUE APÓS LER O COMENTÁRIO DE
    CARLOS ROBERTO NÃO ME SOBRARAM
    PALAVRAS…

  14. vitoria disse:

    se e verdade este cometario carlos Roberto tem significado, porque hoje eles estao fazendo uma bagunca com o envangelo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *