Vídeo de Donald Trump dizendo que proibirá muçulmanos nos EUA vira propaganda terrorista

3

Um vídeo de recrutamento lançado por um grupo terrorista formado por extremistas islâmicos está causando dor de cabeça à campanha do bilionário Donald Trump à presidência dos Estados Unidos.

O clipe inclui uma fala do pré-candidato do Partido Republicano defendendo a proibição da entrada de muçulmanos nos Estados Unidos, segundo informações do portal SITE Intelligente Group. O trecho usado pelos extremistas mostra comentários de Trump durante uma visita ao estado da Carolina do Sul.

Além da fala de Trump, o vídeo mostra um antigo recrutador da Al-Qaeda, Anwar al-Awlaki, morto em 2011, dizendo aos muçulmanos do Ocidente para “ficar e lutar” ou deixar a região.

Al-Awalaki – que tinha origem árabe mas nasceu nos Estados Unidos – diz no vídeo que os muçulmanos do país devem “aprender com as lições da história” do continente. “Há nuvens de tempestade que recolhem em seu horizonte […] Amanhã será uma terra de discriminação e campos de concentração religiosos”, afirmou, fazendo referência ao passado de perseguição racial.

O material divulgado pelos terroristas mostra o pré-candidato republicano “chamando para um desligamento total e completo da entrada de muçulmanos nos Estados Unidos até que representantes do nosso país possam descobrir o que p… está acontecendo” na crise de imigrantes para a Europa e outros continentes.

De acordo com o grupo SITE, dedicado a monitorar atividades de extremistas nas redes sociais, o vídeo faz parte de um material de propaganda terrorista de 51 minutos, lançado pela filial da al-Shabbab na Somália. Esse seria o segundo vídeo de recrutamento direcionado a muçulmanos nascidos nos Estados Unidos para se juntarem à jihad, e teria sido publicado, no Twitter, pela Media Foundation al-Kataib, uma entidade militante islâmica, segundo informações da agência Reuters.

3 COMENTÁRIOS

    • Clamando,

      Pois não é que é.

      Existe uma regra nas leis internacionais justificando a postura dos países agirem do mesmo modo, na mesma moeda, chama-se princípio da reciprocidade.

      Se bem que eles expulsam e matam os da própria terra, como os de outra, apenas por conta da religião; enquanto aqui no ocidente decorre de crimes sucessivos de mortes.

      Esse povo é doido? Acha que o ocidente vai ficar sem se defender a vida toda? Um dia transborda a paciência, e aí o ser humano esquece a religião e vai à busca de um a um, numa carnificina total, não sobrando ninguém pra contar a história.

DEIXE UMA RESPOSTA