Home » Brasil, Capa, Política

Após série de polêmicas, Marco Feliciano afirma: “Não me arrependo do que disse. Aos críticos não adiantar falar nada”. Confira a entrevista exclusiva ao Gospel+

Avatar de Renato Cavallera Publicado por Renato Cavallera em 6 de abril de 2011

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Após série de polêmicas, Marco Feliciano afirma: “Não me arrependo do que disse. Aos críticos não adiantar falar nada”. Confira a entrevista exclusiva ao Gospel+

Uma semana após a polêmica que tomou conta da internet na semana passada, o Deputado Pastor Marco Feliciano recebeu o Gospel+ e concedeu uma entrevista exclusiva ao portal desabafando contra as acusações e ataques que recebeu.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Segundo ele, suas palavras foram distorcidas, já que em momento algum teria falado sobre cor da pele, por isso estaria triste com a repercussão e os ataques que vem recebendo desde então. Na entrevista o Pastor afirma que existem coisas maiores para nos preocuparmos, como a PL 122 que, segundo ele, com ela aprovada “a Bíblia seria arrancada de nossas mãos”.

Marco Feliciano é televangelista e pastor do Ministério Tempo de Avivamento, além de Deputado Federal do PSC por São Paulo. Vindo de uma infância muito pobre, foi crescendo e se ligando cada vez mais a Jesus, hoje sendo um dos pregadores mais famosos do Brasil: “Eu sou Pastor do reteté de Jesus!”

Triste e indignado, o Pastor Marco Feliciano não fugiu de qualquer pergunta, se abriu e desabafou sobre o caso. Abaixo você confere a entrevista na íntegra:

*A grafia foi mantida como está, a pedido do Pastor

Gospel+: Muitas pessoas viram apenas o que a imprensa mostrou, mas na sua visão o que aconteceu essa semana para que tantos cristãos, ateus, homossexuais e negros se voltassem contra o Pastor?

Marco Feliciano: Simples: fui taxado de RACISTA e PRECONCEITUOSO, coisa que NÃO SOU, NUNCA FUI, e tenho nojo de qualquer tipo de ataque a minorias, até porque como evangélicos, também o somos. Eu citei o fato bíblico e disse que há uma maldição que recaiu sobre o continente africano, não falei sobre COR DE PELE. O Egito e Africa do Sul tem uma grande contingente de africanos brancos… Será que menti quando disse que o continente mais rico do mundo em ouro, pedras preciosas, mercúrio, fauna, e, em alguns lugares, petróleo, seu povo passe tanta fome? Alguem se lembra da Etiópia e Somálica em tempos de crise? Será que menti quando disse que o vírus Ebola e a Aids tiveram origem lá? Alguém se lembram de fascinoras como Idi Amim e Jonas Savimbi? Da violência em Uganda? Quando se lê um texto, sem se aplicar ao contexto, gera-se um pretexto. Ressaltando apenas que, CRISTÃOS GENUÍNOS, não se voltaram contra mim em momento algum. A imprensa geralmente só especula o que é tido como polêmico. Criaram um FACTÓIDE. A maldade está nos olhos de quem vê. Eu sou pastor, conhecido no mundo inteiro por minha postura, fé e dignidade. Aos amigos não precisei explicar nada. Aos inimigos não adianta explicar nada.

Gospel+: Pastor, por favor gostaria que comentasse sobre o envio de sua opinião para a Corregedoria da Câmara e o possível encaminhamento para a Comissão de Ética da casa.

MF: Ainda não fui oficialmente informado sobre isso. Mas se for, não tenho nenhum tipo de preocupação. Afinal, a democracia da o direito a quem quer que seja de falar e expressar seus pensamentos, digo isso a respeito de alguém de fato levar esse assunto a diante.

Gospel+: Ainda sobre a acusação de racismo. No texto bíblico de Gênesis 9, em que Noé amaldiçoa Canaã, para leigos em teologia parece que em momento algum se fala em homossexualismo ou de que a maldição recairia sobre a descendência do filho de Cão, mas sim apenas sobre seus irmãos, por isso muitos ficaram em dúvida sobre o que o Pastor falou. Poderia explicar exatamente como surgiu essa teoria e como o pastor a conheceu?

MF: Ja citei esse assunto em meu site, caso queira basta ler e apreciar por lá. Só lembrando que CANAÃ é a DESCENDENCIA DE CÃO.

Gospel+: O Pastor acredita que sua imagem ou credibilidade foram arranhadas com esse episódio?

MF: De maneira nenhuma. Como disse na primeira pergunta. Aos que me conhecem e tem afinidade com minha história, não preciso explicar nada, e aos demais que questionam tudo o que faço, por exemplo, do suspensório ao cabelo, não adianta explicar nada. Mas tem algo interessante que gostaria de falar aqui. Procure ai na internet um site católico falando contra posições de católicos, ou um site de Homoafetivos falando contra as posições de seu grupo, ou um site de Feiticeiros falando mal de feiticeiros. Agora interessante, que sites que se dizem “Cristãos” se prestem ao desserviços de desconstruir a imagem de um irmão. Sinto que há alguns mistérios nesse assunto. Acredito que algumas mídias supostamente Cristãs, Gospel e Evangélicas, sejam gerenciadas por um grupo anti-cristãos, então camuflando-se de uma roupagem de piedade, mas destruindo o reino por dentro. Fiquemos atentos a isso.

Gospel+: Dentre tudo que aconteceu, desde a discussão com alguns usuários no dia 23 e 24 até hoje, se arrepende de alguma coisa que disse no Twitter?

MF: Do que me arrependeria por exemplo? De citar a Bíblia e aplicar a exegese contextualizada? De afirmar meu posicionamento de que sou contra o ato e não contra o homoafetivo? Do que? Não, não me arrependo do que escrevi. Sou um pastor e lido com o mundo espiritual. Maldição existe e está para o homem, como a salvação está para aquele que crê. E toda maldição é quebrada na cruz de Cristo.

Gospel+: O que o Pastor tem a dizer para os críticos que reprovaram suas ações nesta semana?

MF: Primeiro que eu falo do que ENTENDO. E estudei e ainda estudo a bíblia há 20 anos. Dos quais, 15 proficuamente em livros, seminarios e faculdades. Segundo, a mídia é carente de assuntos, assuntos que possam atrair os olhos da sociedade e pra isso buscam polêmica. Traçar um paralelo entre minha postagem na internet com o caso Bolsonaro é IRRESPONSABILIDADE somada a LEVIANDADE. Caso fosse racista e preconceituoso, porque isso viria só agora a tona? Porque eu ofenderia 70% dos meus irmãos de fé, pois um senso feito no Brasil mostra que esse é o numero de afro-descendentes nas igrejas evangélicas. Portanto também o número dos meus eleitores. Porque ofenderia meu PADRASTRO que é Afro? Parte da minha familia também o é. Seria como se eu vomitasse sobre minha mãe. Terceiro, um grupo influente de pessoas extremamente organizadas que vivem para desconstruir a imagem dos pastores, principalmente da bancada evangélica, que é forte e coesa, com 72 parlamentares, que lutam em defesa da familia, que são contra feitiçaria, entre os quais eu fui o eleito com o maior numero de votos, com excessão do Dep. Garotinho do RJ. Quarto, essa discussão contribuiu pra que todo o Brasil visse a luz clara que existe um outro preconceito bem subliminar acontecendo O PRECONCEITO RELIGIOSO, eclesiofobia explicita. Se cito a carta aos Romanos, sou chamado de Homofóbico, se cito Genesis e falo sobre maldição sou racista, se falo de demonios sou fundamentalista radical, se digo crer no Apocalipse sou lunatico… O apresentador Datena está sendo processado por ACREDITAR E FALAR EM DEUS! Que absurdo é esse? E nesta hora os cristãos ao invés de se unirem em torno de um bem maior, se dividem? Questionam? Acusam? E fazem piadas? Será que se esqueceram que em duas semanas de trabalho aqui na camara, apresentei um PROJETO DE LEI COBRANDO A OBRIGATORIEDADE DO ENSINO RELIGIOSO NAS ESCOLAS? Pois bem, nosso povo talvez nao se ateve a isso, mas os outros grupos tiveram, e se armaram. Se esse projeto vingar, nossos filhos vão aprender cedo as coisas sagradas, e aprendendo cedo nao crescerão desconstruidos, crescerão repudiando os atos demoniacos. Acordem povo de Deus. O alvo aqui não fui eu, foi nossa fé! Nosso segmento! E se alguns não tem posição, EU TENHO! Sou cristão, amo a Bíblia e vou prega-la até morrer ou até a volta de Cristo! Estou Deputado e embora esteja feliz, isso não me empolga! Eu SOU PASTOR, DO RETÉTÉ DE JESUS. Cheio do Espirito Santo! E não me envergonho do Evangelho de Cristo, pois é o Poder de Deus para Salvação daquele que crê!

Gospel+: Porque o pastor apagou alguns twitts, como o que afirma ter chamado de “cachorro” uma pessoa que teria lhe ameaçado de morte e o que chama de gays alguns, inclusive cristãos, que protestavam contra sua opinião. Seria devido a algum mal entendido?

MF: Foi minha assessoria quem apagou. Somos em 4 que cuidamos do Twitter. São milhares de seguidores pra atender. Se apavoraram com a pressão feita, ficaram com medo dos ataques incluindo AMEAÇA DE MORTE, PALAVRÕES, XINGAMENTOS, e assim o fizeram sem me consultar, pois eu até então não sabia. Fizeram errado. Já tratei com eles, só eu posto agora no Twitter.

Gospel+: Em um culto em uma Assembléia de Deus o Pastor falou que sua maldição veio do Rio de Janeiro. Poderia explicar, por favor.

MF: Um movimento de homoafetivos, liderados por um parlamentar, entraram em todos os Twitters dos deputados da bancada evangélica, e tudo que escrevemos eles distorcem, e retuitam provocando um tumulto. Eles, diferentes de nós cristãos, são unidos, e lutam pela sua causa, e nós lutamos pelo que?

Gospel+: Hoje sabemos que o deputado Jean Wyllys, juntamente com a Senadora Marta Suplicy e toda uma frente pró-gay decretaram guerra contra os evangélicos. Na sua opinião, de que forma os evangélicos seriam forte ou “perigosos” para gerar tamanho repúdio de tais políticos?

MF: Nós lutamos pela familia! E nos unimos quando percebemos que o assunto ataca a familia. Nossa luta não é religiosa. É pela familia. Quando lutamos pela familia somos contra este movimento, pois eles querem o impossível, tipo, casarem oficialmente nas igrejas, isso homem com homem e mulher com mulher. Querem que toda literatura tida como “homofóbica”, ou seja, que fale contra eles e seus atos sejam proibidas, nisso A BIBLIA SERIA ARRANCADA DE NOSSAS MÃOS. Por isso nos veem como ameaça aos seus planos. E tentam desconstruir nossa imagem pois sabem que os cristãos se amedrontam com o primeiro grito da sociedade. Foi assim em pleitos passados. Não podemos deixar isso acontecer de novo!

Gospel+: O senhor sendo Deputado se elegeu prometendo defender os interesses cristãos. Já sabemos de seu projeto de tornar obrigatório o estudo religioso nas escolas. Quais são suas próximas prioridades e idéias para esses anos de governo?

MF: Apresento hoje na Câmara o projeto de para oficializar no Brasil O DIA NACIONAL DA ORAÇÃO. Um dia especial onde todos os credos poderão levantar um clamor ao céu. Imagine um país como o nosso, com 190 milhões de pessoas, dos quais 95% professam a fé cristã, ou seja, a maioria crê em Deus, num único dia todos estes se levantaram e orarem? Ai o Senhor ouvirá do céu e SARARÁ A NOSSA TERRA.

E na próxima semana tenho outro projeto a apresentar, mas não posso falar agora, para não ser copiado.

Gospel+: Abrimos agora espaço para o Pastor falar o que quiser e deixar seu recado aos 2 milhões e meio de evangélicos que acessam o Gospel+ todo o mês:

MF: Agradeço ao Gospel Mais, pelo interesse no esclarecimento e na elegancia das perguntas. Aos seus leitores que creio professem nossa fé, peço oração. Eu sabia que enfrentaria o inferno quando aqui cheguei. Sou alvo de satanistas, bruxos, crentes insatisfeitos e alguns ortodoxos que me acham livre demais. Mas queria dizer que continuo o menino da Vila Tatu. Sonhador. Crente batizado com o Espírito Santo, que ama ao Senhor acima de todas as coisas. Que mais uma vez avaliem a história e percebam os interesses do diabo nela. O interesse de grupos especializados em desconstruir imagem de pastor. Gente que sabe que quando falamos a verdade, a verdade LIBERTA. E que continuarei minha empreitada nessa casa, pois foi o Senhor, através do seu POVO a quem amo e respeito que me colocou aqui. Não esquecendo que o que fazia Jesus dizer aos seus discípulos: “E odiados de todos sereis por causa do Meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim será salvo”. Mt. 10:22, era pelo posicionamento deles contra o pecado. Um abraço a todos.

Um abraço em Cristo.



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

142 comentaram, comente você também!

  1. O Pr. está corretíssimo nessas suas palavras.

  2. naum entendo uma coisa, até o papa é contra o homosexualismo e até agora naum vi nenhum comentario sobre ele, agora só pq um pastor fala alguma coisa contra isso aparece um milhão de pessoas criticando ele, pq naum vai criticar o papa tbm??? se cada um tem sua opinião pq ele nun pode dar a opinião dele do modo que ele pensa??? tantas pessoas falam de evangelicos, catolicos, espiritas, candomblés e tantas outras religioes e ninguem fala praticamente nada!!!

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 446,561 comentários no Notícias Gospel.