Home » Tecnologia

Videogame cristão gera polêmica nos EUA

Profile photo of Redação Gospel+ Por Redação Gospel+ em 14 de dezembro de 2006

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

DALLAS (Reuters) – Um videogame cristão se tornou o mais recente campo de batalha nas guerras culturais norte-americanas, com a produtora alegando que ele promove a oração, enquanto os críticos afirmam que o jogo transmite uma mensagem de violenta intolerância religiosa.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

“Left Behind: Eternal Forces” é um jogo de estratégia para computadores, destinado a adolescentes e baseado na muito popular série “Left Behind” de romances cristãos, escrita por Tim LaHaye e Jerry Jenkins.

O jogo tem Nova York por cenário, e a ação transcorre depois que milhões de cristãos foram transportados para o paraíso.

Os jogadores têm por missão recrutar e converter um exército que travará uma guerra física e espiritual contra o Anticristo e seus malignos seguidores.

Um grupo de pressão conhecido como “Campaign to Defend the Constitution”, que monitora as atividades da direita religiosa, diz que o jogo é violentamente pró-cristão, e apresentou uma petição à gigante do varejo Wal-Mart para que suspenda as vendas do produto.

Os críticos descrevem o jogo como “videogame violento no qual os cristãos têm por objetivo converter ou matar aqueles que não aderem à sua ideologia extrema”.

“Depois que o jogador mata alguém, precisa recarregar seus pontos de alma, e para fazê-lo tem de se ajoelhar e orar… Acredito que a mensagem seja extremamente clara”, disse Clark Stevens, co-diretor da Campaign to Defend the Constitution.

O Wal-Mart disse que o produto está à venda nas unidades de sua cadeia onde demanda pelo título era prevista. A produtora do jogo não está preocupada com as críticas.

“A realidade é que o nosso jogo perpetua a oração e o culto religioso, e não há matança em nome de Deus”, disse Troy Lyndon, presidente-executivo da Left Behind Games.

“Há mortes, é claro. Estamos falando de um videogame. Mas a base do jogo é o bem-estar espiritual”, disse Lyndon, que se descreve como “um seguidor de Cristo”, à Reuters.

Ele acrescentou que as vendas do jogo têm sido bastante positivas, desde que o título chegou às lojas, no mês passado.

Print Screens:



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

4 comentaram, comente você também!

  1. O PLANO É DE DEUS, O PROPÓSITO É DE DEUS, A IDÉIA TAMBEM É DE DEUS!!! MAS!!! A ESTRATÉGIA FOI DE DEUS??? DEVEMOS CUIDAR PARA NÃO NOS EMPOLGAR-MOS DEMASIADAMENTE COM UM PLANO QUE NÃO É NOSSO, UM PROPÓSITO QUE NÃO É NOSSO, UMA IDÉIA QUE NÃO É NOSSA, E ATRAPALHAR-MOS ALGO MARAVILHOSO. ENTENDEU? ENTÃO GRAÇA E PAZ…

  2. parece simples a idéia mas o vídeo game foi criado com proposito malíguino.
    crioado para guerra o verdadeiro nome do primeiro video game é dessensibilizador onde pegavam soldados que não tinham coragem de matar e colocavan-no para jogar e matar o inimigo, dai pra frente ele já não teria tanta sensibilidade e nem problema de abater o ser humano.
    obs= história real

  3. Acho muito legal devem seguir em frente com essa …

  4. Audrey Katterynne disse:

    acho legal,pois os jovens cristãos tem seu próprio video game.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 456,667 comentários no Notícias Gospel.

Da Internet e em Inglês para Praticar