Aplicativo da Bíblia Sagrada criado por brasileiro é o segundo mais baixado do mundo

1

Em 2011, pensando em seu uso próprio, o evangélico Marcel Rocco criou um aplicativo da Bíblia Sagrada para smartphones que pudesse ser usado sem consumir dados do pacote de internet. Hoje, quase seis anos depois, ele é o segundo mais baixado do mundo.

Rocco, que é mestre em meteorologia, só passou a oferecer o aplicativo Bíblia JFA Offline na loja Google Play, destinada aos usuários do sistema Android, após a insistência dos amigos.

De acordo com informações da jornalista Mariana Alvim, colunista de O Globo, Rocco “viu, em 2015, o aplicativo terminar como o segundo mais baixado no mundo entre as bíblias digitais da loja virtual [Google Play]. No Android, 10 milhões de pessoas já baixaram o app. No iOS, mais 3 milhões, nos 80 idiomas disponíveis”.

Ainda segundo a matéria, Rocco mudou de ramo, tornando-se empreendedor: “Hoje, tem uma empresa, a MrRocco, que administra 40 aplicativos, a maioria no segmento religioso”, informou Alvim.


A tecnologia no evangelismo

Em agosto do ano passado, o pastor/programador Gregory Ijiwola criou um aplicativo para smartphones que inclui o nome do usuário nos textos da Bíblia, com a ideia de tornar a escritura sagrada mais pessoal e direta.

“Embora a Bíblia contenha milhares de promessas maravilhosas, confiáveis e apropriadas à vida do leitor, quando estas promessas são lidas, elas muitas vezes soam como generalizadas e distantes”, disse Ijiwola, criador do “To You Bible” (Bíblia Para Você, em tradução livre).

O pastor da City Light Church, em Chicago, Illinois (EUA), afirmou que sua ideia, simples, pode ter um efeito grandioso no alcance da mensagem bíblica: “Um aplicativo que preenche instantaneamente o nome do leitor no texto das Escrituras, personalizando as passagens relevantes, faz a leitura da Bíblia ser viva, melhorando a experiência devocional e de edificação da fé dos leitores”, explicou.

O “To You Bible” insere o nome do usuário em passagens que o texto se refere aos fiéis de forma abrangente, como por exemplo, a passagem de Miquéias 6:8, usado na divulgação do aplicativo, que originalmente diz “Ele mostrou a você, ó homem, o que é bom e o que o Senhor exige: Pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus”. Já na versão do aplicativo, o texto é pessoal: “Ele mostrou a você, Fulano de Tal, o que é bom e o que o Senhor exige de você: pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus”.


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA