Árbitro que apitou partida entre Brasil e Alemanha na semifinal da Copa do Mundo é pastor e diz que já ouviu a voz de Deus

15

O árbitro que apitou a partida entre Brasil e Alemanha pela semifinal da Copa do Mundo é pastor de uma igreja no México, e sua atividade fora dos gramados ganhou destaque após a escalação para o jogo.

Marco Antonio Rodriguez é conhecido por ser um árbitro rígido, que não economiza cartões amarelos e vermelhos, mas em seu país, também é conhecido por ser líder de uma igreja na cidade de Milpa Alta, na região metropolitana da Cidade do México, e por recusar um apelido que classifica como “demoníaco”.

Os torcedores mexicanos o apelidaram de “Chiquidrácula” (Minidrácula), graças a sua semelhança física com um personagem de uma antiga novela. O pastor e árbitro não gosta por entender que sua atividade de fé não combina com a brincadeira, segundo informações do Uol.

Em seu testemunho, o pastor deixa claro que teve a vida transformada ao se converter ao Evangelho: “Estou muito feliz de estar aqui hoje. Poderíamos falar sobre porque não dei um pênalti para o Toluca ou porque expulsei Cuauhtémoc Blanco, mas hoje quero contar a vocês como Deus mudou a minha vida”, diz Rodriguez.


A aproximação de Deus aconteceu na véspera de uma partida que apitaria no Qatar em 2003: “Ouvi claríssimo, pela primeira vez: ‘Para agora! Porque vai acontecer uma tragédia em sua família’”. Obediente, ajoelhou e orou por um longo período, até que sentiu uma “paz” no coração.

No dia seguinte, foi informado por sua esposa que sua irmã esteve perto de morrer. Convicto de que a oração havia poupado a vida da irmã, o árbitro passou a dedicar-se mais à fé: “A partir daí, comecei a sentir um desejo ardente de me tornar íntimo de Jesus Cristo”.

O pastor conta que os milagres divinos começaram em sua vida quando sua esposa, classificada pelos médicos como infértil, deu à luz a primogênita do casal, Abigail. Um segundo milagre ligado à família aconteceu na gestação do segundo filho, Shalom, quando um problema no útero forçou os médicos a dizerem que era necessário uma cirurgia para salvar a mãe, mas matar o bebê. “Deus vai nos mostrar algo, Deus vai nos mostrar algo”, disse Rodriguez aos médicos, antes de recusar a cirurgia, mesmo com todos os riscos. “O médico disse que eu estava louco, mas eu acreditava no Senhor”, lembra o juiz, que viu seu filho nascer sem problemas cinco meses depois: “A minha relação com Deus é pessoal”, argumentou.

Marcado nesta Copa do Mundo por ter sido o juiz que não viu o atacante uruguaio Luiz Suárez morder um adversário durante o jogo contra a Itália, Rodriguez pretende passar despercebido na partida de hoje, e voltar à sua rotina de pregador do Evangelho.


15 COMENTÁRIOS

  1. Nao existem casos e casos,ou vc e cristao aos moldes biblicos(radical)ou vc nao e nada enganando e sendo enganado.A igreja que se diz crista no brasil esta como as fontes de agua que abastecem SP.E vai secar mais ate se arrependerem.

      • Paulo trabalhou para não ser pesado para os irmãos, tem muita igrej pequena que não pode manter seu pastor, e ele trabalha fora, não vejo mal ou vergonha nisto, e sim apenas uma necessidade.

        • Veja oque vc quiser.Mas e muito claro o tipo de trabalho que um cristao deve ter-Trabalho com as prorpriasmaos-algo edificante-algo construtivo-algo em que Deus seja glorificado-o primeiro trabalho criado pelo Senhor foi-zelador(se preferir guarda florestal),agricultor organico-este e um bom exemplo de trabalho honesto.correr atras de bola e idolatria.

          • Impressionante como um servo de Desu chama tanta a atenção! Jesus já tinha nos avisado que seríamos perseguidos. É tão bom ver que o pastor nem respondeu, é verdade, o povo perece por falta de conhecimento! Perdendo tempo falando mal da vida de um servo de Desu, terá que se ver com Deus porque nossa causa é do Senhor, e a vingança é dêle também! Mas vc ainda tem uma chance de conhecer Jesus, ele pode mudar sua vida e de perseguidor passará a ser perseguido! Quer conhecer Jesus? Ele está vivo.

  2. Só sei que os dois jogadores que entravam em campo pedindo proteção divina foram afastados dos jogos: um por contusão e outro por cartões amarelos. Será que agora irão agradecer a deus pela derrota do Brasil?

    .

  3. meu que palhaçada não faz muita diferença sendo que o futebol a politica e a religião hj não estão passando de comercio comum com muitos escandalos e faucatruas como sempre mais um se aproveitando de oportuniidades para se elevar coitado!!!!

  4. toda autoridade sobre a terra é constituída por deus , isso é bíblico , o povo de deus falha demais em criticar e julgar as pessoas e se esquecem de um mandamento importante que é levar e pregar as boas novas aos quatro cantos da terra. Paulo disse , me fiz de ladrão para ganhar o ladrão para o reino de deus , jesus permitiu que uma adultera lavasse seus pés , então que dizer se sou cristão não posso trabalhar entre os ímpios, se assim for quem vai pregar a palavra para eles , Deus sonda nossos corações e se ele for impuro e falso então nem todos os meus dias dentro da igreja irão me salvar, o senhor jesus desceu ao inferno para libertar as almas que la estavam, é nossa obrigação entrar seja aonde for , na boate , no esporte , na praia onde for, para dizer a todos jesus te ama.

  5. Nossa seleção foi muito mimada,uma seleção infantil que só quer se aparecer com seus visuais,mas de futebol não tem nada,foi melhor assim do que exaltar a senhora do carajás e toda
    idolatria do Olodum baiano,o Brasil precisa saber que o único que dá a vitoria os humildes,chama
    Jesus de Nazaré

DEIXE UMA RESPOSTA