De bancada a legenda: deputados evangélicos planejam fundar Partido Republicano Cristão, diz site

13

Os parlamentares evangélicos no Congresso Nacional planejam fundar um novo partido, transformando a atual bancada evangélica numa legenda.

Caso o partido nasça, será uma das maiores bancadas do Congresso, com 73 deputados federais, segundo informações a Coluna Esplanada, do portal Uol.

A ideia nasceu há mais de um ano entre os 22 deputados ligados à Assembleia de Deus, e desde então, os demais integrantes da bancada evangélica vem sendo convencidos a concretizar o projeto.

O plano do grupo de parlamentares cristãos é que em 2018 a bancada seja duplicada no Congresso, ultrapassando a casa de 150 deputados, o que seria aproximadamente um terço dos integrantes da Casa.


Atualmente, a bancada evangélica é formada por uma frente suprapartidária, com integrantes do PSDB, PT, DEM, PR, PP, PMDB, PSC, entre outros. Caso a legenda seja fundada, se chamará Partido Republicano Cristão (PRC) e nascerá sem direito a tempo de televisão ou fundo partidário.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

13 COMENTÁRIOS

  1. “Caso a legenda seja fundada, se chamará Partido Republicano Cristão (PRC) e nascerá sem direito a tempo de televisão ou fundo partidário.”

    Essa nova legenda evangélica não teria direito a tempo de TV nem fundo partidário?

    então a chance desse partido existir está comprometido… o que os pastores-politicos mais querem é aparecer na tv e terem fundo partidário.

  2. Para que fundo partidário? Dízimos e ofertas de missões, criação de hospitais, ajuda a pobreza, escola cristãs, ongs de apoio em favelas serão tudo tirado e colocado para esse partido né. Fazer o quê! Duvido que irão pedir dinheiro em igreja para fundação do partido. Queria saber se eles disponibilizarão os nomes de quem ira contribuir. Deus nos conceda sabedoria.

  3. Mais um? sera possivel meu Deus do ceu ja não chega os que tem, que ajuntando todos não valem um estrume seco no pasto, pois cada um e pior que o outro, principalmennte o inferno do pt e psol, puxa la vida puxa la vida, acho que vou ter que fazer como o comentariata aqui deste site e mudar para os estados unidos, ou então para a conchinchina ou quem sabe para marte

  4. ALGUEM JA PENSOU QUANTOS PASTORES, PADRES, E OUTROS SONEGADORES LEGAIS DE IMPOSTOS EXISTEM NO BRASIL, GOSTARIA DE SABER SE O PASTORES POLITICOS OU POLITICOS EVANGELICOS PAGAM IMPOSTOS, , MEU RECEIO´É QUE SE ELEITO UM DESSES CHACAIS DA FÉ COMO PRESIDENTE VAMOS SER OBRIGADOS ALEM DE IMPOSTOS TÃO ALTOS PAGAR O DIZIMO E FAZER OFERTA POR LIVRE E ESPONTANEA IMPOSIÇÃO AI REALMENTE É O CAPIROTO NO PODER

      • Não fale asneira meu filho, precisa frequentar uma igreja pra ver que ninguém é obrigado a pagar dizimo e nem sequer a dar oferta. Apenas a bíblia diz que, aquele que não devolver está roubando o Senhor Deus. Pois tudo que você tem foi Deus quem lhe deu, então carece que vc devolva 10% para que não falte mantimentos na casa do Senhor.

  5. Disse-lhe, pois, Pilatos: Não me falas a mim? Não sabes tu que tenho poder para te crucificar e tenho poder para te soltar?
    Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; mas aquele que me entregou a ti maior pecado tem.

    João 19:10-12

    QUEM DA AUTORIDADE É DEUS

  6. Jornalista afirma que bancada evangélica é a “mais ausente, inexpressiva e processada” do Congresso Nacional. Leia na íntegra
    Publicado por Tiago Chagas em 6 de junho de 2012
    Tags: Bancada Evangélica, Frente Parlamentar Evangélica, Igreja Católica, Igreja Protestante, Igrejas Evangélicas, joel bento carvalho, Política, Protestantismo, Transparência Brasil
    218 Comentáriosenviarimprimiremailshare no fborkutartweet
    Notícias Gospel em seu email

    Comentando dados divulgados pelo portal Transparência Brasil sobre a bancada evangélica no Congresso Nacional, o jornalista Joel Bento Carvalho criticou a conduta dos parlamentares religiosos: “Bancada evangélica: a mais ausente, inexpressiva e processada”
    Segundo Carvalho, “fica difícil defender a chamada bancada dita Religiosa ou Evangélica”, com a divulgação dos dados, segundo os quais, os parlamentares da Frente Parlamentar Evangélica constam dos mais faltosos e processados do Congresso Nacional.
    O jornalista afirma que muitos dos parlamentares parecem usar o cargo público apenas para promoção pessoal: “Pelo que se vê a locupletação é ampla, geral e irrestrita. Parecem ter percebido outro veio fácil de enriquecer além da religião. Aliás, não tem nada de evangélica . Evangelizar é o ato de levar o evangelho às ovelhas”.
    Referindo-se às igrejas protestantes tradicionais como exemplo, o jornalista questiona o motivo de igrejas apoiarem candidatos: “Por que essas que são igrejas seculares não entram na política? Por que só alguns Padres, alguns militantes da Opus Dei e os pastores das igrejas não alinhadas entram para a política?”, questiona.
    Joel Bento Carvalho afirma ainda que não se deve vincular fé com política: “Qualquer um pode se candidatar a cargos eletivos, mas sem usar a religião. Um religioso verdadeiro mantém distância da política: ‘Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus’. Se não for isso, é falcatrua usando a Religião ou será Deus um pulha também?”.
    Confira abaixo a íntegra do artigo do jornalista Joel Bento de Carvalho, para o portal Luis Nassif:
    Bancada religiosa: a mais ausente, inexpressiva e processada ou será Deus um pulha também?
    Meu Pitaco: Fica difícil defender a chamada bancada dita Religiosa ou Evangélica.
    Pelo que se vê a locupletação é ampla, geral e irrestrita. Parecem ter percebido outro veio fácil de enriquecer além da religião. Aliás, não tem nada de evangélica . Evangelizar é o ato de levar o evangelho às ovelhas perdidas, coisas que só as as igrejas seguidoras de Luthero fazem.
    Por que essas que são igrejas seculares não entram na política? Por que só alguns Padres, alguns militantes da Opus Dei e os Pastores das igrejas não alinhadas entram para a política? Qualquer um pode se candidatar a cargos eletivos, mas sem usar a religião.
    Um religioso verdadeiro, mantém distância da Política: Daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. Se não for isso, é falcatrua usando a Religião ou será Deus um pulha também?
    JBC
    Compartilhar
    Domingo, 27 de maio de 2

  7. São os demônios se unindo na tentativa de ururparem o poder mundano.Poder construído
    pelo abominável e famigerado proselitismo via curral eleitora. É melhor assim,pois, a
    queda destes falsos que usam a religião para fins políticos é grande e perfeita para nunca
    makis se levantarem.Como eles não tem moral pelo envolvimento com corrupção e tudo
    que não presta,DEUS os entregará nas mãos das pessoas mundanas para que eles sejam
    confundido,cobdertos de vergonhas,vexames e sem poder.Assim como eles pregam o
    evangelho da exclusão,eles também serão excluídos.Muito melhor os agentes de lúcifer todos
    unidos num só partido.

    • Não sei se você prega algum evangelho, se vc é crente de alguma igreja. Mas, sei bem que o evangelho da bíblia não é não. Ou se for, vc mais uma meia duzia neste site e em outros referente a este matéria estão precisa ler a bíblia nos provérbios.

      Quando os justos florescem, o povo se alegra;
      quando os ímpios governam, o povo geme. Provérbios 29:2

  8. Agora sei que o mundo nos odeia pois tem partidos políticos para defender todos os tipos de classes sociais e vejo aqui muitos revoltados por causa da criação de um partido que represente a nossa classe nas repartições publicas de nosso país. Más a igreja já estar acostumada com perseguições.

DEIXE UMA RESPOSTA