Especial: Dia Internacional da Mulher

0

As mulheres foram muito importantes no ministério de Jesus. Sempre as encontramos servindo-o, prestando-lhe socorro e ajuda em todos os momentos de sua vida terrena. Elas tornaram a vida de Jesus mais agradável, em face à tanta oposição e contrariedade muito comuns em seu trabalho.

Foram elas as últimas a deixar a cena da cruz, Mc 15:40, “Estavam também ali algumas mulheres, observando de longe; entre elas, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o menor, e de José, e Salomé”.

Foram elas as primeiras a tomarem conhecimento de sua ressurreição, quando foram visitar o túmulo de Jesus, Mt 28.1-6, “1 No findar do sábado, ao entrar o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. 2 E eis que houve um grande terremoto; porque um anjo do Senhor desceu do céu, chegou-se, removeu a pedra e assentou-se sobre ela. 3 O seu aspecto era como um relâmpago, e a sua veste, alva como a neve. 4 E os guardas tremeram espavoridos e ficaram como se estivessem mortos. 5 Mas o anjo, dirigindo-se às mulheres, disse: Não temais; porque sei que buscais Jesus, que foi crucificado. 6 Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito. Vinde ver onde ele jazia”.

Desde os tempos de Jesus que a mulher vem ocupando espaço primordial na sociedade. Superou preconceitos, venceu obstáculos, conquistou novos papéis e agora, mais do que nunca, assume responsabilidades na igreja de Jesus.

Líderes, educadoras, ministras, pastoras e mãe. Em qualquer de suas funções, sempre estará trazendo à memória o valor que recebeu de Deus. As igrejas batistas homenageam as esposas de pastores e mulheres, no primeiro domingo de março. Realizam atividades voltadas para o tema e destacam o papel da companheira do ministro de Deus, responsável pela igreja de Jesus aqui na terra.

Tão reconhecido é o seu valor entre os homens que ganhou um dia só delas. Dia Internacional da Mulher, celebrado a 8 de Março de todos os anos. É um dia comemorativo para a celebração dos feitos econômicos, políticos e sociais alcançados pela mulher.

A ideia da existência de um dia internacional da mulher foi inicialmente proposta na viragem do século XX, durante o rápido processo de industrialização e expansão económica que levou aos protestos sobre as condições de trabalho. As mulheres empregadas em fábricas de vestuário e indústria têxtil foram protagonistas de um desses protestos em 8 de Março de 1857 em Nova Iorque, em que protestavam sobre as más condições de trabalho e reduzidos salários.

Dentre outros eventos históricos relevantes, lembra-se do incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist (Nova Iorque, 1911) em que 140 mulheres perderam a vida. As mulheres envolvidas nestes movimentos foram as mesmas que fundaram, dois anos depois, os sindicatos.

Fonte: Batista – ES

SEM COMENTÁRIOS

  1. Bem aventurada a mulher chamada a transmitir e a guardar a vida de maneira humilde e grande. Bem aventurada quando nela e ao redor dela acolhe faz crescer e protege a vida. Bem aventurada a mulher que se empenha em promover um mundo mais justo e mais humano. Bem aventurada a mulher que, em seu caminho, encontra Cristo: escuta-O, acolhe-O, segue-O. Bem aventurada a mulher que, dia após dia, com pequenos gestos, com palavras e atenções que nascem do coração, apresenta Cristo, como o caminhoe a esperança para a humanidade.

DEIXE UMA RESPOSTA