Estudantes usam fé e oração na busca por bom desempenho no ENEM; Redes sociais registram agradecimentos a Deus por “prova abençoada”

4

A edição do ENEM realizada no último final de semana foi marcada por manifestações de fé dos estudantes nas redes sociais, e a crença de que, numa prova que mede o conhecimento, o sobrenatural pode contribuir para um bom resultado.

Em Piracicaba, interior de São Paulo, José Carlos Vieira da Silva, de 39 anos, fez a prova confiante de que a ajuda divina poderá contribuir com seu resultado: “Achei um pouco complicada, mas com fé em Deus eu alcanço a média. Eu me dediquei aos estudos e acho que vou ter uma boa pontuação”, afirmou o padeiro que almeja o curso de engenharia agronômica na Universidade de São Paulo (USP).

Já em Vitória, capital do Espírito Santo, membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia realizaram orações em frente aos locais de prova. A denominação, conhecida por guardar o sábado, também teve fiéis entre os candidatos, porém com um horário especial. Segundo o G1, os candidatos sabatistas tiveram oportunidade de fazer o ENEM depois que o sol se pôs.

O pastor adventista Paulo Falcão, que comandou orações junto aos membros de sua congregação em frente a um dos locais de prova na capital capixaba, explicou os princípios da tradição adventista.


“Na criação do mundo, após ter feito todas as coisas, Deus descansou neste dia. O sábado foi feito para que o homem tivesse um tempo livre de todas as influências externas, e dedicasse ao descanso, realizando ações de auxílio ao próximo, e a meditação sobre o amor de Deus. Acreditamos e cumprimos os dez mandamentos e o 4º, localizado em Êxodo 20, diz ‘lembra-te do dia do sábado, para o santificar’. Mas não nos prendemos apenas ao antigo testamento da Bíblia, pois no evangelho de Lucas, por exemplo, lemos que o próprio Cristo tinha como costume ir à Igreja aos sábados”, justificou.

Segundo Falcão, a liberdade religiosa tem sido democratizada ao longo dos anos: “As coisas foram mudando aos poucos. O Enem, por exemplo, oferece essa alternativa para as provas. Muitos concursos, vestibulares não são realizados aos sábados e sim aos domingos por conta disso. Mesmo as escolas e universidades fornecem meios alternativos aos sabatistas, a fim de suprir a ausência nas sextas à noite, quando já é sábado para nós. Na maioria das vezes esta solução acontece através de uma boa conversa”, declarou.

Redes Sociais

O Twitter registrou diversas manifestações de estudantes que fizeram a prova do ENEM agarrando-se à fé para conseguir um bom resultado.

“Estou totalmente tranquilo para o ENEM. Estudei, orei, confio em Deus. O Espírito Santo habita em meu ser”, afirmou o internauta Carlos Fábio, antes de fazer a prova.

A usuária Cleide Mendes comemorou a oportunidade de celebrar a fé antes do início do exame: “Foi muito power o Enem, fiquei em uma sala onde a maioria são cristão, cantamos, oramos e dividimos testemunhos antes de começar a prova :)”, escreveu a estudante, registrando um dos erros mais comuns no uso língua portuguesa: a falta de concordância.

O apelo à fé para ser bem-sucedido no teste teve testemunho de outros usuários do Twitter em relação aos anos anteriores: “Eu fiz o #Enem ano passado cheia de esperança, e Deus me abençoou com o passaporte para as duas melhores universidades públicas de Belém :’)”, comemorou Isabell Viena.

“Monte de gente amigo meu fazendo ENEM… Galera, já orei por vocês, vai da tudo certo!”, publicou Fernanda Doehler. A iniciativa parece ter funcionado para Annelise McCord: “Eu agradeço a Deus pelo bom ENEM que eu fiz. Orei á Ele antes… E deu tudo certo! Tenho confiança Nele e sei que me sairei bem”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

4 COMENTÁRIOS

  1. Deus não irá soprar as respostas no ouvido de ninguém, mas com certeza uma oração antes da prova pedindo tranquilidade, serenidade para LEMBRAR TUDO O QUE VOCÊ ESTUDOU, serão realmente de grande ajuda!!!

  2. Distorcer é o mote do momento contra cristãos.
    Concordo que ninguém logrará êxito em exames desse nível, apenas orando ou rezando, e, sem jamais ter aberto um livro para estudar.
    Acredito que as pessoas, que postaram seus agradecimentos a Deus, o fizeram no sentido de terem lembrado daquilo que estudaram, bem como de haver sido cobrado muito do conteúdo específico que estudaram; pois, todos sabem que, o conteúdo cobrado no ENEM é vastíssimo e multidisciplinar. Portanto, não bastar só estar bem preparado; é preciso tranquilidade, em razão do caráter conteudista do exame, isto é, com extensos textos para quase todas as questões, o que leva o candidato a uma estafa precoce durante o exame.
    Fui aprovado no vestibular da UnB em junho passado, e posso garantir que o ENEM estava bem mais cansativo.
    Encontrei 6 gabaritos divergentes, e todos de grandes cursos preparatórios. É unânime também entre os melhores professores que o ENEM/2013 não estava fácil. Por isso é compreensível a gratidão de quem se saiu bem no exame.

    Fui aprovado duas vezes em vestibulares da UnB, em 1995 e agora no 2º vestibular 2013. Nas duas oportunidades jamais toquei em um livro sequer, e usei apenas o conhecimento adquirido quando realizei o supletivo do antigo 2º grau no ano de 1992. Nessas duas oportunidades orei a Deus para que tivesse êxito, isto é, me favorecendo a lembrar daquilo que eu sabia. Para os que não acreditam em Deus, então fiquem com a providência da “coincidência”, pois, “coincidentemente”, ambos os vestibulares cobraram o que eu sabia.

    Obrigado, DEUS!

DEIXE UMA RESPOSTA