Cratera engole casas e gestante escapa de desabamento por segundos: “A mão de Deus está nas nossas vidas”; Assista

4

Uma comunidade ribeirinha em Abaetetuba, no Pará, foi assolada por uma tragédia que assolou 67 famílias e proporcionou o acontecimento de um milagre.

A corrente do rio Maratauíra fez com que as casas construídas no aterro à sua margem fossem engolidas numa cratera devastadora e veloz, mas uma gestante conseguiu salvar a filha pequena e a sua própria vida com a ajuda dos vizinhos.

Kátia Farias Barbosa, grávida de sete meses, notou a movimentação de terra e pediu socorro aos vizinhos. Quando chegou ajuda, jogou sua filha de 2 anos e cinco meses pela janela e saiu pela janela segundos antes da casa desabar: “Quando percebi [o desabamento], me desesperei. Comecei a ver os muros, a fiação elétrica arrebentando com força. Então vi minha filha ali brincando. E o que eu poderia fazer?”, disse a gestante. “O que passou pela minha cabeça na hora foi jogar ela por cima, não pensei duas vezes. Vi que tinha gente embaixo, e perguntei para um rapaz: ‘Você segura a minha filha?’ Aí ele disse que sim e que depois dava um jeito de me tirar”, relatou.

O desespero da gestante a fez ignorar o tempo avançado de gestação para salvar sua vida e do bebê que carrega em seu ventre: “As pessoas dizem que eu nem cheguei a descer, que me joguei logo, mas foi no meu desespero. Quando me joguei e o rapaz puxou meu braço, pronto, caiu a casa. Rachou a terra, e a casa foi para o fundo. Não lembro o que aconteceu, me joguei e não lembro mais [do que aconteceu depois]”.


Para Kátia, a palavra que resume o acontecido é milagre: “Depois que tudo aconteceu, o que passa pela minha cabeça é que foi um milagre, um milagre muito grande, porque foi muito rápido. Começou a cair tudo muito rápido, ninguém esperava. Eu nasci de novo, eu e a minha filha”.

O marido de Kátia, o pescador Miro Frias, estava na igreja e ao voltar para casa e encontrar a destruição, temeu: “Quando cheguei e olhei, parecia cenário de filme, estava sumindo tudo. Fiquei apavorado, perguntei pela minha esposa e minha filha, até que me disseram que elas tinham se salvado […] Da minha casa, não restou nada, perdi tudo. Tudo material. Mas o melhor é a vida, e a mão de Deus está sobre as nossas vidas, porque foi um milagre”, disse ao G1.

A prefeitura da cidade decretou estado de emergência, e a Defesa Civil interditou outros 23 imóveis construídos no mesmo aterro, pois o risco de desabamento é alto.

Assista a reportagem do Jornal Hoje, da TV Globo, sobre a tragédia:

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

4 COMENTÁRIOS

  1. milagres para quem cre em Deus tragédia para os perturbados pela depressão que só vem o lado negro da história, casualidade para teus que não acreditam em nada

  2. Se houvesse uma mão de algum deus, essa gente não precisava invadir áreas de grande risco, e se invadisse, esse pretenso deus não permitiria avalanches e desabamentos. Ela tem que agradecer tão somente aos vizinhos, pois aí tem é mão de vizinho, e não de deus.

    • JESUS DISSE AOS POBRES VÓS TEREIS SEMPRE, TAMBÉM ESTÁ ESCRITO O SOL NASCE SOBRE O BOM E O MAL, DA MESMA FORMA A CHUVA..E PARA FINALIZAR DO QUE SE QUEIXA O HOMEM DO SEUS PRÓPRIOS PECADOS

DEIXE UMA RESPOSTA