Líder batista afirma que a Igreja tem mentido sobre a verdadeira natureza da homossexualidade: “Fazemos homofobia”

102

O pastor Albert Mohler, presidente do Seminário Teológico Batista do Sul dos Estados Unidos e figura muito respeitada dentro e fora da denominação, disse no último dia 15 de junho, que os Batistas do Sul precisam se arrepender de uma “forma de homofobia” que mantém gays e lésbicas fora das suas igrejas. A declaração de Mohler foi dada quando respondia a uma pergunta de um conhecido blogueiro batista, Peter Lumpkins (vídeo abaixo), sobre se eram verdadeiros os comentários atribuídos a ele num artigo publicado em 24 de Março no Christian Science Monitor. Naquela ocasião, outro pastor batista, Jonathan Merrit, escreveu que Mohler teria dito o seguinte: “Nós temos mentido sobre a natureza da homossexualidade e temos praticado algo que somente pode ser descrito como uma forma de homofobia”, e “nós temos usado a linguagem da escolha quando está claro que a orientação sexual representa uma luta interna muito mais profunda e não meramente uma questão de escolha”.

Durante a recente Convenção anual dos Batistas do Sul (SBC – Southern Baptist Convention), o Pr. Mohler disse que “em nenhuma hipótese alguém de boa mente pode estar confundido sobre o que eu creio a respeito da homossexualidade”, porque ele já escreveu mais de 200 artigos sobre isso, mas “a realidade è que nós, como igrejas cristãs, não temos andado bem nessa questão”. Acrescentou que “os evangélicos, felizmente, têm falhado em seguir a trajetória liberal de mentir sobre a homossexualidade e sua pecaminosidade. Nós sabemos que a Bíblia claramente declara – não somente em versos isolados, mas na totalidade da sua apresentação e compreensão – o fato de que a homossexualidade não somente não representa o melhor de Deus para nós, como alguns tentam dizer, como também é pecado. Entretanto, nós como evangélicos temos uma história muito triste ao lidar com essa questão. Nós não temos falado a verdade, mas só a metade da verdade. Nós temos pregado a verdade bíblica, o que é importante, mas nós não a temos aplicado no sentido bíblico. Dizemos às pessoas que a homossexualidade é somente uma escolha quando é claro que é mais do que uma escolha. Isto não significa que seja menos pecaminoso, mas significa que não é algo que as pessoas possam simplesmente ligar e desligar. Nós não seremos pessoas do evangelho a não ser que entendamos que somente o evangelho do Senhor Jesus Cristo pode dar a uma pessoa homossexual qualquer esperança de ser liberta da homossexualidade”.

Mohler admitiu ainda que as igrejas não têm feito o seu trabalho, “já que existem aqueles que caíram na armadilha desse pecado e que estão sentadas entre nós”. Essas declarações deixaram o blogueiro Lumpkins “digerindo as informações”, já que o pastor Albert Mohler, por diversas vezes, se posicionou publicamente contra o casamento gay, a ordenação de pastores homossexuais e outros aspectos do que ele próprio chama de “normalizar o comportamento homossexual”, bem como chamou a iniciativa da Igreja Presbiteriana dos EUA em ordenar pastores homossexuais como “uma tragédia” e “um desastre teológico”. De qualquer maneira, a admissão pública de que existe um certo nível de homofobia dentro da igreja batista norteamericana, vinda de um líder dessa importância, deixou muita gente sem saber o que pensar.

Fonte: O Contorno da Sombra


102 COMENTÁRIOS

  1. Sinceramente eu não entendi o que esse cara quis dizer porque ele enrolou tanto no texto querendo se passar por culto que fiquei perdido… na verdade é mais um querendo ibope se achando conhecedor…tá cheio desses caras por aí.
    É tão simples isso…diz a bíblia "…os efeminados…não herdarão o reino de Deus." era só ele dizer isso e é o que as igrejas tem feito sim.

  2. Concordo com Albert Mohler presidente do Seminário Teológico Batista do Sul dos Estados Unidos, não tem embasamento bíblico nenhum para os ataques aos homossexuais é apenas um símbolo prático de homofobia.

    A IGREJA DEVE emitir uma opnião sobre o assunto, para não ferir a liberdade religiosa e se posicionar CONTRA a união e casamento de pessoas do mesmo sexo, é um DIREITO da igreja ter seu costume e doutrinas e exigir que as respeitem, porém não dá a credibilidade de MEIA DUZIA DE CRENTES MAU AMADOS saírem julgando e ofendendo as pessoas independente de suas escolhas. Tão precisando descobrir e conhecer a bíblia, seus contextos e entender o que ela diz a respeito do caráter de Deus.

    Se querem pregar alguma coisa em praça pública pregue a Salvação e Espírito Santo convencerá as pessoas de todos os seus pecados. Não assuma o papel que não é seu, QUEM CONVENCE DO PECADO É DEUS NÃO VOCÊ, MERO PECADOR.

    O Deus que o povo diz que serve e toma o lugar D'ele nas horas de julgar e ofender, ama o pecador porém aborrece o pecado.

    Quem pode dizer aqui nesta terra que é fiel a Deus em todas as obras? Quem pode dizer que não tem pecado? Onde viram que se você mente pra alguém o seu pecado é menor do que a orientação sexual alheia?

    Ora vamo parar com a moralidade falsa dentro de nós que só quer aparentar pros outros aquilo que nem vivemos. Como podemos encher a boca pra criticar alguém se nossa vida é tão podre, que se abrisse ela(nossas vidas) para os outros ficariamos envergonhados!

    Se a igreja física quer se posicionar contra amém, até porque ela zela pelos costumes e doutrinas cristã, mas isso não dá direito a ninguém de ofender as pessoas. E não tem base bíblica legal que te conduz a ser um ofensor nato. Só Jesus tem a Autoridade de desatar o selo, não ponha palavras na boca D'ele mas use a sua.

    Quem tem ouvidos para ouvir, que ouça.

    • Sabe, sou Umbandista e minha religião crê sim e MUITO em Deus. Aprendemos a respeitar e amar as pessoas, como elas são. No espiritismo, de uma forma geral, a visão sobre a homossexualidade, é outra. Não é pecado, não é contra a vontade de Deus. Não entendo como um homossexual, pode querer se aproximar de uma religião, que os enxergam/tratam como seres abomináveis, profanos, pecadores, enquanto é algo tão simples, tão sutil, tão comum e normal.

DEIXE UMA RESPOSTA