Igrejas evangélicas são a nova arma da Argentina contra a violência

4

Para combater o aumento da criminalidade e da violência policial a cidade de Comodoro Rivadavia na província de Chubut, na Argentina, está contando com a ajuda das igrejas evangélicas locais.

O apoio das igrejas foi solicitado por um dos membros da Câmara Municipal da cidade. A Câmara está estudando a possibilidade de alterar o Código de Processo Penal, conforme solicitado o prefeito Nestor Di Pierro.

O vereador Carlos Vargas foi quem teve a iniciativa de pedir ajuda das igrejas no combate à violência, segundo ele a igreja é uma instituição que ensina bons valores cristãos. De acordo com o Noticias Cristianas Vargas afirmou que a nova gestão da cidade não obteve ainda muitas mudanças na cidade, mas que estão trabalhando na resolução dos problemas sociais.

Com a ajuda das igrejas o vereador espera trabalhar na prevenção de novos crimes, principalmente focando na educação. “Vamos convidar muitas igrejas evangélicas para fazer parte da contenção para as crianças. Como um homem de fé, eu sempre digo que quando as crianças são ensinadas nos princípios religiosos, desde pequeno, aprendem a respeitar a Deus, ao próximo e a natureza”, afirmou Vargas.


O vereador informou ainda que está conversando com lideranças evangélicas em busca de apoio para o trabalho de redução da violência a ser implantado no primeiro semestre de 2012: “Temos conversados com os pastores há muito tempo e agora em março, quando muito, em uma última análise, vamos começar a ter reuniões com eles para começarmos a formar este trabalho”, explicou.

Fonte: Gospel+

4 COMENTÁRIOS

  1. Oi, Amigos
    Conto com o apoio de vocês para nos ajudar a levar a verdade e e tentar acabar com tantas igrejas corruptas.
    Obrigado
    Apóstolo Tely Tecõ

    Voltando ao primeiro amor

    Fiz muitas jornadas a pé, de ônibus de carro e de avião para pregar a palavra do Eterno.
    No último ano de 2013, fiz uma peregrinação espiritual extraordinária e maravilhosa toda de bicicleta.
    Comecei no Estado de Goiás, indo de cidade em cidade, sem nenhum centavo e dormindo na minha tenda, que a armava hora nos acostamento das rodovias, outras vezes nas praças, e na maioria das vezes nos postos de gasolina.
    A meta era sair do Estado de Goiás, passar pelo Estado de Minas Gerais e chegar a Copacabana, Rio de Janeiro. Missão esta realizada com muito sucesso.
    Depois desci a orla do mar indo à cidade de Paraty, depois para o Estado de São Paulo, indo a seguir para o Estado de Minas Gerais e retornando a capital do Estado de Goiás, Goiânia. Graças ao Eterno todo o percurso realizado com muita alegria, amor e sucesso.
    Mesmo sem nenhum dinheiro, tudo me foi suprido pelas mãos do Eterno; o cafezinho, o almoço, o lanche da tarde, a janta, proteção, força para pedalar de cidade em cidade e principalmente a companhia do Eterno.
    Seguindo a peregrinação em muitas cidades de Goiás, e ainda estou em viajem, à jornada de volta pra casa, dentro de mim mesmo e simultaneamente reluzindo no exterior.
    Ouvindo o clamor de milhares de pessoas, orando por elas, intercedendo junto ao Eterno e pregando o genuíno evangelho de nosso Senhor Jesus o Messias. Pregações feitas pessoalmente, nas praças, nas ruas, nas casas, comércios, postos de combustível, nos valados e becos.
    O povo chora e clama continuamente por justiça. Estamos vedo líderes se sucumbindo ao glamour do mundo.
    Antes que Jesus o Cristo viesse, nossos pais já se faziam distante da verdade. Por isso mesmo é a questão da Sua vinda;“para fazer o meu povo voltar, reconciliar com a verdade.”
    No tempo dos primeiros grandes Apóstolos, eles recebiam os dízimos, as ofertas e as ofertas alçadas. Mas tudo era para os necessitados da Igreja. Digno é todo trabalhador de seu salário, e o salário dos Apóstolos era não ter salário, mas sim, “ter tudo em comum”.
    “todos os que creram estavam juntos, e tinham tudo em comum. Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos à medida que alguém tinha necessidade. (Atos 2.44-45).
    Ora, no tempo dos primeiros Apóstolos, havia Sinagoga, o Templo onde até Jesus pregava, e a Bíblia diz em Malaquias 3.10, que os dízimos, ofertas e ofertas aladas deveriam ser levadas a esses Templos, à Casa do Tesouro, mas Eles não levavam para esta casa, pois era uma casa corrupta, fizeram dela Casa de Comércio, e o Senhor Jesus o Messias nos revelou esta verdade.
    “Tendo Jesus entrado no Templo, expulsou a todos os que ali vendiam e compravam; também derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; Vós, porém a transformais em covil de ladrões. (Mateus 21.12-13).”
    Jesus expulsou aqueles que vendiam e também quem comprava.
    Hoje estão vendendo de tudo; livros, CDs, DVDs, jornais e etc. E até as antigas Igrejas vendiam galinhada, almoço e outras coisas para arrecadarem dinheiro.
    O Apóstolo não levava os dízimos ao Templo, não obedecendo Malaquias 3.10, aos olhos dos homens corruptos. Mas verdadeiramente e fielmente obedeciam a Palavra do Eterno em Malaquias 3.10, quando não roubava do órfão, da viúva e dos necessitados. Distribuindo a todos (Atos 2.44-45).
    “A Religião pura e sem mácula, para com o nosso D’us e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e a si mesmo guardar-se incomtaminados do mundo. (Tiago 1.27)
    Pois, o verdadeiro sofredor com Cristo não é aquele que: “Soltes as ligaduras da impiedade, desfaças as ataduras da servidão, deixes livres os oprimidos e despedaces todo jugo? Porventura não é também que repartas o teu pão também com o faminto, e recolhas em casa os pobres desabrigados, e se vires o nu, o cubras, e não te escondas do teu semelhante? (Isaias 58.6-8).”
    Saulo, que antes perseguia a Igreja verdadeira, perseguia o povo de D’us, e era a mesma cousa de estar perseguindo ao nosso Senhor Jesus o Messias. Disse Jesus; “Saulo, Saulo porque me persegues”.
    Hoje, a maioria dos líderes estão roubando de nosso Senhor Jesus o Cristo, quando roubam do povo “que se chama pelo meu Nome”.
    E rogo ao Eterno que se convertam como Saulo e se tornem como Paulo, servo do Eterno.

    Tely Tecõ

DEIXE UMA RESPOSTA